Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'anos'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Notices, News and Rules
    • How does the forum work? (Portuguese)
    • How does the forum work?
    • How does the forum work? (Spanish)
    • File manager
    • News
    • Disassembling of Notebooks, Smartphones and etc ...
  • Electronics
    • Eletrônica em Geral
    • TV Receivers
    • Arduino
    • Treinamento Eletrônica
    • Ferramentas para eletrônica
    • Projetos, Montagens e Mecatrônica
    • TVs de PLASMA, LCD, LED e CRT
    • Vídeo Games
    • Aparelhos de Som, GPS, Gadgets e Tecnologia
    • Celulares, Smartfones e Câmeras fotográficas
    • Tablet, Ipad
    • Fontes & No-Breakes
    • Eletrônica Automotiva
    • Home Appliances
  • Computing
    • Notebook's
    • Motherboards, PCs, All in One & Cia
    • Recuperação de Arquivos e Mídias
    • Monitores e Projetores
    • Impressoras e Copiadoras
    • Redes e Internet
  • Software
    • Webmaster
    • Linux - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Windows - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Mac OS - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Segurança antivírus
  • Diversos
    • Trocas, Vendas e Promoções
    • Jogos
    • ELetrotreco
    • Apresentações
    • Assuntos Diversos
    • Sugestões para Melhoria
    • Filmes, séries, animes e músicas
  • Clube do 3D's Qual impressora comprar em 2020
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Samsung washing machine panel repairópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Error codes E8
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello membros !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's TópicosReparação de fechadura de porta máquina de lavar louça Electrolux
  • Lives H3Eletrônica's Tópicos
  • Lives H3Eletrônica's Lojinha do H3

Categories

  • All in One - Wiring Diagrams
  • All in One - Bios
    • AOC
    • Asus
    • Miscellaneous
    • Dell
    • Lenovo
    • LG
    • Positivo
    • HP & Compaq
  • Handbooks generally
    • Arduino
    • Apple MacBook
    • Various
    • Datasheets
    • Electronics
    • Electrical and Industrial Electronics
    • Fonts & Nobreaks
    • Computing
    • Printers
    • Linux
    • Monitors
    • Network, Routers and Modems
    • Software
    • Satellite Receivers Cable
    • Tablets, Cell Phones and GPS
    • Plasma, LCD, Led and CRT TVs
    • Vídeo Games
  • Apple MacBook
    • Applications
    • Bios
    • Schemas
  • Desktop - BIOS
    • Asus
    • DFI
    • Dell
    • ECS
    • Foxconn
    • Gigabyte
    • HP e Compaq
    • Intel
    • Megaware
    • MSI
    • Others
    • PCWare
    • Positivo
    • Phitronics
  • Desktop - Schemas
    • ABIT
    • Asus
    • Biostar
    • Miscellaneous
    • ECS
    • Foxconn
    • Getway
    • GIGABYTE
    • Intel
    • MSI
  • Hard Disk (HD) - BIOS
    • Corsair
    • Hitachi
    • Kingston
    • Maxtor
    • Sandisk
    • Seagate
    • Samsung
    • Toshiba
    • Western Digital
  • Consumer electronics in General
    • Audio
    • Miscellaneous
    • Home appliances
    • Electronic equipment
    • Firmwares
    • Projectors
    • Video & Image
    • Diversos
  • Automotive Electronics
    • Miscellaneous
    • Electrical schematics
    • Volkswagen electrical schematics
    • Esquemas elétricos Chevrolet
    • Esquemas elétricos Ford
    • Esquemas elétricos Fiat
    • Esquemas elétricos Renault
    • Electronic injection
    • Automotive Sound
  • Fonts & Nobreaks
    • Miscellaneous
    • Desktops Fonts
    • Notebooks Fonts
    • APC Nobreaks
    • Nobreaks CP Eletrônica
    • Nobreaks Enermax
    • Force Line Nobreaks
    • Logmaster Nobreaks
    • Microsol Nobreaks
    • Nobreaks NHS
    • Ragtech Nobreaks
    • Nobreaks SMS
    • Ts-Shara Nobreaks
  • Printers
    • Brother
    • Epson
    • HP
    • Lexmark
    • Other brands
    • Samsung
    • Xerox
  • Inverters
  • Monitors - Schematics
    • AOC
    • Miscellaneous
    • Dell
    • LG
    • Lenovo
    • Philco
    • Philips
    • Proview
    • Samsung
  • Monitors - Bios
    • AOC
    • Bluesky
    • CCE
    • HBuster
    • LCD Notebook
    • LG
    • Others
    • Philco
    • Philips
    • Proview
    • Sony
    • Samtron
    • Samsung
    • Semp Toshiba
  • Manuals - Notebook & Desktop
    • Desktop
    • Laptop
  • Notebook - BIOS
    • Limpeza de regiões ME/TXE
    • ACER
    • ACTEON
    • AMAZON
    • ASUS
    • Buster
    • CCE
    • Clevo
    • DELL
    • Emachines
    • Firstline
    • Gateway
    • HP e COMPAQ
    • Intelbras
    • Itautec
    • Kennex
    • Lenovo
    • LG
    • Megaware
    • Microboard
    • Mirax
    • MSI
    • Others
    • Philco
    • Philips
    • Positivo
    • BIOS Programs
    • Qbex
    • Samsung
    • Shuttle
    • SIX
    • Sony
    • STI
    • Toshiba
  • Notebook - Drivers
  • Notebook - Schematics
    • ACER
    • AMOI
    • ASUS
    • Avell
    • BENQ
    • CCE
    • CLEVO
    • COMPAL
    • DELL
    • ECS
    • FIC
    • FOXCONN
    • FUJITSU
    • GATEWAY
    • Gigabyte
    • HP - COMPAQ
    • IBM - LENOVO
    • INTELBRAS
    • INVENTEC
    • ITAUTEC
    • JETWAY
    • Lenovo - IBM
    • LG
    • MITAC
    • MSI
    • Others
    • Philco
    • Positivo
    • QUANTA
    • Samsung
    • Shuttle
    • Sony
    • STI - SEMP TOSHIBA
    • TOPSTAR
    • Toshiba
    • TWINHEAD
    • UNIWILL
    • WISTRON
  • Video Cards
  • Programs & Softwares
    • Android
    • Electronics
    • Linux
    • Windows
    • BOARDVIEW SOFTWARES
  • Satellite Receivers, Cable, DVR and HDVR
  • Routers and Modems - Bios
  • Tablets, Cell Phones and GPS
    • GPS
    • Flash/Bios
    • Applications & Softwares
    • Schematics & Service Manuals
  • TV - Schemas and Manuals
    • AOC
    • CCE
    • HBuster
    • LG
    • Others
    • Panasonic
    • Philco
    • Philips
    • Samsung
    • Semp Toshiba
    • Sony
  • TV - Software & Flash
    • AOC
    • CCE
    • HBuster
    • LG
    • Others
    • Philco
    • Philips
    • Samsung
    • Semp Toshiba
    • Sony
  • Vídeo Games
    • Schemes
    • Glitcher
    • Softwares
  • Montagens, projetos e afins
  • cicero's Downloads
  • Repair of large household appliances, white goods's Downloads

