CHAT _
EletrônicaBR.com
collapse collapse
Midias EletrncaBR
Patrocinador

UsinaInfo
Projetos EletrncaBR
Top Joinhas
infosquad infosquad
Joinhas: +1427\-2
DSystem DSystem
Joinhas: +1022\-5
vlad_itj vlad_itj
Joinhas: +990\-0
Perciva Perciva
Joinhas: +978\-1
H3710 H3710
Joinhas: +925\-9
Gilson Macedo Gilson Macedo
Joinhas: +799\-2
Wil...(Zumbi) Wil...(Zumbi)
Joinhas: +799\-7
kotnatan kotnatan
Joinhas: +590\-0
Cassio Almeida Cassio Almeida
Joinhas: +525\-2
edsonninja edsonninja
Joinhas: +483\-0
hds-tec hds-tec
Joinhas: +466\-0
Paulo Paulo
Joinhas: +448\-2
robertoes robertoes
Joinhas: +452\-11
Darlanz bruffati Darlanz bruffati
Joinhas: +406\-4
CJ CJ
Joinhas: +388\-5
Arduino EletrncaBR
Patrocinador

GearBest
alexaraujo
22 horas atrás por alexaraujo
Visualizações: 20 | Comentários: 0



A empresa japonesa Fujitsu lançou no mercado o Arrows NX F-04G, um dispositivo de ponta municiado com um leitor de íris incorporado, o pode representar a próxima tendência nesse nicho de mercado. O protótipo do aparelho já havia sido apresentado na MWC 2015.

Segundo um teste do site *** Você não tem permissão para ver links. Registre-se ou Login , o scanner de íris supera com folga os leitores de impressão digital em termos de facilidade. Na maioria dos casos, desbloqueio do aparelho era tão rápido que mal dava tempo de se nota que há um processo de leitura acontecendo.



Além do leitor, o aparelho com Android Lollipop tem configurações robustas: tela quad-hd de 5,2 polegadas (com colossais 565 pixels por polegada), processador 64-bit octa-core Snapdragon 810, 3 GB de RAM, 32GB de armazenamento interno e 3120mAh de bateria. Além do aparelho ser a prova d'água, não podemos esquecer da câmera, que é uma Sony Exmor de 20,7 megapixels.

A Fujitsu está pedindo cerca de US$ 750 pelo aparelho e por enquanto será vendido apenas num clube de assinaturas, mas a empresa japonesa pretende liberar a venda do smartphone brevemente no país.

fonte:olhardigital.com.br
alexaraujo
um dia atrás por alexaraujo
Visualizações: 22 | Comentários: 0


Aplicativos e acessórios ajudam a mandar mensagens quando não há sinal

Você chegou com amigos a um show mas, de repente, se vê sozinho no meio da multidão. Tenta o Whatsapp, mas não consegue enviar a mensagem. Tenta ligar, mas não há sinal. As redes estão sobrecarregadas.

O que fazer, então, para se comunicar com seus amigos? A BBC Mundo (serviço em espanhol da BBC) mostra três alternativas para enviar mensagens quando você não tem internet nem sinal.

Firechat
Este aplicativo já havia sido utilizado durante protestos no Irã e em Taiwan, mas ficou mais conhecida nas manifestações pró-democracia no ano passado em Hong Kong.

Em setembro, em apenas 24 horas 100 mil pessoas baixaram o app, da empresa americana Open Garden, na região administrativa especial da China.

Elas encontraram com a ferramenta uma maneira de se comunicar quando o Instagram havia sido bloqueado na China e muito mais mensagens que o habitual eram censuradas no "Twitter chinês" Sina Weibo.

O Firechat permitiu que eles se comunicassem inclusive sem ter acesso à cobertura telefônica ou à internet.

O app funciona graças a outros celulares que estão conectados à rede sem fio e que atuam como ponto de acesso para os terminais que não estão conectados.

