Jump to content
Daniel

notícia MEMS -> Fusão entre eletrônica e a mecânica!

Rate this topic

Recommended Posts

Sistemas Micro eletromecânicos (Micro-Electro-Mechanical Systems, em inglês) é o nome dado para a tecnologia que integra elementos mecânicos, sensores e eletrônicos em um pequeno chip, que possui uma informação gravada que determina seu funcionamento e são considerados uma das tecnologias mais promissoras do século XXI. Podendo ser utilizada de celulares a projetos aeroespaciais e biotecnologia, essa classe de dispositivos causou uma revolução eletrônica nas últimas décadas através da combinação da microeletrônica baseada em silício com a tecnologia de micro usinagem. Assim, o objetivo deste artigo é introduzir os MEMS, esta fascinante tecnologia, capaz de modificar a vida como a conhecemos ou apenas agregar funcionalidades que tornarão seu sistema embarcado realmente embarcado.

 

mems-10.jpg

 

MEMS:  Fusão entre eletrônica e mecânica em escala micrométrica

 

Criado utilizando técnicas que se tornaram a base para a difusão desta tecnologia nos dias atuais, o primeiro dispositivo MEMS foi desenvolvido em 1967 pelo engenheiro americano Harvey C. Nathanson. Esse dispositivo, conhecido como Transistor de Porta Ressonante [1], tratava-se, resumidamente, de um sintonizador e seletor de frequências ativado eletrostaticamente, utilizado em circuitos de sintonia RF. Esta invenção o concedeu uma patente, dentre as mais de 50 existentes em seu nome, no ramo da eletrônica de estado sólido.

 

mems-2.png

 

 

A tecnologia MEMS é a essência da computação analógica, capaz de sentir e reagir a estímulos externos naturais, se aproximando muito mais da realidade, ao invés do comportamento binário e artificial da computação digital. Cada vez mais usos para estes dispositivos inteligentes, capazes de responder ao ambiente de forma dinâmica e analógica. Imagine asas de aviões que sejam capazes de se remodelar quando em meio à turbulência. 

 

rems-top3.jpg

Rover Curiosity da Nasa, um dos sistemas eletromecânicos mems mais avançados e confiáveis já criados -> Confira Aqui

 

A tecnologia MEMS é um processo de natureza multidisciplinar, uma combinação de conceitos da microeletrônica, engenharia mecânica, ciência dos materiais, física e química, reunidos para produzir sistemas integrados em um único chip, gerando dispositivos capazes de desempenhar funções de sensoriamento, controle e atuação.

Através do uso de técnicas de micro fabricação, que nada mais são do que manipulações do silício e outros substratos usando processos de micro usinagem, é realizada a integração de estruturas mecânicas (sendo elas móveis ou não), sensores, atuadores e eletrônica, tornando possível a sintetização de sistemas completos em escala micrométrica. Basicamente, a microeletrônica é o cérebro destes sistemas, responsável por toda a capacidade de processamento, já a tecnologia MEMS acrescenta olhos, ouvidos e músculos a dispositivos antes regidos, exclusivamente, pelas equações de Maxwell. Enquanto circuitos integrados tradicionais são desenvolvidos explorando as propriedades elétricas do silício, MEMS também consideram suas propriedades mecânicas.

A micro usinagem do silício, idealizada por Nathanson, tornou-se o processo fundamental para fabricação de dispositivos micro eletromecânicos e, em particular, de sensores e atuadores miniaturizados.

De uma maneira geral, sistemas micro eletromecânicos são formados pelos seguintes componentes:

 

mems-4.png

 

 

Um dispositivo MEMS é caracterizado, principalmente, pela presença de sensores ou atuadores em conjunto com a microeletrônica, ou ainda, pela união de todos estes componentes simultaneamente em um mesmo dispositivo.

Os micro sensores são responsáveis por detectar as mudanças físicas do meio, sejam elas mecânicas, térmicas, magnéticas, químicas ou eletromagnéticas, e convertê-las em um sinal elétrico proporcional. A microeletrônica, por sua vez, processa essa informação e aciona os micro atuadores de forma que eles possam criar uma resposta a esta mudança, convertendo sinais elétricos em energia mecânica. Micro atuadores são largamente empregados em impressoras do tipo inkjet e em sistemas de foco automático de câmeras digitais.

Micro sensores e micro atuadores são o que há de mais importante em um dispositivo MEMS. Estes componentes são os transdutores de um sistema micro eletromecânico, responsáveis pela conversão de uma forma de energia em outra. Muitos destes transdutores foram desenvolvidos pela indústria microeletrônica, como, por exemplo, sensores de temperatura e luz, mas suas funcionalidades são potencializadas quando utilizados em MEMS.

Dependendo do mecanismo de sensibilidade e das grandezas observadas, estes transdutores podem ser mecânicos, térmicos, magnéticos, químicos ou de radiação. Dentre estes, talvez os mais conhecidos sejam os que exercem a função de sensores mecânicos, como o acelerômetro (capaz perceber variações de aceleração), o giroscópio (permite medir a velocidade de rotação e movimentos angulares), sensores de pressão e strain gauges (capazes de medir deformações)

 

mems-5.png

Um motor de silício MEMS comparado a um fio de cabelo humano

 

mems-6).png

À esquerda, o projetor digital de luz da Texas Instruments utilizado em projetores de vídeo e a direita, um sensor de movimento MEMS, utilizado em smartphones e tablets.

