Jump to content
  • Content Count

    10,682
  • Avg. Content Per Day

    4.37
  • Joined

  • Last visited

  • Credit

    18348
  • Country

    Brazil

Jack O'Neo last won the day on September 1 2020

Jack O'Neo had the most liked content!

Community Reputation

2,648 Medal 14

About Jack O'Neo

  • Rank
    Coordenador
  • Birthday 03/23/1981

Personal Information

  • Sexo
    Masculino / Male
  • Location
    Biguaçu sc
  • Personal text
    Following the White Rabbit!

Recent Profile Visitors

9,542 profile views
  1. @diegosgarcia Sei que já faz tempo mas... Caso ainda estejas com a placa, veja se o conserto dessa minha te ajuda a resolver a tua. Peguei uma aqui parecida com essa sua, faltando +5VA, além de substituir o GS92A3 duas vezes (o china me mandou uns ruins no lote de 10) notei o Q14 entre o U23 e a plaquinha wifi meio anormal nas medições e substituí, deveria ser um MMBT3904LT1 marking code 1AM, mas tinha leitura como fosse diodo duplo, encontrei também o eletrolítico da linha de 5V com ESR elevada e substituí, nesta aqui ainda tive que trocar o OZ8660LN que estava emitindo um chiado de fuga. Sem esquema foram umas 5 horas de trampo pra localizar esses caras com defeito. aeuheauhaeuhaeuh A alegria é que já esta funcionando e o dindin tá garantido. Boa sorte aí.
  2. @Emanoel_2.0 Acredito que não, pelo menos não consta na lista do RT809H.
  3. @cristianfernandes Bom dia. Acredito que este projeto não é ideal para este fim, para tamanha carga em AC é mais viável utilizar cargas resistivas mesmo. Esse projeto foi concebido para testar pequenas fontes que passam por nossas bancadas no dia a dia, serve perfeitamente para testar fontes de celular, notebooks, fontes atx, etc. Uma carga eletrônica para o fim que desejas ocuparia demasiado espaço, além de ser estupidamente mais cara utilizando uma topologia como está que adotei acima, sinceramente nunca vi um projeto deste porte que pretendes executar. Além do mais com algum conhecimento teórico é possível determinar a corrente máxima de transformadores, procure o canal do Dantes Alves de Santana no youtube, e dentro do canal dele use a lupa para procurar sobre transformadores vai encontrar muito material sobre o assunto por lá. Desejo boa sorte na sua busca.
  4. @Jakers Binder @curtolo @Chagas Moura @CJ quem puder favor mover para a área de identificação de componentes.
  5. @Emanoel_2.0 Pino 92 com 0v tá ok pelo que entendi. Não se mede continuidade com a placa energizada, qualquer valor que apareça ali estará incorreto, existe uma exceção para esta regra se quiseres depois eu te explico no momento não vem ao caso. Estás usando o carregador original para o teste? Caso não, seria interessante providenciar o original, ou um compatível sabidamente bom principalmente no que se refere ao pino de sinal. Visto que o ADP_OCP página 2 pode estar interferindo e impedindo a passagem de VIN, seria interessante verificar se não há curto nas fontes de alimentação, pois um curto poderia ser a causa de uma sobrecorrente.
  6. Eu atualizei pra esta versão e não tive problemas, não sei se tem relação ou não, mas eu efetuei a modificação sugerida no site do programador como mostrei no tópico abaixo, pode não ter nada a ver, mas é uma diferença que provavelmente temos entre nossos hardwares, os rt809h mais recentes estão saindo de fábrica já com essa modificação, mas acho pouco provável que ela interfira na detecção dos chips. Também pouco provável mas ainda válido testar imagino eu, é tentar remover e reinstalar o driver USB no menu settings. E seguindo nesta linha de pensamento, trocar a porta USB, tentar instalar e utilizar em outro PC.
  7. @Jhones Mais um pouco de pesquisa, e cheguei a achar um tópico onde o cara que criou um destes programadores de kbc Sergey Vertyanov diz o seguinte (em russo traduzido automaticamente para inglês): "skarp MICROCHIP says that there is no FLASH memory in mec1404. When the signal is removed, the bootloader starts and the code is pulled into the SRAM (random access memory). There is nothing to flash in it. Look for the problem locally. Another cartoon can be stupidly filmed and dead. Soldering ... 