Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'mundo'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Notices, News and Rules
    • How does the forum work? (Portuguese)
    • How does the forum work?
    • How does the forum work? (Spanish)
    • File manager
    • News
    • Disassembling of Notebooks, Smartphones and etc ...
  • Electronics
    • Eletrônica em Geral
    • TV Receivers
    • Arduino
    • Treinamento Eletrônica
    • Ferramentas para eletrônica
    • Projetos, Montagens e Mecatrônica
    • TVs de PLASMA, LCD, LED e CRT
    • Vídeo Games
    • Aparelhos de Som, GPS, Gadgets e Tecnologia
    • Celulares, Smartfones e Câmeras fotográficas
    • Tablet, Ipad
    • Fontes & No-Breakes
    • Eletrônica Automotiva
    • Home Appliances
  • Computing
    • Notebook's
    • Motherboards, PCs, All in One & Cia
    • Recuperação de Arquivos e Mídias
    • Monitores e Projetores
    • Impressoras e Copiadoras
    • Redes e Internet
  • Software
    • Webmaster
    • Linux - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Windows - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Mac OS - Aplicativos e Sistemas Operacionais
    • Segurança antivírus
  • Diversos
    • Trocas, Vendas e Promoções
    • Jogos
    • ELetrotreco
    • Apresentações
    • Assuntos Diversos
    • Sugestões para Melhoria
    • Filmes, séries, animes e músicas
  • Clube do 3D's Qual impressora comprar em 2020
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • cicero's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Samsung washing machine panel repairópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Error codes E8
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Repair of large household appliances, white goods's Hello membros !
  • Repair of large household appliances, white goods's Tópicos
  • Lives H3Eletrônica's Tópicos
  • Lives H3Eletrônica's Lojinha do H3

Categories

  • All in One - Wiring Diagrams
  • All in One - Bios
    • AOC
    • Asus
    • Miscellaneous
    • Dell
    • Lenovo
    • LG
    • Positivo
    • HP & Compaq
  • Handbooks generally
    • Arduino
    • Apple MacBook
    • Various
    • Datasheets
    • Electronics
    • Electrical and Industrial Electronics
    • Fonts & Nobreaks
    • Computing
    • Printers
    • Linux
    • Monitors
    • Network, Routers and Modems
    • Software
    • Satellite Receivers Cable
    • Tablets, Cell Phones and GPS
    • Plasma, LCD, Led and CRT TVs
    • Vídeo Games
  • Apple MacBook
    • Applications
    • Bios
    • Schemas
  • Desktop - BIOS
    • Asus
    • DFI
    • Dell
    • ECS
    • Foxconn
    • Gigabyte
    • HP e Compaq
    • Intel
    • Megaware
    • MSI
    • Others
    • PCWare
    • Positivo
    • Phitronics
  • Desktop - Schemas
    • ABIT
    • Asus
    • Biostar
    • Miscellaneous
    • ECS
    • Foxconn
    • Getway
    • GIGABYTE
    • Intel
    • MSI
  • Hard Disk (HD) - BIOS
    • Corsair
    • Hitachi
    • Kingston
    • Maxtor
    • Sandisk
    • Seagate
    • Samsung
    • Toshiba
    • Western Digital
  • Consumer electronics in General
    • Audio
    • Miscellaneous
    • Home appliances
    • Electronic equipment
    • Firmwares
    • Projectors
    • Video & Image
    • Diversos
  • Automotive Electronics
  • Fonts & Nobreaks
  • Printers
  • Inverters
  • Monitors - Schematics
  • Monitors - Bios
  • Manuals - Notebook & Desktop
  • Notebook - BIOS
  • Notebook - Drivers
  • Notebook - Schematics
  • Video Cards
  • Programs & Softwares
  • Satellite Receivers, Cable, DVR and HDVR
  • Routers and Modems - Bios
  • Tablets, Cell Phones and GPS
  • TV - Schemas and Manuals
  • TV - Software & Flash
  • Vídeo Games
  • Montagens, projetos e afins
  • cicero's Downloads
  • Repair of large household appliances, white goods's Downloads

Blogs

There are no results to display.

There are no results to display.

Product Groups

  • VIP Subscriptions
  • Free Downloads
  • Access to resolved cases
  • Secret Areas of the EBR
  • Life Subscriptions
  • Promotions

