Jump to content
djsync

notícia Concreto autoconserta-se de rachaduras usando enzima do sangue humano

Rate this topic

Recommended Posts

Posted (edited)

010160210729-concreto-com-celulas-humanas-2.jpg.89f3b48fcc5164438acf3ab90242fb7a.jpg

 

Anidrase carbônica

Pesquisadores apresentaram uma nova receita para criar estruturas de cimento e concreto capazes de se autoconsertar de trincas e rachaduras.

O "ingrediente secreto" é uma enzima encontrada nos glóbulos vermelhos do sangue humano, onde ela ajuda a transportar o CO2 e controlar o pH.

 

A enzima, chamada anidrase carbônica, reage automaticamente com o dióxido de carbono atmosférico (CO2) para criar cristais de carbonato de cálcio, que imitam o concreto em estrutura, resistência e outras propriedades, preenchendo assim rachaduras antes que elas causem problemas estruturais.

 

"Se pequenas rachaduras pudessem ser reparadas automaticamente quando começassem, elas não se transformariam em problemas maiores, que precisariam de reparo ou substituição. Parece ficção científica, mas é uma solução real para um problema significativo na indústria da construção," disse o professor Nima Rahbar, do Instituto Politécnico Worcester, nos EUA.

Processo de autocura do concreto usando enzima encontrada no sangue humano.
 

Enzima melhor que bactéria

Inspirados pelo processo de transferência de CO2 no corpo humano, os pesquisadores adicionaram a anidrase carbônica

010160210729-concreto-com-celulas-humanas-1.jpg.3473e9f8ecd4acaf5dca7bb6932f059e.jpg

 

produzida sinteticamente ao pó de cimento antes da preparação e mistura que forma o concreto. Quando uma pequena fissura eventualmente se forma no concreto enzimático, a enzima lá dentro se conecta com o CO2 do ar, desencadeando o crescimento de uma nova matriz cristalina que preenche a fissura.

 

O processo consegue curar rachaduras em escala milimétrica em 24 horas.

A equipe desenvolveu uma abordagem em três frentes que inclui uma mistura de concreto que, quando usada para construir uma estrutura, irá autoconsertar pequenas fissuras que se formarem; uma mistura que pode induzir a autocura em fendas ou buracos maiores; e um processo que pode ser aplicado ao concreto tradicional para consertar rachaduras.

 

Outros pesquisadores já propuseram a criação de concreto autocurável usando bactérias, como o Bacillus Megaterium, um micróbio que produz uma enzima que é expelida na mistura de concreto.

 

Rahbar optou por usar enzimas diretamente, em vez de bactérias, observando que as bactérias são mais caras e funcionam mais lentamente, levando até um mês para curar uma rachadura de 10 micrômetros, que as enzimas podem curar em poucas horas - e há preocupações sobre potenciais questões de saúde de longo prazo relacionadas ao uso das bactérias.

 

fonte: inovacaotecnologica

Edited by djsync
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

O corpo humano e a maior parte dos seres vivos possuem a capacidade divina de se auto curar. Vai ser divino ver isso na minha casa que está cheia de fissuras pra tirar rsrsrs... 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By Jack O'Neo
      ---Novidades: 20/09/21
      Mesmo tendo encerrado o projeto, sendo que surgiu oportunidade de fazer testes com o KB9010, mandei vir novamente um CH341A que chegou hoje, verifiquei que o ID dele é exato o mesmo do KB9012 e que portanto é possível ler e gravar o KB9010 sem qualquer problema utilizando o último executável compilado e disponibilizado no link no final da página, bastando para isso definir como chip a ser lido/gravado o KB9012 conforme nos exemplos contidos no tutorial original com o flashrom para Linux. 

      Ao longo do processo por aqui, desta vez encontrei muito mais problemas do que da última vez, e apenas o que mudou foi o gravador, este que recebi hoje tem um led vermelho, e um led amarelo, ao invés dos dois leds vermelhos que tinha no anterior, não percebi outras diferenças e no entanto este último que recebi não funciona legal com fios mais longos, foi necessário utilizar fios de um cabo de 80 vias IDE soldados diretamente a placa com tamanho menor que 10 centímetros para obter leituras e gravações 100% corretas, antes de fazer estas conexões os resultados das leituras eram diferentes a cada tentativa de ler o chip e algumas vezes dava erro durante a leitura e o chip ficava em branco após o erro, se acontecer com você não se desespere, encurte os fios como fiz, e mande gravar um arquivo sabidamente ok.
      Tendo realizado as conexões como descrito acima o problema desapareceu e foi possível ler e gravar sem qualquer problema o KB9010.
       