1.1 Boot ROM Following the release of the EC_PROC_RESET # signal, the processor will start executing code in the Boot ROM. The Boot ROM executes the SPI Flash Loader, which downloads User Code from an external SPI Flash and stores it in the internal Code RAM. Upon completion, the Boot ROM jumps into the User Code and starts executing." ------------------------------------------------------------- Que traduzindo dá isso aí. ------------------------------------------------------------- "A microchio diz que não há memória FLASH no mec1404 Quando o sinal é removido, o bootloader inicia e o código é inserido na SRAM. Não há nada para gravar nele." Trecho do datasheet: 1.1 Boot ROM Após a liberação do sinal EC_PROC_RESET #, o processador começara a executar o código contido no boot rom. O boot ROM executa o SPI FLASH Loader, que faz o download dos códigos do usuário a partir de uma FLASH SPI externa, e armazena ela na memória interna Code RAM. Quando concluído, o Boot ROM entra no código do usuário e passa a executá-lo. ----------------------------------------------------------- Também encontrei no site oficial do RT809H um tópico onde o criador deste aparelho afirma que não há nada a ser gravado neste C.I, e assim sendo até que alguém que tenha um SVOD3 se manifeste com informações relevantes vou seguir acreditando que não há mesmo nada a ser gravado neste chip conforme indica o datasheet.
  8. @Jhones dei mais uma pesquisada aqui, e parece que o pessoal do SVOD adicionou suporte pra gravar este chip sim. https://www.chipsetpro.com/en/svod-programmer/58-svod-v3-professional-programmer.html Engraçado que o datasheet que encontrei, em leitura dinâmica que fiz, não menciona nenhuma flash interna, apenas menciona uma SRAM se não estou enganado. Isso tem que ser melhor averiguado, o que sabemos então é que até então o rt809h não grava o chip.
  9. @Jhones Com o CH341 somente os kbcs da ENE podem ser gravados, e em virtude de ninguém manifestar interesse finalizei o projeto já faz algum tempo. Sobre esse chip em questão ser gravável, acredito eu que não, pelo menos no datasheet que encontrei, não há menção a uma flash interna como em outros chips da microchip mec1609 por exemplo. Meio que confirmando ainda mais que não é gravável, dei uma olhada na lista de chips do RT809H e mec1404 não aparece na lista.
  10. @tecgess Meu caro, perdão se me coloquei mal, existem mil maneiras diferentes de fazer as coisas e o que importa é o resultado, eu estava realmente tentando entender e aprender alguma coisa. Não sei se a maneira como faço é a mais acertada, por isso te questionei. Eu aqui estou usando o fluxo e a solda em fio da morelli. Se não me engano tem 56% de prata no fio de solda que é bem fino 0.5mm, e é livre de cádmio (cádmio faz mal pra saúde, como tantas outras coisas, mas preferi evitar). Testei outras varetas de solda, uns 3 tipos até agora, e os resultados melhores que obtive foram com estes produtos aí, das experiências que fiz concluí que varetas com alto teor de cobre deixam a solda mais propensa a quebrar de novo ou trincar. Sobre a temperatura da chama pode até ser que eu esteja incorreto, mas imagino que a parte mais quente da chama do maçarico seja na ponta daquela chama interna azul brilhante e bem concentrada mais perto da saída de gás do maçarico do que do final da chama total, eu comecei com um destes pequenos que o @curtolo postou em uma imagem acima, e acabei migrando pra um igual a este seu aí. Aqui o que tenho feito seguindo orientações encontradas na internet para os produtos que estou utilizando é: passar fluxo nas partes a serem unidas e também na ponta do fio de solda, aqueço o fio com o maçarico e ele rapidamente derrete formando uma bolinha na ponta do fio, bolinha feita no fio eu passo a esquentar as partes a serem unidas com a parte mais quente da chama até que fiquem incandescentes, e aí aproximo a bolinha na ponta do fio até a junção das peças sem tirar o fogo totalmente da região, quando a bolinha entra em contato com o metal quente e com o fluxo ela derrete e se espalha na região da junção aquecida onde haja fluxo, isso tendo acontecido eu cesso o fogo e espero esfriar. Umas peças demoram mais que outras pra esquentar, principalmente quando a haste quebra bem próximo da dobradiça, então nestes casos eu procuro aquecer mais inicialmente esta parte do que a haste, pra garantir mesma temperatura nas partes a serem unidas. Não sei se a minha metodologia é a correta, eu