Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'notícia'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Notices, News and Rules
    • How does the forum work? (Portuguese)
    • How does the forum work?
    • How does the forum work? (Spanish)
    • File manager
    • News
    • Disassembling of Notebooks, Smartphones and etc ...
  • Electronics
    • Eletrônica em Geral
    • TV Receivers
    • Arduino
    • Treinamento Eletrônica
    • Ferramentas para eletrônica
    • Projetos, Montagens e Mecatrônica
    • TVs de PLASMA, LCD, LED e CRT
    • Vídeo Games
    • Aparelhos de Som, GPS, Gadgets e Tecnologia
    • Celulares, Smartfones e Câmeras fotográficas
    • Tablet, Ipad
    • Fontes & No-Breakes
    • Eletrônica Automotiva
    • Home Appliances
  • Computing
    • Notebook's
    • Motherboards, PCs, All in One & Cia
    • Recuperação de Arquivos e Mídias
    • Monitores e Projetores
    • Impressoras e Copiadoras
    • Redes e Internet
  • Software
    • Webmaster
    • Linux - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Windows - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Mac OS - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Segurança antivírus
  • Diversos
    • Trocas, Vendas e Promoções
    • Jogos
    • ELetrotreco
    • Apresentações
    • Assuntos Diversos
    • Sugestões para Melhoria
    • Filmes, séries, animes e músicas
  • Clube do 3D's Qual impressora comprar em 2020
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Samsung washing machine panel repairópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Error codes E8
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello membros !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Lives H3Eletrônica's Tópicos
  • Lives H3Eletrônica's Lojinha do H3

Categories

  • All in One - Wiring Diagrams
  • All in One - Bios
    • AOC
    • Asus
    • Miscellaneous
    • Dell
    • Lenovo
    • LG
    • Positivo
    • HP & Compaq
  • Handbooks generally
    • Arduino
    • Apple MacBook
    • Various
    • Datasheets
    • Electronics
    • Electrical and Industrial Electronics
    • Fonts & Nobreaks
    • Computing
    • Printers
    • Linux
    • Monitors
    • Network, Routers and Modems
    • Software
    • Satellite Receivers Cable
    • Tablets, Cell Phones and GPS
    • Plasma, LCD, Led and CRT TVs
    • Vídeo Games
  • Apple MacBook
    • Applications
    • Bios
    • Schemas
  • Desktop - BIOS
    • Asus
    • DFI
    • Dell
    • ECS
    • Foxconn
    • Gigabyte
    • HP e Compaq
    • Intel
    • Megaware
    • MSI
    • Others
    • PCWare
    • Positivo
    • Phitronics
  • Desktop - Schemas
    • ABIT
    • Asus
    • Biostar
    • Miscellaneous
    • ECS
    • Foxconn
    • Getway
    • GIGABYTE
    • Intel
    • MSI
  • Hard Disk (HD) - BIOS
    • Corsair
    • Hitachi
    • Kingston
    • Maxtor
    • Sandisk
    • Seagate
    • Samsung
    • Toshiba
    • Western Digital
  • Consumer electronics in General
    • Audio
    • Miscellaneous
    • Home appliances
    • Electronic equipment
    • Firmwares
    • Projectors
    • Video & Image
    • Diversos
  • Automotive Electronics
  • Fonts & Nobreaks
  • Printers
  • Inverters
  • Monitors - Schematics
  • Monitors - Bios
  • Manuals - Notebook & Desktop
  • Notebook - BIOS
  • Notebook - Drivers
  • Notebook - Schematics
  • Video Cards
  • Programs & Softwares
  • Satellite Receivers, Cable, DVR and HDVR
  • Routers and Modems - Bios
  • Tablets, Cell Phones and GPS
  • TV - Schemas and Manuals
  • TV - Software & Flash
  • Vídeo Games
  • Montagens, projetos e afins
  • cicero's Downloads
  • Repair of large household appliances, white goods's Downloads

Blogs

There are no results to display.

There are no results to display.

Product Groups

  • VIP Subscriptions
  • Free Downloads
  • Access to resolved cases
  • Secret Areas of the EBR
  • Life Subscriptions
  • Promotions