      ---Novidades: 26/02/20 # Projeto Terminado #
       
      Sei lá por que cargas d'água resolvi pesquisar na internet sobre o flashrom e o CH341 novamente pouco mais de 1 ano depois, e encontrei um tópico  onde o membro deste outro fórum, achando muito trabalhoso participar da nossa comunidade para arrecadar créditos (it's not so hard bro, you're welcome to participate here ) resolveu modificar o flashrom ele mesmo para dar suporte ao kb9028, ao que parece a experiência dele não foi muito bem sucedida, pelo menos assim entendi em leitura dinâmica do tópico (de olho naquele código lindo que reluzia no meio do texto hahahaha), no entanto apesar dos pesares parece que ele conseguiu o código que faltava para que pudéssemos adicionar suporte ao KB9028 e sendo assim prontamente compilei uma nova versão do flashrom para windows capaz de gravar os agora 4 chips suportados, KB9010, KB9012, KB9022, e KB9028. Como de costume estou disponibilizando o novo executável no mesmo link para download.
       
      Visto que não houve interesse da comunidade em providenciar os códigos ausentes (KB9016 KB9018), dou o projeto por encerrado a partir de hoje, uma pena que não fomos bem sucedidos em completar a missão.
       
      Se você que está lendo isso faz parte da equipe do flashrom e quer adicionar os outros 2 chips para os quais códigos foram providenciados aqui e em outros sites na internet, eles estão abaixo, faço votos de que no futuro vocês encontrem os outros 3.  
      Eu provavelmente não segui os protocolos que a equipe do flashrom tanto preza pelo que li no passado, por este motivo não estou oferecendo o código modificado, acredito que vocês farão um trabalho melhor adicionando estes códigos fornecidos abaixo, e também os outros chips com códigos ausentes quando vierem a ser divulgados.
      Toda a comunidade técnica agradece o vosso empenho em manter o flashrom funcionando tão bem, e durante tanto tempo, por favor continuem.  
       
      ene.h
      #define ENE_KB9010_HWVERSION 0xc3 #define ENE_KB9010_EDIID 0x04 #define ENE_KB9012_HWVERSION 0xc3 #define ENE_KB9012_EDIID 0x04 #define ENE_KB9022_HWVERSION 0xb1 #define ENE_KB9022_EDIID 0x07 #define ENE_KB9028_HWVERSION 0xc0 #define ENE_KB9028_EDIID 0x07  
      Grato a todos que participaram do tópico, testaram, e deram um duro danado pra chegarmos até onde foi possível.
      Agradecimento especial ao Paul Kocialkowski's, que possibilitou ao flashrom e ao CH341 uma nova vida, ajudando toda a comunidade técnica no processo, bem como também a minha aventura averiguando e modificando o flashrom para fazer algo tão simples como adicionar novos ID de chips, e compila-lo no windows, tendo em vista que já não programo nada útil a mais de 10 anos foi um enorme desafio, e foi bem divertido confesso.
       
      Abraços.
      Jack O'Neo.
       
