Jump to content

zazulak

Moderator
  • Content Count

    1,727
  • Avg. Content Per Day

    0.84
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    15
  • Credit

    6805
  • Country

    Brazil

Everything posted by zazulak

  1. Buenas, não manjo de CCS, mas acho que o clock não está configurado corretamente. Experimente adiconar a linha #FUSES INTOSCIO no início do programa.
  2. Buenas, se você quiser, eu posso juntar o seu outro tópico com esse, mas acho que não seria o caso, porque são defeitos diferentes. Veja se está saindo sinal no amplificador de aciona a corneta (como essa caixa é biamplificada, tem um pro woofer e outro pra corneta). Se estiver, o defeito pode ser o relé de saída, ou um fusível aberto. Já se não tiver sinal na saída, e o seu técnico tem certeza que os amplificadores estão 100%, então o B.O. está lá na placa do pré. Sugestão: TROQUE direto sem medir TODOS os capacitores de 10uF/25V que ficam na linha do sinal de audio. Já peguei caso de amplificador totalmente mudo que a causa era um capacitor desses seco.
  3. Buenas, parece que o fusível estourou. Veja se não tem curto mais pra frente (os 4 diodos da entrada, o capacitor principal e o integrado chaveador). Poste uma foto mais nítida, ou veja e poste aqui o nome do integrado chaveador. Uma foto da parte de baixo da placa também ajuda.
  4. Acredito que sim.. mas mesmo que o fusor estivesse aberto, não iria impedir a fonte de funcionar Isso é a Pro400 mono. Se fizer um curto momentâneo no conector onde vai o botão l/d (se não me engano são os pinos 4 e 5 do J211) ela pula de volta para 24. O processador que tem na própria fonte memoriza o ultimo estado da impressora (ligada/desligada). Por isso que quando são ligadas após o reparo algumas ligam no estado ON (com 24v na saída, e batem o relé) e outras em stand-by (com algo entre 3.3 e 5v). Se o transformador estiver danificado, pode colocar até um transistor acionador de motor de trem aí que não vai funcionar. Mas, antes de condenar o transformador, verifique o seguinte: - se o integrado da fonte dos 24V está ok (aquele SSC9502 na outra placa): se ele estiver com curto na alimentação, derruba a fonte no momento que se aperta o botão de ligar - se os resistores do source do fet para o pino 3 do integrado estão ok - se o resistor de source não está alterado. Aparentemente o dessa fonte aí não foi trocado ainda.É aquele de 0r91 do source do fet para o gnd. Pode colocar um um pouco menor, tipo 0r68. - se não tem nenhum componente danificado na linha que vai do pino 5 do integrado para o gate do fet - se aquele resistor próximo a um pequeno eletrolítico ao lado do transformador não abriu. Se ele abre a fonte fica "soluçando" Se tudo isso está ok, aí só sobra o transformador mesmo . O ideal é, se não tiver como medir, conseguir um de outra fonte para testar. Você tem osciloscópio?
  5. Buenas, a primeira coisa a verificar é se há curto na linha de alimentação de um dos integrados de controle. O da fonte principal é aquele L6599 no meio da placa, e o do PFC é aquele que fica mais para baixo, que não deu pra ler o código.
  6. Buenas, 10uF é demais para um capacitor cerâmico comum, mas não para um cerâmico multicamadas, ou mkp (polipropileno). Você sabe qual a função deles na placa? Se eles são submetidos a um ripple de corrente muito alto, aí não dá pra usar capacitor de tântalo: eles estouram quenem pipoca.. e se colocar eletrolítico, não vai durar nem 1 hora. Já se for uma função tipo filtrar a alimentação dos drivers dos igbts, pode colocar de tântalo (atentando para a polaridade) sem problemas. Tem foto dos capacitores originais?
  7. Nenhum específico para isso: Aproveitei uma das N vulnerabilidades do Windows.. fiz aquele cambalacho de iniciar a máquina via pendrive com linux, montar a partição, renomear um dos programas de acessibilidade (no caso renomeei o sethc.exe, das teclas de aderência, mas poderia ter sido o da lupa ou do teclado virtual) e fiz uma cópia do cmd.exe com o nome sethc.exe. Aí ao iniciar o windows, na tela de login é só ficar apertando o shift, aí em vez de ativar as teclas de aderência ele abre um prompt. Pelo prompt ativei a conta de administrador (comando net user), defini uma senha qualquer, e loguei. Só que cheguei no painel de controle todo feliz achando que ia encontrar ali um controle de brilho e... necas, porque o windows entendia que estava instalado num desktop.
  8. Buenas, o original é o FA5570, mas o FA5541 deveria funcionar. Fet superaquecendo geralmente é sinal que o transformador está daníficado. Se tiver um indutímetro (ou um multimetro que meça indutância), tire fora o transformador e meça a indutância do primário: deve dar cerca de 1,05mH.
