Jump to content

Rate this topic


diegosrudi
 Share

Recommended Posts

ola amigos, tenho pegado algumas fonte  HP WMS-150SFX para reparo e algumas delas ao fazer a substituição dos componentes danificados que são identificados visualmente, funciona normalmente a primeiro momento, mas em um segundo teste começa a girar o cooler e para, elas tem 5v no fio verde e roxo

Link to comment
Share on other sites

Verifique se o seu tópico seria de dica, que estaria correto, como tutorial.

Porem, se for uma duvida ou análise, deve corrigir o prefixo.

O título deve conter : marca e modelo + defeito.

Procure descrever na primeira mensagem, os testes efetuados, de preferencia com as medições de tensão nos circuitos. Como tambem, caso tenha em mãos, indicar o esquema que está sendo utilizado.

Acredito que esta seria a melhor forma de receber ajuda.

Edited by regisfatef
corrigir texto.
Link to comment
Share on other sites

Buenas,

 

por que você postou na área de dicas e tutoriais? Aqui é só para postar... dicas e tutoriais :D Pedidos de ajuda devem ser colocados no fórum principal de fontes e nobreaks. 

 

Vamos lá. Nessa fontinha, bonitinha mas ordinária, ligar e desligar em menos de um segundo quer dizer que uma das tensões de saída ficou fora da faixa aceitável e o integrado supervisor (ele fica naquela plaquinha em pé na lateral da placa principal, mas não mexa nele por enquanto.. raramente ele é o culpado) mandou ela desligar. 

Na plaquinha de controle tem dois optoacopladores.. tem um deles que, se você fechar um curto entre os pinos 3 e 4, faz a fonte ligar direto, inibindo as proteções contra sub e sobretensão. Acione ela assim e meça as tensões na saída. Se uma ou mais (geralmente é a de 5 que altera, mas as vezes a de 12 também) estiverem alteradas para mais, tenho más notícias: Sua fonte ativou o modo Jean Willys e queimou a rosca (rosca = a bobina toroidal). Geralmente (mas nem sempre) isso acontece por falha da ventoinha.. a ventoinha dessa fonte dá muito problema. Nem sempre o fato de a bobina não estar com aparência de torrada quer dizer que ela está ok. As vezes ocorre um curto entre espiras adjacentes mesmo que o esmalte do fio não tenha ficado preto, e aquela 'meleca' usada para prender o sensor de temperatura (repare que tem um termistor enfiado no meio dela) pode ocultar um curto. As vezes ao acionar a fonte na marra (com o curto no opto) dá pra ver um faiscamento entre espiras. 

Rebobinar a bobina toroidal é possível, mas é um pé no saco, e nem sempre fica bom: O núcleo dela - que não é de ferrite, é de ferro pulverizado - perde as propriedades magnéticas se for superaquecido. O ideal é trocar a bobina, ou bobinar uma nova sobre outro núcleo (o que é um duplo pé no saco, porque os enrolamentos de +5 e +12 são duplos). Nessas aí eu costumo adaptar outra bobina, tirada de alguma fonte de sucata.

 

Adaptar bobina nessa fonte é mais uma arte do que uma ciência. Antes de tirar a bobina original, solte o termistor que é enfiado no meio dela, ou acabará arrancando ele junto com a bobina. Você tem que identificar os 3 enrolamentos (+5, +12 e -12V), o que é até fácil, porque os enrolamentos usam fios de espessuras e cores diferentes (isso se a bobina não estiver totalmente torrada.. já peguei umas tão torradas que estavam totalmente pretas e o núcleo se esfarelou ao retirar). 

Para escolher uma substituta para o 'transplante de rosca', procure uma que tenha um tamanho pelo menos próximo da original. Bobinas muito pequenas, como as usadas em algumas fontes genéricas, não vão funcionar direito por causa da baixa indutância, e a fonte vai continuar se desligando por sobretensão.

Preste atenção no enrolamento de -12V, que na original tem os extremos ligados invertidos em relação aos outros. Se ligar ele ao contrário, a saída de -12V fica alterada.

Pode acontecer de ao adaptar outra bobina as tensões não ficarem dentro da faixa aceitável. Geralmente a de +5V fica um pouco alterada para mais.. e quase sempre isso se resolve removendo uma espira do enrolamento de +12V.

 

Por fim, se a ventoinha estiver meio travada ou fazendo ruído, troque por uma nova. Abrir o selo e lubrificar resolve na hora, mas a fonte volta em garantia rapidinho (acredite, já tomei muito prejuízo por causa disso.. lubrificar e depois ter que marchar com uma ventoinha nova, que custa a bagatela de 25..28 pilas por aqui). 