      ---Novidades: 08/02/19
       
      Então pessoal, como o pessoal do flashrom não se coçou eu resolvi me coçar, compilei duas novas versões que estão disponíveis pra download no mesmo link.
      Uma que grava apenas o kb9022 que já foi testada pelo @Donini II onde deve-se usar exato o mesmo comando, vejam as mensagens no tópico, e depois fuçando mais compilei uma versão que em teoria é capaz de gravar tanto o kb9012 quanto o kb9022 neste caso deve-se alterar o parâmetro de ID do chip para KB9022 (EDI) quando for gravar este chip essa versão ainda precisa ser testada, conto com vocês.
      deve-se alterar o parâmetro de ID do chip para KB9028 (EDI) quando for gravar este chip.
      deve-se alterar o parâmetro de ID do chip para KB9012 (EDI) quando for gravar este chip ou o KB9010.
      Agora que achei uma maneira de implementar a adição dos outros chips precisamos que voluntários forneçam o ID dos chips que ainda faltam serem adicionados. KB9010 KB9016 KB9018 KB9028. 
      É muito fácil de conseguir os códigos, tendo feito as conexões conforme as instruções no tópico, basta executar o comando de leitura do chip exato como descrito no tutorial, o flashrom vai dizer que não encontrou o chip KB9012 e vai exibir o código do chip que encontrou, temos fotos e mensagens explicando isso nas respostas do tópico, assim que alguém postar os códigos dos chips aqui eu adicionarei eles ao programa o mais rápido possível. Não tenho mais este gravador, acabei presenteando a um amigo que estava sem, e por isso dependo exclusivamente de vocês para poder dar continuidade nesta empreitada. Com a ajuda de vocês podemos disponibilizar uma versão do flashrom capaz de gravar toda a linha ENE de KBCs no windows, algo que ninguém disponibilizou ainda na internet até onde sei.
      No entanto se o tópico ficar sem respostas neste sentido durante um longo tempo é provável que eu esqueça como fiz as mudanças, e aí não garanto a agilidade na hora de implementar os novos códigos no programa. 
       
      ---Método novo, usando flashrom no windows.---
      Olá pessoal.
      Olhem que ótima notícia, recentemente eu consegui deixar as coisas mais fáceis, agora podemos usar o flashrom modificado do PaulK no windows, para a leitura e gravação dos KBCs Kb9010 / kb9012 / kb9022 etc...  
       
      O único inconveniente é ter que instalar um driver que eu gerei aqui, e que sobrescreve o driver original do aparelho, ou seja, se não for usar o flashrom como programa padrão do ch341A, cada vez que for usar com o programa original, ou com o flashrom, vai ter que reinstalar o respectivo driver, outra opção é instalar um windows 7 numa VM para usar com o flashrom, desta forma evitarás ter que ficar instalando drivers dependendo do uso que for fazer.
       

       
      Extraia a pasta que contém o Flashrom.exe e a DLL para um local de fácil acesso.  
       
      Para instalar o driver é só clicar no InstallDriver.exe e ele vai sobrescrever o driver antigo sozinho caso já esteja instalado, a instalação demora um bocadinho, tenha paciência é normal, foi testado no windows 7 32 e 64 bits, no entanto pode ser que funcione em windows mais novos, mas funciona perfeitamente no windows 10 64 bits também, talvez precise forçar a instalação ou desativar a exigência de assinatura no driver, quem testar em windows mais novos por favor deixe um comentário dizendo se conseguiu ou não.
      Caso você mude a porta USB pode acontecer do windows instalar o driver antigo na nova porta, se isso acontecer rode a instalação do driver de novo. hehehe
       
      Os comandos utilizados para leitura e gravação etc, são os mesmos utilizados no linux, no entanto esta compilação foi feita para deixar o ch341a como dispositivo padrão de gravação, então podemos omitir nos comandos a seleção do gravador ( -p ch341a_spi ).
       
      Pressione windows+R digite "cmd" e pressione "Enter" navegue até a pasta onde extraiu o flashrom.exe e então é só usar os comandos como abaixo.
      Apesar do flashrom rodar na interface de texto ele é compatível apenas com windows, não tem como executar ele em DOS puro porque o gravador é ligado na USB. 
       
      exemplo:
      No linux:          flashrom -p ch341a_spi -c "KB9012 (EDI)" -r bkpkb90xx.bin -V
      no Windows:  flashrom -c "KB9012 (EDI)" -r bkpkb90xx.bin -V
      Se você tiver optado pelo pacote 1.0 mais atual, o que foi dito sobre o ch341A ser o gravador padrão não se aplica, esqueci de definir isso na hora de compilar, utilize os mesmos comando do linux por favor.
       
       
      Todo o resto do processo é igual na versão original do tutorial que segue abaixo. 
       
      Espero que isso facilite para todos que estavam tendo dificuldade com o linux.
      Abraços.
       
      Eu testei aqui os dois pacotes disponíveis para windows, no 7, 32 e 64 bits, fiz leitura de chips de bios comuns, e também do KB9012 na placa LA-9532p.
      Testei em 20/09/2021 o driver que funcionou perfeitamente no Windows 10 64 bits, fiz leitura e gravação do KB9010 na placa BA41-02455A.
      Vou deixar alguns prints e fotos que fiz ao longo dos processos, em ordem cronológica no final do tópico, leitura, verificação, zerar, e gravação de um novo arquivo.
      Funcionou 100% ok, tão bem quanto no linux.
       