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Facebook Profile


Twitter username


Sexo


Website URL


Location


Personal text


About Me

Found 19 results

  1. A Xiaomi ultrapassou a Apple no cenário global e se tornou a segunda maior fabricante de celulares do mundo. A gigante chinesa já havia ultrapassado a rival californiana no mercado europeu há alguns meses e, agora, expandiu seu feito para todos os cantos do planeta. Essa é a primeira vez que a companhia está à frente da empresa chefiada por Tim Cook, que cai para o terceiro lugar. Os dados foram fornecidos pela empresa de consultoria de mercado Canalys — a mesma que divulgou, em maio, a superioridade da marca em relação à Apple na Europa — e representam os números válidos para o segundo trimestre desse ano. De acordo com os analistas da companhia, a Xiaomi agora fica atrás apenas da Samsung. Mi 11 Ultra foi um dos últimos lançamentos de celulares topo de linha da Xiaomi (Imagem: Divulgação/Xiaomi) Ainda de acordo com a Canalys, o top-5 das maiores fabricantes de celulares do mundo é finalizado pelas chinesas Oppo e Vivo, que não mudaram de posição e ainda ocupam a quarta e quinta posição, respectivamente. É importante destacar que as duas empresas não são apenas conterrâneas, mas também fazem parte do mesmo conglomerado — o Grupo BBK, que possui outras fabricantes de smartphones, como a Realme e a OnePlus. Crescimento das empresas durante o período Se mergulharmos nos dados fornecidos pela Canalys, podemos notar que um dos motivos para a Xiaomi ultrapassar a Apple foi a diferença no crescimento das duas durante o período. A norte-americana teve um aumento de apenas 1% nos últimos três meses e fechou o trimestre com uma participação de 14% no mercado. Já a rival cresceu 83% e agora detém 17% da fatia entre as maiores fabricantes de celulares no mundo. Ranking mostra as cinco maiores fabricantes de celulares do mundo (Imagem: Divulgação/Canalys) Outra possível explicação é o declínio da Huawei. A fabricante permaneceu por muito tempo no segundo posto, em disputa constante com a Samsung e, algumas vezes, até figurou no como líder no mercado. Agora, porém, após um longo período de restrições comerciais devido ao conflito com o governo dos Estados Unidos, a marca já não está nem entre os cinco maiores do mundo. É importante frisar, porém, que esses resultados são baseados na análise apenas da Canalys e, portanto, outras empresas de consultoria podem divulgar números diferentes que, consequentemente, podem levar a Xiaomi de volta ao terceiro lugar. Com isso, somente nos próximos períodos poderemos ver se a chinesa manterá o crescimento e confirmar a posição acima da fabricante dos iPhones. Fonte: https://canaltech.com.br/smartphone/xiaomi-passa-a-apple-e-se-torna-a-segunda-maior-fabricante-de-celulares-do-mundo-189995/
  2. O primeiro módulo do maior ímã do mundo (esquerda) e sua aparência quando estiver totalmente montado (direita). [Imagem: General Atomics] Maior ímã do mundo O maior ímã do mundo está pronto para seguir rumo ao seu destino, o ITER (International Thermonuclear Experimental Reactor). Após uma década de projeto e fabricação, a empresa General Atomics divulgou que irá enviar o primeiro módulo do Solenoide Central, o ímã mais poderoso já construído, que se tornará um componente central do ITER, uma máquina projetada para replicar o poder de fusão nuclear que ocorre nas estrelas. Este experimento de fusão nuclear está sendo erguido na França por uma colaboração de 35 países parceiros: União Europeia (mais Reino Unido e Suíça), China, Índia, Japão, Coreia do Sul, Rússia e Estados Unidos. Seu objetivo é provar que a energia da fusão do hidrogênio pode ser criada e controlada na Terra. A energia da fusão nuclear não tem os mesmos riscos dos atuais reatores de fissão nuclear, não polui o meio ambiente e tem potencial para suprir a necessidade de energia da sociedade por milhões de anos. Existem propostas alternativas, como a fusão nuclear feita em um equipamento de mesa. [Imagem: Y. Zhang et al. - 10.1103/PhysRevLett.122.135001] Solenoide Central O Solenoide Central, o maior dos ímãs do ITER, será composto por seis módulos. Quando totalmente montado, ele terá 18 metros de altura, 4,25 metros de largura e pesará mil toneladas. A força magnética do Solenoide Central é suficiente para levantar um porta-aviões 2 metros no ar. Em seu núcleo, ele atingirá uma força de campo magnético de 13 Teslas, cerca de 280.000 vezes mais forte do que o campo magnético da Terra. As estruturas de suporte do eletroímã terão que suportar forças iguais ao dobro do empuxo de uma decolagem dos foguetes que levavam ao espaço os ônibus espaciais. Ele deverá induzir uma poderosa corrente de plasma no interior do reator, chamado tokamak, ajudando a moldar e controlar a reação de fusão, impedindo que ela derreta o próprio reator. O primeiro módulo está pronto e será embarcado de navio dos EUA para a França. Cinco módulos adicionais, mais um sobressalente, já estão em vários estágios de fabricação - o Módulo 2 deverá ficar