Jump to content
serviço apple

tutorial Verificando a CPU nos dispositivos MTK antes de alterar o IC de Emmc

Rate this topic

Recommended Posts

Verificando a CPU nos dispositivos MTK antes de alterar o IC do eMMC

Uma coisa que preocupa a maioria dos reparadores ao pegar e posicionar o IC do eMMC é a probabilidade de danificar a CPU devido ao calor ou a qualquer outro motivo. E é um pouco difícil saber se a CPU está saudável e funcionando ou se está danificada pelo calor e…

Felizmente, na série de CPUs MTK (MediaTek), porque essas CPUs são mais fracas que suas contrapartes, é mais fácil detectar se a CPU está danificada ou não. Portanto, para verificar se a CPU está danificada ou não, você precisa obter as informações do seu dispositivo usando caixas de software (originais ou rachadas) que suportam a série de dispositivos MTK. Lembre-se de que é melhor remover o IC do eMMC da placa principal ao tentar obter informações do dispositivo. Como você pode ver na figura abaixo, removi o eMMC IC da placa principal:

c  p  u.jpg

 

Agora preste atenção às informações abaixo; como você vê, o software detectou a CPU do meu dispositivo que é "MT6572". Então, posso dizer que, neste caso, a CPU está saudável e não está danificada.
 

cpu 2.jpg

 

 

boa sorte se ajudeou deixa sua joinha

cpu 2.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By GNMilasi
      Como atualizar o Windows 7 para o Windows 10
       
      Como ficamos sabendo (alguns ainda foram pegos de surpresa), no dia 15/01/2020, a Microsoft parou definitivamente com o suporte ao Windows 7 não enviando mais atualizações do sistema.
       
      Com este fim do suporte, nada mais propício como demonstrar aqui como fazer a atualização do Windows 7 direto para o Windows 10.
       
      Antes de demonstrar como atualizar, vamos averiguar para termos certeza que de fato acabaram as atualização do Windows 7. Como é de costume em meus tutoriais, vou procurar demonstrar da forma mais simples e completa. 
       
       
      Como fazer a atualização do Windows 7 para o Windows 10
       
      Primeiramente, vou demonstrar que efetivamente a Microsoft não oferece mais atualizações para o Windows 7, não adianta esbravejar, chutar a parede, quebrar o teclado ou simplesmente chorar. Para ver isso na prática, clique no menu iniciar do Windows 7 e depois em “Painel de Controle“.
       

       
       
      Dentro no Painel de Controle iremos clicar em “Sistema e Segurança“.
       

       
       
      Em Sistema e Segurança iremos clicar em “Verificar se há atualizações do Windows“, que é uma das opções dentro de Windows Update.
       

       
       
      Se a verificação não tiver iniciado, clique em “Verificar se há atualizações“.
       

       
       
      Iremos aguardar enquanto o Windows Update verifica se há atualizações.
       

       
       
      Como podemos verificar, de fato a Microsoft parou com as atualizações do Windows 7. Podemos clicar quanta vezes quisermos em “Tentar novamente” que a mensagem será sempre a mesma.
       

       
       
      Então prosseguindo com a atualização do Windows 7 para o Windows 10, iremos abrir o navegador e acessar o link conforme a imagem abaixo "microsoft.com/pt-br/software-download/windows10" e iremos clicar em “Baixar a ferramenta agora“.
      Ao finalizar de baixar a ferramenta ““, clique nela para começar a operação.
       

       
       
      Ao executá-la, começará a fazer alguns preparativos para a instalação/atualização do Windows 10.
       

       
       
      Ao terminar os preparativos, aparecerá a janela com os “Aviso e termos de licença aplicáveis”, onde iremos LER, ENTENDER (rs) e clicar em “Aceitar“
       

       
       
      E então o Windows 10 começa a ser baixado.
       

       
       
      Podemos notar que depois de um tempo, ainda na mesma janela, o Windows alterna para a criação da mídia virtual do Windows 10 para efetuar a devida instalação.
       

       
       
      Ao terminar a criação da mídia virtual do Windows 10, ainda na mesma janela, o instalador obterá as novas atualizações referente a esta build do Windows 10 que será instalada.
       

       
       
      No meio do procedimento de obter as atualizações, pode aparecer novamente um outro termo referente a uma atualização onde devemos LER, ENTENDER e clicar em “Aceitar“.
       

       
       
      Ao clicar em aceitar, o instalador do Windows 10 retorna à tela onde está obtendo as atualizações.
       

       
       
      Ao terminar de obter as atualizações, aparecerá a tela para instalarmos o Windows 10. Se desejarmos manter os arquivos e aplicativos é só deixar como está, caso contrário, clique em “Alterar o que deve ser mantido” para selecionar o que deseja manter. Em seguida clicaremos em “Instalar“.
       