      ---Original, usando flashrom no linux.---
      Então pessoal, eu finalmente consegui executar a façanha de ler e gravar os KB90xx sem desembolsar uma nota preta, e estou compartilhando o método pra ajudar.
      Há um artigo na internet explicando como gravar estes chips usando patches para o flashrom que dão suporte a EDI criados por Paul Kocialkowski's, acontece que estes patches já não existem mais para download, impossibilitando seguir o passo a passo exposto lá, penei durante algum tempo até sacar como deveria fazer para contornar a situação, e abaixo sem mais delongas segue:
       
      O que você vai precisar?
      ---------------------------
      1 - Pc com linux Mint 18.1 instalado. (Posso usar um live cd/dvd/usb do mint, ubunto, etc? Pode, mas a perda de tempo será gigantesca cada vez que quiser gravar um KBC.)
       
      1 - Gravador CH341A (O que funcionou aqui é o da placa preta com acabamento dourado, mas imagino que os outros vão funcionar também.)
       
      X - Fios e ou flats para conectar o CH341A à placa mãe.
      (Na pressa de testar e já não havendo tempo hábil pra sair e comprar os flats eu usei fios de um cabo ide de 80 vias, isso cada um vai fazer como achar melhor e prudente, afinal somos todos técnicos né? Este tutorial tem por objetivo solucionar o problema de ter um programa capaz não só de gravar mas também ler os KBC ENE kb90XX, nada impede que a gente ajude com outros detalhes do procedimento a medida que dúvidas forem surgindo, mas pensem e tentem resolver os problemas encontrados para chegar aqui com as dúvidas certas, imagino eu que vou abordar todas as etapas de forma clara.)
       
      A versão de Paulk do flashrom que está disponível no acervo do fórum em:
       
      e que deve ser baixada no linux após a instalação para evitar contratempos, de falta de crédito para refazer o download, ou ter que transferir de outro local o arquivo.
      ---------------------------
       
      Concluí a instalação do Mint 18.1 editado: (64 bits) no pc, e agora?
      Abra seu firefox e acesse o fórum pelo linux para poder copiar os comandos e evitar perda de tempo.
       
      Agora você abre um terminal e digita -> "su" <- (sem as aspas) e entra com a senha que forneceu durante a instalação.
       
      em seguida digite: -> "apt-get update" <- (isso demora um bocadinho, não lembro se pede respostas mas se pedir é "y" e enter.)
       
      quando concluir: -> "apt-get upgrade" <- ( isso demora bastante, mas fique atento pois algumas vezes o processo para esperando por respostas suas, a resposta é sempre "Y" seguido de enter)
       
      Finalmente o upgrade do apt-get terminou e agora?
       
      Agora você vai digitar  -> "apt-get install libusb-1.0" <-
       
      Quando concluir digite -> "apt-get install libusb-dev" <-
       
      Extraia o flashrom na "Área de trabalho" (atenção as letras maiúsculas e minúsculas não lembro se o T era maiúsculo ou minúsculo)
      Acesse a pasta do flashrom na "Área de trabalho" usando o comando "cd Á" após digitar o Á e antes de digitar o enter pressione tab no teclado e ele vai completar, depois digite "cd flash" e tab e enter.
      Dentro da pasta tudo que você tem a fazer é digitar "make install" e se não obtiver uma mensagem de erro o programa já está pronto para ser usado.
       
      -----------------------------------
       
      Posso ter esquecido de algum detalhe, mas acredito que não, se você tiver problemas com mensagens de erro de compilação por favor certifique-se de que tudo correu bem na instalação da libusb1.0 e da libusb-dev, se estiver tudo certo, por favor digite no terminal "apt-get install build-essential", depois digite "make" e depois "make install", não acho que alguém vai precisar fazer isso mas... né? mer*as acontecem.
       
      -----------------------------------
       
      E agora que temos o pc no linux com o flashrom modificado por Paulk instalado o que fazer?
       
