Jump to content
notsat

notícia Atenção Churrasqueiros e Lavadores de placas.

Rate this topic

Recommended Posts

É verdade, e fora que você fazendo um Reflow tudo certinho já corre risco de voltar.

Já imagina fazer Reflow na placa toda... placa tem muitos componentes sensível a temperatura elevada.

  • Like 29
  • Nice 3
  • Haha 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
É verdade, e fora que você fazendo um Reflow tudo certinho já corre risco de voltar.

Já imagina fazer Reflow na placa toda... placa tem muitos componentes sensível a temperatura elevada.

REFLOW!!! Nããããããããããããããããããããããão j-

Reflow = serviço mau feito. GAMBIARRA!!!! >:(

 

Devido ao fato de não solucionar o problema por definitivo. Se quer fazer um serviço bem feito, faça Reballing e deixe seus clientes satisfeitos.

  • Like 35
  • Nice 6
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Joinha pelo tópico esclarecedor pra quem começa.

 

Realmente tem muito vídeo na internet tocando fogo em placas e isso empolga o iniciante.

 

E haja treinamento mixuruca, é difícil apontar um bom, eu não apontaria no momento.

 

Eu mesmo tive a infelicidade de trazer um desses "renomes" aqui na cidade e foi só dor de cabeça, nunca mais.

 

É bom que levem este tópico a sério e já desistam desses milagres, o problema é querer aprender da noite para o dia.

 

Abraço

 

Roberto

  • Like 20
  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

você sabe uma maquina não muito cara$? sim reflow é gambirra mesmo!.

faço reflow (exemplo:de uns 40 voltou uns 10 deve se sorte :o) passo o preço para o cliente do reballing só falta morrer kkkkkkkkkkkkk

porque reballing eu terceirizo.

 

mais vou comprar a maquina sim.

  • Like 3
  • Haha 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
você sabe uma maquina não muito cara$? sim reflow é gambirra mesmo!.

faço reflow (exemplo:de uns 40 voltou uns 10 deve se sorte shocked.gif) passo o preço para o cliente do reballing só falta morrer kkkkkkkkkkkkk

porque reballing eu terceirizo.

 

mais vou comprar a maquina sim.

 

Pela experiência no forúm recomendo pelo custo x benefício a hoton R490 ou a Scotle R590.

 

Tenho uma IR6000 mas não recomendo.

 

Como não tenho foco ainda de notebook aqui, vou esperar até o final do ano pra comprar uma Scotle R590.

 

Na minha opnião é um equipamento que pode se pagar rapidinho se pegar o macete.

 

Se for comprar converse com o Felipe da Ftecnet ou alguem da Global.

 

Roberto

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citação de: djsyncvocê sabe uma maquina não muito cara$? sim reflow é gambirra mesmo!.

faço reflow (exemplo:de uns 40 voltou uns 10 deve se sorte shocked.gif) passo o preço para o cliente do reballing só falta morrer kkkkkkkkkkkkk

porque reballing eu terceirizo.

 

mais vou comprar a maquina sim.

Pela experiência no forúm recomendo pelo custo x benefício a hoton R490 ou a Scotle R590.

 

Tenho uma IR6000 mas não recomendo.

 

Como não tenho foco ainda de notebook aqui, vou esperar até o final do ano pra comprar uma Scotle R590.

 

Na minha opnião é um equipamento que pode se pagar rapidinho se pegar o macete.

 

Se for comprar converse com o Felipe da Ftecnet ou alguem da Global.

 

Roberto

Obrigado pela informação.
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

O pior que quando vc tenta falar algo , pra esse pessoal eles , acham ruim ,pois diz q aki eh um fórum , lugar de expor as experiencias e coisa e tal. e ainda corre o risco de você levar um negativo. outro dia fui falar para um participante q reflow não era aconselhável , ele me falou um monte. Falou q feito com equipamento correto fica perfeito, da garantia e tudo !  Eu acho q quem não acha q o reball é que realmente tem q ser feito é porque ainda não domina a técnica, e vai quebrando o galho com reflow.

