Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 08/23/2020 in all areas

  1. 7 points
    Olá pessoal, decidir reunir e organizar tudo a respeito deste gênio neste tópico. Não esqueça de deixar seu boa leitura até a próxima. Você conhece Nikola Tesla? Muito provavelmente não, pois ele é um dos maiores injustiçados do mundo da ciência. Pai de diversas invenções não creditadas ao seu nome, Tesla permitiu que o mundo em que vivemos se tornasse real. Por que tudo isso? Vejamos: Responda rápido: Quem fez a revolução elétrica no mundo? Aposto que você disse Thomas Edison, certo? Mas não, não foi ele. Quem realmente inventou esta e muitas outras coisas que se atribuem a diversas pessoas foi Nikola Tesla, o mesmo homem que possui desde uma unidade de medida para medir a densidade do fluxo magnético, uma cratera na lua, um asteroide, o maior prêmio de engenharia elétrica do mundo até um aeroporto, uma banda de heavy metal com o seu nome, um dia só seu (10 de julho, em diversos países), além de ser personagem do filme O Grande Truque e nomear a marca que promete um futuro verde ao mundo. Mais de 300 patentes em quase 30 países (inclusive 2 aqui no Brasil), mas então porque ele não é reverenciado como um gênio? Tretas como as de Thomas Edison que você confere a partir de agora. Quem foi Nikola Tesla Tesla é muitas vezes descrito como um importante cientista e inventor da modernidade, um homem que "espalhou luz sobre a face da Terra". É mais conhecido pelas suas muitas contribuições revolucionárias no campo do eletromagnetismo no fim do século XIX e início do século XX. Nascido no finado Império Austro-Húngaro, onde hoje seria a Croácia, em 1856 durante uma tempestade de raios, segundo a lenda, teve seu primeiro contato com a eletricidade na Universidade de Praga onde estudou engenharia elétrica até o terceiro ano, desistindo depois de assistir às aulas. Solteiro pela vida toda, pois dizia que isso era proveitoso às suas ambições e capacidades científicas, acredita-se que ele tinha uma memória fotográfica e podia decorar livros inteiros ao lê-los apenas uma vez; além disso tinha uma condição que fazia com que enxergasse clarões de luz que o cegavam, alucinações, e que lhe traziam inspiração e ideias. Além disso ele era capaz de enxergar uma invenção completamente pronta em sua mente antes de começar a esboça-la em um papel. O próprio motor elétrico de corrente alternada, invento que fez a revolução elétrica no mundo, foi visto por ele em uma dessas visões. O projeto foi feito todo mentalmente, sem um protótipo sequer. E quando foi perguntado sobre como ele sabia que aquilo ia dar certo, ele respondeu: "Simples, eu estou vendo-o funcionar". Na época, pensar em um motor de corrente elétrica alternada seria tão surreal quanto pensar, hoje, em teletransporte. As patentes de Tesla e o seu trabalho teórico formam as bases dos modernos sistemas de potência eléctrica em corrente alternada (AC),[4] incluindo os sistemas polifásicos de distribuição de energia e o motor AC, com os quais ajudou na introdução da Segunda Revolução Industrial. A unidade do Sistema Internacional de Unidades (SI) que mede a densidade do fluxo magnético ou a indução eletromagnética (geralmente conhecida como campo magnético "B"), o tesla, foi nomeada em sua honra (na Conférence Générale des Poids et Mesures, Paris, 1960), assim como o efeito Tesla da transmissão sem-fio de energia para aparelhos electrónicos com energia sem fio, que Tesla demonstrou numa escala menor (lâmpadas eléctricas) já em 1893 e aspirava usar para a transmissão intercontinental de níveis industriais de energia no seu projeto inacabado da Wardenclyffe Tower. "Tesla contribuiu em diferentes medidas para o estabelecimento da robótica, controle remoto, radar e ciência computacional, e para a expansão da balística, física nuclear, e física teórica. Em 1943 o Supremo Tribunal dos Estados Unidos acreditou-o como sendo o inventor do rádio. Muitos das suas realizações foram usadas, com alguma controvérsia, para apoiar várias pseudociências, teorias sobre OVNIs, e as primeiras formas de ocultismo New Age. Acredita-se também que ele tivesse transtorno obsessivo compulsivo, insônia (dizia dormir apenas 2 horas por noite, embora fossem apenas cochilos), além de outras manias e fobias, por exemplo: Não tocava em cabelos; não gosta de pérolas – despedindo uma secretária por ir trabalhar com um colar, uma vez –, fazia as coisas de acordo com o numeral 3 e nunca ficava em um quarto de hotel divisível pelo número. Atualmente, através dos relatos, seus biógrafos acreditam eu ele era misofóbico, ou seja, tinha completo pavor em entrar em contato com sujeira ou qualquer coisa que não julgasse estar higienicamente seguro. Antes de cada refeição ele polia cada utensílio até chegar à perfeição, utilizando 18 guardanapos (múltiplo de 3). Chama a atenção, também, sua obsessão por pombos, alimentando-os regularmente no Central Park, em Nova Iorque, com sementes especiais que encomendava. Ele costumava, inclusive, leva-los ao seu quarto e os cuidar. Além da memória eidética e talento para a física, Tesla também era poliglota. Falava 9 idiomas com fluência: sérvio, checo, latim, italiano, alemão, húngaro, francês e inglês. Um de seus primeiros trabalhos foi na Companhia Nacional de Telefones, sendo o eletricista-chefe da empresa e engenheiro do primeiro sistema telefônico do país. Nesta época desenvolveu um aparelho que pode ser taxado como um repetidor ou amplificador de telefone, ou ainda, pode ser considerado o primeiro alto-falante do mundo. No entanto ele não divulgou ou publicou esse invento. Seu laboratório durante um experimento Nos anos 80 trabalhou na França e depois nos Estados Unidos, onde foi assistente do famoso Thomas Edison, aquele que você respondeu que inventou a lâmpada, lembra? Aqui começa o drama de Tesla com seu maior sabotador. A Guerra das Correntes Thomas Edison contratou Tesla para resolver problemas que ele estava tendo com corrente contínua em geradores e motores. Se Tesla resolvesse o problema ganharia cerca de 50 mil dólares – o que corresponderia a 1 milhão de dólares em valores atuais –, essa era a promessa. Quando Tesla consertou ou problemas de Edison e perguntou sobre seu dinheiro, recebeu a seguinte resposta: "Tesla, você não entende o humor americano". Sim, para ele a promessa era uma piada e nunca foi paga. Tesla não se abateu, continuou suas pesquisas, e, hoje, podemos ter luz elétrica em nossa casa graça à invenção e aplicação da corrente alternada desenvolvida por ele quando fora contratado pela Westinghouse para criar a linha de transmissão e viabilizar o primeiro sistema hidrelétrico do mundo. Na ocasião recebeu 1 milhão de dólares pela venda de suas patentes a George Westinghouse e mais US$ 2,50 dólares de royalties por HP gerado por suas invenções. Tesla começava a ficar rico e famoso, certo? Mais ou menos. Devido a jogadas mal planejadas, a Westinghouse ficou à beira de uma falência, e Tesla, não querendo que centenas de pessoas perdessem seus empregos, teve a grandiosidade de rasgar o contrato dos royalties, o que hoje valeria TRILHÕES de dólares. Mas nem assim tudo foram flores para ele. O seu sistema de corrente alternada recebeu críticas duríssimas de Edison que dizia que ele era ineficiente e não devia ser levado a sério. O motivo? O sistema de corrente contínua – que vimos acima – tinha sido criado por ele e era o padrão adotado nos Estados Unidos, com a mudança do padrão ele perderia uma montanha de dinheiro a cada ano em royalties. Assim começava a famosa Guerra das Correntes. Seu motor elétrico em funcionamento na hidroelétrica das Cataratas do Niágara. Para termos luz na sala de casa hoje, segundo o sistema de Thomas Edison, precisaríamos de uma usina de energia elétrica a cada quilômetro quadrado. Inviável, certo? Já o sistema de Tesla usava cabos menores, alcançava maiores voltagens e podia transmitir energia elétrica a distâncias muito maiores. Frente a essa perda de dinheiro, nome e prestígio, Thomas Edison resolveu se mexer e tomou uma atitude muito adulta: Começou a pagar 25 centavos por cada cachorro ou gato que garotos trouxessem vivo para ele. Depois, em uma exibição pública, eletrocutou todos usando a corrente alternada de Tesla, além de cavalos e até elefantes. Ele queria mostrar como era perigoso sistema de corrente alternada e convencer a opinião pública de que não era segura para se ter em uma casa. A propaganda negativa foi tão forte que, na época, o estado de Nova Iorque passou a utilizar a eletrocussão por corrente alternada como método de execução de condenados. Para a nossa sorte, o sistema de Tesla era mais barato e funcional e foi adotado não só nos EUA, como em diversos países, caminhando para ser o padrão global. Por isso, Tesla é o verdadeiro pai da era da eletricidade. Para conferir mais sobre a Guerra das correntes e a Guerra Elétrica Tesla recebeu da Checoslováquia a mais alta ordem do Leão Branco. Outro video muito bom: Epic Rap Battles of History Season 2 ^^ Fontes: oficinadanet, 9 Gag, History Channel, Biblioteca Playades, National Geographic, Universidade Federal do Paraná e Gileanes74.
  2. 7 points
    Pacotes de ondas do espaço-tempo Pesquisadores desenvolveram um novo tipo de feixe de laser que não segue os princípios longamente aceitos sobre como a luz se propaga e refrata quando atinge objetos. Isso pode ter implicações enormes para as tecnologias de comunicação óptica e para as aplicações do laser em geral. Os novos feixes de laser, batizados de "pacotes de ondas do espaço-tempo", seguem regras diferentes quando refratam, ou seja, quando passam por diferentes materiais. Normalmente, a luz fica mais lenta quando sai de um meio para um outro meio mais denso - como quando ela sai do ar e entra em um vidro, por exemplo. "Em contraste, os pacotes de ondas do espaço-tempo podem ser arranjados para se comportar da maneira usual, ou para não mudar sua velocidade de forma alguma, ou mesmo para acelerar anormalmente em materiais mais densos. Dessa forma, esses pulsos de luz podem chegar a diferentes pontos no espaço ao mesmo tempo. A demonstração lembra outro feito recente, quando um "foco voador" fez o laser saltar 50 vezes mais rápido que a luz comum. [Imagem: Eugene Kawaluk/University of Rochester] "Pense em como uma colher dentro de um copo cheio de água parece quebrada no ponto em que a água e o ar se encontram. A velocidade da luz no ar é diferente da velocidade da luz na água. Com isso, os raios de luz acabam se curvando após cruzarem a superfície entre o ar e a água e, portanto, a colher parece torta. Esse é um fenômeno bem conhecido, descrito pela Lei de Snell," explicou o professor Ayman Abouraddy, da Universidade Central da Flórida, nos EUA. Com o novo laser, a coisa não funciona bem assim: Embora a Lei de Snell ainda se aplique, a mudança que normalmente ocorre na velocidade da luz não é mais aplicável ao laser do espaço-tempo. Isso também contraria o Princípio de Fermat, que afirma que a luz sempre viaja de tal forma a seguir o caminho mais curto. Pulso de luz A equipe criou os pacotes de onda do espaço-tempo usando um dispositivo conhecido como "modulador espacial de luz" para reorganizar a energia de um pulso de luz de modo que suas propriedades no espaço e no tempo não sejam mais separadas. Isso permite controlar a "velocidade de grupo" do pulso de luz, que é aproximadamente a velocidade na qual o pico do pulso de luz viaja - mexer no perfil desses pulsos de luz já permitiu diminuir a velocidade da luz no ar e criar pulsos superluminais que viajam mais rápido que a própria luz. "O que descobrimos aqui é que, não importa quão diferentes sejam os materiais pelos quais a luz passa, sempre existe um de nossos pacotes de onda do espaço-tempo que pode cruzar a interface dos dois materiais sem alterar sua velocidade. Então, não importa quais sejam as propriedades desse meio, [o pulso] atravessará a interface e continuará como se a interface não estivesse lá," disse Abouraddy. Mensagens sem retardo Para o campo das comunicações, essa inovação nos lasers significa que a velocidade de uma mensagem que viaja nesses pacotes de luz não é mais afetada por viajar através de diferentes materiais de diferentes densidades, seja o ar, o vidro da fibra óptica ou qualquer outro. "Imagine um avião tentando se comunicar com dois submarinos à mesma profundidade, mas um está longe e o outro está perto; o que estiver mais longe experimentará um retardo maior [na recepção da mensagem] do que o que está por perto," explicou Abouraddy. "Descobrimos que podemos fazer com que nossos pulsos se propaguem de forma que cheguem aos dois submarinos ao mesmo tempo. Na verdade, agora a pessoa que envia o pulso não precisa nem mesmo saber onde estão os submarinos, desde que eles estejam à mesma profundidade. Todos os submarinos receberão o pulso ao mesmo tempo, de forma que você poderá sincronizá-los às cegas, sem saber onde eles estão." fonte: inovacaotecnologica.com.br
  3. 6 points