Blogs

  • Eletrônica Básica & Avançada
  • Desmontando
  • InfoTech
  • Procedimentos, Dicas e ME Clean region linha Apple e Notebook.
  • Cozinha eletrônica
  • Passeando na Matrix...
  • Tecgess
  • Estudo Baseado na Arquitetura de Celulares.'s Blog
  • Repair of large household appliances, white goods's Blog
  • Repair of large household appliances, white goods's BlogRepair of large household appliances, white goods
  • Repair of large household appliances, white goods's Blog
  • Repair of large household appliances, white goods's Blog
  • Repair of large household appliances, white goods's Repair of large household appliances, white goods
  • Repair of large household appliances, white goods's videos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello !
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello !
  • Repair of large household appliances, white goods's Dear Sire!
  • Lives H3Eletrônica's Blog

Product Groups

  • VIP Subscriptions
  • Free Downloads
  • Access to resolved cases
  • Secret Areas of the EBR
  • Life Subscriptions
  • Promotions

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Facebook Profile


Twitter username


Sexo


Website URL


Location


Personal text


About Me

  1. Homem conserta celular (Imagem: Kilian Seiler/ Unsplash) O projeto “Right to Repair” ou “Direito de Conserto” envolvendo aparelhos eletrônicos avança no parlamento da União Europeia. Em uma resolução aprovada nesta quarta-feira (16), em votação unânime, parlamentares europeus incluíram no texto um trecho que prevê atualizações de softwares constantes para celulares em até cinco anos. Uma proposta paralela, também votada neste mês, prevê baterias removíveis para aparelhos como o iPhone ou linha Galaxy. O Comitê, que faz parte do parlamento da União Europeia, aprovou a resolução para que o reparo de produtos tecnológicos considere o design, padrões da indústria específica do dispositivo, informações na etiqueta e ciclo de vida do aparelho. O projeto pretende facilitar a vida de consumidores que querem consertar aparelhos por conta própria, assim como assistências técnicas que hoje sofrem para conseguir acesso às peças necessárias para o reparo. Fabricantes também deverão informar o prazo para updates de software de um aparelho, de acordo com a proposta. Para 79% dos europeus, fabricantes devem trocar peças Uma pesquisa mostra que os políticos abordam um tema favorável: segundo dados da Eurobarometer, 79% dos cidadãos europeus acham que fabricantes deveriam ser obrigadas a consertar aparelhos ou substituir peças defeituosas. E 77% preferem reparar um dispositivo do que trocá-lo. Membros do Parlamento Europeu citam no texto que o “Direito de Conserto” dará às firmas independentes e consumidores o acesso a informações gratuitas para manter aparelhos funcionando por mais tempo. Em relação aos updates de software, membros da UE acreditam que eles devem ficar disponíveis ao cliente por “um período de tempo mínimo”. As fabricantes terão a obrigação de informar o consumidor na hora da compra sobre as futuras atualizações do aparelho — empresas como Motorola e Samsung informam sobre updates do Android quando uma nova versão é lançada. Práticas que limitam o direito de conserto ou levam à obsolescência de aparelhos devem ser consideradas como “ações comerciais injustas”. Tais ações devem ser punidas com sanções, na avaliação de políticos da UE. UE quer evitar “obsolescência programada” Parlamentares da União Europeia ainda não estão totalmente satisfeitos com o “Direito de Conserto”. Para a votação em abril, o projeto ainda precisa de trechos para incentivar as pessoas a levarem seu aparelho para reparo em vez de trocarem por um novo. A ideia dos políticos é estender a garantia para conserto em alguns produtos com baixa cobertura, e garantir bônus e benefícios para quem levar o aparelho para a revisão. Tudo para driblar a obsolescência de dispositivos. Projeto quer evitar obsolescência programada para celulares e outros aparelhos (Imagem: Tobias Heine/Pixabay) Quando se trata do “prazo de validade” de um aparelho, a própria UE reconhece que existem dois tipos: 1. Obsolescência absoluta — quando um aparelho para de funcionar por razões objetivas, como uma falha mecânica ou porque o software do produto se torna incompatível. 2. Obsolescência relativa — quando o dispositivo ainda funciona, mas ele se torna ultrapassado na visão do dono, que prefere procurar um novo produto. Um estudo conduzido pela EEA (European Environment Agency) descobriu que smartphones se tornam obsoletos com 1 ano e 8 meses de uso, em média. É bem menos do que o “prazo de validade” esperado pelo consumidor ao comprar o celular, de 5 anos. Quando as marcas propositalmente induzem à obsolescência antes de o aparelho completar seu ciclo de vida — estimado em 2 anos — isso se chama “obsolescência programada”. Parlamento da UE aprova lei de baterias removíveis Outro ponto central do “Direito ao Conserto” é evitar a perda do potencial de recargas da bateria dos produtos com o tempo de uso. O reparo constante vai permitir que o componente tenha uma vida útil maior. A União Europeia tem um projeto de lei separado e exclusivo para tratar a questão, chamado “Batteries Regulation”, ou “Regulamentação de Baterias”. Mas a proposta é paralela ao “Direito de Conserto”, fazendo parte do programa de consumo ecológico do bloco, o European Green Deal. A “Regulamentação de Baterias” prevê que o componente acoplado a notebooks e celulares sejam removíveis. O projeto avançou no parlamento europeu na semana passada: na quarta-feira (10), os políticos aprovaram a introdução de medidas mais duras no texto. Os parlamentares incluíram no projeto uma categoria de baterias usadas em “meio de transportes leves” (LMT), como patinetes e scooters elétricas. Eles também dizem que o “Regulamentação de Baterias” precisa de uma regra para que empresas declarem a pegada de carbono de dispositivos. A previsão do parlamento da União Europeia é de que o “Direito de Conserto” entre em vigor no terceiro trimestres de 2022, e que a “Regulamentação de Baterias” passe a valer a partir de 2024. Fonte: https://tecnoblog.net/noticias/2022/03/16/europa-quer-celulares-com-5-anos-de-atualizacoes-e-bateria-removivel/