  • Like 2
  • Nice 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa viber de reflow ta por fora , de fato é um paliativo, mas sabemos por experiencia propia que o RMA é certo  :)) no começo apostava muito nos reflow em que a chance que tinha para que o aparelho que estava com problema no BGA a voltar funcionar era de uns 70% a maioria dos reflow que fazia voltavam com mesmo problema em poucos  dias ou meses e outros nem voltavam mais (sorte minha ou do cliente ou ele ja tinha se enjuriado e resolveu tocar fogo no aparelho para não ter que ficar esquentando mais a moringa e o bolço). Em muitos casos nos aparelhos que passavam por aqui e pela devida  falta de fazer um reballing pq esse trabalho não é muito fácil, fazia com que perdesse a chance da reparação e o cliente. O que mim deixava mais puto era a questão em que um outro técnico com mais experiencia resolvia o problema fazendo um reballing e o cliente ainda mim voltava falando que levou para determinada assistência em que o cara resolveu. Isso é o que faz com qualquer  técnico fique indignado, por ter lhe faltado a possibilidade de ter resolvido um problema em que outro resolveu. :))

 

Então por aqui agora os aparelhos que me aparece e vejo que ha a necessidade de um reballing nem perco tempo com paliativo (reflow !) já informo logo para o cliente o orçamento, pois até com um simples ME na maioria dos casos já podemos identificar a necessidade de um possível reballing do componente, pois o reflow alem de estressar o componente e a nos mesmo ainda corremos o risco de danificá-lo, e tempo é dinheiro. Nesse caso é como se fala o velho ditado, merda que muito mexe fede !!!  :))

 

Se é para fazermos a coisa certa vamos ser profissional para termos o máximo de aproveitamento em nossos serviços ..

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

  Boa tarde Notsat,

 

  Estou de pleno acordo com tudo que voce falou , e como novato no forum ,mas antigo na area de eletronica ( somente 35 anos ).

  Fico realmente assustado com algumas postagens aqui no foro , de ver tanto absurdo e besteiras que so ocupam espaço e ao me ver denigre a imagem do Tecnico Profissional .

  Mas a culpa é dos picaretas que abusam da boa Fé de muitos usuarios com Tecnicas milagrosas e cursos sem qualquer respaldo.

  E quanto a Reflow somente é util para voce saber que existe a real necessidade de se fazer um Rebaulling em determinado Chip.

  E para trabalho com BGA eu evitava faze-los ate por falta de equipamentos adequado , no inicio utilizei uma T-870 (IR) , mas neste mes consegui adquirir a minha Honton 490 com o Felipe da Ftec , e ainda vai levar um tempo para dominar a tecnica , mas com a ajuda dos reais Tecnicos deste forum , acredito que terei sucesso em minha jornada.

 

 

  • Like 2
  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o termo lavadores de placa não se aplica a esse caso, churrasqueiros sim pois não e um serviço correto e uma gambiarra, até hoje não conheço outra forma de iniciar um conserto de um notebook que caiu na água ou caiu líquidos sem ser a boa e velha lavagem da placa com produtos apropriados ou vai disser que o cliente diz pra vc meu notebook caiu na piscina nem liguei ainda ai vc em vez de lavar a placa pra tirar o cloro vc liga direto na tomada acredito que assim vc ta perdendo todos os notes molhados ai kkkkkkkkk, outra caiu refrigerante vc vai deixar o refrigerante corroer a placa toda por que não lavou, se vc não lava placas como vc faz esses serviços nos ensine por favor.

  • Like 5
  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

1  Em relação aos cursos  muitos desonestos fazem propagandas enganosas  conheci um que verificava ci com o dedo e mais nada rancava o bicho e pronto  fdp @#$%¨&

2  temos que ver que nem todos tem o Eletonicabr  e no intuito de aprender acaba caindo na mão desses caras

3 quem nunca lavou uma placa que atire a primeira honton      (essa frase  é  minha favor não copiar :-*)essa doeuu!!

4  tem muitas dicas loucas  mas não vou colocar links deles pois não gosto de constranger  ninguém nossa função aqui é orientar.