Depois de instalar o aplicativo, esses últimos se conectam através da antena wifi, que permite que as mensagens se espalhem em cadeia, saltando de um usuário para outro próximo.

MeshMe
Esse aplicativo utiliza a mesma tecnologia do Firechat, e daí vem seu nome: mesh networking (comunicação em rede).

É igual ao Firechat e serve para se comunicar em meio a manifestações ou quando existe censura nas redes sociais.

Ele também é útil em festivais ou eventos onde as redes habituais estão sobrecarregadas, assim como nas montanhas ou em outros locais ou a cobertura seja baixa ou nula.

MeshMe permite que você se comunique com outros usuários mesmo quando seu smartphone está em modo "avião", sempre que a conexão wifi ou Bluetooth esteja ativa.

Cada celular que tenha instalado o aplicativo passa a funcionar como um roteador e passa a informações para outro aparelho usando o caminho mais eficiente no momento.

Mas os proprietários dos telefones que estiverem sendo usados como "nós" não podem ler o texto da mensagem.

Segundo a companhia, um iPhone 6 com MeshMe deveria ser capaz de transferir dados a uma distância entre 20 e 30 metros usando o sinal wifi e entre 10 a 15 metros usando o Bluetooth.

goTenna
Essa não é um aplicativo que possa ser baixado no telefone, mas um acessório para celulares que faz às vezes de antena.

É um produto de uma start-up de Nova York com o mesmo nome. A "antena" é uma barra de bolso com uma corrente para ser presa à mochila ou ao cinto.

Como os apps anteriores, o goTenna permite uma comunicação ponto a ponto, mas os usuários dos aparelhos precisam ter o acessório.

O que ela faz é criar uma rede de rádio de baixa frequência para iOS ou Android.

Não se deve esperar uma comunicação de banda larga, mas a CEO da empresa, Daniela Perdomo, diz que em horizontes abertos ela pode enviar mensagem a até 80 metros de distância.

Todas as comunicações são cifradas e contam com um sistema de reenvio constante, até se assegurar de que a mensagem chegou a seu destinatário.

fonte:tecnologia.uol.com.br/
RONLDOJV
um dia atrás por RONLDOJV
Visualizações: 33 | Comentários: 1

Com a chegada do Windows 10, uma série de novidades pode ser experimentada pelos consumidores. Você já deve ter visto uma série de matérias que apresentam as novidades que se tornaram possíveis graças ao novo sistema operacional da Microsoft. Mas será que você saberia dizer tudo o que os usuários podem fazer agora e que não podiam fazer com o Windows 8?

1. Fixar janelas nas quinas

Desde o Windows 7, você pode arrastar as janelas para os cantos para separar a Área de trabalho em duas —fazendo com que dois aplicativos ocupem cada metade da tela. Agora, com o Windows 10 isso fica ainda mais interessante. Arrastando as janelas para os cantos superiores e inferiores, é possível separar a tela em até quatro fragmentos. Uma ótima pedida para quem trabalha com muitas informações.



2. Mais controle do armazenamento

Importando este recurso dos portáteis, o Windows 10 permite que você tenha muito mais controle sobre o espaço ocupado pelos dados no seu computador. Basta digitar “Armazenamento” no Menu Iniciar e acessar as ferramentas indicadas para ter acesso a um menu que mostra as porções ocupadas por arquivos de mídia, sistema, aplicativos, jogos e muito mais.

3. Múltiplas áreas de trabalho


Aguardado desde o anúncio do Windows 10, o suporte às múltiplas áreas de trabalho finalmente está disponível para todos os usuários. Com ele, qualquer pessoa pode abrir uma série de ferramentas de trabalho em um desktop e deixar outro para os itens de mídia, por exemplo. Para fazer a alternância, basta pressionar “Control + Windows + Direcionais (esquerda ou direita)”.