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Facebook Profile


Twitter username


Sexo


Website URL


Location


Personal text


About Me

Found 921 results

  1. Ola Meu PC estava ligado a noite e pela manha so estavam ligados as luzes do mouse e teclado usb o restante parado. Tirei minha fonte corsair va600 e fui fazer o teste basico junper no fio verde e preto ai ligou a ventoinha normal aparentemente. Mas dai pensei vou medir as tensoes. No latanja deu 0 volts no vermelho 3 volts no roxo 3 volts no amarelo 10 volts pensei tem coisa errada ai liguei uma lampada no 12 volts e piscou e desligou a fonte. ai rearmei e fiz novamente o procedimento com a lampada e mesma coisa. Alguem sabe dizer o que pode ser este defeito? Desde ja agradeco.
  2. A novela dos requisitos de instalação do Windows 11 ganhou mais um novo capítulo nesta quarta-feira (22), com a possível disposição da Microsoft em liberar seu novo sistema para máquinas que não cumprem os requisitos mínimos. No entanto, a companhia quer deixar claro que não se responsabilizará com problemas que podem ocorrer com os dispositivos. O que acontece se você tentar instalar o Windows 11 em dispositivos sem suporte? A equipe do site The Verge fez o experimento e recebeu o aviso que isenta a fabricante de eventuais danos ocorridos devido a problemas de compatibilidade. Veja: Ao instalar o Windows 11 em PC sem requisitos, a Microsoft joga a responsabilidade para o usuário sobre eventuais problemas (Imagem: Reprodução/The Verge) O alerta diz que não é recomendado instalar o Windows 11 no PC e diz que a pessoa não terá direito a suporte ou a receber atualizações do sistema. A empresa lembra que danos causados por dispositivos incompatíveis e solicita o aceite antes de prosseguir com a utilização, como se fosse um contrato de responsabilização. Quais os planos para o Windows 11? É difícil entender o que a Microsoft realmente planeja para o futuro do Windows 11. Assim que a primeira versão de testes saiu, a exigência do TPM 2.0 e do Secure Boot fiz com que muita gente não pudesse experimentar o sistema operacional. Depois, a companhia avisou que flexibilizaria os requisitos e deixou que usuários instalassem, mesmo sem requisitos mínimos. Em seguida, começou a restringir o acesso de máquinas virtuais, em especial das da Oracle, o que bloqueou a instalação da versão mais recente. Com o lançamento oficial marcado para 5 de outubro, cresce a demanda de interessados em finalmente pôr as mãos no novo software. Mas o desejo parece ficar cada vez mais distante com as constantes idas de vindas da fabricante, que exigiriam a aquisição de novas máquinas para a maioria dos usuários. Computadores com suporte ao TPM ainda apresentam dificuldades para instalar o Windows 11 (Imagem: Reprodução/Microsoft) Os desenvolvedores lançaram um aplicativo chamado PC Health Check para ajudar a saber se seus PCs rodariam o novo Windows, porém foi um desastre total. Mesmo hardwares modernos e com plena capacidade de rodar o sistema foram reprovados no teste e não puderam fazer o upgrade. O app foi removido, reformulado e devolvido a ar, embora ainda falho e confuso. Agora, a empresa parece retroceder mais uma vez e dá indícios de que vai aliviar a exigência para seu novo sistema operacional, mas sem se responsabilizar por problemas. Esse era o movimento esperado desde o início, afinal a base de usuários seria bastante reduzida se mantido os critérios atuais — certos modelos de PCs com mais de dois anos de uso já não poderiam rodar o Windows 11. Resta saber se a companhia manterá a atual postura ou se, futuramente, poderá desenvolver mecanismos próprios de segurança e compatibilidade, independentemente das configurações do computador. Fonte: https://br.yahoo.com/finance/news/microsoft-pode-autorizar-windows-11-134959710.html
  3. O Windows 11 está já apresentado, lançado e as novidades são muitas e interessantes. A Microsoft subiu a fasquia nos requisitos para que a experiência de utilização seja rica, segura e duradoura. Contudo, os requisitos de instalação atuais impossibilitarão instalar a nova versão do Windows, mesmo em PCs vendidos apenas há dois anos. À primeira vista, não há muita diferença entre os requisitos mínimos do Windows 11 e o Windows 10 atual. Esta nova versão do Windows requer no mínimo um processador de 1 GHz de 64 bits, 4 GB de RAM e 64 GB de espaço em disco. No entanto, há um senão! Windows 11 é como o sol, quando nasce não é para todos Há muitos utilizadores com computadores que parecem atender a estas especificações. No entanto, estes poderão ter uma desagradável surpresa, pois os a atualização gratuita do Windows 10 para o Windows 11 poderá não acontecer, mesmo em máquinas potentes. O problema afeta até muitos PCs da linha Surface, fabricados pela própria Microsoft e lançados há apenas dois ou três anos. É o caso de um dos modelos mais ambiciosos do catálogo da Microsoft, o enorme Surface Studio 2. Esta máquina destina-se a designers e criativos, com um enorme ecrã táctil de 28 polegadas e onde pode desenhar com precisão graças à ajuda da caneta digital Surface Pen. Esta poderosa máquina foi colocada à venda em 2018 a um preço que rondava os 3.500 dólares. Os seus utilizadores, no entanto, terão de viver no limbo do Windows 10 (que continuará a receber atualizações e suporte até 2025), apesar do facto da máquina ter poder mais do que suficiente para instalar a nova versão do sistema operativo. TPM está a deixar as máquinas com os nervos em franja Então, está o problema? Para atualizar para o Windows 11, os computadores não precisam apenas atender aos requisitos listados acima. Devem também estar equipados com um módulo TPM (Trusted Platform Module), um pequeno coprocessador de criptografia projetado para proteger o hardware do computador e que está presente há alguns anos em muitos PCs à venda, embora não em todos. Normalmente é embutido na motherboard (placa-mãe) da máquina e separado da CPU. Este módulo armazena chaves de criptografia, identidades de utilizadores e é de certa forma uma primeira linha de defesa contra muitos ataques, principalmente aqueles que visam modificar o firmware dos diferentes componentes do equipamento. O Windows 11 requer a versão mais avançada deste módulo, TPM 2.0. Desde há vários anos que a Microsoft pede aos fabricantes de PC que incluam este componente em todos os computadores que acompanham o Windows 10, mas nem todos estão em conformidade com esse padrão. Além das empresas, os utilizadores mais afoitos na montagem “faça você mesmo”, os que montaram os seus PCs peça a peça, também podem não ter este requisito. Isto porque algumas motherboards são vendidas com suporte para estes tipos de módulos, mas não incluem um de fábrica. Aliás, mesmo se o fizessem, o módulo pode não ser ativado por predefinição e fazer essa ativação agora requer modificações no BIOS do sistema, uma etapa que nem todos os utilizadores sabem realizar. Tudo isso fez com que muitos utilizadores que possuíam um PC aparentemente compatível com as novas especificações, encontrassem um aviso de incompatibilidade ao usar a ferramenta que a Microsoft disponibilizou ao público para verificar se um PC receberá a atualização, conforme mostramos aqui. Nalguns casos, a solução é simplesmente ativar o módulo TPM se ele estiver desabilitado. Noutros, entretanto, nem mesmo isso aliviará o problema. O motivo é que a Microsoft também exige que os processadores Intel sejam de 8.