5 lavar placa só em caso extremo churrasqueira é pra churrasco com exceção  se vc tiver todo equipamento  para monitorar temperatura vazão etc e  saber o que vc esta fazendo depois de muitos testes para chegar o perfil ideal de cada  componente temos como exemplo a dica do nosso amigo Paulo quem ajudou muita gente aqui no fórum principalmente quem não tinha ainda condições de pagar uma  honton se não mim engano 5.000 conto

https://eletronicabr.com/forums/topic/4331-soldagem-bga-procedimento-confiável

7 respondendo a pergunta do amigo e-tech  sobre o refrigerante, água xixi, etc vc usa esse produto um galão de 50lts  por placa e secar assoprado  :))

8 sou uma formiguinha perto de vcs mas aqui aprendi muita coisa que não iria aprender em nenhum curso no mundo

o que mais admiro  nesse fórum é a humildade dos colegas muitos renomados outros são empresários que deixam as vezes de atender um cliente pra tirar uma duvida de algum novato. 

9  se vc tiver a minima noção dificilmente ira fazer algumas loucuras da net porém tenho visto que tem muita gente que cospe no prato que comeu

10 pra finalizar temos de esquecer que o vizinho do lado que não tem uma honton de 5.000 tem carro importado e eu andando em um convencional    devemos sim orientar aos "malucos" qual a melhor forma de se fazer o procedimento observando as condições técnicas e financeiras do mesmo para que o risco de insucesso seja minimizado.

um abraço :-* 

 

 

 

 

 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

@e-tech,

Acho que o termo lavadores de placa não se aplica a esse caso' date=' churrasqueiros sim pois não e um serviço correto e uma gambiarra, até hoje não conheço outra forma de iniciar um conserto de um notebook que caiu na água ou caiu líquidos sem ser a boa e velha lavagem da placa com produtos apropriados ou vai disser que o cliente diz pra vc meu notebook caiu na piscina nem liguei ainda ai vc em vez de lavar a placa pra tirar o cloro vc liga direto na tomada acredito que assim vc ta perdendo todos os notes molhados ai kkkkkkkkk, outra caiu refrigerante vc vai deixar o refrigerante corroer a placa toda por que não lavou, se vc não lava placas como vc faz esses serviços nos ensine por favor.[/quote']

Acho que vc não entendeu o que escrevi.>:(

 

Estão aparecendo em nossa comunidade vários técnicos especialistas em lavar e assar placas e chipsets, usando esta técnica como solução para todos os problemas.

 

Entendo que quando cai liquido na placa não temos outra alternativa do que começar lavando com produtos corretos.

 

Tem muitos especialistas em lavar placas que utilizam água e detergente. E por vários motivos:

-placa que não liga

-windows travando

-riscando tela.

-placa em curto

 

E assim vai. Independente do problema o cara lava a placa. O pior que passam estas dicas aqui no fórum e ainda pedem joinha.

 

O intuito deste tópico não é denegrir ninguém e sim usar uma forma mais agressiva de dizer que estão errados. Já vi vários amigos tentando explicar na boa, só que não está dando certo e acabam ganhando um j-

 

Quem não gostou do meu  tópico e acha que estou errado pode dar um j- ai. Fiquem a vontade. 8)

  • Like 2
  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Notsat concordo plenamente com vc  se fosse assim  era uma maravilha todo mundo tava rico

só em casos extremos( líquidos etc) ou aquelas que vc não enxerga nem a cor

o cara lavar a placa por esses motivos

placa que não liga

-windows travando

-riscando tela.

-placa em curto

ai já é demaisssssss!!!!!

um abraço

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

É bom deixar este tópico como um aviso que estes procedimentos não devem ser indicados como soluções fáceis, se fosse qualquer um poderia montar uns tanques, comprar uns fornos e consertar mais de 80% dos notes, é uma margem super alta e daria pra ganhar uma boa grana.

 

Eu sempre desconfiei de tudo que era fácil, e sempre vejo que não é assim, esmola demais o santo desconfia.