  9. Por favor, não "ressucite" tópicos antigos. Abra um novo tópipo, e poste uma foto da placa.
  10. Buenas, o manual de serviço desse som não tem o esquema.. basicamente, não serve pra nada. Poste umas fotos da placa, e veja onde esse diodo é ligado. Se ele for ligado em anti-paralelo com um capacitor, e ligado ao pino 48 dos TAS da saída, é um zener, se não me engano de 12V.
  11. Mas você tem créditos, é só ir na opção "assinaturas" aí em cima e comprar o pacote Download 1, aí consegue baixar o reset.
  12. Interessante. Ainda não tinha visto placa de inverter com PFC.. Esse FBA42060 é basicamente uma ponte retificadora, um igbt e um diodo, mais a etapa de controle. Até dá pra fazer uma enjambra no lugar dele com componentes discretos, mas o mais viável seria importar ele (ele não é tão caro lá fora).
  13. Buenas, se você tirar um deles da placa, e olhar do outro lado, tem escrito o código. O mais usado em placas de inverter Samsung é esse: https://www.mouser.com/datasheet/2/149/FNA41560-1008744.pdf Tire os dois e confirme o código antes de comprar, porque nem sempre os dois são iguais: Esses módulos existem em versões de 5 até 20 amperes, e são externamente idênticos. Um deles aciona o compressor, o outro o ventilador, e o do compressor costuma ser para maior corrente.
  14. Buenas, o único componente que aparece com esse código nas tabelas de smd é um DMP2035, um fet canal p. O equivalente mais próximo que se acha por aqui é o AO3413. Provavelmente tem mais alguém em curto aí, para ter feito ele queimar. Para testar, você pode simplesmente jumpear o dreno e o source. ps. Reparou que o C59 está torrado? Pode ter sido ele a causa da queima.
  15. Buenas, isso aí é meio comum mesmo em Dell. Quando não é um dos trocentos capacitores da linha do vcc, é esse curto entre camadas. Felizmente, nessa area da placa não passa nenhuma trilha de sinal nas camadas internas, então o que costumo fazer é simplesmente "cavocar" mais o buraco, até eliminar toda a carbonização. As vezes a area carbonizada é maior, chegando a ter que atravessar a placa pra tirar tudo. Tem casos onde é necessário fazer um jumper pra restabelecer a continuidade da trilha, mas é bem raro. Para limpar a carbonização eu costumo usar a micro retífica com uma broca dessas: https://www.onemedicalshop.com.br/odontologia/broca-de-tungstenio-carbide-peca-de-mao-esferica-c1-104-008?parceiro=9550 Essa broca se acha em lojas de produtos para dentista. É só pedir por "broca esférica para peça de mão".
  16. Buenas, tem foto dos capacitores que estavam ali antes? Se eles estão na linha de 19V, com certeza não são de 330uF: Um capacitor de tântalo smd de 330uF/25v (se existisse) seria bem maior que o espaço que tem para ele aí na placa. Os capacitores que vão aí são de 15uF/25V, iguais a aqueles dois que tem próximos à passagem de ar da ventoinha (com inscrições na cor branca). Esses de 330uF são para 2,5V.. não servem para a linha dos 19.
  17. Buenas, ele conduz a corrente caso o fet seja submetido a polaridade reversa. Esses diodos em anti-paralelo que aparecem no simbolo dos fets na prática não existem: É a própria estrutura da junção do mosfet (diferente do jfet) que faz com que ele se comporte como um diodo se a polaridade for invertida.
  18. Buenas, você tem o gravador de memória spi? Embora esse system tenha opção de atualizar por pendrive, quando ele não responde ao comando de ligar, geralmente só tirando a memória e regravando fora para funcionar. E, é bem comum a memória estar danificada: As vezes se grava, funciona um pouco e logo volta a dar defeito.
  19. Cara, isso aí dá assunto para escrever um TCC, ahah O comportamento vai depender do nobreak. E, sim, já vi caso de o cara largar o nobreak recém consertado no banco de trás do carro com a tomada ligada numa das saídas, empurrar contra o banco, o que fez ligar a chave e... BUM! A maioria dos nobreaks atuais de onda quadrada, microprocessados, simplesmente fica trabalhando em modo bateria, pois analiza a tensão da entrada ponto a ponto, e não comuta pra rede por causa da onda quadrada. Exemplos: NHS Mini / Compact plus, Enermax Yup-e / Power Guard com processador atmega88. Os senoidais, tipo esse SMS que aparece desmontado no seu vídeo, ficam com uma leve instabilidade na tensão e frequência de saída, e as vezes tentam comutar para rede e voltam pra bateria. É o mesmo comportamento de quando o relé de transferência cola. Se a tomada de entrada estiver sem o pino terra e for ligada invertida na saída, vai