  2. Conheci o site, pois estava a procura do arquivo, o meu nível tecnico é médio, tenho habilidade a mais de 3 anos, sou dedicado no que faço.
  3. conheci esse site através de pesquisas no google, sou técnico, trabalho com eletrônica a muitos anos, mexo de tudo um pouco assistência em celulares, computadores, dentre outros eletrônicos.
  4. Garoto de 9 anos cria game que incentiva reflorestamento Do virtual ao real: a cada 10 árvores plantadas no jogo de Ivan Neves, uma árvore será plantada por empresas anunciantes Em meio às mudanças climáticas radicais e um cenário grave de desmatamento não só na América Latina como em terras brasileiras, alguns projetos de reflorestamento tentam conscientizar o público sobre a importância de preservar o meio ambiente e lutar pela saúde das florestas originárias. Um deles foi desenvolvido por Ivan Neves, de 9 anos, aluno da codeBuddy, escola de tecnologia especializada em programação, robótica e segurança digital para crianças e jovens de 7 a 16 anos. O garoto criou um game no qual o jogador planta árvores virtuais e pode também contribuir para a plantação de árvores na vida real. O diferencial do projeto é envolver diretamente as empresas, que de acordo com dados do jornal britânico The Guardian, são responsáveis por mais de 480 bilhões de toneladas de dióxido de carbono e de metano liberadas na atmosfera nos últimos 40 anos. “No meu projeto, a cada dez árvores virtuais plantadas, uma vai ser plantada na vida real. Ela será plantada pelos anunciantes do game toda vez que algum usuário vencer. As empresas vão poder participar colocando os anúncios delas dentro do jogo, o que vai ajudar todo mundo na vida real também”, explicou Ivan, que criou o game com o objetivo de ajudar o planeta. Ivan Neves, aluno da CodeBuddy Foto: Arquivo Pessoal/Ivan Neves “Uma árvore é a forma mais eficiente de salvar a natureza. Ela diminui o ruído, purifica o ar, é um abrigo para vários animais. Dessa forma todo mundo pode ajudar o planeta, e qualquer pessoa pode jogar, porque o jogo é simples e para todas as idades”, completou o mineiro. A iniciativa de Ivan é especialmente importante dentro do cenário atual de crise ambiental no Brasil. De acordo com informações oficiais do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, a Amazônia perdeu cerca de dez mil quilômetros quadrados de floresta entre agosto de 2020 e julho de 2021, meses em que se mede o desmatamento. A taxa é 57% maior que a da temporada passada, além de ser a pior dos últimos dez anos. Nesse cenário, é essencial que a preocupação com o meio ambiente seja despertada nas crianças o mais cedo possível, criando adultos preocupados em reverter a situação e cuidar do planeta para as próximas gerações. O envolvimento de crianças e adolescentes no assunto pode ser ainda mais aproveitado a partir do conhecimento da programação, que dá as ferramentas tecnológicas necessárias para a criação de plataformas independentes, apps e games como o de Ivan. A ideia da codeBuddy é oferecer ensino personalizado, colocando o aluno como protagonista do próprio aprendizado e fazendo com que o interesse desperte da própria criança. O contato com esse tipo de aprendizado ajuda no desempenho em sala de aula, auxilia no desenvolvimento do raciocínio lógico e matemático e cria mecanismos naturais para uma inserção posterior no mercado de trabalho. A importância da programação para crianças e jovens é uma tendência mundial. Atualmente, o sistema de ensino público norte-americano espera que a ciência da computação seja matéria obrigatória no ensino médio nos próximos anos. Em outubro, a codebuddy lança um curso rápido chamado ‘Wayfinding: Reprogramando o Futuro’, que conta com uma grade de quatro semanas e uma carga horária de 1h30min por semana, totalizando 6 horas de imersão e aprendizado: a intenção é que, a partir dessa experiência curta, crianças e pais decidam quais os interesses dos filhos. Para isso, a empresa oferece uma plataforma de ensino com material didático e foco em desenvolvimento de habilidades, incentivando a criatividade e a resolução de problemas. A ideia é que a criança aprenda a pensar por si própria e tenha autonomia na hora de resolver os problemas. Para crianças que se interessam pelo meio ambiente e outras questões sociais e políticas, a programação pode oferecer ferramentas para que elas possam participar ativamente na sociedade e ter voz ao lado de seus colegas de escola. O estudo da disciplina também ajuda no desenvolvimento neurológico, contribuindo para o desenvolvimento escolar e a preocupação a longo prazo com questões sociais. Link: https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/reprogramando-o-futuro/garoto-de-9-anos-cria-game-que-incentiva-reflorestamento,6c24c208642741ae59f9f6375b29fc01bppdewvw.html
  5. 1. Como conheceu o EletrônicaBR eu conhecu pelo google 2. Qual seu nível técnico? sou tecnico a 3 anos 3. Quais habilidades relacionadas a eletrônica/informática você tem ou pretende adquirir? tenho um pouco de experiencia ja trabalho a 3 anos 4. Conte um pouco de você. Qualquer coisa sou uma peesoa esforçada na área de manutenção de computadores, mais eu quero sempre aprender mais da área
  6. Fiz Engenharia Eletrônica mas há mais de 35 anos e esqueci muita coisa além de não ter me atualizado, por isso me considero um amador. Quero adquirir conhecimento suficiente para atender minha empreitadas, que não são desafiadoras.