 

Só é justo não fazer uma caça aos lavadores e torradores, pois em sua maioria foram induzidos a pensar que isso é o correto e que todos fazem isso, leiam e vejam que não é por ai, pode até voltar a funcionar vez ou outra mas é algo que volta a dar problema, não é a solução apropriada e danifica a placa para outras manutenções.

 

Roberto

  • Like 1
  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

É bom deixar este tópico como um aviso que estes procedimentos não devem ser indicados como soluções fáceis, se fosse qualquer um poderia montar uns tanques, comprar uns fornos e consertar mais de 80% dos notes, é uma margem super alta e daria pra ganhar uma boa grana.

 

Eu sempre desconfiei de tudo que era fácil, e sempre vejo que não é assim, esmola demais o santo desconfia.

 

Só é justo não fazer uma caça aos lavadores e torradores, pois em sua maioria foram induzidos a pensar que isso é o correto e que todos fazem isso, leiam e vejam que não é por ai, pode até voltar a funcionar vez ou outra mas é algo que volta a dar problema, não é a solução apropriada e danifica a placa para outras manutenções.

 

Roberto

sim é verdade, o pior é o cara falar que ta errado como nunca tivesse feito nada disso na vida.... "seja a mudança que você quer ver no mundo"

apontar os erros dos outros é fácil, agora apontar como que faz certo é difícil.... nem vou comentar muito que isso vai longe.

O mundo ta assim porque as pessoas só querem apontar o erro, mas não querem mostrar uma solução para as outras pessoas.

eu acho que você me entendeu.

9_9

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como descrito claramente em alguns topicos, lavar placa para "solucionar problema" eu condeno esta acao. Agora lavar placa quando tem derramamento acidental de qualquer tipo eu aprovo totalmente. Inclusive uso agua destilada que nao possui qualquer residuo quando evapora.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito que o erro desta galera é sair postando e não ler o  conteúdo já existente no fórum...

 

Se lessem já saberiam o procedimento correto, e principalmente já teriam visto minha maior invenção...

The Machine ME Massacreixon com Dog Monitoration...

 

 

tvcachorro.jpg

  • Haha 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

tava demorando kkkkkkkk

H3L10 vc tem de ficar por dentro dos lançamentos meu fioooooo saiu um modelo novo essa sua ta defasada  saiu de linha

tem de pedir ao segurança super man  pra comprar esse modelo novo      :)):)) :)):)) :)) 

kkkkk

só pra descontrair!

 

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

É muito importante tópicos criativos que alertam e que alertarão pessoas que iniciam a profissão no rama da tecnologia.

 

Sem querer puxa o saco, (mas já puxando) esse fórum estar sendo um pai para mim, para atuantes e para iniciantes que o encontrarem.

 

Eu agradeço a equipe da eletronicabr em especial o (os) criador (es).

 

Um abraço a todos.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só um reballing e bem feito resolve o problema.

Um profissional a sério não alinha nessas torradeiras.

É devido a esses maus profissionais, que aqui em Portugal o reballing tem má fama, os clientes dizem que não resolve nada, porque antes de procurarem um profissional, foram a um aprendiz de feiticeiro que usou esta e outra técnicas estúpidas.

Depois, nós os profissionais temos de explicar ao cliente que o que lhe fizeram à placa não foi reballing mas sim trapalhada e que agora a placa já deu, precisa de uma nova.

Fora com estes sucateiros!

Abraço a todos os verdadeiros profissionais.

8)

  • Nice 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Complicado..

Pior que quando passamos um orçamento sério o cliente diz que é muito caro, ai leva em uma assistencia "porca" e o cara enche a placa de fluxo (fluxo ruim ainda) ai torra a placa na estação de retrabalho, detona a placa e fica sem solução, dai vem aquela frase antiga.. "o barato sai caro... "

Acho que essas soluções "Ilusionistas" deveriam ser deletadas, pois acaba queimando o forum...

 

  • Nice 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By elias.girardi
      Após sete meses de viagem no espaço e "sete minutos de terror" durante o pouso em Marte, o rover Perseverance e o helicóptero Ingenuity pousaram em segurança na cratera Jezero. A manobra aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (18), com transmissão ao vivo da NASA, que exibiu também a primeira imagem de Marte capturada pelo “olho”, quer dizer, pela câmera do robozinho explorador.
       