ª geração (lançados em 2017) ou mais recentes. Isso poderia deixar de fora muitas máquinas com apenas dois ou três anos, como o já mencionado Surface Studio 2 ou o tablet Surface Pro 4, também relativamente recentes. Windows 11: A Microsoft avisou e quem avisa… Coincidindo com o lançamento da primeira versão beta para programadores do Windows 11, a empresa publicou um artigo no seu site a explicar detalhadamente os motivos destes requisitos e a esclarecer possíveis dúvidas a esse respeito. A empresa espera com o Windows 11 melhorar significativamente a segurança do computador e, para isso, requer certos elementos de hardware que não estavam presentes nos processadores e placas apenas à alguns anos atrás. Neste momento, a exigência de processadores de 8.ª geração da Intel (ou Zen 2 no caso da AMD) mantém-se, mas a empresa permitirá que algumas máquinas com processadores de uma geração anterior instalem versões beta do Windows 11 para estudar a possibilidade de baixar os requisitos na versão final. O Windows 11 eleva a fasquia da segurança ao exigir hardware que pode permitir protecções tais como Windows Hello, Device Encryption, Virtualization Based Security (VBS), Hypervisor Protected Code Integrity (HVCI) e Secure Boot. A combinação destas características demonstrou reduzir o malware em 60%. Para cumprir estas medidas, todas as CPUs compatíveis com o Windows 11 devem ter um TPM integrado, suportar arranque seguro e ter capacidades VBS específicas. Explica a empresa. É uma boa ideia em teoria, mas o timing para exigir estas características não poderia ser pior. A indústria informática enfrenta sérios problemas de fornecimento de chips, com numerosos atrasos em componentes-chave e um stock esgotado de motherboards e processadores. Especulação no mercado dos chips já se fez sentir Após o anúncio da exigência de um módulo TPM 2.0, por exemplo, o preço das boards equipadas com um ou os módulos TPM separados para ligação às placas já instaladas subiu em flecha. Shen Ye, gestor de produto da HTC, relatou isto no final da semana passada no Twitter. No eBay, os módulos TPM 2.0 quadruplicaram de preço no prazo de 12 horas após o anúncio da nova versão do Windows. O Windows 11 ficou disponível para programadores que estejam inscritos no programa Windows Insider. Fonte https://pplware.sapo.pt/microsoft/windows/o-grande-problema-do-novo-windows-11-e-que-tornara-milhoes-de-computadores-obsoletos/
  4. Atendendo a solicitação de inúmeros usuários e com o objetivo de ajudar a manter o fórum em funcionamento, decidimos implementar Assinaturas Vip, assim podemos contar com a ajuda dos membros para pagar nossos servidores e realizar melhorias em nosso fórum. Lembrando que o atual sistema de créditos e joinhas do fórum nada mudou. Quem tem tempo e gosta de participar tem total acesso a todo o conteúdo do fórum gratuitamente. Vantagens de ser um membro VIP incluem: -> Acesso em todos os arquivos postados, Esquemas, Bios, Tutoriais e Etc... (O maior e mais atualizado da Internet.) -> Acesso em todas as áreas fechadas do fórum, Resolvidos, Firmware Raros, Perfis BGA, Distribuidores de eletrônica e informática e etc... -> Exclusivo distintivo que aparecerá abaixo de seu nome nas postagens no Fórum. -> Seu nome aparecerá em vermelho na lista de usuários on-line, identificando-o como um membro VIP. -> Futuras vantagens em breve serão anunciadas... Atualmente disponibilizamos 3 tipos de assinaturas que podem atender ao que você precisa: VIP 60 VIP Pro Super VIP Duração de 2 meses Duração de 6 meses Duração de 12 meses 3 downloads por dia* 5 downloads por dia* 10 downloads por dia* Acesso ilimitado em todas as áreas Acesso ilimitado em todas as áreas Acesso ilimitado em todas as áreas R$ 99,90 ou 2x 49,95 sem juros R$ 199,90 ou 2x 99,95 sem juros R$ 299,90 ou 6x 49,99 sem juros Para pagamento por Paypal US$ (Internacional). Clique aqui! Atenção: - Para facilitar a ativação de sua assinatura, favor utilizar o mesmo e-mail cadastrado no fórum no Pagseguro. Se não for possível me envie uma MP (Mensagem Pessoal) informando qual foi o e-mail utilizado no Pagseguro. - Assinaturas VIP podem demorar até 48h para serem confirmadas. (Aprovação de boletos pode demorar até 3 dias) - Usuários de assinaturas VIP não estão isentos das regras gerais do fórum. -> Clique aqui e leia as regras com atenção. * Atingindo limite de download diário é necessário aguardar 24h.
  5. Se isso acontecer com sua PC 🖥️, ela tem um problema de aterramento, o mais recomendável é trocar a fonte do computador, mas a situação no momento não da para comprar 💲, faça o seguinte: Enterre um ferro na terra perto da área onde está o computador, quanto mais groso e mais e mais profundo fique o ferro muito melhor, logo coloque um fio desde o ferro até o computador, engate ele no chassis (caixa) da PC, quanto mais groso o fio melhor. Eu espero que minha dica ajude. Se foi da sua ajuda por favor, me ajuda deixando um LIKE.... 😉👍
  6. A inovação consiste em uma espécie de dopagem do plástico, criando um revestimento com maior capacidade de isolamento. [Imagem: Yen Strandqvist/Chalmers University of Technology] Cabos HVDC É bem conhecida a briga entre Thomas Edison, que propunha a adoção da corrente contínua (CC), e Nikola Tesla, que propunha a adoção da corrente alternada (CA). Tesla venceu, e hoje virtualmente toda a infraestrutura elétrica mundial usa a corrente elétrica alternada. Nos últimos anos, porém, vários estudos têm demonstrado que há vantagens em migrar o sistema elétrico para corrente contínua. De fato, cabos de corrente contínua de alta tensão podem transportar eletricidade de maneira eficiente por longas distâncias. Por isso tem havido muito esforço para o desenvolvimento de novas camadas de isolamento, que permitam que esses cabos HVDC (High Voltage Direct Current Cables) sejam enterrados no subsolo ou lançados no fundo do mar, como os cabos de telecomunicações. "Para lidarmos com a crescente demanda global por eletricidade, cabos HVDC eficientes e seguros são um componente essencial. O fornecimento de energia renovável pode flutuar, portanto, ser capaz de transportar eletricidade através de redes de longa distância é uma necessidade para garantir um sistema de distribuição estável e confiável," comenta o professor Christian Müller, da Universidade de Tecnologia Chalmers, na Suécia. Revestimento de baixa condutividade Uma das maneiras de reduzir a perda de eletricidade durante a transmissão é aumentando o nível de tensão de corrente contínua. O problema é que aumentar a tensão afeta o isolamento dos cabos de corrente contínua de alta tensão atuais. A equipe do professor Müller desenvolveu então uma nova forma de reduzir a condutividade desse revestimento isolante. Para isso, eles foram buscar inspiração no processo de dopagem usado na eletrônica - a adição de quantidades minúsculas de um material para controlar as propriedades do material principal, normalmente o silício. A base do novo material é o conhecido polietileno, que já é usado para isolamento em cabos HVDC. Ao adicionar quantidades muito pequenas - 5 partes por milhão - do polímero conjugado conhecido como poli(3-hexiltiofeno), ou P3HT, os pesquisadores conseguiram diminuir a condutividade elétrica do revestimento em até três vezes. O aditivo P3HT é um material amplamente estudado e, dadas as pequenas quantidades necessárias, abre novas possibilidades para os fabricantes de cabos. Outras possíveis substâncias, testadas anteriormente para reduzir a condutividade, são nanopartículas de vários óxidos metálicos e outras poliolefinas, mas estas requerem quantidades