      Agora você precisa fazer as conexões entre o gravador e a placa com o KB90xx, esse procedimento varia de placa pra placa, varia também do material escolhido para efetuar as conexões, fios, ou flats com fios soldados, e cada um deve fazer como achar melhor. No meu caso as duas placas usadas para o teste do procedimento eram LA-7912P rev 1.0 uma com chipset SLJ8C e outra com SJTNV as ligações eram idênticas portanto, mas o conteúdo do kb9012qf A3 era diferente.
       
      Abaixo deixo imagens de um outro tópico aqui do fórum mesmo, que mostram as ligações feitas com duas exceções, na imagem o colega sugere aterrar KSO3 e KSO2 sendo que o correto é aterrar apenas o KSO3 que neste caso é o pino4 do conector de teclado, e na imagem não consta a ligação do pino4 do gravador ao terra da placa mãe. (As imagens abaixo servem direitinho para a placa supracitada. Sorte a minha me poupou bastante tempo, elas foram retiradas do tópico: que foi elaborado pelo colega ao qual agradeço pelas imagens e dou o devido crédito. OBS: corrigi uma das fotos para que as ligações fiquem exatamente de acordo com as necessidades do tutorial. 
       

       
      Prestem atenção a um outro detalhe, vocês podem usar os pinos em volta do soquete do gravador levando em conta as equivalências deles com o soquete, eu já tinha fios de um flat de 80 vias soldados naquele adaptador que acompanha o CH341A que usei no passado para testes de gravação de BIOS direto na placa com o TL866A motivo pelo qual utilizei desta forma, mas teria preferido usar os pinos em volta do soquete caso não tivesse o adaptador pronto.

       
       
      Se aterrarmos também o KSO2 o chip ativa o modo de gravação da Main BIOS SPI, "FlashDirectAccess" conforme orientação do datasheet nesta última imagem abaixo, e neste caso não é isso que desejamos.

       
      -------------------------------------------
      Algumas sugestões de como efetuar a conexão entre o gravador e a placa:
       
      1- No tópico abaixo o @Paulo Noce mostra o uso de uma placa que ele fez para efetuar as conexões do gravador com a placa mãe, nas mensagens abaixo do vídeo tem o esquema da pcb, para que possam replicar.
       
       
      2 - Vocês podem também adquirir estes dois kits prontos que na realidade do meu ponto de vista deveriam ser 1 só, difícil entender o que se passou na cabeça de quem optou por 2 kits...


      Notem que quem for usar esta placa exclusivamente no ch341a pode soldar a barra de pinos que acompanha pelo lado de cima que facilita absurdamente as ligações com a placa, no mesmo estilo 
      Para ligar esta placa dos kits acima no gravador, é só usar os pinos em volta do conector ZIFdo gravador levando em conta as equivalências, e para isso pode usar jumpers fêmea fêmea.
      Detalhe Importante: coloquei os links dos kits aí acima, pra poderem ver o que é preciso, mas nunca comprei nada desse site, não me responsabilizo por nada, a minha placa veio no kit do rt809h.
       
      3 - Faça flats como este que o cidadão fez:  
       
      4 - Solde os fios diretamente a placa, como fiz no início, da mais trabalho mas funciona da mesma maneira. 
       
      ------------------------------
       
      -Neo... Eu fiz todas as conexões necessárias o que faço agora?
       
      Confira todas as ligações pelo menos mais uma vez, verifique de acordo com o datasheet e o esquema da placa que vai ler/gravar, se todos os pinos interligados do gravador à placa estão bem soldados e se não há curtos, não esqueça de interligar o terra do gravador com o terra da placa pino4 do soquete 25xx do gravador ou pino GND que varia de acordo com o modelo do gravador.
       
      Se estiver tudo ok, plugue o gravador na porta usb do pc e conecte a fonte do note na placa, use o "dedômetro" para verificar se o gravador esta esquentando, se sim desligue a fonte da placa e faça rechecagem das conexões, caso não esteja esquentando provavelmente tudo correu bem até aqui e você esta com tudo pronto para usar o flashrom no terminal, e se tudo correu bem na primeira tentativa meus parabéns.
       
      Digite no terminal: (Caso tenha fechado o outro terminal digite "su" e a senha novamente, e entre na pasta do flashrom novamente.)
       