pronto em agosto. Ímãs no tokamak A criação de campos magnéticos em um tokamak requer três arranjos complementares de ímãs. Bobinas externas ao redor do anel do tokamak produzem o campo magnético toroidal, confinando o plasma dentro do reator. Bobinas poloidais, um conjunto de anéis empilhados que orbitam o tokamak paralelamente à sua circunferência, controlam a posição e a forma do plasma. No centro do tokamak, o Solenoide Central usa um pulso de energia para gerar uma poderosa corrente toroidal no plasma que flui ao redor do toro. O movimento dos íons nessa corrente, por sua vez, cria um segundo campo magnético poloidal que melhora o confinamento do plasma, além de gerar calor para a fusão. Juntos, os ímãs do ITER criam uma gaiola invisível para o plasma que se adapta precisamente às paredes de metal do tokamak. Com 15 milhões de amperes, a corrente de plasma do ITER será muito mais poderosa do que qualquer coisa possível nos tokamaks atuais. O material supercondutor usado nos ímãs do ITER foi produzido em nove fábricas em seis países. Os 43 quilômetros de supercondutores de nióbio-estanho para o Solenoide Central foram fabricados no Japão. Este esquema mostra o Solenoide Central (coluna azul e amarelo) no centro do reator de fusão nuclear do ITER. A área rosa em torno dele é o plasma, girando dentro do toro. [Imagem: ITER] Como funcionará a fusão nuclear no ITER Para que o ITER funcione, uma pequena quantidade de gás deutério e trítio, que são isótopos do hidrogênio, é injetada no tokamak, uma grande câmara de vácuo em forma de anel. O hidrogênio é aquecido até se tornar um plasma ionizado, que parece uma nuvem. Os ímãs supercondutores integrados ao tokamak confinam e moldam esse plasma ionizado, mantendo-o afastado das paredes de metal do reator. Quando o plasma de hidrogênio atinge 150 milhões de graus Celsius - dez vezes mais quente do que o núcleo do Sol -, uma pequena quantidade de massa é convertida em uma grande quantidade de energia (E = mc2) conforme os átomos de hidrogênio se fundem. Nêutrons de ultra-alta energia, produzidos pela fusão, escapam do campo magnético e atingem as paredes de metal do tokamak, transmitindo sua energia para as paredes na forma de calor. A água que circula nas paredes do tokamak recebe esse calor e o converte em vapor. Em um reator comercial, esse vapor acionará turbinas para produzir eletricidade. Finalmente, alguns nêutrons reagem com o lítio incorporado nas paredes do tokamak, criando mais combustível de trítio para a fusão. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=ima-mais-poderoso-mundo-pronto-fusao-nuclear&id=010115210617
  3. opa 1. Google 2. Amador 3. Pós graduação 4. Sou curioso na área e iniciante em eletrônica básica
  4. Ainda está em desenvolvimento, mas a Seagate divulgou o lançamento do novo disco rígido Mach.2 Exos 2X 14, considerado, segundo a empresa, o mais rápido do mundo, e deverá atingir velocidades de transferência de dados de 524 MB/s. O disco rígido foi projetado para ser usado em Servidores em Nuvem, selado a Hélio, pesa 685 g, possui formato de 3,5 polegadas, 14 TB de capacidade, interface SAS de 12 GB/s, rotação de 7.200 rpm, leitura e gravação aleatória de 304 IOPS e 384 IOPS, respectivamente, e consumo de energia de até 13,5 W em altas cargas de trabalho. Ele traz a tecnologia Mach.2 de dois atuadores, capazes de funcionar de forma independente, MTBF (mean time between failure - período médio entre falhas) de 2,5 milhões de horas e o recurso PowerBalance, que otimiza o consumo energético com o desempenho. O dispositivo vem ainda com sensores ambientais digitais para monitorar suas condições em relação à operação e ao desempenho otimizados e interconexão hermética, que suporta a contagem de pinos com taxa de dados mais alta para condições térmicas extremas. Segundo Jeff Fochtman, vice-presidente de Marketing e Negócios da Seagate, o Disco em questão, se tornará padrão em data centers quando alcançar a capacidade de 30 TB. Fonte : https://www.seagate.com/files/www-content/datasheets/pdfs/exos-2x14-DS2015-2-1912US-en_US.pdf
  5. Brasil tem o iPad mais caro do mundo O Brasil também será o primeiro no ranking global de preço dos demais tablets anunciados pela empresa fundada por Steve Jobs Custando quase R$ 30 mil no Brasil, a versão mais completa do iPad Pro de 12,9 polegadas, que oferece conexão 5G e 2 TB de armazenamento, é o mais caro do mundo, aponta levantamento do Nukeni, site do desenvolvedor japonês Jun Saito. O Brasil também será o primeiro no ranking global de preço dos demais tablets anunciados pela empresa fundada por Steve Jobs. Os lugares onde é mais barato comprar um iPad Pro 2021 na mais avançada configuração são os Estados Unidos (US$ 2,4 mil), Hong Kong (US$ 2,4 mil) e Canadá (US$ 2,5 mil). O levantamento levou em consideração 40 países. Em comparação, o preço em dólares do novo tablet no Brasil seria equivalente a US$ 5,4 mil. Convertendo em reais, comprar o mesmo iPad nos Estados Unidos seria o equivalente a desembolsar R$ 13,4 mil. Brasileiros pagarão bem mais pelo produto