Jump to content

Blogs

Our community blogs

  1. Antes de ter um microscópio, e de conhecer essa técnica que quem me apresentou dias atrás foi o @edsonninja a melhor maneira que eu conhecia para reparar pads e trilhas em placas, era remover as trilhas e ou pads de uma outra placa doadora usando objeto afiado e então inserir esta trilha e ou pad na placa a ser consertada utilizando algum tipo de cola instantânea, e nos casos onde a soldagem de novo componente sobre o reparo era feita com o ferro de solda obtive sucesso muitas vezes desta forma no passado.

     

    Tenho visto por aí vários vídeos mostrando a técnica do fio enroladinho pra fazer o pad, usando mascara de solda UV para fixar e dar acabamento, e embora não me tenha aparecido uma placa que necessitasse deste tipo de reparo nos últimos tempos, afim de praticar e estar pronto para eventualmente executar quando necessário for, eu repliquei está técnica com sucesso, acredito que funcionaria muito bem pra uso prático.

    Confesso que achei difícil e demorado, mas como qualquer coisa que se pratique com afinco, é algo que se pode aperfeiçoar tanto em qualidade quanto em velocidade, esta é uma técnica que traz sim um bom resultado, os que obtive podem ser vistos nas figuras 1 a 4 abaixo. ;D 

     

    Figuras 1 e 2.

      pad enroladinho 1.jpgpad enroladinho 2.jpg

     

    Figuras 3 e 4.

    pad enroladinho 3.jpgpad enroladinho 4.jpg

     

    Mostrando os resultados obtidos acima o Ninja sugeriu tentar essa outra técnica abaixo e pediu pra depois contar a ele os resultados e embora já o tenha feito estou compartilhando com vocês pois achei fantástica e muito mais fácil de executar do que esta do fio enroladinho.

     

    Figura 5

    IMG_0176.JPG

     

    Para obter essas trilhas e pads redondos que podem ser visto na imagem acima, não tem mistério nenhum, para fazer este enorme no lado esquerdo da foto (que mede 3.5mm por 3.5mm aproximadamente) foi necessário utilizar um maçarico médio, mas para fazer o bem pequeno mais no centro da imagem tudo que se precisa é de um isqueiro comum, a esfera de solda que foi utilizada para comparação de tamanhos é uma 0.5.

    Basta pegar um fio de cobre fino e colocar a ponta dele na chama do isqueiro durante algum pouco tempo pra que se forme uma bolinha de cobre na ponta do fio, feita a bolinha de cobre na ponta do fio, macetas com um martelo contra algo duro, e pronto... Tens um pad redondinho na ponta de uma trilha achatada.

    Dependendo da quantidade de curvas necessárias na trilha pra ligar o novo pad ao local de origem pode ser interessante posicionar a bolinha de cobre sobre o local correto onde o novo pad vai ficar na placa, e moldar o fio no formato adequado do contorno da antiga trilha pra só então prensar ou macetar a trilha já no formato certo.

    Estes da Figura 5 acima, e da Figura 6 abaixo foram feitos sem qualquer critério, apenas para ilustrar a técnica utilizando diversas bitolas de fio, por isso não me preocupei de fazer qualquer tipo de acabamento.

     

    Figura 6

    pad ninja trilha ajustada.png

     

    As primeiras vezes que tentei executar está técnica eu obtive alguns problemas, e o problema era a qualidade dos fios supostamente de cobre que eu estava utilizando, ao aplicar calor a bolinha se formava na ponta do fio mas ao prensar ou macetar ela esfarelava totalmente, então deixo aqui algumas sugestões de fios de cobre que encontrei com boa qualidade para a execução deste tipo de trabalho:

    01 - Fio da bobina de relé (daqueles mais comuns utilizados em no-breaks).

    02 - Filamentos de fio de cabos Rj11 de telefonia.

    03 - Filamentos de malha dessoldadora ( dica do ninja ).

    04 - Fios esmaltados para bobinamento de motores e transformadores no geral (cuidado pra não usar os de alumínio) 

    05 - Filamentos de fios flexíveis utilizados comumente para extensões elétricas funcionam bem também, no entanto os resultados que obtive foram melhores utilizando fios esmaltados do que aqueles obtidos com fios de cobre puro sem isolamento.

