Jump to content
  • Content Count

    15,061
  • Avg. Content Per Day

    4.72
  • Joined

  • Last visited

  • Credit

    22067
  • Country

    Brazil

Daniel last won the day on April 23

Daniel had the most liked content!

Community Reputation

5,429 Medalha 20

About Daniel

  • Rank
    Admin
  • Birthday 06/20/1973

Personal Information

  • Location
    São Paulo

Recent Profile Visitors

20,869 profile views
  1. @Hélio Cruzeiro @IDENTEC Alexandre Bom dia! Assinatura ativada. Obrigado...
  2. Sejam bem Vindos! @GgLuiz Carlos @ruymiranda Para fazer downloads é necessário ter Créditos(gratuito) ou Assinatura VIP Para receber ajuda, abra um novo tópico na área correspondente (Clique aqui para escolher área.) O título do tópico deve seguir este padrão: Marca e Modelo + Modelo da Placa + Defeito. Informe também todos os testes já realizados. Segue alguns links que podem ajudar: Como fazer downloads no fórum? Conheça agora os segredos!!! Preciso de um arquivo e não tenho créditos Sistema de Créditos do EBR Dúvidas Frequentes Manual do Usuário
  3. @hawkinf Bom dia! Assinatura ativada. Obrigado...
  4. Veja o vídeo e descubra quem é o ganhador
  5. Boa noite galera!!! Demorou... Mas daqui a pouco vamos fazer este sorteio. Aqui esta lista com os Participantes 👇 01 FDONATO 02 XigmaFire 03 zazulak 04 Jakers Binder 05 Leonildo 06 marcosoares 07 elias.girardi 08 3D Infoshop 09 GameMax 10 bruno-balieiro 11 R2-D2 12 14bis 13 regisfatef 14 Carlos Porto 15 H3710 Ativo 16 Paulo Roberto Lins 17 hawkinf Ativo 18 Lucão Camargo 19 alexklein 20 fabio_scherer 21 wmlan Ativo 22 Well7487 23 Priscila Cristiane 24 SERGIO_372 25 warezland 26 master7 Ativo 27 Marcelo Galtarossa 28 Reinaldo Ramos 29 Natan T.I 30 geek889
  6. @XkawagataX ok Assinatura ativada. Obrigado...
  7. @davilobo Bom dia! Assinatura ativada. Obrigado...
  8. ok @techinformatica Assinatura ativada. Obrigado... @Paulo Roberto Lins Lins ok Assinatura ativada. Obrigado...
  9. Positivo BGH A1100 celeron - core i Visualizar Arquivo BIOS A1000 anexado - A1100i Celeron e Core i Uploader Daniel Enviado 03-12-2020 Categoria Positivo  
  10. 2 downloads