    Version 1.0.0

    1,512 downloads

    592d8ce468682 Manuteno em Celulares- SmartPhones e PDA - Tecnoponta 18975.pdf
  4. 5 points

    Version 1.0.0

    5,536 downloads

    Curso completo Eletronica - Centro Paula Souza 3042.pdf
  5. 5 points
    Reballing GPU placa de vídeo, utilizando o Kit DS-908.
  6. 5 points
    Boa tarde, me chamo Georgines e faço o sexto semestre de Mecatrônica Industrial, gostaria de compartilhar com a comunidade técnica um projeto pessoal que eu estou desenvolvendo. Tendo em vista os custos das estações de retrabalho BGA aqui no brasil, me propus a desenvolver a minha própria estação de solda BGA de baixo custo e qualidade profissional. Através do projeto final, qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento na área será capaz de montar a sua própria estação. E também com o apoio de vocês seremos capazes de corrigir os grandes problemas atuais enfrentados por quem já utiliza essa técnica. Nesse tópico apenas estarei mostrando a proposta que já está em DESENVOLVIMENTO. Tenho também como objetivo, futuramente mostrar para vocês o sistema de alinhamento óptico que eu estou desenvolvendo para ser usado nessa estação de BGA. OBS.: em anexo estarei mostrando uma prévia do que estou trabalhando... os interessados por favor deixem seus comentários e se achar útil, ajuda com joinha.
  7. 5 points