     

    Depois que se pega a manha da coisa leva-se segundos para confeccionar um pad com trilha e uns poucos minutos para soldar a nova trilha no local de origem e dar acabamento com a mascara de solda UV.

    As vantagens que vi neste método de trabalho são as seguintes:

     

    01 - É muito mais rápido e fácil (depois que se pega a manha).

    02 - Não exige tanta destreza.

    03 - O acabamento ao final do serviço fica melhor e mais rente da placa, e dependendo de como for feito nem será possível distinguir de um pad original, para obter este resultado extremo de qualidade teria que raspar parcialmente a placa criando sulcos para encaixar o novo pad e a nova trilha em todo o percurso até o ponto onde será soldada na origem pois, pelo menos no meu caso eles ficaram pouco mais espessos que os originais (ainda assim muito menos espessos que o fio enroladinho ficaria), e utilizar para acabamento mascara de solda da mesma cor que vem originalmente na placa, nesta técnica para acabamento absolutamente perfeito talvez a mascara de solda convencional seja seja mais adequada visto que abaixo do cobre do pad e da nova trilha não será possível aplicar UV. 

     

    Resumindo, recuperar pads desta maneira proposta pelo Ninja é mamão com açúcar, piece of cake, como diriam os gringos.

     

    Boa sorte na execução, e pratiquem em placas próprias de sucata antes de fazer em placas de clientes. ;D

  2. Olá pessoal tudo bem com vocês?

    Entrou um equipamento na bancada ele é NOTEBOOK SAMSUNG R430-JAD2BR liga e não da video , tem horas que liga e horas não liga e quando liga da video normal.

    Após analise foi constatado que a havia problema no capacitor Nec Tokin .

    Peço desculpa pela falta de didática.

    Espero que gostem.

     

     

  3. O improviso as vezes se torna permanente, na eletrônica não é diferente, eu mesmo já me deparei com vários circuitos que usam de técnicas não muito usuais em equipamentos comerciais, uma delas vou mostrar neste artigo.

     

    Essa é uma dica bem interessante, pois é o uso de diodos como redutor de tensão CC. A técnica é simples, nós vamos aproveitar a queda de tensão na condução no sentido direto de um diodo, com isso construiremos um simples, mas eficiente redutor de tensão.

    Dependendo do diodo ele é capaz de produzir uma queda de tensão de 0.5 Volts a 0.7 Volts. Agora se somarmos vários diodos em série vamos ter a queda multiplicando o numero de diodos por 0.6 Volts (uma média).

     

    Normalmente neste caso são usados os diodos retificadores como os diodos da linha 1N4xxx que suporta uma corrente máxima de 1 Ampere. Mas outros diodos também podem ser usados, desde que seja compatível com a corrente e tensão que você vai precisar.

     

    Diminuindo a tensão para alimentar um circuito digital

     

     

    Por exemplo temos um circuito digital TTL que trabalha com 5 Volts mas usamos como alimentação 4 pilhas de 1,5 Volts, que resulta em 6 Volts, não poderíamos usar um circuito integrado regulador de tensão, pois sua queda é superior a 1 Volts, que faríamos?

     

    Uma saída é usar um regulador com um diodo zener, mas a maneira mais fácil e barata com certeza é usar um diodo retificador comum em série. O diodo vai diminuir a tensão em média 0.6 Volts, com isso nosso circuito de 6 Volts passaria a ser de 5.4 Volts, uma tensão mais agradável para nosso circuito.

     

    Existe algumas limitações, uma das mais importantes e que se deve levar em conta é o consumo do circuito, se seu projeto eletrônico tiver um consumo superior a 1 Ampere o uso de um diodo comum retificador como o 1n4001 é inviável pois o seu limite é de 1A.

     

    Como Reduzir a Tensão

    1066729685_Como-reduzir-Tenso-usando-Diodos.gif.e43662567802489808d18c1395252265.gif

     

    Reduzir Tensão usando Diodos

    Eu mesmo já usei este artificio em um de meus projetos onde acoplei um módulo display de LCD de um multimetro que tinha como alimentação 9 Volts. Como o circuito era alimentado por 12 Volts, e não tinha na mão um diodo zener e nem um CI regulador de 9 Volts, resolvi usar o jeitinho brasileiro.