Um macete para melhorar a ventilação dessa fonte é colocar uma ventoinha de 24V no lugar da de 12. Originalmente, ela é alimentada pela linha de -12V, e tem a velocidade controlada pelo termistor e um transistor próximo ao conector. Para colocar uma de 24V, você liga o fio preto onde originalmente ia o fio preto da original, e o vermelho você liga na saída de +12V (tem um pad livre no meio dos fios amarelos). Costumo fazer isso porque uma ventoinha com essa medida (80x80x10mm) é mais fácil de achar (pelo menos aqui em Poa) na versão 24V do que na de 12.

Link to comment
Share on other sites

10 horas atrás, zazulak disse:

Buenas,

 

por que você postou na área de dicas e tutoriais? Aqui é só para postar... dicas e tutoriais :D Pedidos de ajuda devem ser colocados no fórum principal de fontes e nobreaks. 

 

Vamos lá. Nessa fontinha, bonitinha mas ordinária, ligar e desligar em menos de um segundo quer dizer que uma das tensões de saída ficou fora da faixa aceitável e o integrado supervisor (ele fica naquela plaquinha em pé na lateral da placa principal, mas não mexa nele por enquanto.. raramente ele é o culpado) mandou ela desligar. 

Na plaquinha de controle tem dois optoacopladores.. tem um deles que, se você fechar um curto entre os pinos 3 e 4, faz a fonte ligar direto, inibindo as proteções contra sub e sobretensão. Acione ela assim e meça as tensões na saída. Se uma ou mais (geralmente é a de 5 que altera, mas as vezes a de 12 também) estiverem alteradas para mais, tenho más notícias: Sua fonte ativou o modo Jean Willys e queimou a rosca (rosca = a bobina toroidal). Geralmente (mas nem sempre) isso acontece por falha da ventoinha.. a ventoinha dessa fonte dá muito problema. Nem sempre o fato de a bobina não estar com aparência de torrada quer dizer que ela está ok. As vezes ocorre um curto entre espiras adjacentes mesmo que o esmalte do fio não tenha ficado preto, e aquela 'meleca' usada para prender o sensor de temperatura (repare que tem um termistor enfiado no meio dela) pode ocultar um curto. As vezes ao acionar a fonte na marra (com o curto no opto) dá pra ver um faiscamento entre espiras. 

Rebobinar a bobina toroidal é possível, mas é um pé no saco, e nem sempre fica bom: O núcleo dela - que não é de ferrite, é de ferro pulverizado - perde as propriedades magnéticas se for superaquecido. O ideal é trocar a bobina, ou bobinar uma nova sobre outro núcleo (o que é um duplo pé no saco, porque os enrolamentos de +5 e +12 são duplos). Nessas aí eu costumo adaptar outra bobina, tirada de alguma fonte de sucata.

 

Adaptar bobina nessa fonte é mais uma arte do que uma ciência. Antes de tirar a bobina original, solte o termistor que é enfiado no meio dela, ou acabará arrancando ele junto com a bobina. Você tem que identificar os 3 enrolamentos (+5, +12 e -12V), o que é até fácil, porque os enrolamentos usam fios de espessuras e cores diferentes (isso se a bobina não estiver totalmente torrada.. já peguei umas tão torradas que estavam totalmente pretas e o núcleo se esfarelou ao retirar). 

Para escolher uma substituta para o 'transplante de rosca', procure uma que tenha um tamanho pelo menos próximo da original. Bobinas muito pequenas, como as usadas em algumas fontes genéricas, não vão funcionar direito por causa da baixa indutância, e a fonte vai continuar se desligando por sobretensão.

Preste atenção no enrolamento de -12V, que na original tem os extremos ligados invertidos em relação aos outros. Se ligar ele ao contrário, a saída de -12V fica alterada.

Pode acontecer de ao adaptar outra bobina as tensões não ficarem dentro da faixa aceitável. Geralmente a de +5V fica um pouco alterada para mais.. e quase sempre isso se resolve removendo uma espira do enrolamento de +12V.

 

Por fim, se a ventoinha estiver meio travada ou fazendo ruído, troque por uma nova. Abrir o selo e lubrificar resolve na hora, mas a fonte volta em garantia rapidinho (acredite, já tomei muito prejuízo por causa disso.. lubrificar e depois ter que marchar com uma ventoinha nova, que custa a bagatela de 25..28 pilas por aqui). 

Um macete para melhorar a ventilação dessa fonte é colocar uma ventoinha de 24V no lugar da de 12. Originalmente, ela é alimentada pela linha de -12V, e tem a velocidade controlada pelo termistor e um transistor próximo ao conector. Para colocar uma de 24V, você liga o fio preto onde originalmente ia o fio preto da original, e o vermelho você liga na saída de +12V (tem um pad livre no meio dos fios amarelos). Costumo fazer isso porque uma ventoinha com essa medida (80x80x10mm) é mais fácil de achar (pelo menos aqui em Poa) na versão 24V do que na de 12.

Muito obrigado pela dica, eu vou estudar na pratica o que me disse e dou um retorno aqui com os resultados ou mais duvidas 😅

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...