    Version 1.0.0

    1,163 downloads

    Conhecendo PWM e o Circuito Regulador De Vcore 5610.pdf
  8. 5 points
    O que significa taxa de atualização e como isso afeta os jogos? Explicamos os monitores de 144Hz e além, e por que mais hertz nem sempre é melhor (mas geralmente é). A taxa de atualização é a referência para os gamers escolherem um monitor há muitos anos. Se você não sabe o que é exatamente essa taxa de atualização, e como ela se relaciona com outros aspectos da tecnologia de monitores, como tipo de painel e tempo de resposta, aqui vamos tentar explicar isso da forma mais didática possível. O que é taxa de atualização? A taxa de atualização de um monitor é a velocidade na qual a imagem do monitor é atualizada. Quanto mais rápida a taxa de atualização, mais vezes a imagem pode ser atualizada a cada segundo, e mais suave será a imagem. Esse número de alterações por segundo é medido em hertz (Hz). O nível geralmente aceito de taxa de atualização que leva a uma imagem satisfatória depende do aplicativo. Os cinemas rodam em apenas 24Hz, enquanto os antigos padrões de TV PAL e NTSC rodam em 50Hz e 60Hz, respectivamente. Um monitor de PC típico terá uma taxa de atualização de 60Hz, mas os monitores gamers mais recentes podem chegar até 240Hz. A busca por taxas de atualização maiores é crucial para os jogos, pois permite que a tela acompanhe os movimentos rápidos de um jogador. Por exemplo, um mouse moderno pode relatar sua posição até 1000 vezes por segundo, enquanto PCs modernos podem executar jogos competitivos, como Counter-Strike: Global Offensive ou Overwatch a centenas de quadros por segundo. Ter um monitor que possa acompanhar essa velocidade pode potencialmente dar ao jogador uma vantagem crucial de segundos. No entanto, há retornos decrescentes. Por um longo tempo, 144Hz foi a taxa de atualização de fato do monitor gamer padrão (porque é de 6 x 24Hz), mas agora estamos vendo painéis de 240Hz. Além disso, quando você atinge altos níveis na taxa de atualização, outros fatores se tornam mais visíveis quando se trata de tentar obter a imagem mais clara, como tempo de resposta e desfoque de movimento. Tempo de resposta O tempo de resposta é o tempo que um pixel demora mudar de uma cor para outra. Geralmente medido em milissegundos (ms), está diretamente relacionado à taxa de atualização, pois um monitor pode realmente atualizar sua imagem rapidamente apenas se os pixels puderem responder com rapidez suficiente. Um tempo de resposta de 16ms se traduz em um máximo teórico de uma taxa de atualização de 60Hz 1s / 60 = 16,6ms. O tempo de resposta é o motivo pelo qual os monitores gamers ainda usam painéis TN LCD com ângulos de visão ruins, enquanto a maioria dos outros monitores e telas de LCD de smartphones, tablets e notebooks adotaram tecnologias melhores, como o IPS e VA. O TN LCD pode responder tão rapidamente quanto 1ms, enquanto as telas IPS mais rápidas demoram cerca de 4ms, sendo que a maioria demora 8ms ou mais. Enquanto isso, o tempo de resposta é a grande vantagem que os monitores OLED têm sobre o LCD, e é a razão pela qual muitos gamers se empolgam com a possibilidade da tecnologia OLED ficar barata o suficiente para substituir o LCD nos monitores de computador. A tecnologia LCDs funciona movendo fisicamente pequenos cristais embutidos na superfície da tela e, portanto, é relativamente lenta para responder. Os monitores OLED, por outro lado, são puramente eletrônicos, tornando-os várias ordens de magnitude mais rápidos - um painel OLED típico tem um tempo de resposta de apenas 0,01ms. É importante levar em conta que não há um padrão de medida aceito. Geralmente, é medido por uma figura chamada cinza-a-cinza, que se refere ao tempo que um pixel leva para passar do cinza para branco e vice-versa, em vez de preto para branco, que leva mais tempo. Mas não há um padrão que defina isso. Como tal, às vezes você pode ter situações em que um monitor 4 ms possa parecer muito mais lento que isso. Infelizmente, não há como testar isso além de ler comentários de pessoas que usaram os monitores. Desfoque de movimento Um dos efeitos de uma taxa de atualização lenta é que uma imagem pode parecer borrada. Isso pode acontecer por algumas razões diferentes. O primeiro motivo é devido ao tempo de resposta. Com um tempo de resposta lento, os pixels podem demorar um pouco para fazer a transição completa. Isso pode resultar em uma imagem à direita ou fantasma atrás da nova. Quanto mais lenta a resposta dos pixels, maior a trilha e menos nítida a imagem. O outro tipo de desfoque de movimento é o de rastreamento ocular. É aqui que seu cérebro pode perceber uma imagem embaçada, não porque seus olhos acompanham naturalmente o movimento de uma imagem na tela, mas porque a imagem é realmente estática, mesmo que seja por uma fração de segundo. Seus olhos acabam desfocando a imagem enquanto eles se movimentam. Isso pode ser reduzido com uma taxa de atualização mais rápida. No entanto, ainda mais benefício é uma técnica conhecida como inserção de moldura preta. É aqui que uma imagem completamente em branco é inserida entre cada quadro, reduzindo o tempo de exibição e ocultando o efeito de seus olhos rastreando o movimento. A taxa de atualização é dobrada, mas sem a necessidade de informações adicionais sobre a imagem, e é por isso que funciona ao assistir a vídeos com taxa de atualização fixa nas TVs também. Como isso é feito depende do tipo de tecnologia da tela. As telas OLED podem simplesmente ligar e desligar, mas com o LCD, é a luz de fundo que é ligada e desligada. O interessante desse efeito é que ele pode ser muito eficaz em monitores com tempos de resposta rápidos. Isso ocorre por quanto tempo a imagem é exibida, não pela rapidez com que ela pode ser alterada, e é por isso que ainda é eficaz, mesmo em displays OLED com tempos de resposta super rápidos. Dito isto, a inserção de quadro preto tem uma vantagem dupla no que diz respeito ao LCD, uma vez que oculta o efeito fantasma do seu lento tempo de resposta. Então, você precisa de uma taxa de atualização rápida? Então, os monitores de jogos com taxa de atualização rápida valem a pena? Absolutamente. Se você joga jogos competitivos e rápidos, a sensação de resposta de um monitor de 100Hz + com um tempo de resposta inferior a 4ms é inegável, e pode lhe dar uma vantagem competitiva real. Entretanto, se você não joga jogos competitivos multiplayer - principalmente FPS -, é melhor priorizar a qualidade da imagem sobre a taxa de atualização e o tempo de resposta. De um modo geral, 60Hz é o mínimo para uma boa qualidade e sólida experiência em um monitor. Se você é um gamer, quanto maior a taxa de atualização, melhor. Para os jogadores, é importante ter uma taxa de atualização rápida para manter as coisas nítidas e os tempos de reação altos. As taxas de quadros mais rápidas nos jogos os tornam super suaves. Mesmo para não jogadores, ficar abaixo de 60Hz começará a prejudicar sua experiência geral com o PC. Se você dissesse, 30Hz, são apenas 30 frames por segundo, o que não será ótimo. A boa notícia é que os 60Hz são uma opção viável atualmente. Porém, à medida que você aumenta a resolução do seu monitor, diminui a taxa de atualização. Você não encontrará um monitor 4K com taxa de atualização de 240Hz no momento, por exemplo, mas encontrará um em 60Hz. Isso é algo para equilibrar, principalmente se você é gamer. Você tem que fazer um sacrifício em algum lugar. Se você estava se perguntando sobre o que é o jargão, espero que essa história ajude. Se você é um jogador de PC, um monitor de 144Hz será um ótimo grito. Um jogador de console ou um usuário comum de PC vai se sair bem com 60Hz por enquanto. No entanto, se você está no limite e gosta de coisas mais rápido que rápido, 240Hz está chamando seu nome. E no caso das TVs? A maioria das HDTVs tem apenas 60 hz. As taxas de atualização "mais altas" são devidas à Interpolação de Quadros, que, em resumo, cria quadros falsos para dar a aparência de taxas de atualização mais rápidas. Mas comparar uma HDTV com uma taxa de atualização de 240 com um monitor que suporta 144 FPS seria uma enorme diferença, pois os quadros do monitor seriam muito mais claros. Se você está pensando em usar uma HDTV para um monitor, basta optar pelo modelo mais barato (120 vs 240+), pois você estará utilizando apenas os 60 FPS. Você não pode comparar uma HDTV com uma taxa de atualização muito alta com um monitor de 144 hz. O monitor que usa 144 hz, na verdade, usa 144 FPS (observando que o PC é poderoso o suficiente), enquanto uma HDTV de 240 hz (+) utiliza apenas 60FPS (ou menos, dependendo do conteúdo), enquanto insere "quadros falsos" para fornecer aparência semelhante ao monitor. Portanto, uma TV com 60 hz é mais do que o suficiente. fonte: oficinadanet.com.br
  9. 5 points