     

    Coloquei 4 diodos 1n4001 e acabei chegando em 9.4 Volts, na teoria a redução chegaria a 9.6 Volts mas depende do diodo, entre outros fatores. Já medi diodos que chegaram a uma queda de tenção de .8 Volts, leve em conta este fato da prática na construção de seu projeto.

     

    fonte: blog.novaeletronica.com.br

  4. c06107420.png.62e6e429107fecbd4df6c44e9a8b582f.png

    Neste guia, explicarei como desmontar um laptop para jogos HP Pavilion Gaming 15-cx0000, removerei a tampa inferior para acessar a bateria, SSD, disco rígido, RAM, placa WiFi, dissipador de calor e ventilador da CPU.

     

    Este guia funcionará para muitos modelos diferentes de HP Pavilion Gaming 15-cx0008ca, 15-cx0010ca, 15-cx0020ca, 15-cx0020nr, 15-cx0030nr, 15-cx0040nr, 15-cx0042nr, 15-cx0045nr, 15-cx0049nr, 15- cx0056wm, 15-cx0058wm, 15-cx0071nr, 15-cx0077wm, 15-cx0085nr, 15-cx0086nr, 15-cx0009ne, 15-cx0026nt, 15-cx0144tx e provavelmente alguns outros modelos também.

     

    Para esta desmontagem, você precisa de apenas algumas ferramentas básicas: chave de fenda Torx T5, chave de fenda Phillips nº 1, abridor de caixa e pinças.

    Os componentes que podem ser substituídos ou atualizados para este notebook incluem bateria, memória, SSD M.2, disco rígido de 2,5 polegadas, placa de rede sem fio e ventilador da CPU.

     

    Existem 7 parafusos na tampa traseira para fixá-la na tampa superior. Use uma chave de fenda para remover esses 7 parafusos e, em seguida, use a ferramenta abridor de caixa (ou aqueles cartões de plastico de banco, telefônico e etc.) para abrir lentamente a tampa traseira da caixa superior. 

    Existem muitos fechos na capa traseira. Tenha cuidado para não danificar esses encaixes. Caso contrário, a tampa traseira pode não ser bem fixada ao notebook ao reinstalá-lo.

     

    Depois de remover a tampa traseira, podemos acessar a maioria de seus componentes internos. 

    Pode-se ver que a parte superior contém a placa-mãe, ventoinha, memória, SSD, placa USB, e a parte inferior contém apenas a bateria e o disco rígido mecânico.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-1.jpg.819c629b8462321191822f337a9d7ce7.jpg

     

    Esta é a tampa traseira removida. Existem duas esponjas à prova de choque na posição do disco rígido mecânico. 

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-10.jpg.6713250491940224b532a41f7d94d195.jpg

    Além disso, não existe um design especial.

     

    Este notebook vem com uma bateria de lítio 11,55v 52,5W. 

    Para remover a bateria, você precisa desconectar o cabo da bateria da placa-mãe e, em seguida, remover todos os parafusos que fixam a bateria.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-2.jpg.f38f83aacfe6757fa233016c75062498.jpg

     

    Ele fornece uma baia para disco rígido de 2,5 polegadas, que é fixada na tampa superior por 3 parafusos e conectada à placa-mãe por um cabo SATA. 

    Alguns modelos não possuem um disco rígido de 2,5 polegadas, portanto, você pode comprar um cabo SATA para adicionar um disco rígido de 2,5 polegadas ao seu laptop.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-3.jpg.bf089f36e63f56a0227377f5ab30477c.jpg

     

    Sua placa de rede wireless também pode ser atualizada, você só precisa remover um parafuso e desconectar duas antenas da placa-mãe.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-4.jpg.602d767568879aefd9e5ae90606ea20e.jpg

     

    HP Pavilion Gaming 15-cx0000 tem dois slots de memória, um dos quais está equipado com 8GB de memória Micron, então você pode adicionar outra memória, este notebook pode suportar até 32GB de memória.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-5.jpg.e026e9c9c66854d3e78645cbd3511829.jpg

     

    O SSD que vem com este notebook vem da Lite-On e não há dissipador de calor no SSD. 