      Para ler o conteúdo do KBC: flashrom -p ch341a_spi -c "KB9012 (EDI)" -r bkpkb90xx.bin -V
      Para apagar o conteúdo    : flashrom -p ch341a_spi -c "KB9012 (EDI)" -E -V
      Para gravar novo conteúdo: flashrom -p ch341a_spi -c "KB9012 (EDI)" -w novoconteudo.bin -V
      Para verificar se deu certo : flashrom -p ch341a_spi -c "KB9012 (EDI)" -v novoconteudo.bin -V
       
      Apesar do tamanho ínfimo do arquivo os processos demoram alguns minutos, tenha paciência.
       
      Se você leu até aqui antes de começar a botar a mão na massa não deve ter passado nenhum apuro, e deve estar comemorando o procedimento realizado com sucesso. ( Assim espero. )
       
      Mas como nada é perfeito, você pode ter enfrentado algum problema, e eu terei prazer em ajudar no que eu puder, apenas queria lembrar que de linux eu não manjo quase nada, e foi o meu amigo André Cúrcio que me auxiliou com a parte que para mim foi a mais complicada, compilar o flashrom do PaulK a partir do snapshot do git dele, então quanto a isso não prometo ser muito útil, e ao André fica aqui registrado meu mais sincero muito obrigado, que se estende também para o Paul Kocialkowski's cujo o trabalho possibilitou a façanha.
       
      - Neo... agora me diga... Quanto tempo demoram os processos?
      A Leitura do KB9012 demora algo entre 6 e 7 minutos.
      Apagar mais uns 10 minutos, mas é desnecessário fazer isso pois quando mandas gravar novo arquivo ele zera o chip primeiro.
      Não calculei bem certo o tempo da gravação, (porque demorou) mas acredito que ficou em torno de uns 15 a 20 minutos.
       
      Abaixo deixo fotos e prints feitos ao testar o processo no windows:
       
      As duas primeiras abaixo são as ligações feitas entre o gravador e a placa.

      Nesta abaixo o processo de bkp do kb9012 acabou de começar, percebam que o segundo led acendeu. 

      Essa abaixo é a tela que deverás ver se tudo correr bem quando mandares ler o chip.

      Abaixo nota-se que  processo foi concluído com exito.

       
      Abaixo uma comparação entre os arquivos lidos com Ch341A e com o RT809H, coincidem 100%.

      Abaixo, é a primeira tela que verás quando mandares apagar ou gravar o chip.

       
      Ele repete isso ai um bom tempo, apaga setor por setor sequencialmente. 

       
      Abaixo a conclusão do processo.

       
      Esta abaixo é a tela que verás quando mandares gravar novo conteúdo no chip.

       
      Quando termina de gravar ele automaticamente começa a verificação do arquivo.

       
      Concluída a verificação sem erros, isso significa que tudo correu bem.  

       
      Aqui eu li novamente o conteúdo do chip pra poder comparar com o arquivo que gravei no cygnus e mostrar que não existem diferenças.

      Alguns dos arquivos salvos e utilizados no processo, renomeei alguns pra facilitar minha vida, e também coloquei o arquivo novo a ser gravado dentro da pasta do flashrom pra não ter que digitar um caminho enorme indicando o arquivo, mas fica a critério de cada um, só não esqueça, o programa diferencia maiúsculas de minúsculas, e se for digitar um caminho tipo c:\bios\notebooks\acer\la 9532p\kb9012 - la9532p - OK.bin, não esqueça das " ", as aspas são necessárias caso exista espaço no nome do arquivo ou das pastas.

       
      Abaixo a última comparação que se dá entre o arquivo que gravei com CH341A e o que foi lido novamente no fim do processo. 

      Acompanhando a sequência de fotos acima é possível ver que todas as etapas começando com a leitura, passando pela gravação, e terminando com a verificação foram concluídas com exito.
      Acho que com todas essas imagens fica bem ilustrado o processo por inteiro. ( Não é história de pescador... ) huaeuhaehuaUEEHAUa
       
      Abraço pessoal, e boa sorte.
       
      OBS:
      ---------------------------------------
      Lista de possíveis erros e soluções, se alguém quiser compartilhar algum basta postar aqui que vou acrescentando.
       