4. Um modo Tablet


Com o modo tablet, as opções de desktop comum são deixadas de lado para que surjam atalhos maiores e mais acessíveis às interfaces touchscreen. É importante ressaltar que a tela Iniciar torna-se uma versão maior do Menu Iniciar — que faz seu retorno oficialmente ao Windows 10.



5. Gerenciar notificações

No canto inferior direito do sistema operacional, a Microsoft adicionou um novo atalho para a central de ações. O recurso engloba a aba de notificações e vários atalhos para funções do computador. Por ali é possível integrar apps e ter acesso a alertas e interações dos softwares instalados. Vale dizer que a central de ações substitui as Charm Bars do Windows 8 com bastante qualidade.

6. Navegador renovado


A Microsoft disse adeus ao Internet Explorer. Para isso, ela trouxe o novo navegador Edge, que traz uma renovação bem interessante no design e no motor de navegação. Ele é mais rápido, estável e fácil de usar do que o antigo Internet Explorer, se mostrando atualizado aos novos tempos e às novas necessidades dos consumidores.


7. Facilidade nas configurações

Ter acesso às configurações no Windows sempre foi algo complexo. Ter acesso às configurações nos smartphones sempre foi algo simples. Como você deve saber, a Microsoft não se importa em adaptar os bons recursos dos portáteis aos computadores. Ou seja: agora acessar essas ferramentas no Windows 10 está fácil. Basta ir até a Central de Ações e clicar em “Configurações”.

8. Desbloqueio biométrico


Pela primeira vez, o Windows traz suporte nativo para o desbloqueio de computadores por meio de impressões digitais. Até o Windows 8, isso era possível somente com a utilização de modificações das fabricantes, mas agora a própria Microsoft adicionou a funcionalidade. Ideal para quem adora segurança.

9. Rodar apps no modo Janela


Se você usou o Windows 8, deve se lembrar de uma série de aplicativos belíssimos, mas que não permitiam interação com outras ferramentas. Estamos falando dos apps com a “interface Metro”, que só rodavam em tela cheia. Agora, eles podem ser usados como softwares comuns no bom e velho formato “Janelas” do Windows.



10. Cortana


A assistente pessoal do Windows Phone chegou aos computadores. Ela permite a interação por voz com uma série de recursos, sendo um excelente auxílio para os donos de PCs. A Cortana está sendo aguardada pelos consumidores há algum tempo. O problema é que, infelizmente, na versão em português do Windows 10 ainda não é possível usar o recurso por enquanto.


Fonte:www.tecmundo.com.br
RONLDOJV
5 dias atrás por RONLDOJV
Visualizações: 83 | Comentários: 0


Citar
Imagem feita por detector (em cima) mostra a assinatura dos férmions de Weyl. Embaixo, esquema mostrando que os férmions de Weyl podem se comportar tanto como monopolo, quanto como antimonopolo dentro de um cristal de arseneto de tântalo. À direita, a previsão teórica feita pela equipe no mês passado. [Imagem: Su-Yang Xu/M. Zahid Hasan]

Matéria e antimatéria
Duas equipes internacionais descobriram simultaneamente uma partícula sem massa teorizada em 1929.

Essa partícula pode dar origem a produtos "pós-eletrônicos", mais rápidos e mais eficientes - entenda-se, ingerindo menos energia e expelindo menos calor - devido à sua capacidade incomum de se comportar como matéria e como antimatéria no interior de um cristal.

É difícil exagerar a importância da descoberta, que abre uma nova dimensão da fotônica - rumo aos processadores que funcionam com luz e aos computadores quânticos -, mas também abre possibilidades de novas áreas de pesquisa ainda nem sequer imaginadas.

Para entender essa descoberta, que não aconteceu no LHC e nem em qualquer outro grande acelerador de partículas, é importante seguir os passos da física e de sua matemática subjacente, que previu os detalhes da matéria e dessa nova "matéria imaterial".