    A temperatura durante a operação contínua pode ser relativamente alta. Além disso, você pode ver que o chip PCH também não tem dissipador de calor.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-6.jpg.c06636a11f80bb2c556c523daf19d138.jpg

     

    Seu módulo de resfriamento possui dois tubos de cobre. 

    Embora existam apenas dois tubos de cobre, os chips da fonte de alimentação e a memória de vídeo estão cobertos.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-7.jpg.b262c29145863a3087ae3ae9509a0d89.jpg

     

    O ventilador à esquerda é o principal responsável pelo resfriamento da placa de vídeo.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-8.jpg.acf0fdb4ad3b1d0123f46b58d2e7e368.jpg

     

    O ventilador da direita é o principal responsável pelo resfriamento da CPU. 

    Você pode ver que existem pequenas diferenças entre os dois ventiladores.

    HP-Pavilion-Gaming-15-cx-Disassembly-9.jpg.2b7d81682b6d795bc42c6f2b4a6ac20e.jpg

     

    é isso pessoal por hj.

    Não esqueça de deixar seu j+ que ajuda muito ^^

    Até a próxima.

     

    fonte: myfixguide.com

  5. Viramos programadores !

    Que BIOS isto, que BIOS aquilo, que NAND isto, que NAND aquilo (muitos comecaram a consertar TVs pelo que vejo), infelizmente a maioria do pessoal nao aguentou a barra com os Haswell / Broadwell.

    Sem desmerecer o trabalho dos tecnicos que realizam manutencao em TVs já que é um ramo bem complexo também, mas convenhamos, sabemos que muitos migraram para os TVs para reprogramar NAND e trocar LED de tela.... o pao de cada dia.

     

    Parece que fui jogado em outra dimensao.  Ha uns 7 anos atras eu entrei neste forum e era uma parada MUITO LOUCA, analise aqui, analise ali, técnicas para detectar varias falhas.  Lembro que na epoca eu seguia de perto varios foruns internacionais e mesmo assim tive o orgulho de fazer um topico citando varias tecnicas que o EletronicaBR tinha publicado antes de qualquer outro.
    Aprendi muito aqui e sempre lembro disso com imenso carinho.  Atualmente tive a oportunidade de viajar, participar de eventos e em mais de um evento o logo do EBR estava ali nas minhas apresentacoes, sendo mostrado no telao pra todo mundo ! Eu sinto orgulho de dizer que comecei a aprender eletronica aqui junto com amigos que tenho contato até hoje e outros que nao, mas guardo boas lembrancas de cada momento que compatilhamos no forum ou pessoalmente !

    Se passaram uns 2 anos desde que podemos dizer que parei de participar e voltando por estes lados........ owwww, cade a evolucao ? O pessoal parou vei !
    Menos topicos referentes a conserto de notebook, NENHUM topico referente a estudos, até os clubes, STA, o baguio todo que é mais avancado ta parado !

    E o pior de tudo, os topicos referentes aos consertos de notebooks continuam seguindo a old school ! 

    Ha alguns anos atrás o pessoal tava brincando com o osciloscopio, encontrando técnicas de diagnostico, desenvolvendo projeto de curve tracer e hoje.... voltamos ao multimetro.

    Novas ferramentas apareceram no mercado, novas técnicas surgiram, já temos condicoes de realizar diagnosticos avancados até mesmo sem osciloscopio em muitos casos mas infelizmente se nao abrirmos os olhos vamos terminar sendo o "ReprogramacaoBR"

    Neste momento lembro do nasix (um velho amigo de outro velho amigo, o @Alex) e sinto até nostalgia em lembrar aquele post aonde ele dizia

    "Tenho um Pentium 3 ferrado, alguem pode me ajudar a conserta-lo ?"
     

    Velhos tempos aonde estavamos em constante evolucao técnica.

  • Board Life Information

    02/28/2017 10:09 PM
    Date of forum creation
    3 years, 9 months, 22 hours, 20 minutes and 16 seconds
    Forum exists

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...