       
       
      Agora a instalação estará em andamento e este procedimento, dependendo da configuração do computador, poderá demorar um pouco.
       

       
       
      Na sequência o computador será reiniciado e continuará com a instalação e configuração do Windows 10.
       

       
       
      Logo depois aparecerá o logo do Windows 10 onde as configurações e atualizações do Windows continuarão.
       

       
       
      Ao terminar a instalação do Windows 10, começará a instalar as atualizações.
       

       
       
      Ao finalizar, irá aparecer a tela de login onde, caso não tenha senha, você entrará direto no Windows 10.
       

       
       
      Ao sair da tela de login aparecerá a tela onde iremos escolher nossas configurações de privacidade e depois clicar em “Aceitar“.
       

       
       
      E ao terminar, aparecerá a Área de Trabalho do Windows 10 pronta para o uso. Simples, não?
       

       
       
      Lembrando que ter o sistema operacional atualizado é de suma importância para manter a segurança dos seus dados ou dados da empresa.
       
       
      You are not allowed to view links. Sign in or sign up.
    • By Bruno Miguel Dias Sancho
      apos ver muitos colegas tendo dificuldades para conseguir gravar bios usando garra jacaré, resolvi compartilhar um macete q uso
      no começo quando eu comecei a usar garra notei q muitas placa não tinha como gravar direto, e com isso fiquei curioso em tentar saber o por q não gravava, foi onde eu descobri q o erro se dava ao fato de a gravadora não conseguir alimentar o suficiente a memoria devido a presença de outros componentes no circuito, tendo isso em vista resolvi usar uma fonte de energia auxiliar e a partir dai simplesmente consigo gravar direto na maioria dos casos..

      vamos a ligação...

      sem cortar os fios tem q unir os pinos 3,7 e 8 , esses 3 receberão o positivo e o pino 4 o negativo (assim como na imagem)
      feito isso e so injetar tensão e seguir com o restante do processo convencional de gravação

      uma outra informação a ser adicionada...
      no casos das gravadoras q tem como ligar fonte auxiliar nelas, não a necessidade de fazer essa modificação pois com o uso de fonte externa de alimentação a gravadora sera capaz de alimentar a memoria o suficiente.


       
    • By Mateusabreu
      alguem me ajuda com o esquema eletrico  NP530U3C - LOTUS-13 REV-1.3 
      deixa um like pra ajudar 👍
    • By moraesfe
      Olá amigos.
      Uma dúvida estou com um nobreak SMS POWER SINUS 3.2KVA . Modelo que não utiliza o Micro na placa controladora. 
       
      A pergunta é; ao liga o nobreak pela rede ele não fica com o cooler ativado . Só ativa o cooler quando a transferência para bateria.
       
      Gostaria de saber se este é o funcionamento normal do equipamento?

    • By GNMilasi
      Como instalar o Linux dentro do Windows para usá-lo via linha de comando e interface gráfica
       
      Neste artigo, iremos implantar uma distribuição Linux rodando como subsistema do Windows.
       
      Antes de prosseguirmos com os procedimentos, teremos que fazer as atualizações do windows 10, pois, esta opção de podermos instalar o Linux dentro do Windows, foi disponibilizada a partir da atualização “Fall Creators”.
       
      Após atualizarmos o Windows, iremos ativar o recurso que possibilita instalarmos o Linux. Um das formas mais rápidas de fazermos isso é escrevermos na caixa de pesquisa da barras de tarefas “programas e recursos” e clicarmos na opção que aparece entre as pesquisas “Ativar ou desativar  recursos do Windows“.
       
       
      Como instalar o Linux dentro do Windows com interface gráfica
       

       
       
      Ao abrir a janela de “Recursos do Windows”, iremos habilitar a opção “Subsistema do Windows para Linux” e clicar em “OK“
       

       
       
      Ao clicarmos em “OK”, o Windows instalará os recursos adicionados e ao terminar aparecerá a opção “Reiniciar agora” a qual deveremos clicar para reiniciar o Windows.
       

       
       
      Após o Windows ter reiniciado, iremos acessar a loja da Microsoft e iremos procurar por Linux na opção “Pesquisar”.
       
      Note que aparecerão algumas distribuição Linux disponíveis na loja. Neste artigo, iremos utilizar a distro Debian a qual iremos clicar na opção relacionada a esta distro para instalarmos. Os procedimentos que iremos utilizar, servirá para qualquer umas das distribuições disponíveis na loja da Microsoft.
       

       
       
      Dentro da opção do Debian, clicaremos em “Instalar“. 
       

       
       
      Finalizando a instalação, iremos clicar em “Iniciar” para executarmos o Debian Linux.
       

       
       
      Ao clicar em iniciar, abrirá uma janela na qual o Linux estará executando. Após terminar as instalações e configurações, será solicitado a inclusão de um novo usuário (aqui no exemplo foi colocado lqgusso), uma nova senha para o usuário e digitar novamente esta senha para confirmar. E então o Linux estará instalado é já executando no usuário criado.
       