    Estão aparecendo em nossa comunidade vários técnicos especialistas em lavar e assar placas e chipsets, usando esta técnica como solução para todos os problemas. Com isso estão tirando a seriedade do fórum. Estas técnicas podem até funcionar por um curto período de tempo, só que o problema sempre volta. Acredito que isto está acontecendo por causa destes vídeos do Youtube ou estes professores que só querem dinheiro ensinado estas porcarias. O pior é que estes churrasqueiros e lavadores acabam inutilizando as placas e inviabilizando qualquer tipo de reparo posterior. Alguns exemplos de usuários que estão fazendo este tipo de serviço porco: https://eletronicabr.com/forums/topic/37852-alguem-tem-algum-tutorial-ou-maneira-de-testar-bga-ponte-norte-e-sul https://eletronicabr.com/forums/topic/38338-placas-que-ligam-e-não-dão-video https://eletronicabr.com/forums/topic/8887-reballing-em-forno-caseiro-placa-de-vídeo-ou-note-mito-ou-verdade https://eletronicabr.com/forums/topic/1538-utilização-de-forno-elétrico https://eletronicabr.com/forums/topic/20736-conserto-de-notebook-rapido-para-novatos https://eletronicabr.com/forums/topic/1538-utilização-de-forno-elétrico https://eletronicabr.com/forums/topic/37564-lavar-ou-não-lavar-uma-placa-mãe-eis-a-questão Se utilizarem a busca do fórum vão encontrar mais um monte. Gostaria lançar a campanha: Fora Churrasqueiros e Lavadores de placas
  10. 4 points
    O Windows XP, mesmo com todos os seus problemas e limitações, continua na memória afetiva de muita gente, principalmente dos usuários veteranos. O XP foi uma das versões mais estáveis e levou bastante tempo para ser substituída — em parte por causa do fracasso do sucessor, o Windows Vista. Como foi um longo período com o mesmo sistema operacional, é normal que ainda existam fãs. E imagina se ele tivesse uma edição 2018? Pois é, um designer pensou nisso. O youtuber Kamer Kaan Avdan costuma projetar softwares que devem ser lançados — a exemplo, do Windows 11, do iOS 12 e do Android 9.0 — ou sequer darão as caras algum dia e resolveu atualizar o conceito do XP para o visual e as necessidades de atualmente. Em primeiro lugar, ele aplicou a linguagem visual da Microsoft, o Fluent Design, e seus efeitos transparentes e suas curvas arredondadas. O Menu Iniciar se torna um mix entre o design do XP e os tijolos dinâmicos do 10. No mais, é possível matar a saudade do cão-assistente Rover e do clássico papel de parede Bliss. Confira no vídeo abaixo: O Windows XP nasceu em 2001 e em 2006 era o sistema operacional mais utilizado do mundo, em 86% das máquinas do mercado. Com a chegada do Windows 7, ele passou a ficar para trás, mas ainda continuou com muitos adeptos até 2014, quando a companhia de Redmond encerrou oficialmente seu suporte. Ainda assim, ele está em 6,13% dos aparelhos espalhados pelo mundo, em PCs antigos, principalmente em empresas. Fonte: https://www.tecmundo.com.br/
  11. 4 points
    Esquerda: CI controlador da porta USB 3.0 Gen 2 de baixo. Direita: Bancos de Resitores (?) da USB3_56 (serigrafia da placa) CI controlador removido (sim, ficou feio porque tive a ideia genial de limpar os pads sem ter uma malha dessoldadora por perto - o CI que restou está relacionado com a porta de "cima" (placa deitada): USB3_56 com os bancos de resistores removidos:
  12. 4 points
    Bateria nuclear As baterias atômicas - ou baterias nucleares - estão no horizonte há décadas, com promessas como uma bateria que não precisa ser recarregada e mesmo baterias nucleares de diamante que duram milhares de anos. Contudo, assim como a indústria nuclear, depois de vários acidentes catastróficos, vem passando por um longo vale, nunca houve muito apelo em usar baterias nucleares dentro de casa ou junto ao corpo, em aparelhos portáteis, por exemplo. Agora, uma empresa emergente dos EUA, a NDB, está chamando novamente a atenção da mídia ao buscar recursos no mercado para viabilizar suas baterias nucleares de nanodiamante. A empresa foi selecionada em um certame para auxiliar empresas emergentes a levantar fundos para o empreendimento, e agora está pedindo que as pessoas comprem suas ações ou façam doações. As letras miúdas, contudo, não escondem o fato de que os empreendedores reconhecem que "é uma tecnologia emergente, portanto, existem alguns desafios técnicos especializados que precisam ser resolvidos. Felizmente, a equipe técnica do NDB tem vários nanotecnologistas de diamante com a experiência certa para trazer a NDB à vida. Existem três marcos principais, [1] uma prova de conceito, onde mostramos que a NDB funciona, [2] o dimensionamento, que aumentará a produção do dispositivo em uma especificação comercialmente útil, o que nos permitirá [3] abrir uma fábrica para produção em massa, criando empregos e riqueza." Escudo de diamante O nome da empresa, NDB, é uma sigla para sua tecnologia, chamada NanoDiamond Battery, ou bateria de nanodiamantes. Os nanodiamantes são essenciais para restringir a radiação ao interior da bateria, mantendo-a segura. O princípio de funcionamento é conhecido como betavoltaico, utilizando um isótopo radioativo, neste caso o carbono-14. A proposta da empresa é usar o rejeito radioativo das usinas nucleares, mais precisamente, as barras de grafite que são usadas para controlar a fissão nuclear nos reatores, e que por isso se tornam altamente radioativos, virando lixo nuclear, que precisa ser armazenado virtualmente "para sempre". O grafite é carbono, cuja composição passa a ser rica no radioisótopo carbono-14 depois de seu uso no reator nuclear. O carbono-14 não é muito estável, sofrendo um decaimento beta - daí o nome betavoltaico -, liberando um elétron e um antineutrino e gerando nitrogênio. A ideia da empresa é purificar o grafite do lixo nuclear e usá-lo para, sob pressão, criar nanodiamantes de carbono-14. O diamante funciona como semicondutor, coletando os elétrons liberados no decaimento beta e transportando-o para o exterior da bateria, onde pode alimentar um circuito. Enquanto isso, nanodiamantes de carbono-12, criados no mesmo processo de pressão, funcionam como escudo contra a radiação. Os cálculos indicam que uma bateria nuclear com esta tecnologia poderá produzir 3,48 vezes mais energia do que uma pilha AA comum, mesmo sendo 53% menor. E, estima a empresa, a bateria atômica poderá lhe fornecer carga por 28.000 anos, sem precisar recarregar - desde que a bateria não vaze, claro, como tem acontecido com inúmeros supertambores desenvolvidos para guardar o lixo nuclear. Nesse caso, a falta de energia para seu aparelho será o menor dos seus problemas. fonte: inovacaotecnologica.com.br
  13. 4 points
    É possível fotografar uma bola de golfe em resolução total a mais de 20km de distância. [Imagem: Jacqueline Orrell/SLAC] Maior câmera digital do mundo A maior câmera do mundo tirou as primeiras fotos digitais com 3,2 gigapíxeis - as maiores já capturadas em uma única foto. As imagens são tão grandes que seria necessário construir um painel com 378 telas de TV de 4k para exibir uma delas em tamanho real. A resolução da imagem é tão alta que permite tirar uma foto de uma paisagem e depois ir dando um zoom até focalizar uma bola de golfe a cerca de 24 quilômetros de distância. Essas e outras propriedades em breve viabilizarão um novo patamar para as pesquisas astrofísicas - o conjunto de sensores montado agora se tornará o coração e a alma da câmera do Observatório Vera C. Rubin, anteriormente conhecido como LSST (Large Synoptic Survey Telescope). Tendo passado nos testes, o conjunto de sensores será a seguir integrado àquela que então se tornará a maior câmera digital do mundo, cuja estrutura ainda está em construção. Quando for instalada no Observatório Rubin, no Chile, a câmera produzirá imagens panorâmicas de todo o céu austral, criando o maior filme astronômico de todos os tempos e, eventualmente, lançando luz sobre alguns dos maiores mistérios do Universo, incluindo a matéria escura e a energia escura. Este é o chamado plano focal daquela que será a maior câmera digital do mundo. [Imagem: Jacqueline Orrell/SLAC] Plano focal O teste permitiu verificar o plano focal do conjunto de sensores. De certa forma, o plano focal é semelhante ao sensor de imagem da câmera digital de um celular: Ele captura a luz emitida ou refletida por um objeto e a converte em sinais elétricos, que são usados para produzir uma imagem digital. Mas o plano focal da câmera LSST é muito mais sofisticado. Na verdade, ele contém 189 sensores, ou dispositivos de acoplamento de carga (CCDs), cada um capturando 16 megapíxeis - quase o mesmo número dos sensores de imagem da maioria das câmeras digitais modernas. Conjuntos de nove desses CCDs e seus componentes eletrônicos de apoio são montados em unidades quadradas, chamadas de "balsas científicas". Neste caso, o plano focal tem algumas propriedades verdadeiramente extraordinárias. Ele não apenas contém impressionantes 3,2 bilhões de píxeis, mas seus píxeis também são muito pequenos - cerca de 10 micrômetros de largura - e o próprio plano focal é extremamente plano, variando em não mais do que um décimo da largura de um cabelo humano ao longo de sua superfície. À esquerda, imagem captada de flores de brócolis por um orifício de 150 micrômetros - o padrão do brócolis, chamado romanesco, é ideal para analisar detalhes. [Imagem: Greg Stewart/Jacqueline Orrell/SLAC] Enxergando o invisível Com mais de 60 centímetros de largura, o plano focal também é enorme em comparação com o sensor de imagem de 1,4 polegada (3,5cm) de largura de uma câmera comum e grande o suficiente para capturar uma parte do céu do tamanho de cerca de 40 luas cheias. Por fim, todo o telescópio foi projetado de forma que os sensores de imagem sejam capazes de detectar objetos 100 milhões de vezes mais escuros do que aqueles visíveis a olho nu - uma sensibilidade que permitiria ver uma vela acesa a milhares de quilômetros de distância. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=maior-camera-digital-mundo&id=010110200909#.X1txMvlKgdU
  14. 4 points