A matemática que revelou a matéria

Em 1928, o físico inglês Paul Dirac elaborou uma equação fundamental para a física de partículas e a mecânica quântica, agora conhecida como equação de Dirac, que descreve as partículas-ondas relativísticas - elétrons muito rápidos logo se mostraram uma solução concreta para a equação de Dirac.

Mas a equação previa a possibilidade da existência da antimatéria dos elétrons, os antielétrons ou pósitrons, partículas com a mesma massa que os elétrons, mas com carga oposta. Em conformidade com a previsão da equação de Dirac, os pósitrons foram descobertos quatro anos depois, em 1932, pelo norte-americano Carl Anderson.

O maior mistério apareceu em 1929, quando o matemático alemão Hermann Weyl encontrou outra solução para a equação de Dirac, uma solução que implicava a existência de uma partícula sem massa - essas partículas passaram a ser conhecidas como "pontos de Weyl".

Um ano depois, o físico austríaco Wolfgang Pauli postulou a existência do neutrino, que era então considerado sem massa, e por décadas se considerou que o neutrino era a solução da equação de Dirac encontrada por Weyl.

Ocorre que os neutrinos só seriam identificados em 1957, pelos físicos norte-americanos Frederick Reines e Clyde Cowan. E numerosas experiências logo indicaram que eles poderiam ter massa. Mais 40 anos de tentativas de confirmação e, em 1998, o observatório Super-Kamiokande, no Japão, finalmente demonstrou que os neutrinos têm massa diferente de zero.

Isto reabriu as discussões longamente esquecidas: Qual seria então a solução de massa zero encontrada por Weyl?

A resposta acaba de ser encontrada simultaneamente por duas equipes internacionais, coordenadas por físicos das universidades de Princeton e MIT, nos Estados Unidos.

Leia Mais...
Férmions de Weyl

Ling Lu e seus colegas do MIT descobriram os pontos de Weyl não em aceleradores de partículas, mas em um material que eles próprios construíram: o cristal fotônico duplo-giroide. Os giroides são encontrados na natureza, em sistemas tão diferentes quanto asas de borboletas e ketchup. No entanto, o grupo precisava de um giroide duplo, com uma quebra de simetria muito específica, com peças interligadas e com defeitos inseridos ao acaso. Eles então tiveram que construir um

"Os pontos de Weyl realmente existem na natureza. Nós construímos um cristal fotônico duplo-giroide com simetria de paridade quebrada. A luz que passa através do cristal mostra a assinatura dos pontos de Weyl no espaço recíproco: duas bandas de dispersão linear tocando-se em pontos isolados," descreveu Lu.

Já a equipe de Princeton encontrou os férmions de Weyl dentro de um cristal metálico de arseneto de tântalo. Eles haviam publicado um artigo em Junho com a previsão teórica de que os pontos de Weyl poderiam ser encontrados nesse cristal. Agora, eles o sintetizaram e mostraram que sua teoria estava correta.

"Resolver este problema envolveu física teórica, química, ciência dos materiais e, mais importante, a intuição. Este trabalho mostra realmente por que a pesquisa é tão fascinante, porque ela envolve tanto pensamento racional, lógico, como iluminações e inspiração," disse Su-Yang Xu, primeiro autor do trabalho da equipe de Princeton.


Citar
Cristal artificial duplo-giroide construído pela equipe do MIT
Melhor do que elétrons

Os férmions de Weyl têm sido extensivamente procurados pelos físicos porque eles são considerados como possíveis blocos fundamentais de outras partículas subatômicas, e são ainda mais básicos do que os onipresentes elétrons e sua carga negativa.

A sua natureza fundamental significa que os férmions de Weyl podem fornecer um transporte muito mais estável e eficiente do que os elétrons, que são a principal partícula por trás de toda a eletrônica moderna. Ao contrário dos elétrons, os férmions de Weyl não têm massa e possuem um elevado grau de mobilidade. Além disso, o spin dessa partícula pode estar tanto na mesma direção, quanto no sentido oposto do seu movimento.