significativamente maiores. "Na ciência dos materiais, nós nos esforçamos para usar aditivos nas menores quantidades possíveis, a fim de aumentar o potencial de sua utilização pela indústria e para um melhor potencial de reciclagem. O fato de que apenas uma pequena quantidade desse aditivo é necessária para conseguir o efeito é uma grande vantagem," disse Müller. A inovação abre uma nova área de pesquisas na utilização de compostos poliméricos no campo da energia e da eletrônica. [Imagem: Amir Masoud Pourrahimi et al. - 10.1002/adma.202100714] Plásticos para transporte e armazenamento de energia Os polímeros conjugados, como o P3HT, têm sido usados para projetar dispositivos eletrônicos flexíveis e fabricados por impressão, no campo da eletrônica orgânica. No entanto, esta é a primeira vez que eles são usados e testados como aditivos para modificar as propriedades de um plástico commodity, como o polietileno. Por isso, os pesquisadores acreditam que sua descoberta pode levar a inúmeras novas aplicações e direções de pesquisa. "Nossa esperança é que este estudo possa realmente abrir um novo campo de pesquisa, inspirando outros pesquisadores a olhar para o design e a otimização de plásticos com propriedades elétricas avançadas para aplicações de transporte e armazenamento de energia," disse Müller. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=distribuicao-eletricidade-corrente-continua-ganha-novo-impulso&id=010115210914
  7. Anidrase carbônica Pesquisadores apresentaram uma nova receita para criar estruturas de cimento e concreto capazes de se autoconsertar de trincas e rachaduras. O "ingrediente secreto" é uma enzima encontrada nos glóbulos vermelhos do sangue humano, onde ela ajuda a transportar o CO2 e controlar o pH. A enzima, chamada anidrase carbônica, reage automaticamente com o dióxido de carbono atmosférico (CO2) para criar cristais de carbonato de cálcio, que imitam o concreto em estrutura, resistência e outras propriedades, preenchendo assim rachaduras antes que elas causem problemas estruturais. "Se pequenas rachaduras pudessem ser reparadas automaticamente quando começassem, elas não se transformariam em problemas maiores, que precisariam de reparo ou substituição. Parece ficção científica, mas é uma solução real para um problema significativo na indústria da construção," disse o professor Nima Rahbar, do Instituto Politécnico Worcester, nos EUA. Processo de autocura do concreto usando enzima encontrada no sangue humano. Enzima melhor que bactéria Inspirados pelo processo de transferência de CO2 no corpo humano, os pesquisadores adicionaram a anidrase carbônica produzida sinteticamente ao pó de cimento antes da preparação e mistura que forma o concreto. Quando uma pequena fissura eventualmente se forma no concreto enzimático, a enzima lá dentro se conecta com o CO2 do ar, desencadeando o crescimento de uma nova matriz cristalina que preenche a fissura. O processo consegue curar rachaduras em escala milimétrica em 24 horas. A equipe desenvolveu uma abordagem em três frentes que inclui uma mistura de concreto que, quando usada para construir uma estrutura, irá autoconsertar pequenas fissuras que se formarem; uma mistura que pode induzir a autocura em fendas ou buracos maiores; e um processo que pode ser aplicado ao concreto tradicional para consertar rachaduras. Outros pesquisadores já propuseram a criação de concreto autocurável usando bactérias, como o Bacillus Megaterium, um micróbio que produz uma enzima que é expelida na mistura de concreto. Rahbar optou por usar enzimas diretamente, em vez de bactérias, observando que as bactérias são mais caras e funcionam mais lentamente, levando até um mês para curar uma rachadura de 10 micrômetros, que as enzimas podem curar em poucas horas - e há preocupações sobre potenciais questões de saúde de longo prazo relacionadas ao uso das bactérias. fonte: inovacaotecnologica
  8. A Kingston Technology divulgou seu novo pendrive (Data Traveler Max), com capacidades de 256 GiB, 512 GiB e 1 TiB. Conectividade através USB 3.2 Gen 2x1, velocidades de leitura de até 1.000 MB/s e de até 900 MB/s de gravação, iluminação em LED, furo na parte posterior, permitindo o transporte como um chaveiro. Segundo o fabricante, o pendrive tem garantia de cinco anos. Fonte: https://www.kingston.com/en/usb-flash-drives/datatraveler-max-usb-c-flash-drive
  9. Não adianta construir naves com blindagens grossas demais porque o efeito líquido seria prejudicial. [Imagem: Steve Bidmead/Pixabay] Tempo máximo de uma viagem a Marte Agências espaciais e empresas privadas têm planos de enviar humanos a Marte, mas, fora as questões técnicas e econômicas, uma questão permanece: É seguro enviar humanos - em termos dos efeitos sobre sua saúde - em uma viagem ao planeta vermelho? Um grupo de especialistas de quatro instituições dos EUA, Rússia e Polônia se dispôs a reunir os melhores fundamentos disponíveis atualmente para tentar responder a essa questão. A resposta é "Sim", mas seguida de um "mas" importante. Segundo Mikhail Dobynde e seus colegas, os humanos devem ser capazes de viajar com segurança para Marte, e retornar, desde que a espaçonave tenha blindagem suficiente e que a viagem de ida e volta seja mais curta do que aproximadamente quatro anos. Além disso, o momento da viagem deve ser bem calculado, porque realmente faz a diferença: Os pesquisadores determinaram que o melhor momento para um foguete deixar a Terra rumo a Marte é quando a atividade solar estiver em seu pico, conhecido como máximo solar. Os pesquisadores modelaram os diversos tipos de raios cósmicos a que os astronautas estarão sujeitos fora da magnetosfera terrestre. [Imagem: Mikhail I. Dobynde et al. - 10.1029/2021SW002749] Proteção do máximo solar Embora esta segunda condição pareça contraditória, dado que o máximo solar marca o período de maior emissão de radiação da nossa estrela, o fato é que essa radiação solar aumentada oferece um maior nível de proteção ao Sistema Solar interno contra as partículas energéticas e mais perigosas emitidas por estrelas e galáxias distantes. Os dois principais tipos de radiação perigosa no espaço são as partículas energéticas solares e os raios cósmicos galácticos. A intensidade de cada um depende da atividade solar, com a intensidade das partículas energéticas solares sendo maior durante o máximo do ciclo solar de 11 anos de duração. Particularmente no período de seis a 12 meses em torno do pico da atividade solar, a atividade da nossa estrela é forte o suficiente para reduzir ao seu mínimo os raios cósmicos galácticos que chegam até Marte e a Terra. E, calcula a equipe, nesse nível mínimo de radiação cósmica, as blindagens atualmente disponíveis para as naves espaciais conseguirão proteger os astronautas durante a viagem e sua permanência em Marte. A maior preocupação é com o efeito cumulativo da radiação. [Imagem: Mikhail I. Dobynde et al. - 10.1029/2021SW002749] Radiação cumulativa Os pesquisadores usaram modelos geofísicos de radiação de partículas para um ciclo solar, combinados com modelos de como a radiação afetaria a espaçonave e seus passageiros humanos, incluindo seus efeitos variados em diferentes órgãos do corpo. A modelagem concluiu que construir a cápsula da espaçonave com um material espesso o suficiente pode ajudar a proteger os astronautas da radiação; contudo, se a blindagem for espessa demais, ela pode até mesmo aumentar a quantidade de radiação secundária à qual os astronautas ficarão expostos. Contudo, devido ao efeito cumulativo da radiação que vence os escudos e blindagens, incidindo sobre os astronautas o tempo todo, a equipe calcula que não é seguro ficar no espaço por mais do que quatro anos. Isso torna uma viagem de ida e volta a Marte um objetivo factível. Na verdade, com a tecnologia de foguetes e naves atuais, uma viagem para Marte levaria cerca de nove meses; portanto, dependendo do momento do lançamento e do combustível disponível, é plausível que uma missão humana possa alcançar o planeta e retornar à Terra em menos de dois anos. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=e-seguro-enviar-humanos-marte-se-viagem-durar-menos-quatro-anos&id=010130210827