    Version 2.0.0

    1,038 downloads

    Resumo Conserto de Placa Mae 10958.pdf
  15. 4 points
    A Microsoft corrigiu um bug que afetou uma função bastante específica do Windows 10: uma ferramenta de otimização de drives que realizava a desfragmentação de unidades SSD com uma frequência não recomendada. A correção foi enviada a partir da nova versão KB4571756 (também conhecida como build 19041.508) do sistema operacional, que começou a ser enviada para os usuários em 3 de setembro. Entenda o problema Em resumo, o sistema de otimização de armazenamento do Windows 10 não estava identificando a data da última operação de desfragmentação e, por isso, reiniciava a tarefa quase toda vez que o dispositivo era religado — o que pode ser uma ou até várias vezes ao dia dependendo dos seus hábitos de uso. Fazer essa operação com tanta frequência não é recomendado e pode prejudicar a vida útil do componente. Normalmente, o processo de otimização automática ocorre uma vez ao mês. Segundo o Windows Latest, o problema foi identificado pela primeira vez em janeiro de 2020 por usuários do Windows Insiders e já tinha passado por uma correção, que não se mostrou totalmente eficiente. Você pode conferir os detalhes da atualização no site de suporte da Microsoft.
  16. 4 points
    Bom compadres parece que a maquina voltou a funcionar sem problemas. Para ajudar os que vão ver esse tópico foi trocado: Ponte retificadora; Relé; Ci top244pn; e foi retirado o fio do outro técnico q fez o jumper errado.
  17. 4 points
    A NVIDIA supostamente fez uma oferta bilionária para adquirir a fabricante de chips ARM da Softbank, mas nem todo mundo está feliz com o negócio. Um dos cofundadores da companhia de semicondutores, Hermann Hauser, disse que o negócio seria prejudicial e destruiria a empresa britânica. De acordo com Hauser, o objetivo da NVIDIA com a aquisição é levar a ARM para seu guarda-chuva de divisões, que também inclui a linha GeForce. Com isso, a empresa poderia limitar o licenciamento dos núcleos Cortex e dominar o mercado. Hermann Hauser, cofundador da ARM “Uma das premissas fundamentais do modelo de negócios da ARM é que ela pode vender para todos", disse o executivo. "A única graça salvadora da Softbank é que ela não é uma empresa de chips e manteve a neutralidade da ARM. Limitando a concorrência A aquisição também colocaria a NVIDIA na liderança do mercado de celulares, além de tirar a coroa da Intel como maior fabricante de CPUs. Graças ao seu programa de licenciamento, a ARM está presente em cerca de 95% dos smartphones vendidos atualmente. Jensen Huang, CEO da Nvidia, durante apresentação das GPUs RTX 30 De acordo com Hauser, a NVIDIA poderia limitar a distribuição das tecnologias ARM e obrigar concorrentes a criarem novas arquiteturas. Esse processo poderia levar anos e prejudicar o desenvolvimento do mercado de tecnologia, principalmente smartphones. O executivo espera que o governo britânico faça uma intervenção e ajude a ARM a se tornar uma empresa independente. A companhia tem sede em Cambridge atualmente, mas a aquisição pela NVIDIA levaria as tecnologias da firma para os Estados Unidos. Segundo o cofundador da ARM, o governo do Reino Unido recentemente injetou dinheiro na OneWeb, o que serve como esperança de que a fabricante de chips pode receber subsídios para abrir seu capital na bolsa de valores. "Não se trata de dinheiro", disse Hauser, "é a declaração de estratégia industrial que o governo pode fazer". Fonte: https://www.tecmundo.com.br/mercado/177312-cofundador-arm-diz-nvidia-quer-destruir-empresa.htm
  18. 4 points
    Lenovo lança Titanium Enterprise, PC curioso com chip Intel de 9ª geração Computador tem gabinete que imita a nave USS Enterprise, de Star Trek, e traz ficha técnica de respeito que inclui até mesmo um projetor embutido O Lenovo Titanium Enterprise é um computador com ficha técnica potente e gabinete curioso, que reproduz fielmente o design da USS Enterprise, nave espacial da saga de filmes e séries Star Trek. Rodando a placa de vídeo GeForce RTX 2080, da Nvidia, o modelo tem processador de nona geração da Intel, que já era esperado para o segundo semestre de 2018. LEIA: Poderoso e barato: saiba montar PC gamer 'perfeito' O desktop tem ainda suporte para até 32 GB DDR4 de memória RAM e até um projetor embutido, que fica acoplado na parte superior da espaçonave. A máquina foi demonstrada durante a feira Tech World, na China, onde vai ser vendido por preço de aproximadamente US$ 2.180, cerca de R$ 8.763 em conversão direta e sem impostos. Além da placa de vídeo e processador de última geração, o Titanium Enterprise tem armazenamento total de 3 TB, divididos em um SSD de 1 TB com interface NVMe, a mais rápida da atualidade, e o restante em HD. Na parte frontal do disco que forma o corpo do gabinete há um painel que pode ser aberto para revelar um projetor. Não há informações precisas a respeito das especificações do projetor, mas, em todo caso, é possível usar o computador sem monitor. Basta projetar a tela na parede, além de conectar teclado e mouse à máquina. Além disso, o gabinete é decorado por LEDs, que acendem e simulam o que seria o comportamento da nave acelerando e da tripulação no interior da Enterprise. Não há informações sobre um eventual lançamento do computador fora do território chinês. Fonte: https://www.techtudo.com.br/noticias/2018/09/lenovo-lanca-titanium-enterprise-pc-curioso-com-chip-intel-de-9-geracao.ghtml
  19. 4 points
    @Jack O'Neo tenho uma placa dessa na sucata e o código que tem no chip é L3523 PQCH8. No datasheet citado acima encontramos a seguinte tabela: por isso, podemos concluir que o componente em questão é esse mesmo. Concorda @Jack O'Neo ?
  20. 4 points
    Procurei a opção DICA e não achei então vai em RESOLVIDO mesmo. Estava com esse equipamento na bancada que apresentava o defeito descrito no título, fiz uma intensa análise minuciosa até chegar a conclusão para solucionar o defeito. Vamos a esta SAGA que com certeza irá ajudar muitos colegas técnicos. TESTES BÁSICOS: Troca do processador - 100% testado Troca da Ram - 100% testada Averiguação da pilha - 3v Aferições da tensões seguindo o power sequency - todas presentes Lavagem da placa após constatar alto grau de crostas nos slots da RAM Regravação da Bios Testado todo o circuito de entrada Testado com 2 fontes originais confiáveis Iniciando a saga de testes e análises, comecei pelo o básico, a princípio a placa ligava e dava imagem, porém após 3min se desligava....... Inspecionei todas as tensões e estavam presentes, comecei então regravando a bios com arquivo clear......daí em diante começou o enredo de não ligar mais com vídeo e muitas vezes nem ligava, hora sim outra não....mesmo retornando o arquivo original da bios. Efetuando aferições em todos os pontos suspeitos, por fim cheguei a notar o pch aquecendo, encontrei o causador, D6 com fuga, efetuei a troca crente q tava solucionado e nada. Então continuei minha análise, chegando ao circuito do vcore, constatei os 3 capacitores de tântalo com baixa capacitância, ficam por baixo do socket da cpu. E mesmo assim não resolveu, aferi todos os pontos de testes do power sequencia a partir do vcore e tudo normal, porém devido a placa está em looping, era quase impossível constatar o defeito. Como trabalhei com a troca dos capacitores de filtro do vcore não havia a necessidade de fazer ME no socket do cpu.....Só me restava mais umas poucas cartadas, regravei novamente com uma bios clear testada e nada, dai fiquei encucado. Removi todos os fets da linha do +VCC_GFX e testei todos, estavam ok´s. Resolda no pwm da RAM, do VCORE, monitorado riple em cada linha DC/DC e todas limpas. Já havia trocado por várias memórias, e por um descuido esqueci de repor a RAM, foi aí que veio a solução, percebi q a placa ligou girou o cooler, subiu vcore. Então a solução além dos outros procedimentos citados no relato, foi aquecer por baixo os dois pontos de solda das memórias. Espero que esse tópico venha a ajudar outros colegas e por gratidão me agradeçam com joinhas.
  21. 4 points
    A roda voadora irá simular os rotores das grandes usinas. [Imagem: GE] Roda voadora As rodas voadoras sempre estiveram por aí, mas nunca apareceram muito, nem mesmo quando foram usadas em carros de Fórmula 1. Mas elas prometem ocupar um papel de destaque agora que o mundo está adotando fontes sustentáveis de energia e precisa resolver o problema da intermitência de fontes como solar e eólica, que não conseguem fornecer eletricidade no esquema 24/7 que a sociedade exige. Um projeto em fase de testes na Escócia promete evitar os apagões usando uma roda voadora gigantesca, que será colocada para girar em altíssima velocidade usando fontes renováveis de energia - é o maior equipamento desse tipo já fabricado no mundo. Embora o conceito de usar a energia mecânica armazenada em uma roda voadora para produzir eletricidade seja antigo, a ideia aqui é diferente: a roda voadora será usada para estabilizar a frequência da rede elétrica, um outro problema gerado por usinas de funcionamento não-contínuo. Ligar uma fazenda eólica ou solar à rede de distribuição de energia não é tão simples quanto plugar um aparelho na tomada. É necessário garantir a manutenção precisa de uma característica crucial da rede elétrica de corrente alternada: Sua frequência - no Brasil, a frequência da rede elétrica é de 60 Hertz. A roda voadora irá simular as gigantescas turbinas de uma usina geradora de energia, permitindo conectar mais fontes de energia renovável e intermitente, tipicamente assíncronas, sem afetar a frequência da rede. Armazenando eletricidade na inércia Para entender o mecanimo, é necessário voltar ao básico: Se você procurar no dicionário, a inércia é definida como a tendência de um objeto continuar em seu estado de repouso ou movimento. Em outras palavras, ele tende a ficar parado se estiver parado ou se manter em movimento se estiver em movimento. Para objetos em movimento, apenas uma força externa, como o atrito, fará com que ele pare. Isso torna a inércia essencial para a operação estável do sistema elétrico. Muitos geradores que produzem eletricidade para a rede possuem peças rotativas, e todos devem girar na frequência certa para ajudar a equilibrar a oferta e a demanda - eles podem ser ajustados para girar mais rápido ou mais devagar quando necessário. A energia cinética "armazenada" nessas partes giratórias funciona como a inércia do sistema elétrico. Se houver uma mudança repentina na frequência do sistema, essas peças continuarão girando - mesmo que o gerador tenha parado de gerar energia - e desacelerarão essa mudança de frequência, dando tempo para que os operadores ajam para restaurar o equilíbrio. A inércia se comporta um pouco como os amortecedores da suspensão do seu carro, que amortecem o efeito de uma colisão repentina com um buraco na estrada e mantêm seu carro estável e macio. Estabilidade do sistema elétrico Tradicionalmente, a inércia é fornecida pela rotação de grandes geradores. Ocorre que as energias renováveis, como a eólica e a solar, não são sincronizadas com a rede de uma maneira que forneça inércia; portanto, à medida que as usinas antigas, ou mais caras, ou mais poluentes - como aquelas a gás, óleo e carvão - saem do sistema, é preciso encontrar novas maneiras de fornecer estabilidade. E a ideia é usar a roda voadora para isso, colocando-a para girar usando as fontes renováveis para criar inércia - em vez de a inércia ser um subproduto da produção de eletricidade. O empreendimento é resultado de uma associação entre a empresa norueguesa de energia, a Statkraft, e a fabricante de equipamentos GE. A iniciativa prevê a construção e instalação de quatro unidades da roda voadora. fonte: inovacaotecnologica.com.br
  22. 4 points