também na comparação com Suécia (US$ 3,3 mil), Hungria (US$ 3,1 mil) e México (US$ 3,1 mil). O levantamento do Nukeni usa como base o preço dos produtos vendidos nas lojas da Apple nos países e converte o valor em dólar com o câmbio do dia. Os valores, portanto, variam diariamente conforme a volatilidade da moeda, diz Saito. Ou seja, o fortalecimento do dólar ante as moedas mundiais tem influência sobre o índice. O preço final leva em consideração a tributação dos países - aqueles que tributam mais pesadamente produtos importados de tecnologia, como o Brasil, tendem a ver valores mais elevados do que regiões que têm poucas barreiras de taxas, como o Canadá e Japão. Nações da zona do euro, ainda que tenham uma moeda ligeiramente mais fraca diante do dólar, aparecem no "miolo" do levantamento porque tributam importados. Para o cálculo ser mais preciso, seria preciso levar em conta o poder de paridade de compra (PPC), o que coloca os países em pé de igualdade em diferentes moedas. Esse tipo de cálculo é utilizado por órgãos internacionais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), para o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) dos países. O PPC inspirou o Índice Big Mac, criado pela revista britânica The Economist para comparar o desempenho do dólar no mundo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Link: https://www.noticiasaominuto.com.br/economia/1797547/brasil-tem-o-ipad-mais-caro-do-mundo
  6. Pela 1ª vez, energia solar é considerada a mais barata do mundo Se antes as chamadas energias limpas eram consideradas caras, isso tende a mudar no futuro. Isso porque, após uma longa queda de preço ao decorrer dos anos, a energia solar se tornou a opção mais barata de eletricidade na história. O resultado, no entanto, não significa que a energia solar seja a mais barata em todas as regiões do mundo. Ainda assim, nos Estados Unidos, os custos médios dos módulos solares caíram drasticamente nos últimos 15 anos. O gráfico à esquerda mostra a demanda por módulos solares e à esquerda, o valor da energia solar nos últimos 15 anos (Reprodução/EIA) Planos Assim, ainda há muito a ser feito para tornar a energia limpa mais acessível. O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE) tem o objetivo de cortar custos de usinas de energia solar em 60% até 2030. “Em muitas partes do país, a energia solar já é mais barata do que carvão e outros combustíveis fósseis e, com mais inovação, podemos cortar o custo novamente em mais da metade em uma década”, disse a atual secretária de Energia dos EUA, Jennifer M. Granholm. Segundo ela, com o financiamento de U$ 126 milhões (cerca de R$ 716 milhões, na conversão atual) que já está reservado para a iniciativa, será possível seguir em direção à meta do presidente Biden de utilizar 100% de eletricidade limpa até 2035. Embora a meta seja voltada para a redução de custos de usinas em grande escala, espera-se que medidas também sejam tomadas para os painéis solares de telhados, utilizados pela população. Atualmente, o custo médio da eletricidade de uma usina de energia solar de serviço público é de 4,6 centavos por kWh. As novas metas devem diminuir o valor para 3 centavos por kWh até 2025 e 2 centavos por kWh até 2030. Link: https://www.tecmundo.com.br/mobilidade-urbana-smart-cities/214526-1-vez-energia-solar-considerada-barata-mundo.htm
  7. Menor giroscópio óptico do mundo cabe em um grande de arroz Giroscópio óptico Esta é a menor versão já fabricada de um giroscópio óptico, um aparelho de posicionamento inercial que substitui as partes mecânicas móveis por feixes de luz. Dentro de um giroscópio óptico convencional, uma fibra óptica enrolada transporta pulsos de laser, alguns rodando no sentido horário e outros no sentido anti-horário. O aparelho mede a taxa de rotação detectando pequenas mudanças no momento da chegada de cada um dos pulsos a um sensor. É difícil miniaturizar esses giroscópios ópticos porque, quando seu tamanho é diminuído, o sinal dos sensores enfraquece e começa a ficar embaralhado no ruído criado pela difusão da luz dentro da fibra óptica. Para neutralizar esse efeito, Parham Khial e seus colegas do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos EUA, projetaram um giroscópio fotônico de baixo ruído. Khial entalhou canais orientadores de luz em um chip de silício de 2 milímetros quadrados para fazer a luz viajar em cada direção girando em torno de um círculo separado, para que a luz dispersa não confunda os sensores. O aparelho também reverte periodicamente a direção da luz, o que ajuda a cancelar outra grande parte do ruído. A miniaturização viabilizará aparelhos com precisão muito maior do que os dispositivos mecânicos atuais. Link: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=menor-giroscopio-optico-do-mundo&id=010110181017#.YFy43dLivcc