      Muito mais do que apenas mais um rover em Marte, o Perseverance é o maior e mais completo equipamento científico já enviado ao Planeta Vermelho, além de possuir o maior número de câmeras. Seu sistema de armazenamento de amostra requintadamente é complexo e inovador, desenvolvido para analisar o solo de Jezero em busca de potenciais sinais de vida microscópica antiga, que podem estar fossilizados na cratera, onde bilhões de anos atrás havia um lago.
       
      Após os momentos de tensão entre a manobra de pouso e os envios dos sinais indicando que tudo estava bem com o Perseverance, a equipe da missão na sala de controle recebeu as primeiras imagens, capturada pelas câmeras de navegação que ficam na parte da frente e de trás de seu corpo. Ter essas imagens na tela de controle da missão é mais ou menos como abrir os olhos após uma cirurgia e perceber que tudo correu bem, considerando todo o nervosismo nessa etapa crucial.
       

      A primeira imagem do novo lar do Perseverance, capturada pela câmera de navegação frontal (Imagem: Reprodução/NASA/JPL)
       
      Se a primeira foto parece um tanto decepcionante — afinal, todos querem ver a paisagem marciana em seu esplendor —, não se preocupe. Há bastante poeira agitada pelo pouso do rover, então as imagens devem melhorar consideravelmente quando tudo estiver mais calmo. Além disso, as câmeras de navegação servem apenas para orientar o veículo robótico, enquanto as imagens de alta resolução ficarão a cargo das câmeras mais robustas.
       
      Deve levar algum tempo para que o Perseverance verifique que todos os seus instrumentos e sistemas estão funcionando de acordo com o planejado e, depois, a NASA poderá começar a explorar a cratera Jezero. Ah! O robozinho também já enviou uma segunda foto, que foi capturada pela câmera de orientação traseira. São essas duas visões que os controladores da missão utilizarão daqui a diante para controlar o rover, quando necessário.
       

      (Imagem: Reprodução/NASA/JPL)
       
      São muitos cientistas e engenheiros envolvidos em cada um dos instrumentos do Perseverance, e todos eles deverão averiguar cada componente, subsistema e sub-rotina nas próximas semanas, o que também inclui o helicóptero Ingenuity. Só então a NASA colocará o equipamento para trabalhar. De qualquer forma, as duas primeiras imagens podem entrar para a história caso o Perseverance seja o rover que descobrirá a primeira assinatura de vida fora da Terra!
       
      Abaixo, você confere exatamente onde o Perseverance pousou e, acessando https://mars.nasa.gov/maps/location/?mission=M20, você abre o mapa pela ferramenta da NASA, que permite até dar um zoom para ver o local com ainda mais detalhes:
       

      (Imagem: Reprodução/NASA)
       
      Fonte: https://canaltech.com.br/espaco/veja-as-primeiras-fotos-tiradas-pelo-perseverance-logo-apos-o-pouso-em-marte-179177/
    • By elias.girardi
      Tesla Roadster, o esportivo da Tesla, pode ganhar propulsores espaciais/ Imagem: Tesla
       
      O sempre polêmico e espitiruoso CEO da Tesla, Elon Musk, segue dando pitacos do que sua empresa pretende fazer, mesmo que isso, em um primeiro momento, soe bem futurista e irreal. De acordo com o executivo, há a possibilidade de que o carro elétrico esportivo Tesla Roadster ganhe propulsores em suas rodas que sejam capazes de mante-lo no ar, uma espécie de "pacote SpaceX".
       
      Em entrevista para o podcast de Joe Rogan, um dos mais acessados dos Estados Unidos, Musk disse que pretende que o Tesla Roadster seja capaz de permanecer um metro no ar e se locomover pelas ruas, a questão, no entanto, é como fazer isso e manter a segurança dos passageiros e de quem está fora do veículo. “Eu quero que ele fique pairando, e eu tentei descobrir como fazer essa coisa pairar sem matar pessoas, sabe? Talvez ele possa pairar um metro acima do solo, ou algo parecido. Se você despencar, vai arrebentar a suspensão, mas você não vai morrer", explicou Musk.
       