  10. A Samsung divulgou nesta segunda-feira (23/08) novos detalhes primeiro módulo de memória RAM DDR5-7200 de 512 GB da indústria. Em comparação com os modelos DDR4, o componente é 40% superior, além de ter um gasto de energia menor, de apenas 1,1V. De acordo com a Samsung, a nova memória DDR5-7200 utiliza oito camadas de funções em cada chip baseados na tecnologia 8-Hi TSV (Through-Silicon-Vias). As dimensões de cada uma destas camadas é de apenas 1,0 mm e cada pente de memória contará com 20 chips na composição. A fabricante também destacou que os novos pentes utilizam a tecnologia de interconexão TSVs que diminui erros e otimiza o resfriamento dos chips, forçando o fluxo de ar para baixo do componente. Pente de 512 GB DDR5 deve ser 40% superior aos modelos DDR4. Divulgação: Samsung Além do ganho energético, a Samsung explica que a nova memória RAM DDR5 consegue alcançar velocidade de até 7.2 Gbps, o que garante uma eficiência 18% maior que a velocidade das memórias DDR4. Tecnologia será utilizada em servidores Ainda de acordo com a Samsung, por enquanto, os novos pentes de memória RAM DDR5-7200 não serão direcionados aos usuários comuns. A tecnologia é utilizada na composição de servidores empresariais que necessitam de dispositivos com taxa de resposta maior e mais rápida. A expectativa da fabricante é que o limite de 512 GB de RAM seja apenas o começo da nova tecnologia e espera fornecer pentes com capacidade de 1 TB a partir de 2023 https://olhardigital.com.br/2021/08/24/reviews/samsung-divulga-novos-detalhes-da-memoria-ram-ddr5-de-512-gb/?fbclid=IwAR1lFCwxVDeUL7DIxvTsgnFtAs1pPlF0IDdzpsCxvc7gh4oaPYw5OQuaabc
  11. Tupã teve seu desligamento antecipado para agosto de 2021 (o plano inicial era dezembro), como anunciado pela diretoria do Inpe no começo de junho Supercomputador Tupã (Foto: Divulgação) Comprado por US$ 23 milhões em 2010, o Tupã já foi o principal supercomputador do Brasil. Durante oito anos, ele foi uma ferramenta fundamental no processamento e na análise de dados do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Sem recursos para ser atualizado, porém, o equipamento chega a 2021 operando por meio de “gambiarras” – e o seu desligamento iminente, anunciado no começo de junho, deve causar um apagão de informações meteorológicas no País. Com gasto anual de R$ 5 milhões de energia elétrica e de R$ 1 milhão em manutenção, o Tupã teve seu desligamento antecipado para agosto de 2021 (o plano inicial era dezembro), como anunciado pela diretoria do Inpe no começo de junho. Dos R$ 76 milhões previstos no orçamento do órgão, só R$ 44,7 milhões foram liberados – a verba de cerca de R$ 31,3 milhões destinada pela Agência Espacial Brasileira (AEB) não chegou, segundo o Inpe. A AEB contesta, e diz que repassou R$ 26 milhões em junho. Diz também que essas verbas não são destinadas ao custeio do Inpe. Mesmo que os recursos chegassem na totalidade, o orçamento é menor do que os R$ 118,2 milhões destinados em 2020. O desligamento por falta de verba é só o capítulo final do percurso de dificuldades do supercomputador – desde o fim de 2014, a sua operação vem encontrando obstáculos. Jeitinho Tupã, claro, é só um apelido carinhoso: o equipamento é o modelo XE-6 da Cray, empresa americana especializada em supercomputadores. Em 2015, a Cray deixou de vender o modelo XE-6. A partir de dezembro de 2014, o Inpe começou a negociar com a empresa processos de manutenção para a extensão da vida útil da máquina. O último desses acordos tinha validade até 24 de outubro de 2017, ano final em que a Cray garantia peças de reposição para o modelo XE-6. Foi em 2017 que o Inpe comunicou ao MCTIC sobre a necessidade da compra de uma nova máquina. Como conta ao Estadão Ricardo Galvão, diretor do Inpe na época, pleiteava-se uma máquina 30 vezes mais veloz. O custo estimado era de R$ 150 milhões, o que fez com que o projeto não fosse aprovado. A solução encontrada para manter a capacidade de processamento foi mais simples. Por R$ 9,6 milhões, o Inpe recebeu o modelo CX-50, também da Cray, que tinha velocidade um pouco maior do que alcançava o Tupã original. Em 2018, o CX-50 foi anexado ao Tupã. Porém, a operação precisou passar por adaptações importantes. Dos 14 gabinetes que compõem o equipamento original, seis precisaram ser desligados. Além da economia de energia, a medida visava preservar seus componentes, que ganharam status de peças de reposição para os oito gabinetes que permaneceram ligados. Com a capacidade do XE-6 reduzida, as atividades foram separadas. O equipamento mais novo ficou com aquilo que o Inpe chama de processos operacionais: a previsão do tempo, que ocorre ao menos duas vezes por dia, e a previsão sazonal, que mira mudanças climáticas para os três meses seguintes. Sem tempo O Tupã ficou com a geração de cenários futuros de longo prazo. Ele manteve também o processamento de outras pesquisas climáticas e o backup da operação diária. Com o CX-50, o Inpe planejou estender até 2020 a vida útil do Tupã. Uma das formas para tentar ganhar tempo até a compra de um novo computador foi pleitear junto ao MCTIC a compra de mais dois equipamentos com especificações similares às do CX-50. Além disso, o Inpe e o MCTIC iniciaram em 2019 conversas com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e acertaram a compra de um equipamento auxiliar. O processo para a chegada da máquina foi conduzido ao longo de 2020. Esse é o mesmo equipamento que, no último dia 15 de junho, foi anunciado pelo ministro Marcos Pontes como uma espécie de substituto, após a repercussão negativa sobre o desligamento do Tupã. A máquina, porém, chegaria de qualquer maneira ao Inpe. Pior: o novo equipamento não resolve as demandas do órgão. “É só um paliativo, pois ele é um computador de menor porte”, explica ao Estadão Gilvan Sampaio, coordenador-geral de ciências da Terra no Inpe. O preço indica que se trata de um equipamento auxiliar: US$ 729 mil. Sampaio estima que o custo de um novo Tupã gire em torno de US$ 40 milhões. O valor incluiria também a reforma da infraestrutura do Inpe – a mesma desde 1994 – para receber a nova máquina. “Precisamos modernizar o sistema de refrigeração”, diz. Em outras palavras, em mais de uma década, o Inpe retrocedeu em capacidade computacional, movimento contrário ao que demanda o processamento de modelos climáticos atuais. Procurado, o MCTIC não respondeu. Em visita a São José dos Campos na quarta-feira passada, o ministro Marcos Pontes afirmou à TV Globo que o orçamento do Inpe está “normalizado”. Ele disse também que planeja a compra de um novo supercomputador, mas não deu prazo. Fonte: https://www.infomoney.com.br/economia/proximo-do-fim-supercomputador-tupa-vem-operando-na-gambiarra/
