Jump to content

Jota_Santos

Members
  • Content Count

    22
  • Avg. Content Per Day

    0.26
  • Joined

  • Last visited

  • Credit

    62
  • Country

    Brazil

Community Reputation

8 Level 1

About Jota_Santos

  • Rank
    Membro Aspirante I
  • Birthday 10/15/1973

Personal Information

  • Sexo
    Masculino / Male
  • Location
    Jundiaí / SP / Brasil

Recent Profile Visitors

47 profile views
  1. @Neo Concordo também que o transformador isolador seria uma barreira ao ruído de modo comum. Por isso estou suspeitando que estou enfrentando ruídos diferenciais. Próximo passo será implementar um filtro LC para ver se há redução. Estou propenso a usar indutores separados para cada uma das fases. Se usar um indutor comum não corro o risco de um dos enrolamentos induzir o ruído no outro? ou estou enganado? Estou pensando em implementar um filtro de acordo com a configuração abaixo:
  2. @Neo, vc tem razão quanto ao trafo. O que estou usando não tem ligação do primário com secundário, portanto é isolado. É possível um ruído de modo comum passar do primário para o secundário se ambos estiverem isolados?
  3. Parece que está surgindo uma luz .... TRANSFORMADOR ISOLADOR O que acham?
  4. @Neo, estou observando o ruído diretamente no funcionamento de um touchscreen capacitivo, que na verdade é meu objetivo final. Fiquei sem osciloscópio há umas semanas. Estou arrumando coragem de comprar um novo. O vídeo que vc mandou ajuda a entender o problema, principalmente quando o Gregory desliga a lâmpada e o ruído cessa. Comecei a notar o ruído na presença de iluminações fluorescentes (tal qual deve ser aquela do Gregory). Em ambiente ruidoso, o touch screen capacitivo que estou tentando usar fica bem instável e inclusive chega a gerar toques fantasmas. Muito provavelmente temos ruídos de modo comum como esse do Gregory e também uma parcela de modo diferencial. Estou conseguindo eliminar uma parte do ruído diferencial usando capacitores em modo X(paralelo), mas os de modo comum tem sido um desafio, já que não poderei contar com aterramento e implementar capacitores em modo Y. Pelo que pude entender até agora no que tenho pesquisado, a presença de ruído de modo comum causa esse problema porque faz oscilar o diferencial de potencial entre o touch e a Terra. Em tese, nosso corpo teria uma diferença de potencial mais estável com relação a Terra, já a tela de touch fica variando essa DDP com a presença do ruído. Isso faz com que os sensores capacitivos do touch "detectem" variações de toques que na prática não coincida como a posição exata do dedo, causando instabilidade. A questão tem sido: Como eliminar esses ruídos de modo comum sem a presença de um aterramento?
  5. Segue as fotos @Neo, mas ainda da montagem com um pouco de gambiarras por conta dos testes rsrs Não se assustem com o pino macho, é que coloquei um pino fêmea na saída do trafo para testar com ou sem filtros, etc kkkk Estou lutando agora para reduzir os ruídos da entrada porque mesmo com essa fonte ainda são gerados ruídos na saída. Esses ruídos estão vindo de uma lâmpada fluorescente de 85W compacta bem "barulhenta" que coloco nos testes.
  6. Estudando aqui ... @zazulak, tinha feito umas simulações ontem e cheguei na conclusão do que vc disse que colocando os capacitores em paralelo eles reagem como se fossem um só de capacitâncias somadas. Na simulação, vi que quanto mais alta a frequência do sinal, menor a capacitância necessária para fazer a atenuação. @nagkiller, ótimos artigos. Inclusive o segundo já tinha aqui nos meus favoritos. A briga está em fazer um bom filtro sem dispor de um terra, dureza!!!
  7. @zazulak, Nos testes aqui, alimentando a fonte em 220VAC (pior cenário), chega 19.8VDC na entrada do LM. A dissipação de calor nos dois integrados se equilibrou com resistor 1R5. Usando um ventilador 8x8 soprando sobre eles, fica bem tranquilo dando para deixar o dedo sobre os dissipadores confortavelmente. Alimentando a fonte em 110VAC, chega 9.9VCD na entrada do LM. O uso do ventilador deixa os integrados frios. Em ambos os casos com uma carga de 2A na saída.
  8. @Rods e @walteruga Estou pensando se pode existir uma melhor resposta usando vários capacitores considerando a hipótese de que determinada capacitância individual pode produzir melhor efeito sobre determinada frequência de ruído. Digamos que temos um espectro de ruído amplo em frequência, será que um capacitor de 100nF é melhor para "anular" o ruído na frequência X, enquanto que um capacitor de 47nF é melhor para um frequência 2X ... Se isso estiver correto, vários capacitores de capacitâncias diferentes associados conseguiriam atenuar ruídos de mais frequências? Será que isso tem fundamento?
  9. Pessoal, Fazendo uns testes aqui com relação à imunidade a EMI em um dispositivo, percebi que lâmpadas fluorescentes são um importante gerador de interferência. Estou usando uma lâmpada fluorescente compacta de 85W como fonte geradora desses ruídos nos testes. Consegui reduzir muito essa interferência usando um capacitor de 100nF na entrada da alimentação(220VCA) desse dispositivo e estou pensando em fazer um banco desses capacitores para ver se melhoro ainda mais esta redução. Estou pensando em usar os seguintes capacitores associados em paralelo: (nF): 220, 100, 47, 15, 10, 6.8, 3.3, 1 Somadas as capacitâncias, teríamos em torno de 400nF e aí vai minha pergunta: Conseguirei melhor resultado usando capacitores associados do que apenas 1 capacitor de 470nF, por exemplo? Ou não? Por quê?
  10. @Neo, acabei de montar com o trafo e a carga de 2A na saída. Tudo funcionando... O LM350 ferve enquanto o TIP42 fica gelado. Estranho né? Pensando aqui em alterar o resistor R3 para 2.2. O q vc acha?
  11. Sim @Neo, inclusive já montei a placa no tamanho de 8cmx8cm com a furação pronta para acoplar um ventilador 8x8.
  12. Placa montada e teste com alimentação em CC OK! Vou preparar o trafo para ver como fica com CA. Único ajuste, por enquanto, mudar R4 de 4.7R para 22R (em 4.7R a saída ficava em 4.85VDC).
  13. Boas Essa semana consegui tempo para trabalhar na fonte linear. Desenho da PCB pronto e componentes chegaram. Mãos a obra.
  14. @Neo, muiiiiito obrigado pelo circuito, vou montar essa fonte! @zazulak, um dos grandes problemas que eu acredito que vou ter será a ausência de um aterramento onde eu precisar ligar o equipamento. Acho que o aterramento faria toda a diferença para um filtro de modo comum funcionar, ou estou enganado?
  15. Pessoal, O que acham desse circuito para uma fonte linear com entrada 110V~220V (auto) e saída 5V 2A? Será que pode dar certo? O que pode ser melhorado? (tudo? rsrs)

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...