  7. Bom dia. Trabalho com eletrônica a 12 Anos e estou entrando para o EletronicaBr por que já utilizava através de um perfil de outra empresa que estava empregado. Estou seguindo com meu perfil particular só que agora não sou mais VIP. Espero contribuir e ajudar os usuários com minha experiencia de bancada.
  8. A Web como o mundo conhece hoje não era a ideia inicial de quem participou da sua criação, tampouco de Tim Berners-Lee, conhecido como o Pai da World Wide Web (o tal do WWW). O primeiro site da grande rede é um belo exemplo dessa distinção de finalidade — e, hoje (6 de agosto), este marco histórico completa 30 anos desde a sua estreia. The Project, como é conhecido o primeiro site da história, foi criado pelo próprio Berners-Lee. Sua estreia aconteceu no dia 6 de agosto de 1991 e, nele, seu criador descreve brevemente detalhes da World Wide Web. Nos padrões atuais, a página parece que foi mal carregada (Imagem: Reprodução/CERN) O objetivo deste espaço principal era permitir que os profissionais do Centro de Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN) — no qual Berners-Lee atuava como físico — tivessem acesso rápido aos códigos e procedimentos para criar sites semelhantes. Basicamente, The Project era constituído por um bloco de HTML simples, sem recursos de estilização, imagens ou qualquer recurso dinâmico. A página era recheada de links que encaminham visitantes para respostas rápidas a perguntas como “o que existe por aí?”, e “como posso ajudar?”. O domínio do site ainda é o mesmo e funciona perfeitamente — e você pode acessar AQUI o primeiro site da Web. Hoje, qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento em linguagem de marcação de hipertexto é capaz de fazer um projeto semelhante usando o Bloco de Notas do Windows, por exemplo. A título de curiosidade, você pode experimentar o “Inspecionar elemento” ou apertar a tecla F12 para abrir os detalhes da formatação. 1º servidor web da história Inicialmente, o site de Berners-Lee rodava em um computador da Next Computer, empresa fundada por Steve Jobs, em 1985, quando o conhecido executivo não estava mais no comando da Apple. Naturalmente, o NeXTcube usado no processo também é conhecido como o primeiro servidor web do mundo. Eis o primeiro sevidor web do mundo, utilizado para hospedar o The Project, de Tim Berners-Lee (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons) Os computadores da marca não foram um grande sucesso do mercado, mas o sistema operacional que os embarcava marcou presença. O “Mach” usado nas máquinas ficou conhecido pelo seu uso simples e beleza graças à interface gráfica denominada NEXTSTEP. Como surgiu a Web? Britânico nascido em 1955, Tim Berners-Lee formou-se em física em Oxford e, enquanto atuava no CERN como contratado independete (não efetivo), elaborou um projeto baseado no conceito de hipertexto para facilitar o compartilhamento de dados entre pesquisadores. Depois, a primeira vez que ele colocou algo baseado nisso em prática foi no projeto ENQUIRE, um protótipo de 1980 com algumas semelhanças com a Web, que seria criada somente anos depois, em 1989. Berners-Lee saiu do CERN, passou anos trabalhando para uma empresa de computação na Inglaterra e depois voltou como efetivo no instituto europeu. A passagem de Berners-Lee pelo CERN foi fundamental para a criação da web (Imagem: Divulgação/Sotheby's) O físico notou a importância do CERN para a internet europeia, então aproveitou o caminho já pavimentado para colocar sua antiga ideia em ação. “Eu só precisei tomar a ideia de hipertexto e conectá-la às ideias de Protocolo de Controle de Transmissão (NCP) e DNS (Domain Name System) e — ta-da! — surgiu a World Wide Web”, descreve ele em uma publicação da W3C, o principal consórcio responsável pela padronização da Web. Depois disso, o projeto cresceu ao longo de anos. Em 30 de abril de 1993, a CERN liberou o código-fonte da World Wide Web e colocou a Web em domínio público — naturalmente, a rede foi absurdamente ampliada depois disso. Em 1994, já contava com mais de 10 mil servidores e 10 milhões de usuários, em dados mais recentes indicam que o número de usuários chega a 4,66 bilhões. Fruto da história Nunca é demais relembrar que Berners-Lee é considerado o "Pai da Web" porque é o grande responsável pela criação do mecanismo que facilita o acesso das pessoas ao conteúdo disponível na rede (e que Internet e Web não são sinônimos). A internet (a conexão) é fruto de um projeto do Departamento de Defesa dos Estados Unidos no fim dos anos 1960 para desenvolver um sistema descentralizado de compartilhamento de informações — na época, isso foi chamado de Arpanet. A participação de Berners-Lee na esteira de um mundo que começava a se conectar, então, foi desenvolver um sistema de hipertextos com links clicáveis, basicamente o mesmo que rege a Web como conhecemos até hoje. Em 1994, Marc Anderson deu à luz ao Mosaic, o primeiro navegador web e também o primeiro a ser usado no Windows, e o resto é história. Fonte: https://canaltech.com.br/internet/primeiro-site-da-historia-internet-web-191846/
  9. Bom dia me chamo Raphael, estou no ramo da eletrônica a mais de 5 anos moro em Quixadá no Ceará
  10. boa noite sou adriano,de santa maria da boa vista-pe, estudo a dois anos e migrei para assistençia em celulares
  11. ola sou alex técnico de informatica a 10 anos, e a pouco tempo entrei na area de manutenção de hardware, espero aprender muito no forum, obg
  12. o eletronica br me apareceu apois ir em busca de downloads é vi que havia mts links referente ao site em questão, trabalho com eletronica em geral em especifico aparelhos de tv e moitores, faço reparos em placas circuitos smd de placa mãe e pretendo usar o site como ferramenta para me auxiliar no trabalho, minha vida é literalmente praticar eletrônica