       
       
      O próximo procedimento a ser feito, é fazer as atualizações dos pacotes instalados nesta distro. Para isso iremos executar o comando “sudo apt-get update”. Como estamos usando o sudo para executar com permissões administrativas, teremos que colocar a senha que criamos junto ao usuário para prosseguir com as atualizações.
       

       
       
      Conforme a imagem abaixo, irá verificar nos repositórios as atualizações disponíveis e instalá-las.
       

       
       
      Pronto! Agora Linux já estará rodando dentro do Windows.
       
      Qualquer distribuição do Linux que for instalada será executada por linha de comando e vai conter todas as estruturas e diretórios do Linux, porém, serão acessados somente via linha de comando.
       
      Mas, podemos também instalar interfaces gráficas como, por exemplo, o Gnome, KDE, XFCE, Fluxbox, Mate, Cinnamon e acessarmos o Linux com um ambiente gráfico e totalmente visual para aqueles usuários desktop.
       
      Neste caso, irei instalar como exemplo a interface gráfica MATE. Para isso, iremos digitar o comando “sudo apt-get install mate” e <enter> para baixar e instalar este pacote.
       

       
       
      Fez a verificação dos pacotes a serem atualizados e dos novos que serão instalado e então digitaremos “y” para confirmarmos as instalações.
       

       
       
      Ao finalizar, iremos digitar outro comando para instalar o pacote xrdp para podermos acessar via Conexão Remota do Windows. Para isso, executaremos o comando “sudo apt-get install xrdp” (lembrando que sudo para permissões administrativas). 
       
      Aqui foi demonstrado como instalar o mate e o xrdp de forma separada. Se quiséssemos instalar os dois pacotes ao mesmo tempo, utilizaríamos “sudo apt-get install mate xrdp”
       

       
       
      Na sequência aparecerá a tela para escolhermos o layout do teclado.  Para quem tem o teclado com cedilha (ç), role até o fim e clique na opção Other (outros).
       

       
       
      Ao clicar em Other, selecione a opção Portuguese (Brazil).
       

       
       
      E em Portuguese (Brazil), selecione a opção “Portuguese (Bazil) – Portuguese (Brazil, no dead keys)” como é mostrada na imagem abaixo.
       

       
       
      Ao apertar na tecla <enter> sairá destas telas e o layout do teclado estará configurado.
       
      Agora para podemos utilizar via conexão remota, iremos abrir o arquivo xrdp.ini com permissões administrativas para edição do arquivo. 
       
      Para isso, iremos executar o comando “sudo nano /etc/xrdp/xrdp.ini“.
       
      Lembrando que sudo para permissões administrativas e que sem o sudo não conseguiríamos editar o arquivo. E estaremos utilizando o editor nano, mas poderíamos utilizar outro como por exemplo o Vi, Vim, Emacs, etc.
       

       
       
      Ao executar o comando, abrirá o arquivo no mesmo terminal no qual estamos executando o comando. Conforme destacado na imagem a seguir, a porta que está sendo utilizada é a 3389.
       

       
       
      Como aqui no meu computador já está sendo utilizada esta porta, irei mudá-la para 3391.
       

       
       
      Em seguida pressionaremos as teclas “Ctrl +  X” para sair do arquivo e será solicitada a confirmação para gravar as alterações feitas no arquivo e então pressionaremos em “Y” para confirmar.
       

       
       
      Ao sair do arquivo, iremos reiniciar o serviço para atualizar as informações que foram alteradas. Para isso executaremos o comando “sudo service xrdp restart“.
       

       
       
      Agora poderemos acessar o Linux pelo ambiente gráfico. Para isso, digitaremos no campo de pesquisa na barra de tarefas “rdp” e clicaremos em “Conexão de Área de Trabalho Remota” que aparecerá entre os resultados da pesquisa.
       

       
       
      Na janela de Conexão da Área de Trabalho, iremos digitar “127.0.0.1:3391“, onde 127.0.0.1 é o ip do localhost, pois o linux está na máquina local e a porta 3391 que é onde o linux estará respondendo.
       

       
       
      Ao clicar em “Conectar“, aparecerá a janela para confirmar o acesso, pois não consegue identificar o computador remoto, então clicaremos em “Sim“.
       

       
       
      Agora que estamos n área de trabalho remota, colocaremos o usuário e senha cadastrados lá no início e clicaremos em “OK“.
       

       
       
      Agora temos acesso a interface gráfica no Linux. Está totalmente pronta, funcional e executando dentro do Windows 10.
       

       
       
      Agora podemos instalar pacotes para utilizarmos na interface gráfica. As instalações podem ser feitas tanto via linha de comando como direto pelo desktop.
       
       
      You are not allowed to view links. Sign in or sign up.

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...