    Version 1.0.0

    1,593 downloads

    Este livro é uma introdução clara e aprofundada aos circuitos e dispositivos semicondutores eletrônicos. Aborda as características essenciais dos dispositivos semicondutores, além de testes e circuitos práticos nos quais eles são encontrados. Por meio de conceitos explicados de forma clara, coloquial e fáceis de ler, o texto estabelece a base necessária para a compreensão do funcionamento e verificação de defeitos dos sistemas eletrônicos. Todos os capítulos contêm exemplos práticos de circuitos, aplicações e exercícios. Se foi útil para você, de um JOINHA para ajudar!
  23. 4 points

    Version 1.0.0

    192 downloads

    Lampard-15bdw boardview (*.cad) P/N: BA41-02455A
  24. 4 points

    Version 1.0.0

    110 downloads

    Dell Inspiron 3647 - HNJFV 19342.bin
  25. 3 points
    Resolvidos amigos defeito inicial liga e desliga com uma piscada no led do power troca do super IO CI PWM 3v e 5v Segundo defeito: liga sem video: com a ajuda do @cristi com falta de tensão 1.5v da memoria então trocado o CI da memoria a placa voltou a dar video.
  26. 3 points
    Top de linha da Nvidia chega com nova arquitetura Ampere e impressiona com especificações GeForce RTX 3090 é a placa de vídeo top de linha da nova geração da Nvidia. Em torno de 2,5 vezes mais rápida do que a RTX 2080 Ti, a placa usa a nova arquitetura Ampere e, segundo a fabricante, tem poderio suficiente para encarar jogos em 8K a 60 fps. O modelo traz ainda reforços significativos em termos de rendimento na aceleração de Ray Tracing e na oferta de recursos exclusivos da Nvidia, como o DLSS 2.0. O preço, por sua vez, pode assustar: são US$ 1.499 (aproximadamente R$ 8.040), e o produto começa a ser vendido no próximo dia 24 de setembro. Confira a seguir mais detalhes a respeito da ficha técnica poderosa da RTX 3090 e saiba porque o lançamento da Nvidia é tão importante. GeForce RTX 3090 é a placa top de linha da nova geração da Nvidia — Foto: Reprodução/Nvidia Ficha técnica Nvidia GeForce RTX 3090: Lançamento: Setembro de 2020 Preço: US$ 1.499 (R$ 8.040) GPU: GA102 com 10.496 núcleos CUDA, 82 núcleos RT e 328 núcleos Tensor Velocidades: 1.400 MHz em clock base, turbo de até 1.700 MHz Memória RAM: 24 GB de GDDR6X a 19,5 Gb/s Interface de memória: 384 bits Largura de banda: 936 GB/s TBP: 350 Watts, requer fonte de 750 Watts Especificações A GeForce RTX 3090 é a top de linha da nova família de placas da Nvidia, trazendo números que impressionam. No interior do processador gráfico há 10.496 núcleos CUDA de processamento, por exemplo. São esses que realizam o trabalho pesado da placa de vídeo e, quanto mais estiverem disponíveis, melhor: a GPU vai conseguir realizar mais trabalho ao mesmo tempo. As velocidades em que esse processador trabalha também impressionam. Segundo a Nvidia, a RTX 3090 de referência terá clocks de 1,4 GHz e que podem subir até 1,7 GHz com o turbo acionado. Outro item interessante é a memória, com 24 GB de RAM dedicada, em padrão GDDR6X, mais recente. Além disso, a interface utilizada é de 384 bits, ou seja, tem uma boa largura para mais transferir dados em menos tempo. A Nvidia fala em velocidades em torno de 936 GB/s entre os componentes. RTX 3090 chama atenção pela ficha técnica poderosa; novo design das placas Ampere também é destaque — Foto: Divulgação/Nvidia Outros números da top de linha também subiram em relação à geração anterior. O número de Tensor cores, os núcleos de inteligência artificial usados no DLSS – tecnologia revolucionária da Nvidia – subiu para 328. Esse recurso reconstrói uma imagem de menor resolução em alta a partir de inteligência artificial. Jogos que exploram a tecnologia podem rodar em Full HD internamente, mas visualizar o conteúdo em 4K – o que deve ficar mais fácil para a GPU com os núcleos específicos. Já o Ray Tracing também vai reforçado, com 82 núcleos RT. Com o poderio da placa em si e a possibilidade do DLSS 2.0, a RTX 3090 deve ter capacidade para rodar games em alta, mesmo mantendo uma boa resolução e fps elevado. Desempenho Placa aprimora o suporte ao DLSS 2.0 e Ray Tracing — Foto: Divulgação/Nvidia Todos os números anteriores indicam uma placa de vídeo poderosa. Segundo a Nvidia, a RTX 3090 deve entregar uma performance computacional bruta de 35 teraflops (TFLOPS), ou seja, 2,5 vezes mais performance em relação à RTX 2080 Ti, top de linha anterior da Nvidia. A nova placa também chega com desempenho 150% maior, algo interessante para rodar games com DLSS ativado. Já os ganhos de VRAM também são grandes, e a fabricante promete performance 52% superior em relação à opção premium anterior. As melhorias podem ser vistas ainda no Ray Tracing, que ganha com o número maior de núcleos RT: são 69 TFLOPS contra 34 TFLOPS na opção de arquitetura Turing. Consumo Segundo a Nvidia, seu PC precisa de fonte de 750 Watts para dar conta da RTX 3090 — Foto: Reprodução/Nvidia O custo de um hardware de alta capacidade e tantos componentes especializados está no consumo elétrico. A Nvidia aponta que para usar a RTX 3090 com segurança um computador deve contar com fonte de energia de 750 Watts. Em termos de consumo de energia, a Nvidia define o chamado TBP (sigla, em inglês, para “Energia Total da Placa”) em 350 Watts. Esse valor não é diretamente relacionado com o quanto a placa vai criar de despesa na sua conta de luz, já que o consumo é medido ao longo do tempo. Além disso, esse máximo reflete o pior cenário possível, ou seja, ter a placa sob um regime de alta demanda por um período prolongado de tempo. Tipos de uso A GeForce RTX 3090 é a placa gráfica mais poderosa do mundo na atualidade e seu principal cenário de uso é o gamer. O hardware de ponta da Nvidia deve funcionar como referência para quem deseja extrair o máximo dos grandes lançamentos de agora, assim como os títulos que chegarão nos próximos anos. A GPU deve ser suficiente para jogar em 4K sem problemas, além de encarar gráficos de realidade virtual ou até chegar aos 8K a 60 fps, pelo que promete a Nvidia. Além do uso em games, a placa se apresenta ainda como uma ferramenta poderosa nas mãos de profissionais de áreas de criação e de computação intensiva. Editores de vídeo, de imagens, quem faz modelagem em 3D, entre outros profissionais, podem tirar proveito do hardware poderoso da RTX top de linha para acelerar fluxos de trabalho e ganhar em produtividade. Placa da Nvidia é opção gamer para quem quer ter o melhor da tecnologia na atualidade, como ray tracing (RTX) e gráficos em 8K — Foto: Divulgação/Nvidia Outro cenário em que a RTX 3090 pode se sobressair é em aplicações de Inteligência Artificial. Equipada com hardware específico – os chamados Tensor cores – a placa conta ainda com a mesma arquitetura CUDA em que grande parte das ferramentas de processamento de IA são construídas na última década. Preço e concorrentes Ainda sem data e preço de lançamento no Brasil, a GeForce RTX 3090 estreia com preço sugerido de US$ 1.499 a unidade, valor que se traduz em R$ 8.040 na cotação atual. A placa chega ao mercado internacional no dia 24 de setembro. Em termos de concorrentes, é preciso considerar que a RTX 3090 não tem rival direta no mercado. As alternativas mais próximas são suas irmãs de arquitetura Ampere, como as RTX 3070 e RTX 3080. Outras alternativas são as RTX 2080 Ti, que podem inclusive ficar mais baratas nos próximos meses em virtude da nova geração. No Brasil, as opções mais em conta partem dos R$ 9.299 no momento. Já as RTX 2080 Super, um pouco abaixo em preço e hardware, aparece por cerca de R$ 6 mil no varejo nacional. Fonte: https://www.techtudo.com.br/noticias/2020/09/tudo-sobre-rtx-3090-conheca-a-placa-da-nvidia-que-roda-jogos-em-ate-8k.ghtml
  27. 3 points
    Leonildo, a placa deu video!!!!! caramba 2020 já valeu pra mim kkkkkkk as suspeitas sobre o U11 e a ausência do 1P5 MCH se confirmaram! hoje pela manhã resolvi tirar o U11 que eu havia tirado da placa sucata que tenho aqui e voltei a ressoldar o U11 original. bem complicado pois é um componente muito pequeno. após ressoldar liguei a placa e pra minha alegria ela bipou e subiu video na tela. nem acreditei kkkkkk o U9 e o U16 estavam recebendo a alimentação mas não estavam gerando as tensões de saída porque não estavam recebendo os 1P5 MCH do U11. resumindo a placa estava com dois problemas. o U1 não estava gerando o VCC DDR e o U11 não estava gerando o 1P5 MCH. alguma coisa estava bloqueando a inicialização da placa, como eu disse anteriormente ela chegou a bipar algumas vezes mas em seguida desligava, era tipo algum curto, mas dessa vez ela bipou e continuou a inicialização até subir vídeo. depois eu vou verificar aquele problema do alto consumo da bateria cmos. pode ser que ele sumiu, se for isso provavelmente ele que estava impedido a inicialização da placa. Leonildo, só tenho a agradecer a vc e aos outros colegas que me ajudaram, sem voces eu não ia conseguir reparar essa placa, sou totalmente leigo em reparos de placa mãe. muito obrigado mesmo! agora vou ver se fico com a placa pra montar um kit com xeon quad core ou se vendo.
  28. 3 points