acabei assistindo muitos vídeos de joalheiros e dentistas no youtube e em função de tudo que aprendi com os caras cheguei a estas conclusões aí. Sobre esta solda com alto teor de prata 56% ela não é tão dura quanto a de 40% com outros aditivos, notei que ela é mais maleável e aceita melhor uma dobra posterior a solda do que as varetas com 35% e 40% que testei, estas por serem mais duras, ao exercer pressão sobre a solda acabavam soltando no local da solda enquanto esta de 56% dobrava mas não quebrava mesmo numa solda feita na região de um daqueles furos que fixa a haste na tela em modelos mais antigos, que ficou com 1mm de solda de cada lado do furo após refazer o furo na região já soldada e com acabamento. Teve até uma situação constrangedora onde mostrando pra um parceiro a qualidade do serviço (com vareta de 15% acho eu) onde fiz uma força que jamais aconteceria naturalmente num notebook, diretamente sobre o ponto de solda de uma dobradiça velha que quebrei de propósito para ter o que soldar(praticando), coloquei os dois dedões sob o ponto de solda e fiz muita mas muita força mesmo enquanto dizia para o parceiro: "-Cara, isso não quebra de jeito nenhum, é melhor que o original." Não consegui terminar a frase, ouvi um créck, um pedaço da haste em cada mão, o cara perdeu a fé no serviço e eu fiquei vermelho e com cara de taxo, já tinha feito aquilo várias e várias vezes para demonstrar aos outros parceiros, eu realmente acreditava que jamais aquilo viria a quebrar novamente, todos os outros parceiros já trouxeram dobradiças pra fazer, este não trouxe nenhuma uheauheauheuhae por que será né? E só de lembrar, fiquei com vergonha de novo. Alias sobre o acabamento, no início eu fazia um enorme esforço para manter a haste e a dobradiça o mais parecida possível com o original, mas notei que um pequeno excesso de solda na parte da haste que não toca a tela é até benéfica. Como disse acima não tenho ideia de ser ou não a melhor maneira de fazer as coisas, por isso é que questionei, se houver algo que queiras acrescentar sobre o assunto sou todo ouvidos. Ahhhhhh já ia esquecendo, não adianta querer comprar estes materiais direto da morelli, acredito que pra tentar evitar o surgimento de falsos dentistas que eram muito comuns alguns anos atrás eles são proibidos de vender pra quem não tem CRO, então o jeito é comprar pagando um pouco mais no ML ou de algum distribuidor autorizado... Eu cheguei a efetuar a compra com eles diretamente e depois me ligaram dizendo que ou eu passava meu CRO (que evidentemente não existe) ou seria cancelada. uhuhaeuhaeuhaeuhaeuhAE Grande abraço meu caro.
  11. @tecgess Meu caro, o @curtolo foi quem me ensinou essa técnica de soldagem das dobradiças que usas, e que tenho usado aqui também mais recentemente, mas não entendi o motivo de não usares a parte mais quente da chama e o porque de tanto tempo esquentando depois da adição da solda. Te importarias de me explicar? No mais, trabalho de excelência indubitável. Meus parabéns. Sobre esse formato de vídeo fica legal acompanhar as várias câmeras, mas senti falta de zoom pra reparar nos detalhes, talvez fosse interessante utilizar uma ideia antiga do @Bruno Faria de adaptar um conjunto de lentes de câmera fotográfica antiga no sensor de uma das câmeras, ou achar alguma outra solução. Abraço.
  12. Um amigo me trouxe a tv mencionada no título após me mandar um pequeno vídeo onde mostrava a imagem normal e depois de alguns segundos ficava toda tremida gerando linhas tanto na horizontal quanto na vertical, ficava um borrão na tela durante alguns segundos e normalizava por alguns segundos novamente. A solução: Percebi que as saídas LC1 e LC2 do AUO M106-28 estavam variando entre -9V e 30V e a mudança nas tensões ocorria de forma síncrona com a alteração na imagem. Removi então os dois resistores que interligam as saídas do M106-28 com os pontos LC1 e LC2 e fiz jumpers de VGL -9V até LC1 e de VBoost 30V até o LC2 conforme pode ser visto na imagem abaixo. Feitos os jumpers foi constatado que o problema foi sanado.
  13. Gente colocando placas no forno e fazendo coisas igualmente ridículas já vimos aos montes, estou bastante interessado no entanto em ver, algum dos acéfalos comendo a placa depois de assar. Tenha dó...

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...