  12. Os eVTOLs, ou "carros voadores", já estão em desenvolvimento e devem chegar ao mercado ainda este ano por meio de diversas empresas — entre elas, a Embraer. E, como era de se esperar, o mercado automotivo também vai ganhar variantes voadoras das motos, com uma delas, inclusive, em fase avançada de testes: a "The Speeder", da startup Jetpack Aviation. Diferente dos carros voadores, a The Speeder não será elétrica. A princípio, o protótipo que levantou voo nesta semana é movido à gasolina e terá como finalidade a recreação e uso pessoal e não a operação por meio de empresas, algo bem latente nos eVTOLs. Mas, segundo a Jetpack Aviaton, o projeto ainda vai passar por uma série de alterações até chegar no modelo final, que deve ser bem parecido com a foto abaixo. Se os planos da Jetpack Aviation seguirem adiante, o produto final deve ser parecido com a ilustração abaixo… Ainda segundo a Jetpack Aviation, a The Speeder poderá ser configurada de duas maneiras. A primeira, como citamos, deve mesmo ser a versão de recreação. Já a outra variante será destinada para uso militar, sobretudo em atividades de salvamento, dada a versatilidade e agilidade do veículo. A Jetpack Aviation não informou o preço nem data de lançamento da The Speeder. fontes: IFLS, canaltech
  13. Estão aparecendo em nossa comunidade vários técnicos especialistas em lavar e assar placas e chipsets, usando esta técnica como solução para todos os problemas. Com isso estão tirando a seriedade do fórum. Estas técnicas podem até funcionar por um curto período de tempo, só que o problema sempre volta. Acredito que isto está acontecendo por causa destes vídeos do Youtube ou estes professores que só querem dinheiro ensinado estas porcarias. O pior é que estes churrasqueiros e lavadores acabam inutilizando as placas e inviabilizando qualquer tipo de reparo posterior. Alguns exemplos de usuários que estão fazendo este tipo de serviço porco: https://eletronicabr.com/forums/topic/37852-alguem-tem-algum-tutorial-ou-maneira-de-testar-bga-ponte-norte-e-sul https://eletronicabr.com/forums/topic/38338-placas-que-ligam-e-não-dão-video https://eletronicabr.com/forums/topic/8887-reballing-em-forno-caseiro-placa-de-vídeo-ou-note-mito-ou-verdade https://eletronicabr.com/forums/topic/1538-utilização-de-forno-elétrico https://eletronicabr.com/forums/topic/20736-conserto-de-notebook-rapido-para-novatos https://eletronicabr.com/forums/topic/1538-utilização-de-forno-elétrico https://eletronicabr.com/forums/topic/37564-lavar-ou-não-lavar-uma-placa-mãe-eis-a-questão Se utilizarem a busca do fórum vão encontrar mais um monte. Gostaria lançar a campanha: Fora Churrasqueiros e Lavadores de placas
  14. Com a nova experiência de instalação, será possível nomear o computador (Imagem: Reprodução/Microsoft) O novo Windows 11 já pode ser baixado da internet e instalado de forma legal como uma ISO oficial. Antes, a instalação só poderia ser feita por intermédio do Windows Update e exigia do usuário a configuração manual por esse sistema. Com a chegada do Insider Preview Build 22000.160, a Microsoft libera a instalação com DVDs ou imagens montadas em pendrives. Diferentemente do mero update, com as novas ISOs, as pessoas poderão conferir toda a experiência de configuração do Windows 11, o que inclui a capacidade de nomear seu PC e outros ajustes que não eram possíveis anteriormente. As imagens do Windows 11 vão possibilitar uma instalação limpa — quando há formatação e perda de dados, mas com menos chance de deixar rastros da versão anterior instalada na máquina— ou apenas uma atualização que manterá arquivos e programas atuais. Concluída a etapa de configuração, o aplicativo Get Started vai trazer um singelo tutorial para explicar sobre a nova experiência do Windows e também como fazer ajustes mais rápidos na máquina. A nova Build 22000.160 traz um novo aplicativo do relógio já preparado para o recurso Focus Sessions, que deve trazer algumas opções úteis que evitarão a perda da concentração durante uma atividade importante de trabalho. Houve também a correção de um bug em que o ícone “local em uso” às vezes aparecia na barra de tarefas, embora o uso fosse bloqueado por suas preferências. Para baixar as novas ISOs oficiais do Windows 11, é só acessar o site da Microsoft. Tenha em mente que esta não é uma versão final, portanto ela ainda pode conter falhas, bugs e incompatibilidades. Fonte: https://br.yahoo.com/finance/news/windows-11-já-pode-ser-194732261.html
  15. A Samsung anunciou o lançamento no mercado brasileiro do seu primeiro Monitor Inteligente, que tem a opção de funcionar usando os apps do smartphone com transmissão sem fio. Funciona sem a necessidade de estar conectado a um PC, operando de modo similar a uma Smart TV, suportando ainda teclado e mouse. O monitor possui tela IPS LCD de 24 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080), proporção de 16:9, ângulo de visão de 178º, taxa de atualização de 60 Hz, tempo de resposta de 14 ms, brilho de 250 cd/m², contraste de 1.000:1, sistema operacional Tizen 5.5, o recurso HDR10, duas portas HDMI 2.0 e uma porta USB. O dispositivo traz ainda alto-falantes de 5 W cada, o controle remoto Smart Monitor, acesso online às ferramentas do pacote Office 365, suporte à tecnologia Wireless DeX, que possibilita conectar diversos produtos da marca, compatibilidade com o Miracast e com os aplicativos AirPlay 2, da Apple, e Tap View, para smartphones Android. Além disso, o monitor conta com brilho de tela automático e os recursos Flicker Free, que cancela a trepidação da imagem, e Eye Saver Mode, que diminui a emissão de luz azul. O novo monitor Samsung Smart Monitor M5 já está à venda no Brasil, com preço sugerido de R$ 1.849. Fontes: https://www.samsung.com/br/monitors/flat/smart-m5-24-inch-smart-tv-apps-ls24am506nlmzd/ https://www.clubedohardware.com.br
  16. Fiz a compra do vip e ainda não consigo baixar meu arquivo desejado
  17. Para poder definir a compatibilidade dos nossos backups de BIOS é vital que comecemos a tomar nota de todos os detalhes possíveis ! Exemplo: Placa e revisão: ACLU2 - Revisão 1.0 Processador: SR1EK / Core I3-4005U - Verifique no Google se o código realmente é o de referencia do CPU. UMA - DISCRETE : Algumas placas podem ter o mesmo modelo e ser vendidas em 2 versões : Com GPU dedicado ou com GPU integrado Modelo completo do aparelho: Lenovo G50-70 - Model 20351 REVISÃO: MUITO IMPORTANTE ! Alguns processadores da Intel estão tendo problemas que são solucionados com atualizações e não reprogramando ! Detalhes adicionais: Foi testada ? Foi editada ? É Clean ME ? É um clássico backup de maquina funcionando ? Você estava de bom humor quando fez o backup ? (Dependendo das crenças de cada um, isso pode ser importante ?) "Ahhh Cristian, mas por que essa frescura toda ?" Sente o DRAMA ! Em algumas placas podemos ver que o fabricante especifica compatibilidade inclusive com processadores de gerações diferentes Agora trabalhando com MCP (Multi Chip Package), quando trocamos o CPU também estamos trocando o PCH, portanto a placa consegue ser compatível com uma quantidade muito grande de processadores. No entanto o Firmware da placa não precisa suportar todos esses CPUs porque apenas 1 vai fazer parte daquela placa e digamos que....."não se troca jamais". E porque não baixar do site do fabricante ? Os arquivos do fabricante precisam ser descompactados e editados e nem todos tem esses conhecimentos. Sem contar que requer muito mais tempo por conta do técnico e tempo é dinheiro ! Vale lembrar também que quando o fabricante começa a utilizar algum método novo na compactação dos arquivos, pode passar um bom tempo até que tenhamos uma ferramenta que possa descompacta-lo. Nem falemos dos equipamentos de marcas nacionais , aonde se você encontrar um driver que sirva na pagina já pode se considerar uma pessoa de sorte ! Como faco para identificar o modelo do CPU ? Procure um código como este e jogue no google, se o resultado for um modelo de CPU.... pronto ! Arrumei o arquivo em outro canto e só tem o modelo da placa no nome. Como identifico esses detalhes que estão faltando ? Bom.... jeito fácil, fácil não tem ! O mais importante agora é que nós possamos compreender a importância de organizar nossos backups de maneira eficiente para não ficar dependendo da sorte. E vale lembrar que agora é mais importante do que nunca o seu comentário depois de ter baixado um arquivo ! Especifique os detalhes da placa na qual você testou o arquivo e deixe o feedback. Esta informação pode ser útil para você mesmo no futuro ! Ajude a fazer deste um novo padrão de organização para que possamos entrar no servidor de arquivos e abrir aquele sorriso quando acharmos a nossa BIOS, sabendo que o Churrasco do FDS ta garantido !!!!