      Tecnicamente, o Roadster teria que ganhar propulsores espaciais com força gravitacional superior, algo que a SpaceX, outra de suas empresas, poderia fazer para o carro elétrico. Ele sugere que essa adaptação pode fazer com que o veículo ganhe aceleração gravitacional de nível 3, sendo que com o nível 2 já seria possível ao menos levitar.
       
      Tudo ainda não está sequer no papel, mas Musk não terá dificuldades apenas para projetar esse carro voador. Será necessário, também, convencer as autoridades de que esse veículo pode ser seguro, confiável e utilizável.
       
      Você teria coragem de andar (ou voar) em um carro desses? Diga aí embaixo, nos comentários!
       
      Fonte: https://canaltech.com.br/carros/elon-musk-quer-fazer-tesla-roadster-levitar-a-1-metro-do-chao-com-propulsores-179013/
    • By elias.girardi
      Já faz algum tempo que a Google não nomeava novas versões do Android com nomes de doces. Mas ao que tudo indica, a empresa manteve a tradição viva entre os colaboradores, e o codinome do Android 12 foi revelado: Snow Cone, uma sobremesa de gelo ralado e xarope, que pode vir em diversas cores e sabores.
       
      A descoberta foi feita pela equipe do XDA Developers, que já começou a encontrar referências ao doce Snow Cone. Essas referências são feitas por meio de abreviações "sc" no repositório do sistema, semelhante ao que fizeram com o Android 11, que ganhou o nome interno de Red Velvet Cake (“rvc”). Inclusive, a empresa lançou junto com o Android 11, uma experiência em realidade aumentada que ensinava a receita do bolo vermelho. Não se sabe quais surpresas acompanharão o Snow Cone.
       
      A Google ainda não confirmou a novidade, mas o XDA Developers já é conhecido por acertar em seus vazamentos.
       
      Tradição
       
      Desde o lançamento do Android 1.5 Cupcake, a Google contava com codinomes de doces para nomear seus produtos. A partir do Android 10 Q, a empresa decidiu abolir a prática, como uma forma de simplificar seu trabalho. Confira a lista de sobremesas utilizadas pelo Google em seus sistemas Android:
       
      Android 1.0 – Alpha
      Android 1.1 – Beta
      Android 1.5 – Cupcake
      Android 1.6 – Donut
      Android 2.0/2.1 – Eclair
      Android 2.2 – Froyo
      Android 2.3 – Gingerbread
      Android 3.0/3.1/3.2 – Honeycomb
      Android 4.0 – Ice Cream Sandwich
      Android 4.1/4.2/4.3 – Jelly Bean
      Android 4.4 – KitKat
      Android 5.0/5.1 – Lollipop
      Android 6.0 – Marshmallow
      Android 7.0/7.1 – Nougat
      Android 8.0/8.1 – Oreo
      Android 9.0 – Pie
      Android 10
      Android 11
       
      Fonte: https://www.tecmundo.com.br/software/211103-android-12-google-nomeia-sistema-snow-cone.htm
       
    • By elias.girardi
      É só uma pitada, mas o material muda de estrutura, mais do que dobrando sua resistência. [Imagem: Tomohiro Nishi et al. - 10.1038/s41598-020-78064-0]
       
      Compósitos de matriz cerâmica
       
      Os chamados "compósitos de matriz cerâmica" (CMCs) são materiais incrivelmente fortes usados em motores a jato, turbinas a gás e ferramentas de corte especiais, para cortar superligas de níquel, por exemplo.
       
      O óxido de alumínio (Al2O3) é um desses materiais, sendo duro e quimicamente inerte. O carbeto de tungstênio (WC) é outro, usado como um material superduro.
       
      Por isso, tem havido um grande esforço em criar um compósito de matriz cerâmica Al2O3-WC, mas os resultados vinham sendo insatisfatórios até agora.
       
      Tomohiro Nishi e seus colegas da Universidade de Nagoya, no Japão, acabam de conseguir sintetizar o tão sonhado material composto.
       