    BIOS A1000 anexado - A1100i Celeron e Core i
  11. @Four Jet Lembrando que para usuários participativos não tem necessidade de assinatura (Membros participativos tem acesso a todo nosso conteúdo gratuitamente). E o objetivo do fórum não é ter muitos usuários Vips e sim milhares de usuários participativos. Obs. Os valores das assinaturas estão muito desfasados. Estes valores não teve reajuste a mais de três anos. Em breve este valores devem ser reajustados em mais de 60%
  12. Este localizador, rastreador de defeitos Rastre Curve 2plus será sorteado entre os usuários do EletrônicaBR. Usuários que fazem uploads de esquemas, bios, manuais e ajudam na analises no dia a dia, ganham muitos joinhas(créditos) e agora também podem ganhar este presentão. Como vai funcionar.... -> Para participar utilize seus Créditos EBR (--$ 100,00). Basta assinar neste link 👇 Assinantes VIP também podem participar 👆 (Não e necessário ter Créditos EBR) Para quem ainda não conhece esta ferramenta. Aqui esta algumas informações: O Rastre Curve 2Plus é um dispositivo rastreador de defeitos, comumente conhecido como Analisador de assinatura de curvas, ou Curve Tracer que contem recursos de Análise de curvas características. A análise da curva é uma poderosa técnica de teste para encontrar falhas em PCBs: uma voltagem AC em uma determinada freqüência é injetada em um pino num determinado ponto em uma placa de circuito e o analisador injeta a tensão e a corrente o que resulta em uma forma de curva em uma tela XY. Esta exibição é uma "assinatura" da operação do circuito, que pode ser comparada com um padrão ou uma placa conhecida de "boa". Se os padrões não coincidirem, a placa de teste estará com defeito. Por exemplo, ao testar um ponto, um capacitor mostrará uma elipse, um resistor mostrará uma linha reta em um ângulo, um diodo mostra a curva exponencial característica, etc. A análise de assinatura é popular em situações de teste em bancadas, porque não requer conhecimento de operação do circuito e assim pode ser usado para agilizar a analise e manutenção de um equipamento. O Rastre Curve 2Plus representa uma vantagem significativa em relação aos instrumentos de análise de assinatura existentes: custa mais barato em relação aos instrumentos de análise de assinatura existentes e a faixa de freqüência do sinal de teste é injetada por um tempo muito pequeno (1,5ms) próprio para não danificar circuitos sensíveis... Neste software que acompanha o aparelho aquisitor, existem 4 perfis de teste: Potencia Baixa: Indicada para placas onde a tensão/ freqüência são baixas. Também indicada para placas onde contem alto nível de capacitância, pois a freqüência inserida e’ de 4 HZ. Potencia Normal: Indicada para maioria dos testes, esta opção já por padrão será optada para inicio de futuros testes, você poderá alterar a seu gosto. Potencia Automática: Indicada quando se desconhece a placa a ser medida, a corrente nesta opção será limitada pelo circuito medido. Potencia Máxima: Indicada para circuitos de potencia, transistores, amplificadores, etc. Nesta opção a freqüência será mais alta. Com estas opções você poderá mudar como quiser durante o teste e durante a memorização, de modo que os resultados podem ser traduzidos em valores mais precisos. A "assinatura da curva" e outras formas de onda podem ser salvas, recuperadas e comparadas para tornar esta uma valiosa ferramenta de depuração. Permitindo uma maior variedade de medidas úteis. Todas as funções do instrumento podem ser controladas através de uma conexão USB2.0 de um computador. Através de nosso software que poderá ser instalado em sistemas operacionais Windows XP SP3 ate o Windows10, 32bits ou 64bits. Características: Canais: 3, sendo 2 pra comparação e memorização e testes, e 1 pra disparo de transistores, triacs, scr, fotoacopladores, etc. Memorização pela foto, modo captura ponto a ponto, e a três pontos. Alimentação Somente pela USB Perfis de teste: 4 (Potencia baixa, normal, máxima e automática) Tensão máxima de Teste ate 2,4vp (4,8vpp) Corrente Máxima 10mA Tempo de Aplicação da tensão de teste: 1,5ms O Sorteio será pelo número da assinatura dia 30/01/2021 Durante este ano vamos sortear outras ferramentas essenciais para amantes da eletrônica. Clique no botão "Seguir" acima acompanhe a novidades... Agradecimentos ao fabricante que disponibilizou este produto para o sorteio no fórum. https://rastrecurve.com/forum/portal.php
  13. Sistemas Micro eletromecânicos (Micro-Electro-Mechanical Systems, em inglês) é o nome dado para a tecnologia que integra elementos mecânicos, sensores e eletrônicos em um pequeno chip, que possui uma informação gravada que determina seu funcionamento e são considerados uma das tecnologias mais promissoras do século XXI. Podendo ser utilizada de celulares a projetos aeroespaciais e biotecnologia, essa classe de dispositivos causou uma revolução eletrônica nas últimas décadas através da combinação da microeletrônica baseada em silício com a tecnologia de micro usinagem. Assim, o objetivo deste artigo é introduzir os MEMS, esta fascinante tecnologia, capaz de modificar a vida como a conhecemos ou apenas agregar funcionalidades que tornarão seu sistema embarcado realmente embarcado. MEMS: Fusão entre eletrônica e mecânica em escala micrométrica Criado utilizando técnicas que se tornaram a base para a difusão desta tecnologia nos dias atuais, o primeiro dispositivo MEMS foi desenvolvido em 1967 pelo engenheiro americano Harvey C. Nathanson. Esse dispositivo, conhecido como Transistor de Porta Ressonante [1], tratava-se, resumidamente, de um sintonizador e seletor de frequências ativado eletrostaticamente, utilizado em circuitos de sintonia RF. Esta invenção o concedeu uma patente, dentre as mais de 50 existentes em seu nome, no ramo da eletrônica de estado sólido. A tecnologia MEMS é a essência da computação analógica, capaz de sentir e reagir a estímulos externos naturais, se