    Version 1.0.0

    37 downloads

    Bom dia pessoal. Até que enfim o reset liberado da Epson L1300 e sem erro de comunicação na hora do reset.
  29. 3 points
    @gabrielq10 Bom dia, este pino que se refere é o pino 3, Data +, Ele conecta nesta perninha do CR2 do outro lado da placa. Boa sorte!
  30. 3 points
  31. 3 points
    @14bis de qualquer formar upei um arquivo de acordo com a sua solicitação.
  32. 3 points
    Tenho recebido muitos computadores aqui, Desktops e Notebooks, e ao desmontar encontro o processador com pasta térmica em excesso, e em algumas vezes, tanto que chega a cair dos lados do Die. Esse excesso não ajuda em nada, absolutamente nada. Abaixo segue um vídeo sobre o modo correto de aplicação, espero que esclareça alguns pontos importantes nesse procedimento.
  33. 3 points
  34. 3 points
    @Priscila Critiane Boa tarde. Deixei carregando e realmente está tudo certo! Está dando 13.8 agora. Muito obrigado mesmo!! Agora está perfeito!
  35. 3 points
    Blz colega... só para seu conhecimento msm, comprei uma TL866Plus mas tive dificuldade para gravar algumas da série 29... aí comprei no meu serviço a Beprog, realmente cara 12k, mas grava chips obsoletos... moro em Goiânia, fiz um treinamento de operação dela em SP na fornecedora autorizada.... pessoal muito gente boa... só o adaptador universal opcional foi mas 2,5k... precisando estou a disposição.. abraços
  36. 3 points
    @lincovitt Acredito que vai lhe atender bem e ajudar a pagar a compra de um mais poderoso no futuro, está longe de ser o melhor, mas pelo preço ele faz até mais do que a obrigação. hehehe @WilliammhVR Então, só pra deixar claro, alguém poderia recomendar o TL866 PLUS, eu no entanto pela experiência de contato com o suporte da autoelectric CN que tive, e pelas especificações do aparelho, não recomendo. Temos bastante relatos positivos sobre o aparelho na comunidade, mas (na minha opinião)... Ele deixa a desejar por não atender todas as linhas de KBC (pra quem trabalha com notebooks) o que pode te obrigar a adquirir um segundo gravador no futuro pagando mais no fim das contas do que gastarias para comprar o RT809H completo, por isso é que sempre digo que o custo benefício do RT809H é melhor. Ainda assim espero que ele lhe atenda bem, e que tragas novas informações sobre ele quando já estiver em uso. Eu usei durante uns anos o TL866A e me atendeu bem apesar de ser lento nas leituras e principalmente nas gravações de bios, mas quando começaram a aparecer os KBCs graváveis ele me deixou na mão, e na época fiz extensa pesquisa pra ver qual seria a melhor solução disponível, levei meses pra optar pelo RT809H e na ocasião paguei muito mais caro por ele do que ele custa hoje (sem levar em conta a alta do dólar) ainda assim considero que foi um excelente investimento, ele já se pagou a tempos, o meu TL866A tá aqui guardado para emergências.
  37. 3 points
    sejas bem vindo augusto a familia eletronicabr
  38. 3 points
  39. 3 points
    Parece ser o mesmo @Jack O'Neo . Na verdade nunca vi nenhum diferente na questão de ativação ou coisa assim mas é bom sempre dar uma verificada pra dar mais problemas. Mas é comum achar esse componente em placas novas da Dell, nesse "Samisung", Lenovo, etc. é chatinho de soldar mais serve.
  40. 3 points
    É verdade amigo, acho deve ter havido alguma confusão ali. Por isso, segue uma foto do componente na placa.
  41. 3 points
    Desfragmentação De Disco Diária – Bug No Windows 10 A última atualização do Windows 10 (2004) está repleta de melhorias consideráveis, no entanto, os bugs persistem em assombrar muitos usuários. Recentemente o site WilderSecurity relatou um problema que muitos usuários tem enfrentado, o problema em questão tem relação direta com discos SSDs, o Windows está otimizando todos os dias esses discos, e isso pode não ser muito bom para o driver. Onde está o Bug? O que se ocorre é bastante simples (até a edição desse artigo a Microsoft ainda não corrigiu essa que pode ser uma falha) a manutenção automática do Windows faz todos os dias algumas checagens no sistema o que inclui otimizar ou desfragmentar unidades. O problema está relacionado aos discos SSD, quando a manutenção automática otimiza esses discos a próxima verificação não deveria otimiza-los novamente, o Windows não está fazendo o registro que informaria o próprio sistema que o disco em questão já foi otimizado no dia anterior. Veja na imagem abaixo que a otimização foi feita as 14:51 do dia 17-06-20. Já na imagem abaixo, menos de 24 horas depois o sistema de desfragmentação do Windows informa que o disco “precisa de otimização”. Más otimizar os discos SSDs não causa problema! Na verdade, isso é algo muito relativo, visto que Windows apenas otimiza o TRIM e não desfragmenta. No entanto, fazer isso constantemente não é bom para driver, assim esse bug do Windows pode fazer o disco perder aos poucos vida útil (o que não acontece da noite para o dia, talvez leve meses, anos etc). Otimização manual Primeiro vamos desabilitar a função da manutenção automática que otimiza os discos. Abra o menu do Windows e digite “Desfragmentar” clique para abrir o aplicativo nativo do sistema. Ao abrir o desfragmentador clique em “alterar configurações”. Agora clique “escolher”. Na tela exibida desmarque as unidades SSDs, clique ok. Pronto, com isso a manutenção do sistema não irá mais otimizar o TRIM desses discos. No entanto, é muito importante você otimiza-los a cada sete dias ou quinze dias. Veja nos passos abaixo! Usando programas Acima você conferiu como funciona a manutenção automática do Windows, o que inclui o desfragmentador nativo do sistema, talvez você até o use. No entanto, é possível ir além disso e realmente otimizar ou desfragmentar seus discos SSDs. Em nosso exemplo vamos usar o programa Defraggler da Piriform, baixe-o aqui. Ele é bem fácil de usar, veja na imagem abaixo depois de abrir o programa que se você selecionar o disco SSD e clicar em “Analisar” o programa irá mostrar uma porcentagem de arquivos Fragmentos no disco (guia Fragmentado). No exemplo abaixo apenas 8% dos arquivos estão Fragmentados, ou seja, apenas otimizar o TRIM desse disco é o suficiente. Em outro cenário se o disco após a analise informar uma alta taxa de arquivos Fragmentos, e você perceber que seu sistema anda lento ao copiar arquivos, iniciar o Windows etc. Você pode tentar apenas otimizar o TRIM, se mesmo assim a taxa de arquivos fragmentados continuar alta o melhor seja desfragmentar o disco por completo. Fica a pergunta posso realmente fazer isso? A resposta é sim, no entanto, nunca é recomendado, pois disco sólidos não precisam ser desfragmentados, apenas em casos raros como já mencionados no parágrafo acima, também o usuário não deve fazer dessa prática algo corriqueiro, se julgar necessário faça apenas uma vez, com intervalos bem grandes. Fonte: https://sayrodigital.com/hardware/desfragmentacao-de-disco-diaria-bug-no-windows-10/
  42. 3 points
    Boa tarde amigo, Estou com um dell aqui na loja e essa fonte faz o seguinte : o pino do meio e o ID dele, ele faz o note reconhecer a potencia e compatibilidade do carregador. dentro da fonte tem um CI que é uma "Memoria de 1 fio de barramento" e o note lê a informação dela pra liberar a carga pra bateria. parece um tl421 smd ou um bc548 em pé voce medindo da uns 2,8v a 3,3v, pois é so um pino de entrada, ele não manda tensão. mas tem um resistor de pull-UP aos 19V o problema é que quando quebra o pino ID faz contato com os 19V, ai queima a memoria e não reconhece mais, aqui no do meu cliente deu a mesma coisa, depois de quebrar o conector, não carrega mais, ai so outra fonte, mesmo essa estando funcionando os 19v, so pelo ID o pc não reconhece ela mais como original.
  43. 3 points
    Comprei as placas e os ventiladores na china. Os ventiladores são de alto desempenho. Segundo o fabricante eles podem deslocar um volume de ar de até 3m^3 e é possível controlar através de modulação de largura de pulsos (PWM) O projeto é aberto. qualquer um pode ter oportunidade de fazer seguindo o passo a passo que eu pretendo divulgar.
  44. 3 points
    boa tarde amigos, vai uma dica aqui... este note não tinha tensão na PL6 1.5v_sus, medindo o circuito e subsistindo o PWM responsável não gerou, então fui pra analise, este Ci TPS51218 ele é alimentado no pino 7 pelos 5Valw, habilitado no pino 3 por SUS_ON 3v, libera trip pino 2 e rf pino 5 as duas são tençoes baixas, a pastir dai o Ci deve liberar os drivre de alta e baixa dos fats, oque não acontecia, mas a placa ligava e ficava ligada com consumo de 100ma, porem a PL6 entrava em curto com a placa ligada apenas, ai que está a questão, PQ44 recebe estes +1_5VSUS vindo da PL6 no dreno e 12v no gate vindo de ON_1_5VRUN e libera +1_5VRUN, removi PQ44 e subiu os 1.5v da memória, essa linha de 1.5VRUN estava em curto com o terra, matando os +1_5VSUS ao ligar a placa PQ44 saturava e matava PL6 , segui a linha e cheguei no processador, fiz a substituição e problema resolvido ! uma observação aqui, nem sempre um curto no secundário, mata a placa, neste caso e placa permanecia ligada sem tensão nas memórias mesmo co o processador em curto, fica a dica! claro pra chegar nesta conclusão fiz analise deste circuito da placa...
  45. 3 points