      Em uma das placas ao tentar ler o kb9012 o flashrom informou que não conseguia localizar o mesmo, a placa em teoria estava ok hehehe mas no fim apesar de ter os 19v não estava gerando as fontes primárias, com a ressolda do pwm o defeito foi sanado e foi possível ler normalmente o kbc.
      ---------------------------------------
       
      Links para os arquivos extraídos desta forma:
       

       

      You are not allowed to view links. Sign in or sign up.  
      ---------------------------------------
       
       
      Por favor, se você utilizou o procedimento acima e obteve sucesso deixe um comentário pra gente. 
      Um simples ( Funcionou pra mim! ) é suficiente.
      Se encontrou algum problema que resolveu por conta própria em qualquer uma das etapas, deixe pra gente nos comentários a solução encontrada, outros membros podem passar pelas mesmas dificuldades, e isso seria de grande ajuda pra todos.
      Quem disponibilizar informações úteis tem joinha  garantido.
      Abraços.
       
      P.S: Recentemente o suporte aos chips da ENE foi integrado a versão padrão do flashrom, atualmente no GIT do flashrom, já constam os arquivos do PaulK.
      Agora está mais mole ainda, podemos inclusive compilar a versão mais atual e provavelmente melhor e mais funcional do código, compilei e anexei no mesmo link do download para windows anterior, quem quiser o mais atual escolha: Driver + Flashrom 1.0 for windows by Neo.rar ao clicar em download.
       
      Editado: várias vezes para correções de ortografia, concordância, pontuação, gramática, e adição de conteúdo.
       
       
    • By elias.girardi
      Imagem: Divulgação/Lansweeper
       
      Lançada na metade de julho, a última grande atualização de segurança do Windows 10 protegeu os usuários contra o temido PrintNightmare e 117 brechas que colocam em risco a defesa do sistema. No entanto, nem tudo ocorreu conforme o planejado pela Microsoft, e suas correções acabaram fazendo com que muitas impressoras deixassem de funcionar corretamente como consequência.
       
      Ciente do ocorrido, a empresa lançou nesta terça-feira (27) o pacote de atualização KB5005394, destinado a corrigir o problema causado pela atualização. Segundo a companhia, a solução deve assegurar que impressoras, scanners e outros dispositivos multifuncionais voltarão a operar normalmente.
       
      Anteriormente, a Microsoft orientou os usuários afetados a instalar drivers e firmwares mais recentes dos aparelhos afetados e a consultar as fabricantes caso eles continuassem sem funcionar corretamente. Para instalar manualmente a atualização — disponível neste link — é preciso ter ao menos o update de maio do Windows 10 (KB5003243) presente em seu sistema.
       
      Segundo a Microsoft, a atualização já está disponível através do Windows Update para aqueles que desejam realizar o processo de forma automatizada. No entanto, a opção não exista para clientes corporativos, que vão ter que recorrer ao Catálogo do Windows Update para baixá-la no momento.
       
      Vale notar que a atualização é opcional e só deve ser realmente aplicada por aqueles que viram suas impressoras deixando de funcionar após instalar as versões mais recentes do Windows 10. Segundo a Microsoft, um número baixo de usuários foi afetado pela questão, que afeta somente dispositivos que usam a autenticação smart card.
       
      Fonte: https://br.yahoo.com/finance/news/windows-10-ganha-atualização-para-002000802.html
    • By Jorge Luis Almeida Torres
      Se isso acontecer com sua PC 🖥️, ela tem um problema de aterramento, o mais recomendável é trocar a fonte do computador, mas a situação no momento não da para comprar 💲, faça o seguinte: Enterre um ferro na terra perto da área onde está o computador, quanto mais groso e mais e mais profundo fique o ferro muito melhor, logo coloque um fio desde o ferro até o computador, engate ele no chassis (caixa) da PC, quanto mais groso o fio melhor. Eu espero que minha dica ajude. Se foi da sua ajuda por favor, me ajuda deixando um LIKE.... 😉👍
    • By elias.girardi
      A inovação consiste em uma espécie de dopagem do plástico, criando um revestimento com maior capacidade de isolamento. [Imagem: Yen Strandqvist/Chalmers University of Technology]
       
      Cabos HVDC
       
      É bem conhecida a briga entre Thomas Edison, que propunha a adoção da corrente contínua (CC), e Nikola Tesla, que propunha a adoção da corrente alternada (CA).
       
      Tesla venceu, e hoje virtualmente toda a infraestrutura elétrica mundial usa a corrente elétrica alternada.
       