aproximando muito mais da realidade, ao invés do comportamento binário e artificial da computação digital. Cada vez mais usos para estes dispositivos inteligentes, capazes de responder ao ambiente de forma dinâmica e analógica. Imagine asas de aviões que sejam capazes de se remodelar quando em meio à turbulência. Rover Curiosity da Nasa, um dos sistemas eletromecânicos mems mais avançados e confiáveis já criados -> Confira Aqui A tecnologia MEMS é um processo de natureza multidisciplinar, uma combinação de conceitos da microeletrônica, engenharia mecânica, ciência dos materiais, física e química, reunidos para produzir sistemas integrados em um único chip, gerando dispositivos capazes de desempenhar funções de sensoriamento, controle e atuação. Através do uso de técnicas de micro fabricação, que nada mais são do que manipulações do silício e outros substratos usando processos de micro usinagem, é realizada a integração de estruturas mecânicas (sendo elas móveis ou não), sensores, atuadores e eletrônica, tornando possível a sintetização de sistemas completos em escala micrométrica. Basicamente, a microeletrônica é o cérebro destes sistemas, responsável por toda a capacidade de processamento, já a tecnologia MEMS acrescenta olhos, ouvidos e músculos a dispositivos antes regidos, exclusivamente, pelas equações de Maxwell. Enquanto circuitos integrados tradicionais são desenvolvidos explorando as propriedades elétricas do silício, MEMS também consideram suas propriedades mecânicas. A micro usinagem do silício, idealizada por Nathanson, tornou-se o processo fundamental para fabricação de dispositivos micro eletromecânicos e, em particular, de sensores e atuadores miniaturizados. De uma maneira geral, sistemas micro eletromecânicos são formados pelos seguintes componentes: Um dispositivo MEMS é caracterizado, principalmente, pela presença de sensores ou atuadores em conjunto com a microeletrônica, ou ainda, pela união de todos estes componentes simultaneamente em um mesmo dispositivo. Os micro sensores são responsáveis por detectar as mudanças físicas do meio, sejam elas mecânicas, térmicas, magnéticas, químicas ou eletromagnéticas, e convertê-las em um sinal elétrico proporcional. A microeletrônica, por sua vez, processa essa informação e aciona os micro atuadores de forma que eles possam criar uma resposta a esta mudança, convertendo sinais elétricos em energia mecânica. Micro atuadores são largamente empregados em impressoras do tipo inkjet e em sistemas de foco automático de câmeras digitais. Micro sensores e micro atuadores são o que há de mais importante em um dispositivo MEMS. Estes componentes são os transdutores de um sistema micro eletromecânico, responsáveis pela conversão de uma forma de energia em outra. Muitos destes transdutores foram desenvolvidos pela indústria microeletrônica, como, por exemplo, sensores de temperatura e luz, mas suas funcionalidades são potencializadas quando utilizados em MEMS. Dependendo do mecanismo de sensibilidade e das grandezas observadas, estes transdutores podem ser mecânicos, térmicos, magnéticos, químicos ou de radiação. Dentre estes, talvez os mais conhecidos sejam os que exercem a função de sensores mecânicos, como o acelerômetro (capaz perceber variações de aceleração), o giroscópio (permite medir a velocidade de rotação e movimentos angulares), sensores de pressão e strain gauges (capazes de medir deformações) Um motor de silício MEMS comparado a um fio de cabelo humano À esquerda, o projetor digital de luz da Texas Instruments utilizado em projetores de vídeo e a direita, um sensor de movimento MEMS, utilizado em smartphones e tablets. Ainda não convencido de quão próximo você pode estar da tecnologia MEMS? Veja na imagem a seguir quantos sensores podem ser embarcados em um único smartphone e as funcionalidades que eles agregam a esse produto, antes conhecido simplesmente como telefone celular: Conclusão: O tamanho e a massa de um sensor podem alterar de forma significativa as características do objeto a ser monitorado, o que nos convence ainda mais sobre as vantagens da utilização de MEMS no desenvolvimento de sistemas embarcados. MEMS é uma tecnologia de fabricação, uma nova metodologia para se desenvolver e criar dispositivos mecânicos complexos e sistemas totalmente integrados utilizando processos de fabricação em alta escala. Esta tecnologia representa uma drástica mudança de paradigma no que diz respeito ao projeto e fabricação de circuitos integrados. Talvez, um dos fatores que mais contribuam para seu crescente avanço seja a saturação encontrada na evolução dos circuitos digitais, fazendo com que esforços muito grandes tenham que ser empregados na obtenção de resultados cada vez menores. Está cada vez mais difícil acompanhar a Lei de Moore e, quanto mais o tempo passa, mais nos aproximamos do dia em que o silício deixará de ser a menina dos olhos da microeletrônica e venha a ser substituído, talvez pelo grafeno. Apesar de só permitir a produção de dispositivos em larga escala há menos de 30 anos, a tecnologia MEMS vem avançando a passos largos graças, principalmente, ao interesse da indústria por estes sistemas integrados. Para se ter uma ideia, pesquisas passadas sugerem que memórias baseadas em MEMS tenham uma performance superior quando comparadas a memórias convencionais. MEMS representam uma área de pesquisa muito extensa. Como só é possível abordar uma coisa de cada vez, os próximos artigos serão prioritariamente focados em uma subclasse da tecnologia MEMS, talvez a mais interessante delas: os sensores inerciais. Quais novidades surgirão em função desta que foi considerada a maior evolução tecnológica depois da microeletrônica baseada em silício? Deixe sua opinião abaixo!
  14. @Daniel Klinson Bom dia! Assinatura ativada. Obrigado...
  15. @Matheus Piccoli Bom dia! Assinatura ativada. Obrigado...

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...