  8. OLED mais fino do mundo: De telas de enrolar a implantes neurais Fino como um filme plástico usado para cobrir alimentos, o OLED já foi testado para controlar neurônios de animais vivos. OLED ultrafino Os OLEDs, ou LEDs orgânicos, já revolucionaram as telas de TV e celulares e logo poderão fazer muito mais. Está pronto o OLED mais fino, mais leve e mais durável fabricado até hoje, o que permite seu uso não apenas em dispositivos móveis que gastam menos bateria e telas de enrolar, mas até mesmo em implantes cerebrais. Usando uma combinação de moléculas eletroluminescentes orgânicas (à base de carbono), óxidos metálicos e camadas de proteção de polímero biocompatível, os cientistas criaram LEDs orgânicos que são tão finos e flexíveis quanto os filmes plásticos que usamos diariamente em casa para recobrir alimentos. Tentativas anteriores de desenvolver LEDs orgânicos ultrafinos enfrentaram problemas de estabilidade em ambientes com ar e umidade. Já estes novos LEDs mostraram-se extremamente robustos, sobrevivendo debaixo d'água por semanas e resistindo à exposição a solventes e plasmas gasosos. Os protótipos também foram submetidos a testes de tortura, dobrados milhares de vezes em torno do gume de uma lâmina de barbear, e continuaram funcionando. OLEDs para implantes neurais A estrutura do OLED é complexa, mas sua espessura é a menor já obtida para um dispositivo funcional e robusto. A robustez, baixa espessura e flexibilidade mecânica abre várias possibilidades para uso futuro e aplicações além das tecnologias móveis. Por exemplo, os OLEDs podem ser integrados em superfícies de trabalho, embalagens e roupas como indicadores autoemissivos, sem adicionar peso e volume ao produto. Além disso, sua estabilidade sob alta umidade e na água os torna ideais para aplicações vestíveis que requerem contato com a pele e para uso como implantes em pesquisas biomédicas. "Nossos LEDs orgânicos são perfeitamente adequados para se tornarem novas ferramentas na pesquisa biomédica e neurocientífica e podem muito bem chegar à clínica no futuro," disse o professor Malte Gather, da Universidade St Andrews, no Reino Unido. Interfaces neurais por luz A equipe já testou essas possibilidades de uso biomédico usando os OLEDs ultrafinos como ferramenta de optogenética, usando a luz para controlar os neurônios e dirigir o movimento de larvas de drosófila. Dependendo de quando e onde a luz era fornecida, as larvas começavam a rastejar para frente ou para trás, com a dinâmica da estimulação luminosa controlando a velocidade do rastejamento e outros aspectos do movimento do animal. Essa tecnologia poderia, em última análise, ser usada para melhorar os tratamentos clínicos, criando interfaces ópticas que enviem informações diretamente para o cérebro de pacientes humanos que sofrem de perda de visão, audição ou tato, sugere a equipe. Link: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=oled-mais-fino-mundo&id=010110201215#.YEKQuU6Sncc
  9. Processadores a laser Uma equipe internacional de pesquisadores anunciou o desenvolvimento do menor laser semicondutor do mundo que funciona na faixa visível e a temperatura ambiente. O laser é uma nanopartícula medindo apenas 310 nanômetros, o que o torna mais próximo da integração no interior dos processadores - os processadores fotônicos poderão fazer cálculos usando luz, em vez de eletricidade, com um salto em termos de velocidade e virtualmente decretando o fim do superaquecimento dos processadores atuais. Além da miniaturização, o nanolaser emite luz na cor verde, o que vinha sendo considerado problemático com a redução das dimensões. "No moderno campo dos semicondutores emissores de luz, existe o problema do 'hiato verde'. Essa lacuna verde significa que a eficiência quântica dos materiais semicondutores convencionais usados para diodos emissores de luz cai drasticamente na parte verde do espectro. Esse problema complica o desenvolvimento de nanolasers a temperatura ambiente feitos de materiais semicondutores convencionais," explicou o professor Sergey Makarov, da Universidade ITMO, na Rússia. A lacuna foi preenchida graças à cada vez mais famosa perovskita. Enquanto um laser tradicional precisa de dois elementos - um meio ativo, que permite a geração da emissão estimulada coerente, e um ressonador óptico, que ajuda a confinar a energia eletromagnética por um longo tempo - a perovskita cumpre as duas funções, bastando para isso dar à partícula o formato adequado. Nanolaser verde As nanopartículas funcionam como laser sob a pressão atmosférica e temperatura ambientes. Isso torna a tecnologia adequada para o desenvolvimento de chips ópticos, sensores e outros componentes que usam luz para transferir e processar informações, incluindo processadores ópticos. E os lasers que trabalham na faixa visível são particularmente interessantes porque, mantendo todas as outras propriedades iguais, eles são menores do que as fontes vermelha e infravermelha. Isto porque o volume dos nanolasers tem uma relação cúbica com o comprimento de onda da emissão - como o comprimento de onda da luz verde é três vezes menor do que o da luz infravermelha, o limite de miniaturização é muito maior para os lasers verdes. E a miniaturização é essencial para a fabricação de componentes ultracompactos para futuros sistemas ópticos de processamento de informações. fonte:
  10. Olá a todos . Meu nome é André Lira , sou músico instrumentista e o estudo da eletronica surgiu em minha vida pela necessidade de ajudar na manutenção dos equipamentos de áudio da igreja que congrego. Estou estudando e sou um aprendiz ainda , mas estou muito entusiasmado com a área dessa ciência. Conheci esse site procurando o esquema elétrico de um amplificador , acredito que aprenderei muito aqui e desde já agradeço pela oportunidade de fazer parte desse grupo seleto de profissionais.
  11. Hola a todo el mundo, mi nombre es Aitor y soy de España. Conoci electronica BR gracias a Cristian Baraggiota con su curso de videos en youtube. Olá a todos, meu nome é Aitor e sou da España. Conheci a BR electronics graças a Cristian Baraggiota com seu curso de video do Youtube
  12. O veículo transporta até dois passageiros, mas não depende deles para se locomover. [Imagem: Delsbo Electric] Veículo mais eficiente do mundo Uma equipe de estudantes e engenheiros da Universidade de Dalarna, na Suécia, construiu o veículo de maior eficiência energética do mundo. A equipe Eximus IV construiu um veículo sobre trilhos que usa 0,517 Wh para transportar uma pessoa por um quilômetro. Dito de outra forma, o índice de 0,517 Wh equivale a usar 0,63 mililitro de combustível - o que seria mais ou menos 12 gotas de gasolina - para transportar uma pessoa por 10 km. "Em teoria, o Eximus IV poderia transportar uma pessoa por quase metade de um caminho ao redor do mundo usando a energia contida em apenas um litro de gasolina," disse o professor Henrik Rodjegard, um dos coordenadores do evento. O concurso, chamado Delsbo Electric, tem como objetivo selecionar o veículo elétrico sobre trilhos mais eficiente do mundo. Sensores na pista O evento acontece em uma pista de 3,36 km, com o veículo transportando entre um e seis passageiros, sem exigências de velocidade e consumindo o mínimo de energia. Após cruzar a linha de chegada, a energia consumida por cada veículo é dividida pelo número de passageiros a bordo. O veículo Eximus fazendo o percurso sobre trilhos, que tem pontos planos e subidas. [Imagem: Delsbo Electric] Toda a extensão da pista é coberta por uma rede capaz de enviar vídeos e um fluxo constante de dados dos veículos. O equipamento de medição rastreia dados do veículo 2.000 vezes por segundo e os coloca online a cada segundo. Todos os veículos na competição deste ano consumiram menos energia do que a necessária para acender os faróis de um carro comum. Com isto, a diferença que faz o vencedor é mínima. Por exemplo, durante a primeira volta da corrida, o veículo que viria a ser o vencedor registrou um pico no consumo de energia. Ao analisar e comparar os dados de código aberto da competição, a equipe descobriu que o pico ocorreu em um ponto específico ao longo dos trilhos. Eles foram até lá, mediram tudo e descobriram uma diferença de 8 mm na distância entre os trilhos. Com isto, foi só ajustar a distância entre eixos do veículo para atingir o resultado histórico. O evento de 2021 já está com as inscrições abertas. [Imagem: Delsbo Electric] Veículo autônomo Para o ano que vem, os organizadores planejam incluir sensores de vento e temperatura ao longo de toda a pista para facilitar o desenvolvimento de sistemas automatizados mais avançados, que poderão reagir com antecedência às mudanças nas condições. Na verdade, a automação do Eximus pode ter sido um dos responsáveis pela sua vitória. O veículo continua transportando passageiros, para cumprir os regulamentos do concurso, mas este ano ele foi dirigido automaticamente por um programa de computador. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=veiculo-mais-eficiente-mundo&id=010170201103#.X6GEiflKgdU
  13. Para aqueles que ainda estao iniciando nesse mundo maravilhoso da eletronica aqui vai um link que pode ajudar aos iniciantes.
  14. É possível fotografar uma bola de golfe em resolução total a mais de 20km de distância. [Imagem: Jacqueline Orrell/SLAC] Maior câmera digital do mundo A maior câmera do mundo tirou as primeiras fotos digitais com 3,2 gigapíxeis - as maiores já capturadas em uma única foto. As imagens são tão grandes que seria necessário construir um painel com 378 telas de TV de 4k para exibir uma delas em tamanho real. A resolução da imagem é tão alta que permite tirar uma foto de uma paisagem e depois ir dando um zoom até focalizar uma bola de golfe a cerca de 24 quilômetros de distância. Essas e outras propriedades em breve viabilizarão um novo patamar para as pesquisas astrofísicas - o conjunto de sensores montado agora se tornará o coração e a alma da câmera do Observatório Vera C. Rubin, anteriormente conhecido como LSST (Large Synoptic Survey Telescope). Tendo passado nos testes, o conjunto de sensores será a seguir integrado àquela que então se tornará a maior câmera digital do mundo, cuja estrutura ainda está em construção. Quando for instalada no Observatório Rubin, no Chile, a câmera produzirá imagens panorâmicas de todo o céu austral, criando