  13. A mesma encontra-se com possível defeito de software liga/desliga em segundos,removi chave power não resolveu,removi alguns periféricos o defeito persiste restando software ou possível reparo futuro na placa
  14. Conheci através de um amigo. Sou técnico em elétrica e eletrônica atuando à mais de 45 anos na área
  15. 5 passos para alavancar sua carreira de TI neste e nos próximos anos As profissões do futuro vem deixando cada vez mais pessoas de cabelo em pé, isso porque muitos dos empregos “clássicos” podem deixar de existir em alguns anos. O que todos vêm se perguntando no meio de tantas mudanças é: como se preparar para a nova era de empregos, que está mais próxima do que se imagina? Para entender melhor o que o futuro reserva para os profissionais de TI, precisamos fazer uma breve análise das transformações que aconteceram neste mercado nos últimos anos. As principais mudanças que impactaram os profissionais de TI são frutos da conhecida indústria 4.0, as soluções que se tornaram fundamentais para trazer mais tranquilidade para os profissionais e empresas são: - Big Data e Data Analytics - Inteligência Artificial - Internet das Coisas - Machine Learning É importante ressaltar que as soluções que vem sendo base para a transformação digital dos negócios se adaptarem a Sociedade 5.0, tem como principal objetivo simplificar a vida do humano, de forma que as tecnologias atuem a seu favor e não em busca de substituição de seu papel. O conceito de Sociedade 5.0 coloca o indivíduo como ponto central para todos os mercados, fazendo com que as soluções, existentes e emergentes da indústria 4.0, atuem para melhorar a qualidade de vida de todos. Quais serão as principais carreiras do futuro em TI? DevOps A função de um DevOps é otimizar a produtividade dos desenvolvedores e a confiabilidade das operações, acompanhando todas as etapas do processo desde o início para garantir que a solução desenvolvida atenda os requisitos do cliente. Engenheiro de Inteligência Artificial O Engenheiro de Inteligência Artificial desenvolve projeções e sistemas avançados, com base em inteligência artificial, como o próprio nome já diz. Cientista de dados O Cientista de dados é o especialista analítico que tem as habilidades técnicas para resolver problemas complexos – e a curiosidade de explorar quais são os problemas que precisam ser resolvidos. Analista de BI Com a alta produção de dados, surgiu não só a necessidade de processar os dados de forma sistêmica, mas também de um profissional que o analise de forma crítica e entenda como lidar com dados tão valiosos, e essa é a principal função de um Analista de BI. Arquiteto de Cloud A principal responsabilidade do Arquiteto de Cloud é gerenciar a infraestrutura de nuvem oferecida a clientes por um provedor, além de desenhar ambientes de TI, este profissional também define quais soluções serão utilizadas na infraestrutura. Como se preparar para as profissões do futuro? Se preparar para ser um profissional relevante no futuro vai além de conquistar um diploma ou dominar diversas técnicas que o mercado tem citado como tendências. Confira 5 passos que podem transformar sua carreira de TI no futuro: 1. Não fique na zona de conforto Se pararmos para analisar como decidíamos há 5 anos atrás sobre qual profissão seguir, vamos notar que, muitos de nós eram influenciados por quais profissões eram consideradas bem sucedidas naquele tempo baseado em salário e cargo de influência. Para nossa sorte, cada vez menos pessoas seguem estes tipos de critérios para tomar uma decisão que não precisa ser permanente. Por isso, na hora de avaliar sua carreira de TI hoje não tenha medo de olhar para opções que você considere radicais, não ter medo de enfrentar novos desafios é uma qualidade que todo recrutador procura. 2. A inovação faz parte de você As soluções emergentes da indústria 4.0 empoderou de uma forma nunca vista o consumidor final, mas também o profissional como um todo, afinal somos todos humanos. Isso quer dizer que, o processo de inovação dos mais diversos segmentos tem uma influência direta do ser humano, afinal criamos máquinas cada vez mais para melhorar nossa qualidade de vida. Então a melhor dica aqui é: não tenha medo de ser o indivíduo conhecido no time por trazer soluções “malucas”, desde que elas tenham um propósito e resolva um problema. 3. Aprenda algo novo sempre Como já disse no passo 1, era comum vermos pessoas tomando decisões sobre qual carreira seguir de forma equivocada até pouco tempo atrás, também é fato que o tempo de aprendizado se torna mais lento conforme vamos envelhecendo, mas isso não deve ser uma desculpa ou impeditivo para que você se desafie todos os dias. Aprender algo novo de forma contínua é um dos fatores que mais vai influenciar no quão relevante sua carreira será e por quanto tempo. 4. O networking vai fazer toda a diferença em sua sua carreira Ter uma rede de relacionamentos diversificada entre segmentos e áreas em que você pode atuar, é uma das formas mais eficientes de sempre ter portas abertas ou pessoas te olhando como referência no que faz. Um forma simples de fazer isso é manter seu perfil de Linkedin atualizado e se possível escrever artigos sobre experiências que você tem tido ou desafios que conseguiu superar recentemente. 5. Priorize sua felicidade Mais importante do que conquistar o emprego ou cargo dos sonhos, é entender se o caminho que você trilhou até ele e se todo o tempo dedicado a ele, te dá espaços para fazer outras atividades que também influenciam no seu desempenho e felicidade. Já ouviu a frase: “Equilíbrio na vida é tudo”? Na sua carreira também. Fonte
  16. conheci a eletronicabr atraves de pesquisa em google, sou amador, pretendo adquirir abilidades com informatica, sou uma pessoa simples que gosto de ajudar e ser ajudada.