 

Ainda não convencido de quão próximo você pode estar da tecnologia MEMS?
Veja na imagem a seguir quantos sensores podem ser embarcados em um único smartphone e as funcionalidades que eles agregam a esse produto, antes conhecido simplesmente como telefone celular:

 

mems-7.png

 

Conclusão:

O tamanho e a massa de um sensor podem alterar de forma significativa as características do objeto a ser monitorado, o que nos convence ainda mais sobre as vantagens da utilização de MEMS no desenvolvimento de sistemas embarcados.

 

MEMS é uma tecnologia de fabricação, uma nova metodologia para se desenvolver e criar dispositivos mecânicos complexos e sistemas totalmente integrados utilizando processos de fabricação em alta escala. Esta tecnologia representa uma drástica mudança de paradigma no que diz respeito ao projeto e fabricação de circuitos integrados. Talvez, um dos fatores que mais contribuam para seu crescente avanço seja a saturação encontrada na evolução dos circuitos digitais, fazendo com que esforços muito grandes tenham que ser empregados na obtenção de resultados cada vez menores. Está cada vez mais difícil acompanhar a Lei de Moore e, quanto mais o tempo passa, mais nos aproximamos do dia em que o silício deixará de ser a menina dos olhos da microeletrônica e venha a ser substituído, talvez pelo grafeno.

 

Apesar de só permitir a produção de dispositivos em larga escala há menos de 30 anos, a tecnologia MEMS vem avançando a passos largos graças, principalmente, ao interesse da indústria por estes sistemas integrados. Para se ter uma ideia, pesquisas passadas sugerem que memórias baseadas em MEMS tenham uma performance superior quando comparadas a memórias convencionais.

 

MEMS representam uma área de pesquisa muito extensa. Como só é possível abordar uma coisa de cada vez, os próximos artigos serão prioritariamente focados em uma subclasse da tecnologia MEMS, talvez a mais interessante delas: os sensores inerciais.

 

Quais novidades surgirão em função desta que foi considerada a maior evolução tecnológica depois da microeletrônica baseada em silício? Deixe sua opinião abaixo!

mems-1.png

mems-3.jpg

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Rubem Dario
      Como conheceu o EletrônicaBR?
      Pelo Google
      Qual seu nível técnico?
      Estudante
      Quais habilidades relacionadas a eletrônica/informática você tem ou pretende adquirir?
      Celular, Computadores, Apple, tudo.
      Conte um pouco de você.
      Sou publicitário, já trabalhei com tudo nessa vida...design, fotógrafo, videos, 3d, animação, web . . e estudo eletrônica a uns 2 anos.
       
    • By Mike25
      Conheci "eletrônicabr" no Google ,sou técnico em eletrônica e gostaria de aprender muito aqui no SITE.
    • By alejeff
      ENGLEWOOD CLIFFS, NJ, 28 de dezembro de 2020 
      A LG Electronics apresentará suas primeiras TVs QNED Mini LED na CES 2021 virtual como sua oferta
      de produtos top de linha em sua linha de TVs LCD premium de 2021.
       
      As mais novas TVs da LG representam um salto gigante na qualidade de imagem da TV LCD. Graças às
      tecnologias de quantum dot e NanoCell com Mini LEDs como fonte de luz, o brilho e o
      contraste são muito superiores aos das televisões LCD convencionais. A linha 2021 inclui
      10 novos modelos 4K e 8K, cobrindo uma ampla gama de tamanhos de tela grande de até
      86 polegadas.

      Com o OLED no auge das ofertas de TV da LG com seus pixels auto-iluminados e controle
      de escurecimento independente, a chegada das Mini TVs LED QNED da LG oferece uma
      opção atraente para os consumidores. Graças a uma nova estrutura de painel aprimorada
      pela avançada iluminação de fundo Mini LED da LG, essas TVs oferecem uma experiência
      de visualização verdadeiramente envolvente no espaço LCD. Como as primeiras TVs a
      combinar ponto quântico e tecnologia NanoCell em um produto, as TVs LED Mini QNED
      da LG produzem cores incrivelmente precisas, enquanto a retroiluminação LED avançada
      oferece melhor contraste e pretos mais profundos para imagens de vibração e realismo
      excepcionais. E com uma taxa de atualização de até 120 Hz, essas TVs processam o
      movimento de maneira mais suave e natural.

      A inovadora iluminação de fundo Mini LED da LG compreende até quase 30.000
      minúsculos LEDs que produzem incrível brilho de pico e uma relação de contraste de
      1.000.000: 1 quando combinada com até 2.500 zonas de dimerização e tecnologia de
      dimerização local avançada. Isso resulta em excelente qualidade de imagem HDR com
      contraste e pretos incríveis, uma ampla gama de cores e incrível precisão de cores. Para
      imagens incrivelmente realistas que parecem ultrapassar os limites da tela e entrar no
      espaço do usuário, não é difícil ver por que o LG QNED Mini LED é a nova TV LCD a ser
      batida.

      Fonte https://ces2021.lgusnewsroom.com/ .
    • By ITREIS TECNOLOGIA
      Curso de Eletrônica
      Curso de Eletrônica 

      Uploader Enviado 04-01-2021 Categoria You are not allowed to view links. Sign in or sign up.  
    • By ITREIS TECNOLOGIA
      Curso de Eletrônica 

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...