Jump to content
Sign in to follow this  
tzunlee

Pasta termica barata em processadores e chipsets.

Rate this topic

Recommended Posts

Chegou para mim 1 netbook para mim, com processador c7-m 1200/400 porem o camarada colocou aquelas pastas termicas baratas que solta 1 liquido (nao sei qual e a marca.) uma branquinha... Fui dar 1 ME, coloquei a bandeja em 60 graus... passou uns 10 minutos escuto 1 estalido... Parece que a pastilha do chip do processador levantou ... olho de perto, parece que esse liquido entrou entre o epoxi e a pastilha, e com o os miseros 60 graus fez levantar a danadinha do silicio. Ja tinha percebido que naqueles MCP67 / 73 / 79 etc..

que as pessoas tiram o thermal pad e colocam pasta termica eles deixam de funcionar c menos de 1 semana. Será que tem alguma ligacao?

 

Detalhe olhei de perto a pastilha do chip e soldado com bolinhas tambem, ou seja ele e BGA... como os MCP.

 

Verei se consigo postar foto do danadinho do processador.

 

1.jpg.5c4771f047f1bd74e3871ebb219c1c15.jpg

via2.jpg.4e3a15b8b5082400ac2f685073a42c79.jpg

via3.jpg.501791d82ab6206c077194807a118810.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

opa, explica melhor como você faz esse seu ME, não entendi essa questão de "bandeja, e 10 minutos". O ME que fazemos é de 30 a 45 segundos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

opa, explica melhor como você faz esse seu ME, não entendi essa questão de "bandeja, e 10 minutos". O ME que fazemos é de 30 a 45 segundos.

 

 

Coloquei a placa para fazer 1 ME, 60 graus. Na bandeja da maquina de BGA. Quando deu uns 10 minutos...

 

 

O que estou dizendo que acho que descobri que algumas pastas termicas infiltram entre o epoxi e a pastilha do chip, acho que nao da p ver direito nas fotos, antes de eu colocar na maquina eu sempre limpo com papel todo os chips antes de colocar na maquina.

Share this post


Link to post
Share on other sites

vai ter que fazer o bga da bga....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

foi usado algum solvente pra limpar a pasta velha ou algo assim?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Coloquei a placa para fazer 1 ME, 60 graus. Na bandeja da maquina de BGA. Quando deu uns 10 minutos...

Tá, nesta temperatura não deveria zuar nada!

 

Mas esse processo aí de  60 graus usando pré heater, seria pra desumidificar a placa? Porque o teste de ME que fazemos é outra coisa. Acho que está confundindo os nomes dos processos não?

Share this post


Link to post
Share on other sites

vai ter que fazer o bga da bga....kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

foi usado algum solvente pra limpar a pasta velha ou algo assim?

 

nada so papel mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito se fala hoje sobre a pasta térmica branca e as novas a base de prata. Eu uso a branquinha IMPLASTEC há muito tempo, substituo o elastômero seco por ela, sempre as temperaturas ficam normais e nunca voltou nada. Talvez a branca resseque em menos tempo, mas não é coisa rápida não, coisa de pelo menos dois anos. Também ela completamente inerte, não ataca quimicamente nada.

A pasta de prata vejo sentido em casos especiais, muito altas temperaturas em placas "quentes", ou quem faz OC/OV.

Pra descolar o die ?...vixiiii...foi outra coisa aí.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu uso a branquinha IMPLASTEC há muito tempo, substituo o elastômero seco por ela

 

Explica melhor essa parada porque trocar o pad termico por pasta termica nao rola nao.

 

Quanto à pasta térmica nao posso falar muito da implastec porque nao conheco, mas se nao me engano é bem mal falada. Quando se fala de PC pode até rolar de usar uma "cualquer", mas baixar a temperatura de um notebook é todo um desafio e a pasta tèrmica ajuda e muito.

 

Deixa eu aqui com a minha Artic Silver 5  :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei se entendi a sua colocação, caríssimo.

 

Em desks eu troco elastômero original por pasta térmica branca sem nunca ter tido problema. O ganho na redução da temperatura com a pasta prata é pouco significativo em casos não críticos, um, dois graus.

Em notes onde o pad se desfez de podre ou na retirada do dissipador, eu coloco uma lâmina de cobre (1, 2 ou 3mm de espessura conforme caso) para preencher a diferença de espaço deixada pelo pad. Como interface para eliminar o ar (isolante térmico) entre dissipador-placa de cobre-chip coloco a pasta térmica branca, também as temperaturas não ficam mais altas. Exceção, como disse, quando são máquinas quentes já de projeto, aí até recolocando tudo original continua queimando a mesa...rs.