  17. Não adianta construir naves com blindagens grossas demais porque o efeito líquido seria prejudicial. [Imagem: Steve Bidmead/Pixabay] Tempo máximo de uma viagem a Marte Agências espaciais e empresas privadas têm planos de enviar humanos a Marte, mas, fora as questões técnicas e econômicas, uma questão permanece: É seguro enviar humanos - em termos dos efeitos sobre sua saúde - em uma viagem ao planeta vermelho? Um grupo de especialistas de quatro instituições dos EUA, Rússia e Polônia se dispôs a reunir os melhores fundamentos disponíveis atualmente para tentar responder a essa questão. A resposta é "Sim", mas seguida de um "mas" importante. Segundo Mikhail Dobynde e seus colegas, os humanos devem ser capazes de viajar com segurança para Marte, e retornar, desde que a espaçonave tenha blindagem suficiente e que a viagem de ida e volta seja mais curta do que aproximadamente quatro anos. Além disso, o momento da viagem deve ser bem calculado, porque realmente faz a diferença: Os pesquisadores determinaram que o melhor momento para um foguete deixar a Terra rumo a Marte é quando a atividade solar estiver em seu pico, conhecido como máximo solar. Os pesquisadores modelaram os diversos tipos de raios cósmicos a que os astronautas estarão sujeitos fora da magnetosfera terrestre. [Imagem: Mikhail I. Dobynde et al. - 10.1029/2021SW002749] Proteção do máximo solar Embora esta segunda condição pareça contraditória, dado que o máximo solar marca o período de maior emissão de radiação da nossa estrela, o fato é que essa radiação solar aumentada oferece um maior nível de proteção ao Sistema Solar interno contra as partículas energéticas e mais perigosas emitidas por estrelas e galáxias distantes. Os dois principais tipos de radiação perigosa no espaço são as partículas energéticas solares e os raios cósmicos galácticos. A intensidade de cada um depende da atividade solar, com a intensidade das partículas energéticas solares sendo maior durante o máximo do ciclo solar de 11 anos de duração. Particularmente no período de seis a 12 meses em torno do pico da atividade solar, a atividade da nossa estrela é forte o suficiente para reduzir ao seu mínimo os raios cósmicos galácticos que chegam até Marte e a Terra. E, calcula a equipe, nesse nível mínimo de radiação cósmica, as blindagens atualmente disponíveis para as naves espaciais conseguirão proteger os astronautas durante a viagem e sua permanência em Marte. A maior preocupação é com o efeito cumulativo da radiação. [Imagem: Mikhail I. Dobynde et al. - 10.1029/2021SW002749] Radiação cumulativa Os pesquisadores usaram modelos geofísicos de radiação de partículas para um ciclo solar, combinados com modelos de como a radiação afetaria a espaçonave e seus passageiros humanos, incluindo seus efeitos variados em diferentes órgãos do corpo. A modelagem concluiu que construir a cápsula da espaçonave com um material espesso o suficiente pode ajudar a proteger os astronautas da radiação; contudo, se a blindagem for espessa demais, ela pode até mesmo aumentar a quantidade de radiação secundária à qual os astronautas ficarão expostos. Contudo, devido ao efeito cumulativo da radiação que vence os escudos e blindagens, incidindo sobre os astronautas o tempo todo, a equipe calcula que não é seguro ficar no espaço por mais do que quatro anos. Isso torna uma viagem de ida e volta a Marte um objetivo factível. Na verdade, com a tecnologia de foguetes e naves atuais, uma viagem para Marte levaria cerca de nove meses; portanto, dependendo do momento do lançamento e do combustível disponível, é plausível que uma missão humana possa alcançar o planeta e retornar à Terra em menos de dois anos. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=e-seguro-enviar-humanos-marte-se-viagem-durar-menos-quatro-anos&id=010130210827
  18. Através do google conheci o eletronica br, sou estudante de eletrônica, já sou técnico, mas pretendo evoluir, tenho 18 anos e acabei de me formar fiz meu curso de eletrotécnico com mão de obra especializada em notebook quando tinha 17 anos através do ensino ead.
  19. Em pleno século 21, é quase que impossível um indivíduo ligado em tecnologia nunca ter ouvido falar e jamais ter sequer utilizado o Windows pelo menos uma vez. O sistema operacional da Microsoft, que completa 35 anos nesta sexta (20), está presente em todos os aspectos da nossa vida, seja trabalho, escola, em casa e em estabelecimentos que frequentamos. Apesar de ocupar posição de liderança no mercado nos desktops, a companhia deu início a uma nova era com o lançamento do Windows 10, que mudou a maneira como o software é distribuído, além de colocá-lo em par com as novas tecnologias e tendências do mercado — conectividade, mobilidade, nuvem, integração. Mas, para chegar até aqui, foi um longo caminho, iniciado em 1985, com o Windows 1.0. De lá para cá muita coisa (mesmo) mudou, e preparamos uma coletânea descrevendo essas três décadas e meia de transição. Windows 1.0 O Windows 1.0 foi onde tudo começou, lançado em 1985. Até sua chegada, os sistemas operacionais funcionavam apenas em modo texto e este foi o primeiro a oferecer uma interface gráfica em cima do modo texto (MS-DOS) de maneira que qualquer pessoa pudesse interagir com o sistema sem precisar digitar comandos no terminal. Para os padrões de hoje ele pode parecer feio, simples e antiquado, mas saiba que foi extremamente importante por introduzir ao mundo conceitos que hoje são completamente normais como menus que caem ao serem clicados, a utilização de uma seta para apontar e clicar em elementos, barras de rolagem e as janelas. O nome Windows significa janelas e, curiosamente, foi escolhido de última hora. O nome original era "Interface Manager" ou "Gerenciador de Interfaces", mas escolheu-se (sabiamente) o que já conhecemos porque soava melhor. Quer rir um pouco? Então veja o Steve Ballmer, ex-CEO da empresa, tentando vender o Windows 1.0. Windows 2.0 Se você reparar bem, as janelas da interface do Windows 1.0 não se sobrepunham. O Windows 2.0 chegou em 1987 trazendo essa funcionalidade, o que provocou um processo por parte da Apple alegando que a Microsoft havia copiado o sistema da empresa da Maçã - a Apple perdeu a briga. Capaz de rodar sem um disco rígido, o 2.0 se tornou mais popular do que o antecessor. Windows 3.0 Foi com o Windows 3 que o sistema realmente começou a decolar e ganhar espaço. Lançado em 1990, ele veio com uma interface reformulada, delineando o padrão visual que convivemos por muitos anos até a chegada do Windows 8. Além do visual renovado, ele trouxe diversas melhorias como suporte a drives de CD e placas de som, além de vir pré-instalado em discos rígidos, ocupando "monstruosos" 5 MB. Além disso, o Windows 3.0 introduziu softwares importantes como o Bloco de Notas, um editor de texto e o clássico Paciência. Windows 95 Lançado em 1995, o sistema foi um marco na história da Microsoft, do próprio Windows e, quem sabe, até da humanidade. A interface gráfica, mais refinada do que nunca, praticamente não mudou visualmente até a chegada do Windows XP e em comportamento até o Windows 8 em 2012. Nesta versão, a Microsoft introduziu o Windows Explorer e a barra de tarefas, presentes até os dias de hoje e que não devem desaparecer tão cedo. Importante notar o Internet Explorer na captura de tela. No entanto, ele não vinha instalado por padrão, mas era possível adquiri-lo em um pacote de atualização chamado Plus. Windows 98 O Windows 98 foi lançado em 1998, como o nome sugere, e trouxe vários avanços em relação ao 95, apesar de não ter sofrido mudanças visuais significativas. Importante mencionar o suporte a dispositivos USB e múltiplos monitores e a chegada do Internet Explorar já instalado por padrão - foi aí quando começou a derrocada do Netscape. No ano seguinte, a Microsoft lançou o Windows 98 Second Edition (SE), que corrigiu vários bugs da versão anterior. Windows ME Na virada do milênio a Microsoft introduziu o Windows Millenium Edition (ME). O software foi meio que um fiasco para a empresa e 1 ano depois foi substituído pelo Windows XP. O ME oferecia um boot mais rápido do que os anteriores, mas isso fazia com que programas mais antigos baseados em MS-DOS não funcionassem mais. O Windows ME era voltado para usuários domésticos e o Windows 2000 era a versão para negócios. Windows XP Sim, isso que você acabou de ver era uma propaganda da Microsoft com Steve Ballmer tentando vender o Windows XP. Lançado em outubro de 2001, o sistema fez história e ainda é um dos mais utilizados no mundo, atrás apenas do Windows 7 e Windows 8, e isso somente porque a empresa descontinuou o suporte técnico a essa versão recentemente. Sua característica mais marcante, à primeira vista, foi o visual caprichado, com cores vivas, a montanha verde com céu azulado, a barra de tarefas azul e os demais elementos que marcaram uma nova era no design do sistema. Além disso, unido aos avanços de hardware e softwares de terceiros, tornou-se uma versão extremamente confiável para as mais variadas atividades e, hoje, 14 anos após seu lançamento, ainda temos milhões de estabelecimentos rodando o XP em seus computadores. Windows Vista Lançado em 2007, o Windows Vista foi um dos maiores fiascos da empresa. Apesar de ter um visual bastante refinado, com transparências e efeitos especiais em 3D, o sistema não decolou por causa de inúmeros atrasos e problemas técnicos. Além disso, ele não oferecia nenhuma vantagem significativa sobre o Windows XP, que ainda era muito bom e confiável. Windows 7 Após o fracasso do Windows Vista, a empresa lançou o Windows 7, que veio para salvar a pátria. Depois do XP, o 7 foi o sistema da "zona de conforto" dos usuários, já que oferecia um visual bem agradável e desempenho e confiabilidade nos mesmos níveis do Windows XP. Com o encerramento do suporte à versão antiga, o Windows 7 passou a ser o sistema operacional mais utilizado do mundo e atualmente conta com pouco mais de 60% de participação no mercado. Windows 8 Tudo ia bem com o Windows 7, mas, em 2012, a Microsoft colocou os pés pelas mãos em uma aposta que não deu muito certo: eliminou o Menu Iniciar e empurrou goela abaixo dos usuários os "Live Tiles", quadrados vivos que continham programas e exibiam informações relevantes em tempo real, em uma interface voltada para dispositivos com tela sensível ao toque. O problema é que quase ninguém possui uma tela do tipo e a maioria já está acostumada a trabalhar bem com os bons e velhos teclado e mouse. Além disso, a falta do Menu Iniciar deixou muita gente perdida, o que contribuiu para a alta taxa de adoção do Windows 7. Resultado: o Windows 8 foi um fiasco. Windows 10 O Windows 10 chegou como a promessa da Microsoft para introduzir aos usuários o sistema operacional do futuro. Com ele, a empresa não apenas resolveu os problemas do Windows 8, mas criou uma nova rotina de atualizações e distribuições. Apresentado para ser o "Windows defintiivo", essa versão ganha novidades semestralmente e vem se tornando cada vez mais robusta. Fonte: https://canaltech.com.br/windows/do-windows-10-ao-windows-10-veja-como-o-sistema-mudou-nestes-30-anos-45911/