    Version 1.13

    504 downloads

    DA0ZRWMB6G0 Rev G - ZRW - Qualquer processador (i3/i5/i7), com ou sem chip grafico dedicado. EPROM gigadevice 25B64CSIG (GD25B64CSIG) Se for gravar em chip Winbond gravar no W25Q64FVSIQ final Q ou em um chip mais novo. Pode não dar video se usar Winbond W25Q64FVSIG ou W25Q64BV. A BIOS original foi retirada de uma placa com processador i7 e GPU dedicada mas a região da BIOS foi substituida pela BIOS extraida do arquivo de atualização v1.13 e está sem a chave do Windows. Firmware do intel ME foi limpo, testado, e está funcionando OK. Se quiser inserir a chave do Windows é relativamente fácil. Eu não usei a ultima versão da BIOS porque se a BIOS estiver desatualizada e for gravado a ultima versão diretamente o firmware do EC não vai ser atualizado. BIOS testada e funcionando. E como ela nunca foi ligada em nenhuma placa ela funciona sem problemas independentemente do modelo do processador ou de ter video dedicado ou não.
  46. 3 points

    Version 1.0.0

    331 downloads

    Ótimo livro para quem quer começar a estudar eletrônica. Aproveitem, pois foi difícil conseguir fazer esse pdf, e pretendo divulgar apenas aqui. Escrito por Cathleen Shamieh e Gordon McComb. Saiba como: • Trabalhar com resistores, capacitores, diodos e outros componentes, bem como com os circuitos integrados • Construir e consertar circuitos • Usar um multímetro, um osciloscópio e uma sonda lógica • Mistério resolvido – entenda o que faz funcionar seu iPod, seu controle-remoto e seu computador. • Material essencial – equipe sua oficina de eletrônica com todas as ferramentas necessárias, incluindo algumas surpresas. • Esquemas mapeados – aprenda a ler esquemas e entender como eles ajudam seu projeto a chegar aonde você quer. • Símbolos de energia – reconheça todos os identificadores, incluindo fontes de energia, fios terra e componentes. • Ferramentas do ofício – descubra como usar um multímetro, uma sonda lógica, um osciloscópio e uma matriz de contatos (protoboard). • Bote para quebrar – conheça os detalhes internos e externos de componentes como resistores, capacitores, diodos e transistores, entre outros. • Juntando tudo – descubra como circuitos integrados fazem todos os serviços e aprenda a trabalhar com eles. • Analise – entenda as regras que governam corrente e voltagem e aprenda como aplicá-las. São 418 paginas.
  47. 3 points

    37 downloads

    Acer Aspire V 15 Aspire V3-575 Aspire V3-575G Aspire V3-575T Aspire V3-575TG V3-575-50TD V3-575G-57CN V3-574TG-749V V3-574-7481 TravelMate P258-M TravelMate P258-MG Quanta ZRW
  48. 3 points
    Para poder baixar no forum precisa de créditos, você ganha créditos quando recebe um joinha por ajudar algum colega com alguma informação em qualquer tópico do forum.
  49. 3 points
    Tenta com este reset que temos aqui no site: Boa sorte!
  50. 3 points
    Leia isto com atenção. Não é o mesmo blá blá blá de sempre... Esta área serve pra apresentação inicial dos membros do fórum. Gostamos de conhecer nossos usuários e também sua apresentação serve como uma ficha sua para posteriormente quem for te ajudar também ter acesso a sua apresentação e saber mais detalhes sobre você. Você se apresentando conseguirá responder tópicos de outros autores, criar seus próprios tópicos, tirar dúvidas, mandar mensagem privada e muito mais. Depois da sua apresentação você passa automaticamente de membro recém-registrado para membro novato. Não queremos que você seja apenas um membro jogado por aí, queremos que você seja parte do grupo e para isso precisamos te conhecer. Realize sua apresentação respondendo as seguintes questões: Obs. Preencha o campo Título com: seu Nome / sua Cidade /seu Estado 1. Como você conheceu o EletrônicaBR? (ex: Google ou outro site) 2. Qual seu nível técnico? (Amador, Estudante, Técnico, Engenheiro, Empresário) 3. Quais habilidades você pretende desenvolver? 4. Conte um pouco de você. Qualquer coisa. Lembre-se de que você está em um fórum técnico, adequado para usuários amantes de eletrônica e informática. Entenda que será difícil de responder se não sabemos com antecedência sobre seus conhecimentos, a fim de oferecer-lhe uma resposta de acordo com os dados que você deixa aqui sobre suas habilidades e conhecimento técnico. Clique no link abaixo para se apresentar: https://eletronicabr.com/forums/forum/74-apresentações/?do=add Alguns tópicos de leitura obrigatória para entender como o fórum funciona: https://eletronicabr.com/forums/forum/9-avisos-e-regras/
This leaderboard is set to Sao Paulo/GMT-03:00

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...