  18. Atendendo a solicitação de inúmeros usuários e com o objetivo de ajudar a manter o fórum em funcionamento, decidimos implementar Assinaturas Vip, assim podemos contar com a ajuda dos membros para pagar nossos servidores e realizar melhorias em nosso fórum. Lembrando que o atual sistema de créditos e joinhas do fórum nada mudou. Quem tem tempo e gosta de participar tem total acesso a todo o conteúdo do fórum gratuitamente. Vantagens de ser um membro VIP incluem: -> Acesso em todos os arquivos postados, Esquemas, Bios, Tutoriais e Etc... (O maior e mais atualizado da Internet.) -> Acesso em todas as áreas fechadas do fórum, Resolvidos, Firmware Raros, Perfis BGA, Distribuidores de eletrônica e informática e etc... -> Exclusivo distintivo que aparecerá abaixo de seu nome nas postagens no Fórum. -> Seu nome aparecerá em vermelho na lista de usuários on-line, identificando-o como um membro VIP. -> Futuras vantagens em breve serão anunciadas... Atualmente disponibilizamos 3 tipos de assinaturas que podem atender ao que você precisa: VIP 60 VIP Pro Super VIP Duração de 2 meses Duração de 6 meses Duração de 12 meses 3 downloads por dia 5 downloads por dia 10 downloads por dia Acesso ilimitado em todas as áreas Acesso ilimitado em todas as áreas Acesso ilimitado em todas as áreas R$ 99,90 ou 2x 49,95 sem juros R$ 199,90 ou 2x 99,95 sem juros R$ 299,90 ou 6x 49,99 sem juros Para pagamento por Paypal US$ (Internacional). Clique aqui! Atenção: - Para facilitar a ativação de sua assinatura, favor utilizar o mesmo e-mail cadastrado no fórum no MercadoPago. Se não for possível me envie uma MP informando qual foi o e-mail utilizado no MercadoPago. - Assinaturas VIP podem demorar até 48h para serem confirmadas após confirmação do MercadoPago. (Aprovação de boletos pode demorar até 3 dias) - Usuários de assinaturas VIP não estão isentos das regras gerais do fórum. -> Clique aqui e leia as regras com atenção
  19. Preparação final do SuperBIT antes do voo de teste. [Imagem: Steven Benton/Princeton University] Telescópio em balão Depois dos testes de voo bem-sucedidos, uma equipe de cientistas mantida pela NASA e pela Agência Espacial Canadense apresentou os detalhes e os objetivos científicos do telescópio voador SuperBIT. SuperBIT é uma sigla em inglês para "Telescópio de Imageamento Por Balão de Superpressão" (Superpressure Balloon-borne Imaging Telescope). Em um meio-termo entre os telescópios terrestres e os telescópios espaciais, o SuperBIT é um telescópio que voa a bordo de um balão, acima de 99,5% da atmosfera terrestre, já rumo à "fronteira" com o espaço. Quase livre da interferência atmosférica, e tirando proveito dos avanços tecnológicos mais recentes, a equipe afirma que o telescópio voador será capaz de fazer imagens com qualidades semelhantes às do telescópio espacial Hubble, o que é uma boa notícia, sobretudo com os defeitos decorrentes do desgaste natural do telescópio mais famoso do mundo. Balão de superpressão A luz dos corpos celestes pode viajar bilhões de anos para chegar aos nossos telescópios. Contudo, na fração final de um segundo, essa luz tão rica em informações tem que passar pela turbulenta atmosfera da Terra. Com isto, nossa visão do Universo fica turva. Telescópios no solo são construídos em locais de grande altitude para superar parte disso, mas até agora apenas a colocação de um telescópio no espaço conseguia eliminar de vez o efeito da atmosfera. Com seu espelho de 0,5 metro de diâmetro, o SuperBIT é carregado a 40 km de altitude. Cheio de hélio, o balão tem um volume de 532.000 metros cúbicos, mais ou menos do tamanho de um estádio de futebol. Carregado por ventos sazonalmente estáveis, o telescópio voador irá circunavegar a Terra várias vezes, capturando imagens do céu a noite toda e usando painéis solares para recarregar suas baterias durante o dia. E tudo a um custo de cerca de US$5 milhões, mais de 1.000 vezes mais barato do que um telescópio espacial. Balões meteorológicos são usados há décadas, mas eles tipicamente têm vida curta, explodindo em no máximo alguns dias. Contudo, a NASA desenvolveu balões de "superpressão", capazes de conter o hélio por meses mesmo nas partes mais rarefeitas da atmosfera, quando o balão alcança seu volume máximo. O voo de teste final demonstrou uma estabilidade extraordinária, com uma variação de menos de trinta e seis milésimos de grau (0,036º) por mais de uma hora. É nesse dado que os astrônomos se baseiam para dizer que o telescópio obterá imagens tão nítidas quanto as do Hubble. O balão vai se enchendo conforme sobe e a atmosfera fica mais rarefeita - a diferença é que ele não explode tão facilmente. [Imagem: Richard Massey / Durham University] Frota de telescópios voadores Com o fim inexorável do Hubble, a equipe conseguiu chamar a atenção para o seu projeto, e já obteve financiamento para começar a construir uma versão maior do SuperBIT, com um telescópio com abertura de 1,5 metro - a capacidade máxima de carga do balão atualmente corresponde a um telescópio com um espelho de cerca de 2 metros. Esse aumento na abertura (do 0,5m para 1,5m do próximo telescópio) representa um aumento no poder de coleta de luz de 10 vezes. Isso, combinado com o uso de uma lente de ângulo mais amplo e câmeras de mais megapíxeis, tornará o SuperBIT 2 ainda melhor do que o Hubble. E o baixo custo já faz a equipe sonhar com uma frota de telescópios voadores, oferecendo tempo de observação a astrônomos de todo o mundo. O SuperBIT que já está pronto tem lançamento previsto para Abril do próximo ano, para um voo de longa duração a partir de Wanaka, na Nova Zelândia. E o objetivo científico dessa missão já será bem amplo: Medir as propriedades das hipotéticas partículas de matéria escura. Embora a matéria escura seja invisível e nunca tenha sido detectada, os astrônomos querem tentar mapear a maneira como ela curva os raios de luz, uma técnica conhecida como lente gravitacional. O SuperBIT testará se a matéria escura fica mais lenta durante as colisões de aglomerados de galáxias. Nenhum colisor de partículas na Terra consegue acelerar a matéria escura, mas esta é uma assinatura-chave, prevista pelas teorias, que pode explicar observações recentes de múons com comportamento estranho. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=superbit-telescopio-balao-vai-superar-hubble&id=010130210804