      Nos últimos anos, porém, vários estudos têm demonstrado que há vantagens em migrar o sistema elétrico para corrente contínua.
       
      De fato, cabos de corrente contínua de alta tensão podem transportar eletricidade de maneira eficiente por longas distâncias. Por isso tem havido muito esforço para o desenvolvimento de novas camadas de isolamento, que permitam que esses cabos HVDC (High Voltage Direct Current Cables) sejam enterrados no subsolo ou lançados no fundo do mar, como os cabos de telecomunicações.
      "Para lidarmos com a crescente demanda global por eletricidade, cabos HVDC eficientes e seguros são um componente essencial. O fornecimento de energia renovável pode flutuar, portanto, ser capaz de transportar eletricidade através de redes de longa distância é uma necessidade para garantir um sistema de distribuição estável e confiável," comenta o professor Christian Müller, da Universidade de Tecnologia Chalmers, na Suécia.
       
      Revestimento de baixa condutividade
       
      Uma das maneiras de reduzir a perda de eletricidade durante a transmissão é aumentando o nível de tensão de corrente contínua. O problema é que aumentar a tensão afeta o isolamento dos cabos de corrente contínua de alta tensão atuais.
       
      A equipe do professor Müller desenvolveu então uma nova forma de reduzir a condutividade desse revestimento isolante. Para isso, eles foram buscar inspiração no processo de dopagem usado na eletrônica - a adição de quantidades minúsculas de um material para controlar as propriedades do material principal, normalmente o silício.
       
      A base do novo material é o conhecido polietileno, que já é usado para isolamento em cabos HVDC. Ao adicionar quantidades muito pequenas - 5 partes por milhão - do polímero conjugado conhecido como poli(3-hexiltiofeno), ou P3HT, os pesquisadores conseguiram diminuir a condutividade elétrica do revestimento em até três vezes.
       
      O aditivo P3HT é um material amplamente estudado e, dadas as pequenas quantidades necessárias, abre novas possibilidades para os fabricantes de cabos. Outras possíveis substâncias, testadas anteriormente para reduzir a condutividade, são nanopartículas de vários óxidos metálicos e outras poliolefinas, mas estas requerem quantidades significativamente maiores.
       
      "Na ciência dos materiais, nós nos esforçamos para usar aditivos nas menores quantidades possíveis, a fim de aumentar o potencial de sua utilização pela indústria e para um melhor potencial de reciclagem. O fato de que apenas uma pequena quantidade desse aditivo é necessária para conseguir o efeito é uma grande vantagem," disse Müller.
       

      A inovação abre uma nova área de pesquisas na utilização de compostos poliméricos no campo da energia e da eletrônica. [Imagem: Amir Masoud Pourrahimi et al. - 10.1002/adma.202100714]
       
      Plásticos para transporte e armazenamento de energia
       
      Os polímeros conjugados, como o P3HT, têm sido usados para projetar dispositivos eletrônicos flexíveis e fabricados por impressão, no campo da eletrônica orgânica.
       
      No entanto, esta é a primeira vez que eles são usados e testados como aditivos para modificar as propriedades de um plástico commodity, como o polietileno. Por isso, os pesquisadores acreditam que sua descoberta pode levar a inúmeras novas aplicações e direções de pesquisa.
       
      "Nossa esperança é que este estudo possa realmente abrir um novo campo de pesquisa, inspirando outros pesquisadores a olhar para o design e a otimização de plásticos com propriedades elétricas avançadas para aplicações de transporte e armazenamento de energia," disse Müller.
       
      Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=distribuicao-eletricidade-corrente-continua-ganha-novo-impulso&id=010115210914
       
    • By alejeff
      A Kingston Technology divulgou seu novo pendrive (Data Traveler Max), com capacidades de 256 GiB, 512 GiB e 1 TiB.
       
      Conectividade através USB 3.2 Gen 2x1, velocidades de leitura de até 1.000 MB/s e de até 900 MB/s de gravação, iluminação em LED, furo na parte posterior, permitindo o transporte como um chaveiro.
       
      Segundo o fabricante, o pendrive tem garantia de cinco anos.
       
      Fonte:
      https://www.kingston.com/en/usb-flash-drives/datatraveler-max-usb-c-flash-drive

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...