  20. Bateria nuclear As baterias atômicas - ou baterias nucleares - estão no horizonte há décadas, com promessas como uma bateria que não precisa ser recarregada e mesmo baterias nucleares de diamante que duram milhares de anos. Contudo, assim como a indústria nuclear, depois de vários acidentes catastróficos, vem passando por um longo vale, nunca houve muito apelo em usar baterias nucleares dentro de casa ou junto ao corpo, em aparelhos portáteis, por exemplo. Agora, uma empresa emergente dos EUA, a NDB, está chamando novamente a atenção da mídia ao buscar recursos no mercado para viabilizar suas baterias nucleares de nanodiamante. A empresa foi selecionada em um certame para auxiliar empresas emergentes a levantar fundos para o empreendimento, e agora está pedindo que as pessoas comprem suas ações ou façam doações. As letras miúdas, contudo, não escondem o fato de que os empreendedores reconhecem que "é uma tecnologia emergente, portanto, existem alguns desafios técnicos especializados que precisam ser resolvidos. Felizmente, a equipe técnica do NDB tem vários nanotecnologistas de diamante com a experiência certa para trazer a NDB à vida. Existem três marcos principais, [1] uma prova de conceito, onde mostramos que a NDB funciona, [2] o dimensionamento, que aumentará a produção do dispositivo em uma especificação comercialmente útil, o que nos permitirá [3] abrir uma fábrica para produção em massa, criando empregos e riqueza." Escudo de diamante O nome da empresa, NDB, é uma sigla para sua tecnologia, chamada NanoDiamond Battery, ou bateria de nanodiamantes. Os nanodiamantes são essenciais para restringir a radiação ao interior da bateria, mantendo-a segura. O princípio de funcionamento é conhecido como betavoltaico, utilizando um isótopo radioativo, neste caso o carbono-14. A proposta da empresa é usar o rejeito radioativo das usinas nucleares, mais precisamente, as barras de grafite que são usadas para controlar a fissão nuclear nos reatores, e que por isso se tornam altamente radioativos, virando lixo nuclear, que precisa ser armazenado virtualmente "para sempre". O grafite é carbono, cuja composição passa a ser rica no radioisótopo carbono-14 depois de seu uso no reator nuclear. O carbono-14 não é muito estável, sofrendo um decaimento beta - daí o nome betavoltaico -, liberando um elétron e um antineutrino e gerando nitrogênio. A ideia da empresa é purificar o grafite do lixo nuclear e usá-lo para, sob pressão, criar nanodiamantes de carbono-14. O diamante funciona como semicondutor, coletando os elétrons liberados no decaimento beta e transportando-o para o exterior da bateria, onde pode alimentar um circuito. Enquanto isso, nanodiamantes de carbono-12, criados no mesmo processo de pressão, funcionam como escudo contra a radiação. Os cálculos indicam que uma bateria nuclear com esta tecnologia poderá produzir 3,48 vezes mais energia do que uma pilha AA comum, mesmo sendo 53% menor. E, estima a empresa, a bateria atômica poderá lhe fornecer carga por 28.000 anos, sem precisar recarregar - desde que a bateria não vaze, claro, como tem acontecido com inúmeros supertambores desenvolvidos para guardar o lixo nuclear. Nesse caso, a falta de energia para seu aparelho será o menor dos seus problemas. fonte: inovacaotecnologica.com.br
  21. Como especifiquei acima, sou formado em ciências da computação, funcionário público municipal, área de tecnologia e saúde, tenho hobby em eletrônica, tenho vizinhos que as vezes não tem dinheiro para pagar um técnico então, eu faço conforme é possível, tvs apontamento de antenas, configurações, sem cobrar um centavo porém, é muito justo a outros que cobrem afinal, estudamos para isso, conhecimento custa bastante. EletrônicaBR tem um vasto conteúdo, ótima base para interessados na área.
  22. Equipamento ficou submerso na costa de Orkney, na Escócia, para testar sua eficiência energética nas profundezas do oceano; dos 855 servidores que funcionavam, apenas oito apresentaram defeitos. A Microsoft recuperou um data center que estava submerso há dois anos no fundo do oceano na costa de Orkney, na Escócia. O equipamento, desenvolvido para utilizar a baixa temperatura das águas profundas como sistema de refrigeração, foi removido para que sua eficiência energética pudesse ser testada. A iniciativa faz parte do Projeto Natick, e tem testado pequenos clusters de computação em nuvem localizados embaixo d’água para saber se a ideia é economicamente viável. Surpreendentemente, os primeiros resultados mostraram que os servidores armazenados no cilindro tiveram bem menos problemas do que os que ficam em data centers convencionais. “A taxa de falhas na água é um oitavo do que vemos em superfície”, informou o coordenador do Projeto Natick, Ben Cutler. Dos 855 servidores que funcionavam no data center, apenas oito apresentaram defeitos. “Nós acreditamos que tem a ver com essa atmosfera de nitrogênio que reduz a corrosão e é fria, e também por não ter pessoas batendo nas coisas”, completou Cutler. Segundo coordenador do projeto, data center submerso apresentou menos falhas do que os localizados na superfície. Crédito: Jonathan Banks/Microsoft Apesar de parecer uma tarefa difícil, os responsáveis pelo data center disseram que não houveram grandes complicações em manter a estrutura energizada no fundo do mar, nem mesmo com o fato de o abastecimento energético da região de Orkney ser totalmente verde, proveniente de energia eólica e solar. “Nós conseguimos funcionar muito bem no que a maioria dos data centers consideraria um grid não confiável. Esperamos poder olhar os resultados e afirmar que talvez não precisemos de tanta infraestrutura focada em energia e confiabilidade”, explicou Spencer Fowers, integrante do time técnico do projeto. Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/microsoft-recupera-data-center-que-estava-embaixo-d-agua-ha-dois-anos/106986
  23. Conheci eletrônica BR através do Google ótimo site.
  24. Ola pessoal sou novo no forum !!! Desde ja agradeco a todos pela ajuda !!! Conheci o eletronicas pela internet Sou amador Manutencao de impressoras sou muito curioso porem iniciante

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...