Aliás, dia desses examinando ao toque desconfiei que as pastas de prata genéricas ou falsificadas devem ser mesmo é pasta branca coloridas ou batizadas...a investigar, será que não? Pó de prata é caro, e não existe milagre.

Me recordo de ver na net comparativos entre OC/OV usando pasta de prata de marca e a velha pasta branca, e a diferença entre temperaturas ficava em um ou dois graus.

Aliás, se é questão é mesmo diminuir temperaturas sensivelmente, aumentar ao máximo a superfície de contato planificando e polindo ao máximo a superfície dos dissipadores tem maior efeito na temperatura, isso eu constatei na prática uns anos atrás.

 

Grande abraço aos colegas

 

Márcio Campos

 

Abraço

 

Márcio Campos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora sim eu entendi !  :)

 

Como o tópico esta referido a notebooks eu considerei que voce estava falando de trocar o pad termico utilizado em notes (1mm aprox.) por simplesmente pasta termica, como já vi em muito note que cai na minha mao. A cualquer momento ia ter marmanjo escrevendo coisa feia ai pra voce  :D :D :D.

 

Agora, explicado do jeito que voce explicou eu nao tenho nada a falar. Nao trabalho quase com desktop, e aplico outra técnica nos notes, mas respeito a sua forma de trabalho e admito que ela é recomendada por vários membros da comunidade.

 

Sò nao abro mao da Artic Silver 5  :)

 

Muito grato pela explicacao e bem-vindo ao forúm  8)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sempre usei pasta branca e nunca tive problemas. Só uso a prata em video games como xbox360 e ps3.

Acho que esse processador já tava bichado e coincidiu de acontecer com vc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aprendendo com os desastres !

Esta ai, usar proteção para o DIE nos reballing ou reflow, a informação do amigo é muito útil para quem está começando, vai que o que achávamos que era do bem é na verdade o mal ! Pasta térmica que possa liberar substancias que entram entre o DIE o e a base do chip e causam problemas que não são visíveis a olho nú !

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu uso a pasta térmica implastec thermal silver, nunca tive problema com ela, porem só uso no processador mesmo, no bga eu uso thermal pad mesmo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou curioso pra ver o o rebaling nesse chip.  :)) ( (Posta um video ai .. KKK)

 

obrigado por compartilhar, isso mostra o cuidado q devemos ter com esse tipo de chip.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comprei um pedaço de Thermal pad há uns meses aqui... calculo que o pedaço daria pra uns 80 notes qunado comprei, paguei pro cara 100 reais. Acho que vale a pena gastar um pouco mais de 1 real por note pra colocar uma coisa de qualidade não? afinal, a margem de lucro que a gente trabalha, na relação custo de material X preço pro consumidor, é bem alta.

 

 

Abração"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gente, eu já parei de usar estes thermalpad xingling já faz um tempo... e nunca, mas nunca mesmo eu uso pasta branca...

 

Uso chapinha de cobre com a espessura certa para cada caso e uso pasta térmica a base de prata, seja em meus reballings ou replaces... uso ainda esta solução em cada note que pego para limpeza.

 

Fica a dica.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A minha pasta térmica branca que uso no geral é da CoolerMaster, tenho AS5, mas uso com parcimônia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

boas fotos, conseguiu resolver esta situação??

 

 

ja enjoei de usar esse note, coloquei ele a venda :)

You are not allowed to view links. Sign in or sign up.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já utilizei a pasta da implastec sem problemas maiores, mas as com prata parecem ter uma durabilidade muito maior, por isso nos notebooks só uso pasta de prata.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amigo, não sabemos que tipo de pasta foi usado, mas como a maioria dos amigos colocaram, eu também uso a pasta branca e nunca tive problemas com ela.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uso massa térmica com silício (daquela cinzenta igual à que vem de origem nos dissipadores).

Essencialmente a massa tem de ser espessa e ter baixa impedância térmica.

Essa branca acima de determinada temperatura começa a soltar um óleo que é condutor (já reparei notebooks apenas limpando a pasta de cima dos condensadores que estão por cima do BGA , tem técnico que julga que está decorando bolo , só falta colocar uma cereja em cima).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sempre uso pasta termica da silver prata, quando um cliente vem reclamar dos preços eu mostro a diferença enter as pasta termicas que eu uso e a que outros usam...valoriza seu serviço e melhora a imagem de sua assistência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...