Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Perciva

Amigo EletrônicaBR
  • Posts

    4.232
  • Posts por dia

    1,98
  • Registrado em

  • Última visita

  • Créditos

    67
  • País

    Brasil

Histórico de Joinhas

  1. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Hamiku Mikuo em STI IS1412 - BIOS   
    Nome do arquivo: Bios STI IS1412
    arquivo enviado: August 20, 2013, 3:16:47 PM
     
    STI IS1412 - BIOS
    Extraida de note funcionando com NANO BIOS.
    chip de 2048kb
    Placa Mãe R401l
    Versão da Bios 1.05SL.
     
     

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
  2. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  3. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de andrei fauth em Recuperando teclados que apitam ou não funcionam só 1 tecla   
    vira e mexe apos o conserto de um notebook, me deparo com um teclado que apita o note na inicialização ou fica digitando sozinho.
     
          para evitar aborrecimentos com clientes uso um metodo para reparar esses teclados que tem se mostrado bastante funcional, sem margem de retorno até hoje.
        Primeiro passo é verificar qual a tecla defeituosa. no caso dos que digitam sozinho apos entrar no windows é mais facil basta abrir o notepad 
          já vi casos de teclas (principalmente os que apitam) simplesmente param de funcionar quando entra no windows, acredito que o SO desative a tecla para parar de apitar, então para confirmacao, ligo o note sem o teclado , abro o notepad e instalo o teclado depois.
          ou use esse programinha que indica quais as teclas foram pressionadas.
    KEybordtest ( tem no gerenciador do forum)
     
    apos detectar qual tecla ruim:
     

    1 - retire a tecla e com um estilete e bastante cuidado corte somente o plastico onde vai fixa a "mola"

     
    Observe que dará para ver por onde  chega cada 1 dos contatos da tecla, e a região onde não existem trilhas grafitadas
     
    2 - com o estilete, corte novamente a primeira camada de plastico, na região onde não existe trilhas
    os 2 plasticos são colados, mas é possivel separa-los.
     

     
    observe que cada contato fica em 1 parte do plastico.
     
    uma pequena gota de WD (bem pequena) serve para manter novamente a distancia entre os contatos.
     
    apos isso basta montar que a tecla voltara a funciona e o teclado não vai mais apitar.. .
  4. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  5. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  6. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de gilmar menezes em Como trocar I/O? sem maiores problemas Ajuda   
    para retirar uso estacao de ar..
    para colocar faço assim..

     
     
    desculpe a qualidade mais ou menos.. , gravei sozinho..
  7. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Dodi Sauro em Simbologia Eletronica utilizada em esquemas [para iniciantes]   
    Retirado da internet, coloquei em ordem começando pelos mais vistos em notebooks e afins.
     

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
  8. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  9. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  10. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Juan Silveira em Phitronics BIOS - Phitronics H55-M - BIOS   
    Nome do arquivo: Phitronics H55-M - BIOS
    arquivo enviado: March 23, 2014, 11:15:41 AM
     
    Upload feito por usuario no 4shared, somente trasnferi para ca. link relacionado
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
     

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
  11. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Kaio Macedo em Envelopamento liquido, proteção contra oxidação.   
    Moro e trabalho no guarujá, e como é um cidade litorânea, aqui a maresia costuma destruir placas eletrônicas.
    Tenho alguns clientes ( dono de barcos e quiosques) que compram aparelhos novos ( TV, notebook etc) e já me trazem para aplicar algum tipo de proteção na placa, anti maresia, pois sem isso , os aparelhos acabam em menos de 1 ano, e a garantia não cobre defeito ocasionado por oxidação.
    Eu costumava aplicar verniz Spray, que protege muito bem a placa, mas quando precisa de manutenção dá um baita trabalho para remover e ter acesso aos componentes.
    Encontrei outro dia um produto chamado PlastDIP (
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. ), que é chamado de envelopamento liquido.  
    o produto é basicamente um Spray, que apos seco, vira uma borracha.
    Comprei o preto fosco, mas tem de varias cores ( inclusive incolor).
     
    eis os testes que fiz.
     
    o produto

     
    apliquei em uma área de uma placa sucata, não me preocupei com detalhes nesse caso. O fabricante recomenda 4 demãos, usei 3 somente

     
    apos bem seco, joguei um pouco de água, e se mostrou bem hidrofóbico

     
    agora vem o pulo do gato, a remoção da "plastificação"em uma futura manutenção é realmente bem fácil e não deixa resíduos na placa ( nem nos terminais dos chips por exemplo)


     
    Após ser removido, ele sai quase inteiro, ficando como um molde emborrachado da placa.A Textura do produto é próxima a de uma câmara de Ar, e o toque (do preto fosco) lembra muito os notebook Thinkpad


     
     
    Uma vez feito o teste em uma sucata, resolvi fazer pra valer em um Toshiba A200 meu, dessa vez preparei a placa, isolando os conectores de memória, processador etc...

