Jump to content
Sign in to follow this  
Chico Lima

Presidente de câmbio de Bitcoins é preso por lavagem de dinheiro.

Rate this topic

Recommended Posts

Em mais uma etapa da operação que tenta coibir o crime na Deep Web, o FBI prendeu Charlie Sherm, CEO do BitInstant, um dos principais câmbios de Bitcoins do mundo. Ao lado de um homem chamado Robert Faiella, ele é acusado de lavagem de dinheiro ao trocar cerca de US$ 1 milhão em moedas virtuais para uso no Silk Road, o mercado virtual de drogas fechado no final de 2013.

Sherm foi preso no domingo (26) no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, cidade onde reside. Já Faiella foi capturado nesta segunda-feira (27) em sua casa, no estado americano da Florida. Ambos receberam duas acusações: de conspirar para realizar lavagem de dinheiro e de operar um negócio não licenciado de transmissão e troca de valores.

De acordo com as informações das autoridades americanas, publicadas pelo jornal The Los Angeles Times, era Faiella o responsável por liderar o esquema ilegal de uso das Bitcoins trocadas pelo BitInstant no Silk Road. Ele cobrava uma comissão de quem desejasse trocar dólares ou qualquer outro tipo de moeda pelo dinheiro virtual, realizando a transação por meio de sua casa de câmbio e transferindo a quantia de volta ao interessado.

Apesar de não estar envolvido diretamente, Sherm teria conhecimento de toda a situação e, inclusive, teria usado o esquema de Faiella para comprar drogas para uso próprio. Além disso, ele é acusado ter se omitido do caso, uma vez que membros de alto escalão de operações de câmbio são obrigados a registrar relatórios sobre qualquer atividade suspeita realizada em seus sistemas.

Baque importante

O caso chama a atenção não apenas pelo alto valor envolvido, mas também pela posição de destaque que Sherm ocupa na comunidade de tecnologia. Além de ser o presidente do BitInstant, ele é um dos diretores da Bitcoin Foundation, uma organização voltada para fomentar e legitimar o uso das moedas virtuais.

Ele também é um associado de Cameron e Tyler Winklevoss, os gêmeos que moveram um dos maiores processos já recebidos pelo Facebook, alegando terem tido a ideia da rede social roubada por Mark Zuckerberg. A dupla é uma das financiadoras do BitInstant e também trabalha para obter os meios regulatórios necessários, de forma a permitir que as Bitcoins sejam usadas como uma forma legítima de investimento.

Os gêmeos, inclusive, estão na lista de depoentes de uma série de audiências que serão conduzidas pela Benjamin Lansky, uma das maiores reguladoras financeiras do estado de Nova York. O tema, justamente, é a criação de regras e regulações para o uso de moedas virtuais e até que ponto elas são legítimas para os negócios.

Em comunicado à imprensa, os Winklevoss afirmam estarem profundamente preocupados com a prisão de Sherm, mas apoiam toda ação do governo nos esforços contra a lavagem de dinheiro. Eles, porém, se eximem de responsabilidade, afirmando desconhecerem qualquer operação ilegal no BitInstant e, inclusive, receberem garantias constantes de sua gerência de que tudo estava correndo dentro das normas.

Além disso, os irmãos Winklevoss afirmam estarem ansiosos para ver maior regulação no mundo das Bitcoins. Afinal de contas, para eles, esse é o grande negócio para o futuro próximo e um movimento que começou com um investimento de US$ 1,5 milhão no BitInstant. A preocupação, então, é que a prisão de Sherm e seu envolvimento com o Silk Road possa trazer tudo abaixo.

 

 

Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/seguranca/Presidente-de-cambio-de-Bitcoins-e-preso-por-lavagem-de-dinheiro/#ixzz2rjQwabeW

O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vocês não acham estranho estes caras relacionados a Bitcoins indo para a cadeia enquanto os bancos e administradoras de cartão de crédito no mundo todo lavam a égua e nada acontece?

Pensem, galera, quais os bancos que mais crescem no Brasil?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso que você disse é igual jogo de bicho que só não é legalizado porque não paga imposto dando dinheiro para o governo. Quero ver quando eles pegarem a parte deles se o jogo não vai deixar de ser ilegal.

Governo quer é ganhar cada vez mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exatamente, como o bitcoin é descentralizado e independente dos governos, é natural que seja alvo de várias tentativas de criar descrédito perante o sistema. Mas, uma moeda é um moeda forte quando aceita em determinado espaço/nicho/região (dê o nome que quiser), pode-se criar uma moeda forte até mesmo dentro de um bairro, desde que haja aceitação da massa, aí você acerta o governo aonde dói mais pois eles não podem tributar uma moeda que não controlam.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...