o maior filme astronômico de todos os tempos e, eventualmente, lançando luz sobre alguns dos maiores mistérios do Universo, incluindo a matéria escura e a energia escura. Este é o chamado plano focal daquela que será a maior câmera digital do mundo. [Imagem: Jacqueline Orrell/SLAC] Plano focal O teste permitiu verificar o plano focal do conjunto de sensores. De certa forma, o plano focal é semelhante ao sensor de imagem da câmera digital de um celular: Ele captura a luz emitida ou refletida por um objeto e a converte em sinais elétricos, que são usados para produzir uma imagem digital. Mas o plano focal da câmera LSST é muito mais sofisticado. Na verdade, ele contém 189 sensores, ou dispositivos de acoplamento de carga (CCDs), cada um capturando 16 megapíxeis - quase o mesmo número dos sensores de imagem da maioria das câmeras digitais modernas. Conjuntos de nove desses CCDs e seus componentes eletrônicos de apoio são montados em unidades quadradas, chamadas de "balsas científicas". Neste caso, o plano focal tem algumas propriedades verdadeiramente extraordinárias. Ele não apenas contém impressionantes 3,2 bilhões de píxeis, mas seus píxeis também são muito pequenos - cerca de 10 micrômetros de largura - e o próprio plano focal é extremamente plano, variando em não mais do que um décimo da largura de um cabelo humano ao longo de sua superfície. À esquerda, imagem captada de flores de brócolis por um orifício de 150 micrômetros - o padrão do brócolis, chamado romanesco, é ideal para analisar detalhes. [Imagem: Greg Stewart/Jacqueline Orrell/SLAC] Enxergando o invisível Com mais de 60 centímetros de largura, o plano focal também é enorme em comparação com o sensor de imagem de 1,4 polegada (3,5cm) de largura de uma câmera comum e grande o suficiente para capturar uma parte do céu do tamanho de cerca de 40 luas cheias. Por fim, todo o telescópio foi projetado de forma que os sensores de imagem sejam capazes de detectar objetos 100 milhões de vezes mais escuros do que aqueles visíveis a olho nu - uma sensibilidade que permitiria ver uma vela acesa a milhares de quilômetros de distância. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=maior-camera-digital-mundo&id=010110200909#.X1txMvlKgdU
  15. Os Processadores AMD Ryzen ™ série 5000 desenvolvidos com base na nova arquitetura de núcleo “Zen 3” oferecem desempenho de liderança abrangente para jogadores e criadores de conteúdo. A AMD apresentou a linha de Processadores AMD Ryzen 5000 Series para desktops com a nova arquitetura “Zen 3”. Oferecendo até 16 núcleos, 32 threads e 72 MB de cache no topo de linha AMD Ryzen 9 5950X, os processadores da série AMD Ryzen 5000 suportam cargas de trabalho pesadas e eficiência energética, enquanto o Processador AMD Ryzen 9 5900X oferece um aumento 26% no desempenho de jogos por geração. Com amplas melhorias em todo o núcleo, incluindo um complexo unificado de 8 núcleos com acesso direto ao cache L3 de 32 MB, a nova arquitetura de núcleo “Zen 3” da AMD oferece um aumento de 19% em instruções por ciclo (IPC) em relação a geração anterior, o maior desde a introdução dos Processadores “Zen” em 2017. AMD lança Processadores AMD Ryzen Série 5000 para desktop: as CPUs de jogos mais rápidas do mundo Nosso compromisso com cada geração de nossos processadores Ryzen é construir os melhores processadores de PC do mundo. Os novos Processadores AMD Ryzen Série 5000 para desktop estendem nossa liderança de IPC4, eficiência energética para single-core, multi-core performance e jogos, disse Saeid Moshkelani, vice-presidente sênior e gerente geral da unidade de negócios cliente da AMD. Hoje, estamos extremamente orgulhosos de oferecer o que nossa comunidade e clientes esperam dos processadores Ryzen – desempenho dominante multi-core e single-core e verdadeira liderança em jogos – tudo dentro de um amplo ecossistema de placas-mãe e chipsets disponíveis pronto para Processadores AMD Ryzen Série 5000 para desktop. Processadores AMD Ryzen Série 5000 para desktop Apresentando um grande aumento de IPC de 19% em relação à geração anterior, a arquitetura “Zen 3” leva a liderança em desempenho de jogos e criação de conteúdo, a um novo nível. A arquitetura “Zen 3” reduz a latência da comunicação acelerada de núcleo e cache e dobra o cache L3 diretamente acessível por núcleo, ao mesmo tempo que oferece até 2,8 vezes mais desempenho por watt em relação à concorrência. O topo de linha de 16 núcleos AMD Ryzen 9 5950X oferece: O mais alto desempenho de thread único de qualquer processador de jogos para desktop; O maior desempenho multi-core de qualquer processador de jogos para desktop e qualquer processador de desktop em um soquete de CPU convencional; AMD Ryzen 9 5900X de 12 núcleos oferece a melhor experiência de jogo: Média de 7% mais rápido em jogos de 1080p em títulos de jogos selecionados do que a concorrência; Média de 26% mais rápido em jogos de 1080p em títulos selecionados de geração. As placas-mãe da Série AMD 500 estão prontas para Processadores AMD Ryzen Série 5000 para Desktop com uma simples