     
    Apliquei a primeira demão na placa, vou aplicar 3 ao todo nesta também

     
     
    Após as 3 demãos, esperei secar ( 20 minutos entre cada etapa e final) e removi a fita crepe dos conectores enquanto o spray ainda não estava totalmente seco

     
    Assim que ficou visualmente seco, fui ligar o aparelho e não funcionou.. mas depois pensei, a tinta tá seca por fora, mas as comadas internas devem estar úmidas ainda, então deixei cerca de 1 hora na estufa a 50 graus. e então ligou de primeira.

     
     
    consideraçoes finais:
    1 - o produto é fácil de aplicar
    2 - é bastante hidrofóbico e acredito que deve evitar a maresia muito bem
    3 - é bastante fácil de remover na necessidade de um conserto
    4 - se usar o incolor o acabamento vai ficar bem interessante
    5 - de acordo com o fabricante ele resiste a 97,2 gruas celcius, temperatura não vai ser problema.
    6 - vou ficar com esse note em casa, e qualquer novidade relato por aqui.
     
    [move]espero que tenham gostado.[/move]
  12. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de HFES em Peças todo técnico de notebook precisa - e deve - comprar direto da china   
    Botões dip switch diversos usados em notebooks

    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    Fusíveis
    Fusível de 2A -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Fusível de 4A -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Fusível 5A -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Fusível de 7A -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Fusivel de vidro 3,15A
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
     
    Diodos
    Diodo zenner de 24v original usado em proteção nos notes -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Diodo zenner de 6,2v - Aquele famoso D29 que conhecemos -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    Capacitores
    Capacitor de tântalo 330u -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. capacitor 1000x25 para monitores
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    Jacks
    Positivo e outros com pino 2,5mm -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Largo uso com pino 2,5mm - Positivo, Toshiba e outros -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Largo uso com pino 1.65mm - Acer e outros -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Samsung - Vários -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Dell novos com suporte lateral -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Philco com pino 1.3mm incluindo tablets -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    FETs
    FET duplo N usado por exemplo no charge de itautec -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. FET N de 18A que pode substituir a maioria dos FETs N nos notebooks -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. FET P de 20A que pode substituir a maioria dos FETs P nos notebooks -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. mosfet 7410 (samsung) -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. mosfet 7200 (samsung) -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    CIs SIO
    IO ITE 8502E -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. IO ITE 8512E -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. IO ITE 8500E -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
    CIs PWM
    MB39A132 do charge do itautec e outros -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. OZ8602GN - Dispensa comentários -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. TPS51125 -3v3 e 5V PWM
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. RT8206BGQW 3v3 e 5V PWM
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. BQ24725A - Cherger Acer modernos -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
     
    CIs BIOS
    Bios MX25L3206E - Bios de 32Mbit que pode substituir qualquer CI de Bios com tamanho igual ou menor -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Bios W25Q64 - Bios  64Mbit -
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se. Bios 25x20 - Bios 4Mbit tamanho fisico menor
    Conteúdo oculto
    Por favor faça login ou cadastre-se.  
  13. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  14. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de colla_25 em Bloqueio dos Casos Resolvidos TV   
    Prezados, atendendo a pedidos, a área de casos resolvidos de Tv LCD e plasma passou a ser fechada, e para ter acesso é necessário comprar com os na loja ( ao mesmo molde de outras áreas bloqueadas do fórum.
    Dúvidas, vejam:
    Sistema de créditos do EletrônicaBR
  15. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Israel Lorandi em Estudo do chip OZ8602   
    Olá.
    Sabemos que esse chip é comumente encontrado ruim nas placas dos notes baratos, e também que não existe datasheet para ele. Por isso resolvi fazer um estudo dos pins dele baseado no esquema para , talvez, clarear a visão de quem possa interessar.
     
    o OZ8602 é um charger simples, de 16 terminais:

     
    Pino 1 - Iset --> I = corrente Set = ajuste. Recebe sinal do SIO (cng_i), indicando a corrente de carga e ser enviado para a bateria.

     
    Pino 2 - Cells --> Recebe sinal do SIO(set_v), indicando a quantidade de células ( tensão) da bateria conectada.

     
    Pino 3 - Iout --> ADpt_I -->corrente do adaptador externo - Informa ao Sio a potencia do Carregador externo

     
    Pino 4 - charger vset - seguindo o esquema é ligado com CHG_HI_VOLT# , sensor de sobre voltagem da fonte externa
     
    Esses 4 primeiros pinos indicam a ligação direta do Charger com o SIO, que por sua vez também é interligado com os pinos de dados da bateria, então, entende-se que o SIO "observa"  a potencia da fonte externa ( via Oz) capacidade , nível de carga e tensão nominal da bateria e assim indica ao Oz o comportamento que deve ter ao carregar a bateria.
     