      Materiais superduros
       
      Para fazer materiais superduros, os pesquisadores testam inúmeras formulações para identificar uma que apresente uma alta resistência à flexão, que é uma medida da tensão física que um material suporta antes de se dobrar ou quebrar.
       
      Anteriormente, ninguém havia obtido um CMC de Al2O3-WC com uma resistência à flexão maior do que 1 gigapascal, o que significa que nenhum deles conseguiu superar os CMCs existentes.
       
      Nishi experimentou então adicionar quantidades minúsculas de dióxido de zircônio (ZrO2) durante a criação dos CMCs Al2O3-WC. Era o ingrediente que faltava: Esta adição rendeu CMCs Al2O3-WC superduros, com resistências à flexão maiores do que 2 gigapascais.
       
      "Este é um recorde histórico neste campo," disse Nishi.
       

      Comparação do resultado obtido com outras cerâmicas superduras. [Imagem: Katsuyuki Matsunaga]
       
      Pitada de zircônio
       
      E essa melhoria considerável na resistência à flexão foi obtida com uma adição relativamente modesta de ZrO2: O aditivo representa menos de 5% da massa dos compósitos Al2O3-WC obtidos, muito menos do que a quantidade de aditivo normalmente usados em CMCs.
       
      "Os materiais que desenvolvemos podem ser usados como materiais superduros em dispositivos de usinagem para corte de componentes metálicos duros a serem usados em aviões e automóveis," disse o professor Katsuyuki Matsunaga, membro da equipe.
       
      Na verdade, esse uso é iminente: a empresa NGK Spark Plug já licenciou a tecnologia para usar o material superduro em ferramentas de corte para uso em tornearia e usinagem.
       
      Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=achando-ingrediente-certo-fazer-ceramica-superdura&id=010170210205
       
       
    • By elias.girardi
      O satélite Amazônia 1 montado na estrutura do foguete que o levará ao espaço. [Imagem: INPE]
       
      Amazônia 1
       
      O primeiro satélite artificial completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil será finalmente lançado ao espaço.
       
      O satélite Amazônia 1, cuja principal missão será a observação e monitoramento da Terra, é fruto de um desenvolvimento conduzido pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em parceria com a AEB (Agência Espacial Brasileira).
       
      O lançamento será no próximo dia 28 de fevereiro, às 10h24 da manhã, horário local da Índia - à 01h54 da manhã no Brasil.
       
      As atividades de montagem, integração e testes do Amazônia 1 foram realizadas no Laboratório de Integração e Testes (LIT), situado no INPE em São José Campos (SP).
       
      Depois de finalizado e testado, os módulos de serviço e de carga útil do satélite foram separados, acondicionados em seus contêineres e transportados para as instalações da base de lançamento em Sriharikota, na Índia.
       
      Já nas instalações da Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO), o satélite foi remontado e integrado ao veículo lançador PSLV-C51.
       
      Sem apoio
       
      A proposta inicial era que o Amazônia 1 fosse lançado em 2010, mas a falta de priorização do setor espacial pelos diversos governos gerou adiamentos sucessivos.
       
      Embora já vá ao espaço defasado tecnologicamente, o lançamento Amazônia 1 deve ser comemorado por ser fruto do esforço de uma pequena equipe que tenta fazer ciência espacial sem o suporte necessário. No mesmo período, países como a China e a Índia fizeram missões à Lua e à Marte.
       
      O Amazônia 1 é um satélite de órbita polar que irá gerar imagens do planeta a cada 4 dias. Para isso, ele será dotado de uma câmera de campo amplo, capaz de observar uma faixa de 720 km com 40 metros de resolução.
       
      Sua característica de revisita rápida aos mesmos locais permitirá a melhora nos dados de alerta de desmatamento na Amazônia em tempo real, maximizando a aquisição de imagens úteis diante da cobertura de nuvens na região. O Amazônia 1 também fornecerá imagens frequentes das áreas agrícolas brasileiras.
       
      Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=amazonia-1-agendado-lancamento-primeiro-satelite-feito-brasil&id=010175210203
       

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...