automaticamente colocar a fase da saída em curto com o neutro (que em praticamente todos os nobreaks , exceto os isolados, é comum à entrada e saída). Na maioria dos nobreaks atuais isso vai resultar num aviso de sobrecarga e desligamento do inversor. Alguns mais antigos que não são microprocessados e só se baseiam no valor médio da tensão da entrada ficam "indo e vindo" entre rede e bateria. Exemplo: Ceccarelli Os dois casos de explosão que presenciei foram com nobreaks que não tinham proteção contra sobrecarga, um Tronix e um Kwa (ambos são de montagem, digamos... "caseira"). No Tronix, por um erro de montagem, a fase e neutro da entrada estavam invertidos (o cabo tinha as cores invertidas, fase no branco e neutro no preto, como os cabos usados nos SMS), e no Kwa, a tomada foi ligada invertida porque estava sem pino terra.
  20. Buenas, pessoal peguei um lote de all in one desse modelo com um defeito inusitado: a imagem ficava fraca, como se houvesse um defeito no backlight. Mas, mesmo trocando o driver dos leds, dando um clear cmos, regravando bios e por fim trocando a tela inteira continuavam do mesmo jeito. Gostaria de compartilhar a solução que encontrei. É um pouco trabalhosa mas foi a única maneira que achei de restaurar o brilho da tela sem trocar a placa mãe. Se algúem conhece algum jeito mais fácil me diga, pois levei umas 6 horas batendo cabeça até descobrir. O que descobri foi o seguinte: Como esse all in one é uma tremenda gambiarra montada em cima de uma placa mãe de notebook - a mesma usada em alguns Philco - a placa tem suporte a ajuste de brilho, mas como a bios dele é "capada" pela Positivo, não aparece a opção de ajustar brilho nas opções de energia do Windows. E, como um teclado de desktop não tem a tecla FN, não tem como ajustar via combinação de teclas. E, mesmo que o teclado tivesse o FN, não sei se funcionaria, justamente pelo fato de a bios ser modificada para fazer o sistema operacional pensar que está num desktop. Pra piorar, esses Aio tiveram o Windows configurado para logar no domínio do cliente, então não tinha como acessar as opções de energia no painel de controle. Experimentei quebrar a senha de um deles, só pra chegar no painel de controle e descobrir que não tinha opção de ajuste de brilho. Para conseguir colocar o brilho de volta no máximo, fiz o seguinte: - iniciar a partir de um pendrive com Linux. No caso usei a distro Archbang, que é bem enxuta e já inicia com um ambiente gráfico funcional. - abrir um terminal e mudar para o usuário root com o comando: $ sudo su - setar o backlight no nível máximo (que nesses Aio descobri que é 7), com o comando: # echo 7 | tee /sys/class/backlight/acpi_video0/brightness - e mandar desligar para ele salvar o novo valor de brilho, com o comando: # halt E pronto, ele volta a ter imagem com intensidade normal.
  21. Buenas, poste umas fotos da placa, pra podermos identificar o tipo de circuito. Pelas fotos que vi na net, parece ser um circuito convencional em meia ponte. Nesse caso, a primeira coisa a verificar são os transistores chaveadores da fonte principal, no primário.
  22. Buenas, os resistores de gate são todos de 10r, e os capacitores de poliester são todos iguais ao C106 ali na esquerda, que não torrou. Os resistores em série com os capacitores de poliester provavelmente não torraram, é só passar um pincel com solvente para limpar.
  23. Buenas, seja benvindo ao fórum Vejo que ainda não se apresentou. Crie um tópico na area de apresentações (https://eletronicabr.com/forums/forum/74-apresentações/) para podermos lhe conhecer melhor. Explique melhor o que acontece com o som, se ele liga normalmente e responde aos comandos do painel, como estão as tensões na placa do amplificador, etc..
  24. Buenas, eu também procurei, e o máximo que achei foram anúncios oferecendo ele para venda cópias scanneadas dele. Como é um aparelho relativamente antigo, não existe esquema dele em PDF original. Se você está com dificuldade para reparar um desses, abra um tópico aqui, colocando umas fotos das placas, o nome dos integrados principais, e relatando o que você já verificou nele. Consertei alguns desses há anos atrás, e pelo que lembro ele tem algumas coisas em comum com o LBT-A20 e o LBT-A46.

SOBRE O ELETRÔNICABR

EletrônicaBR é o melhor fórum técnico online, temos o maior e mais atualizado acervo de Esquemas, Bios e Firmwares da internet. Através de nosso sistema de créditos, usuários participativos têm acesso totalmente gratuito. Os melhores técnicos do mundo estão aqui!
Técnico sem o EletrônicaBR não é um técnico completo! Leia Mais...
×
×
  • Create New...