    Pinos 5, 6 e 7 e 8 --. ? :'(
     
    Pino 9 --> Vac - tensão Ac - alimentação do CI, via fonte externa.Logo após DC_in, temos uma derivação via d3 agora chamada de chg_vcc, ligada ao Mosfet da bateria e tambem ao pino de alimentação do OZ


     
     
    Pino 10 --> hdr --High driver --> PWM para o Driver do controlador de carga de bateria

     
    pino 11 -- ?
     
    Pino 12 --> AcAv - Adaptador Ac AValiable --> Adapt(ador)_in --> informa ao SIO a presença do adaptador de AC ligado e valido, deve existir nível alto com o carregador conectado.
     
    Pinos 13 e 14 - Ichp e Ichm - I= corrente; ch = charger - corrente de carga/descarga da bateria, obtido através de derivação de resistor shunt.

     
    Pinos 15 e 16 - Iacm e Iacp - I = corrente; Ac = adaptador - sensor de corrente e potencia do adaptador externo, obtida através de derivação do resistor shunt.

     
    Principio de funcionamento dos Sensores de corrente baseado no esquema A14hv6:
     
    É comum, ao queimar o OZ8602, o rompimento dos resistores dos pinos 15 e 16, bem como a falta do nivel alto no pino 12.
     
    olhando por esse esquema, vemos na pagina 34 o Oz8602 bem como os pontos do DC_IN_B e DC_IN na pagina 29.
     
    Observe-mos então que ambos sinais recebidos pelo OZ vem praticamente da mesma linha, separados tão somente por um resistor, convenientemente chamado no esquema de Rsense, sendo esse resistor de valor bem baixo.
     
    Baseando nessas afirmações, posso concluir que o resistor Rsense é um resistor de shunt (na duvida google It )  e os terminais 15 e 16 são os sensores de corrente (ou sobre corrente) do OZ.
     
      Continuando a analise, podemos deduzir a Razão de não existir nível Alto no Pino 12 ( sinal de indicação ADAP(tador)_IN) com quando os resistores ligados ao pinos 15  16 estão abertos: O OZ não reconhece a corrente de consumo e desliga o circuito para proteção!.
     
      Outra dedução a fazer é a razão dos resistores de 10R ligados ao pino 15 e 16 abrirem quando o Oz queima:
    o resistor shunt do circuito(r262) tem uma resistência bem baixa, muito menor que a oferecida pelo circuito interno do Oz nos pinos 15/16 , então, por razões físicas quase a totalidade da corrente do circuito circula pelo shunt , e apenas uma pequena parcela pelos resistores de 10R.
      Porém, com o Oz danificado e possivelmente em curto , a resistência interna dele cai a próximo de 0 , fazendo com que a corrente seja dividida entre o shunt e os resistorezinhos, como não são feitos para dissiparem tanta potencia se rompem.
     

     
     
     
  16. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de Elisson Oliveira em Curso de eletrônica completo em Pdf, é realmente muito bom mesmo (700 paginas.)   
    em geral , os cursos da ETeC São muito bons, otimo material. agora só não aprende quem não quer..
  17. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de colla_25 em Bloqueio dos Casos Resolvidos TV   
    Prezados, atendendo a pedidos, a área de casos resolvidos de Tv LCD e plasma passou a ser fechada, e para ter acesso é necessário comprar com os na loja ( ao mesmo molde de outras áreas bloqueadas do fórum.
    Dúvidas, vejam:
    Sistema de créditos do EletrônicaBR
  18. Joinha
    Perciva recebeu uma reação de celodanice em Peças todo técnico de notebook precisa - e deve - comprar direto da china   
    Muitas vezes perdemos muito tempo procurando um certo componente na sucata. Esse tempo seria poupado se tivéssemos gastado alguns pouco dólares comprando previamente alguns componentes que são muito utilizados no dia a dia.
    A base desse tópico é da lista postada pelo @Cassio Almeida. onde acrescentei algumas coisas.
    Caso tenha alguma sugestão, deixe nas respostas que acrescento na lista inicial.
     
    pra evitar OFF topic, deixem nos comentários somente componentes que julguem intensante importar.
    duvidas sobre como importar, alfandega, taxa etc comentem nesse 
    https://eletronicabr.com/forums/topic/11777-porque-não-existe-um-tópico-sobre-importação-diretamente-da-china-aqui/?tab=comments#comment-81219
     

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×