"A descoberta dos pontos de Weyl [...] abre caminho para aplicações e fenômenos fotônicos absolutamente novos. Pense na revolução do grafeno: o grafeno é uma estrutura 2D, e suas propriedades eletrônicas são, em grande parte, uma consequência da existência de pontos de degenerescência lineares, conhecidos como pontos de Dirac. Materiais que contenham pontos de Weyl têm as mesmas propriedades em 3D. Eles literalmente adicionam um grau de liberdade, uma dimensão," comentou o professor Marin Soljacic, do MIT, cuja equipe ganhou destaque recentemente ao aprisionar a luz dentro de um cristal por mais de um minuto.

Monopolos topológicos

A estabilidade tridimensional dos pontos de Weyl deve-se ao fato de que eles são monopolos topológicos. Os monopolos podem ocorrer em duas variedades, positivos e negativos. Por analogia, os monopolos elétricos são cargas positivas e negativas simultaneamente, assim como os monopolos magnéticos são pólo norte e pólo sul ao mesmo tempo. Nos monopolos elétricos, a carga elétrica é conservada, portanto monopolos elétricos só podem ser criados ou aniquilados em pares.

O mesmo é verdadeiro para os monopolos topológicos: eles só podem aparecer ou desaparecer em pares, o que os torna especialmente robustos a perturbações. Ao contrário, os pontos Dirac do grafeno não são monopolos topológicos: eles são neutros, o que significa que eles não precisam de um companheiro para aparecer ou desaparecer, o que os torna muito mais instáveis.

"A física do férmion de Weyl é tão estranha, são tantas coisas surgindo desta partícula que não não somos sequer capazes de imaginar agora," disse o professor Zahid Hasan, coordenador da equipe de Princeton.

Fonte:*** Você não tem permissão para ver links. Registre-se ou Login
djsync
6 dias atrás por djsync
Visualizações: 141 | Comentários: 0

A Microsoft disponiblizou oficialmente o Windows 10 RTM para download através de uma ferramenta específica. Estão disponíveis para download em português as versões Windows 10 Home, Windows 10 Home Single Language e Windows 10 Pro. A versão Windows 10 Business também foi disponibilizada para download via MSDN.

FAÇA DOWNLOAD DO WINDOWS 10 FINAL RTM EM FORMATO ISO
Você pode baixar o Windows 10 diretamente em um pendrive ou em um formato ISO:

1. Clique aqui para fazer download:
Versão 32 bits: *** Você não tem permissão para ver links. Registre-se ou Login
Versão 64-bits: *** Você não tem permissão para ver links. Registre-se ou Login

Medica Creation Tool, a ferramenta de download do Windows 10:


2. Ao executar a ferramenta, escolha se você quer atualizar o seu computador (Upgrade this PC now) ou criar uma mídia para instalar em outro PC


3. Selecione o idioma, edição do Windows 10 e a arquitetura (32-bits, 64-bits ou ambas):


4. Escolha se você deseja copiar os arquivos diretamente para um pendrive (que já deve estar conectado) ou fazer download do arquivo ISO


5. Ao finalizar você tem acesso ao arquivo ou poderá criar um DVD:


fonte:www.baboo.com.br
Páginas: [1] 2 3 ... 30
Patrocinador

ftec

* Top Poster do Mês

hds-tec hds-tec
458 Mensagens
K0rTy K0rTy
363 Mensagens
tecgess tecgess
300 Mensagens
Antonio vm Antonio vm
258 Mensagens
curtolo curtolo
235 Mensagens
Gilson Macedo Gilson Macedo
154 Mensagens
t-info t-info
151 Mensagens
Supporte Supporte
146 Mensagens
Bruno Faria Bruno Faria
141 Mensagens
voguelcell voguelcell
133 Mensagens
Patrocinador

global
eletronicabr
Patrocinador

KLV Notebooks
Celulares EletrncaBR