atualização do BIOS. Este amplo suporte de ecossistema e prontidão inclui mais de 100 placas-mãe da Série AMD 500 de todos os principais fabricantes de placas-mãe. Os Processadores AMD Ryzen Série 5000 para Desktop anunciados hoje devem estar disponíveis para compra globalmente em 5 de novembro de 2020. AMD Ryzen equipado para ganhar o pacote de jogos O programa de pacote de jogos AMD Ryzen Equipped to Win está de volta com o próximo capítulo altamente antecipado da série Far Cry®, Far Cry® 6 . Clientes que compram um Processador AMD Ryzen 9 5950X, AMD Ryzen 9 5900X ou AMD Ryzen 7 5800X entre 5 de novembro de 2020 e 31 de dezembro de 2020 receberão uma cópia gratuita de Far Cry® 6 Standard Edition – PC digital quando lançado. Além disso, os clientes que adquirirem um Processador AMD Ryzen 9 3950X, AMD Ryzen 9 3900XT ou AMD Ryzen 7 3800XT entre 20 de outubro de 2020 e 31 de dezembro de 2020 também receberão uma cópia gratuita do Far Cry® 6 Standard Edition – PC digital. Fonte: https://sempreupdate.com.br/amd-lanca-processadores-amd-ryzen-serie-5000-para-desktop-as-cpus-de-jogos-mais-rapidas-do-mundo/
  16. Photo of the supercomputer Fugaku. [Imagem: RIKEN] Três vezes super O supercomputador Fugaku, que está sendo desenvolvido em conjunto pelo Laboratório RIKEN e pela Fujitsu, alcançou o primeiro lugar na lista Top500, um ranking dos supercomputadores mais rápidos do mundo. O termo Fugaku é um nome alternativo para o icônico Monte Fuji. Ele também conquistou outros rankings de desempenho de supercomputadores, ocupando o primeiro lugar no HPCG, um ranking de supercomputadores executando aplicativos do mundo real, o HPL-AI, que classifica os supercomputadores com base em seus recursos de desempenho para tarefas tipicamente usadas em inteligência artificial e o Graph 500, que classifica os sistemas com base em cargas com uso intenso de dados. Esta é a primeira vez na história que o mesmo supercomputador se torna o número 1 no Top500, HPCG e Graph500 simultaneamente. E é a primeira vez que um supercomputador japonês ocupa o topo do ranking desde junho de 2011, quando o computador K - o antecessor de Fugaku - ficou em primeiro lugar. Primeiro computador em exaescala No Top500, o Fugaku alcançou uma pontuação LINPACK de 415,53 petaflops, uma pontuação largamente superior aos 148,6 petaflops do seu concorrente mais próximo, o Summit, dos Estados Unidos - e ele fez isso usando apenas 152.064 de seus 158.976 nós. No HPCG, ele obteve 13.400 teraflops usando 138.240 nós, e no HPL-AI obteve 1.421 exaflops - a primeira vez que um computador obteve uma classificação exascala em qualquer lista - usando 126.720 nós. Usando 92.160 nós, ele resolveu uma pesquisa de um enorme grafo com 1,1 trilhão de nós e 17,6 trilhões de bordas em aproximadamente 0,25 segundo, obtendo uma pontuação de 70.980 gigaTEPS, mais do que duplicando a pontuação de 31.303 gigaTEPS do computador K e superando em muito o Sunway TaihuLight, da China, atualmente o segundo da lista, com 23.756 gigaTEPS. Sociedade 5.0 O supercomputador Fugaku, atualmente sendo instalado no Centro RIKEN de Ciência da Computação, em Kobe, está sendo desenvolvido sob um plano nacional para construir a próxima geração de supercomputadores com o objetivo de executar uma ampla gama de aplicações que abordam alta questões sociais e científicas prioritárias. Ele será usado para rodar aplicativos destinados a alcançar o plano da Sociedade 5.0, executando programas em áreas como a descoberta de medicamentos, medicina personalizada e preventiva, simulações de desastres naturais, previsão do tempo e clima, criação, armazenamento e uso de energia, desenvolvimento de energia limpa, desenvolvimento de novos materiais, novos processos de projeto e produção, e - como um esforço puramente científico - tentar elucidar as leis fundamentais e a evolução do Universo. Fonte: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=supercomputador-japones-fugaku-mais-rapido-mundo&id=010175200623#.XvJM9MRKgdU
  17. Olá à todos! Meu nome é Emanno e sou um aprendiz e admirador do mundo da eletrônica e robótica, sempre fui muito fascinado por essas áreas e tenho bastante interesse em adquirir materiais, para aprofundar meus conhecimentos nesse mundo cheio de inovações.
  18. O Instituto Newton C. Braga tem Transmitido uma série chamada "O Mundo Maker" com a participação do grande mestre Newton e convidados que discutem sobre os mais variados temas na área de Eletrônica e tecnologia. Esses encontros ocorrem todas às sextas às 15:00 com duração de uma hora. Creio que a divulgação na página da ""EletronicaBR" seria de grande ajuda para eletrônica no brasil.
  19. Hola colegas..meu nome e Evariso..sou técnico em Informática formado em Cuba..hoje moro na cidade de mundo novo no MS..no momento trabalho dando acistencia a computadores Notebook e Celulares na minha cidade..gostaria de fazer parte desse grupo pra poder compartir informações que possa me ajudar e ajudar a todos aqueles que eu também faca parte do grupo.

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...