  20. Windows 11: malware disfarçado de instalador do sistema circula na web Cibercriminosos estão aproveitando a expectativa em torno do Windows 11 para distribuir malwares disfarçados de instaladores do software. Especialistas da Kaspersky afirmam que, desde o anúncio do novo sistema da Microsoft, realizado no dia 24 de junho, foram detectadas 850 tentativas de infectar usuários por meio de malware disfarçado de Windows 11. Windows 11: tudo que se sabe sobre o novo sistema da Microsoft Os ataques variam em nível de risco, com abordagens mais simples envolvendo adwares que bombardeiam o usuário de anúncios até campanhas mais agressivas com direito a trojans mais perigosos, desenvolvidos para interceptação de dados. Windows 11: expectativa tem servido de isca para distribuição de malwares aos usuários — Foto: Divulgação/Microsoft Windows 11: você vai atualizar? Participe do Fórum do TechTudo A grande variação no nível de complexidade dos ataques tem chamado a atenção dos especialistas. Em um dos episódios, os pesquisadores encontraram um malware contendo 1,75 GB de tamanho, desenvolvido com o objetivo de induzir o usuário a associar o tamanho do arquivo a um suposto instalador oficial do sistema operacional. Uma vez executado, esse instalador apresenta uma interface gráfica e informações gerais que parecem legítimas. No entanto, sem que o usuário perceba, um segundo programa é executado em segundo plano, encarregado de aplicar o malware no computador. A variação em complexidade e objetivo de cada ataque tem sido grande. Em alguns casos, os malwares encontrados eram menos sofisticados ou representavam um nível de risco menor, como os adwares. Em outros, a versão falsa do Windows 11 acaba sendo usada como vetor para lançar trojans e malwares muito mais perigosos e agressivos, capazes de interceptar dados do usuário, como conteúdo de conversas ou mesmo dados de logins em sites e serviços. Como se proteger A Kaspersky faz algumas recomendações para evitar dores de cabeça: é importante que seu computador esteja com sistema operacional e antivírus atualizados e que você procure se certificar de que está visitando sites legítimos, e não imitações criadas por criminosos. Outro cuidado importante é o de baixar sistemas operacionais somente a partir de fontes oficiais, como lojas e sites verdadeiros. Uma dica fundamental é ficar de olho e desconfiar de ofertas generosas do novo sistema operacional: o Windows 11 será gratuito para PCs compatíveis, mas ainda não tem uma data definida para chegar aos usuários. Sendo assim, a única forma de experimentar prévias do produto é por meio do programa Insider da Microsoft. Por conta disso, desconfie de anúncios que ofereçam a atualização do sistema para o seu computador, com condições ou promessas distintas das informações oficiais da Microsoft. Windows 11: veja cinco destaques do novo sistema da Microsoft https://www.techtudo.com.br/noticias/2021/07/windows-11-malware-disfarcado-de-instalador-do-sistema-circula-na-web.ghtml
  21. As paredes da Sage não poderá mais ficar em cima dos objetos arremessável, como por exemplo, a granada da Killjoy e nem a orbe de veneno da Viper
  22. Imagem: Divulgação/Lansweeper Lançada na metade de julho, a última grande atualização de segurança do Windows 10 protegeu os usuários contra o temido PrintNightmare e 117 brechas que colocam em risco a defesa do sistema. No entanto, nem tudo ocorreu conforme o planejado pela Microsoft, e suas correções acabaram fazendo com que muitas impressoras deixassem de funcionar corretamente como consequência. Ciente do ocorrido, a empresa lançou nesta terça-feira (27) o pacote de atualização KB5005394, destinado a corrigir o problema causado pela atualização. Segundo a companhia, a solução deve assegurar que impressoras, scanners e outros dispositivos multifuncionais voltarão a operar normalmente. Anteriormente, a Microsoft orientou os usuários afetados a instalar drivers e firmwares mais recentes dos aparelhos afetados e a consultar as fabricantes caso eles continuassem sem funcionar corretamente. Para instalar manualmente a atualização — disponível neste link — é preciso ter ao menos o update de maio do Windows 10 (KB5003243) presente em seu sistema. Segundo a Microsoft, a atualização já está disponível através do Windows Update para aqueles que desejam realizar o processo de forma automatizada. No entanto, a opção não exista para clientes corporativos, que vão ter que recorrer ao Catálogo do Windows Update para baixá-la no momento. Vale notar que a atualização é opcional e só deve ser realmente aplicada por aqueles que viram suas impressoras deixando de funcionar após instalar as versões mais recentes do Windows 10. Segundo a Microsoft, um número baixo de usuários foi afetado pela questão, que afeta somente dispositivos que usam a autenticação smart card. Fonte: https://br.yahoo.com/finance/news/windows-10-ganha-atualização-para-002000802.html
  23. Hubble consertado A NASA anunciou o retorno do Telescópio Espacial Hubble ao status operacional, com o reinício da coleta de dados científicos. Serão as primeiras observações desde que o computador do telescópio apresentou problemas, no último dia 13 de junho, que colocaram os instrumentos em um modo de segurança e suspendeu as operações científicas. A equipe realizou um verdadeiro trabalho de detetive em busca da causa do problema do computador, que aparentemente estava no módulo de energia, que não estava conseguindo fornecer uma tensão estável. Depois de inúmeras tentativas de usar diferentes módulos de reserva, na última quinta-feira, 15 de julho, o problema foi resolvido depois que a equipe passou todo o sistema para os módulos de backup. O telescópio espacial já havia tido um problema semelhante antes. Depois de passar para o sistema de reserva, todo o equipamento foi substituído em uma missão do ônibus espacial no ano seguinte. Esta agora não é uma opção, uma vez que a NASA não possui naves capazes de consertar o Hubble desde a aposentadoria dos ônibus espaciais. Ainda assim, a NASA afirma que o Hubble ainda vai durar muitos anos e continuará fazendo observações inovadoras, trabalhando em conjunto com outros observatórios espaciais, incluindo o Telescópio Espacial James Webb, que deverá ser lançado até o final deste ano. Ícone da astronomia Lançado em 1990, o Hubble observa o Universo há mais de 31 anos, já tendo feito mais de 1,5 milhão de fotos - já são mais de 18.000 artigos científicos publicados com seus dados. O Hubble contribuiu para algumas das descobertas mais significativas da astronomia recente, incluindo a expansão acelerada do Universo, a evolução das galáxias e os primeiros estudos atmosféricos de planetas além do nosso Sistema Solar. "O Hubble é um ícone, que tem nos dado uma visão incrível do cosmos nas últimas três décadas," disse Bill Nelson, administrador da NASA. "Estou orgulhoso da equipe do Hubble, dos membros atuais a ex-pesquisadores do Hubble, que intervieram para oferecer seu apoio e experiência. Graças à sua dedicação e trabalho atencioso, o Hubble continuará a construir em seu legado de 31 anos, ampliando nossos horizontes com sua visão do Universo." Depois de anos de bons serviços, mais três missões de manutenção e uma ameaça de abandono, a NASA fez uma atualização tecnológica mais radical, o que tornou o Hubble 90 vezes mais poderoso do que o projeto original. Mas a última missão de manutenção do Hubble foi realizada em 2009, durante uma visita do ônibus espacial Atlantis. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=telescopio-hubble-volta-funcionar&id=010175210719

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...